Um eletrocardiograma (ECG) é um exame médico não invasivo que registra a atividade elétrica do coração. É comumente usado para detectar e diagnosticar várias condições cardíacas. O ECG é uma ferramenta valiosa para profissionais de saúde, pois fornece informações importantes sobre o ritmo, frequência e saúde geral do coração.

O ECG é realizado colocando eletrodos no peito, braços e pernas do paciente. Esses eletrodos são conectados a um aparelho que registra os sinais elétricos gerados pelo coração. O gráfico resultante, conhecido como eletrocardiograma, exibe a atividade elétrica do coração na forma de ondas.

Escolha a cidade onde você está buscando um serviço

Para que serve um eletrocardiograma (ECG)

Um eletrocardiograma é usado para várias finalidades no campo da cardiologia. Uma das principais utilizações do ECG é diagnosticar anormalidades no ritmo cardíaco, também conhecidas como arritmias. Essas anormalidades podem incluir um ritmo cardíaco rápido ou lento, batimentos cardíacos irregulares ou batimentos pulados.

Além disso, um ECG pode ajudar a identificar a presença de isquemia, que é um fluxo sanguíneo reduzido para o músculo cardíaco. Isso é particularmente útil no diagnóstico e monitoramento de condições como angina pectoris ou um ataque cardíaco. Ao analisar o ECG, os profissionais de saúde podem determinar a gravidade e localização do bloqueio, permitindo o tratamento apropriado.

Além disso, um ECG pode ser usado para avaliar a eficácia de certos medicamentos cardíacos ou intervenções. Comparando ECGs feitos antes e depois do tratamento, os médicos podem avaliar o impacto dos medicamentos ou procedimentos na atividade elétrica do coração.

Como funciona um eletrocardiograma (ECG)

Um eletrocardiograma funciona medindo a atividade elétrica do coração. O sistema elétrico do coração é composto por células especializadas que geram impulsos elétricos, que regulam os batimentos cardíacos. Esses impulsos percorrem o coração, fazendo-o contrair e bombear sangue.

Durante um ECG, eletrodos são colocados em locais específicos do corpo para detectar esses sinais elétricos. Os eletrodos são conectados a um aparelho que registra a atividade elétrica e a exibe como um gráfico. Cada onda no gráfico representa um evento específico no ciclo cardíaco, fornecendo informações valiosas sobre a função do coração.

O gráfico do ECG é composto por várias ondas, cada uma representando uma fase diferente do ciclo cardíaco. A onda P representa a despolarização das aurículas, enquanto o complexo QRS representa a despolarização dos ventrículos. A onda T representa a repolarização dos ventrículos. Ao analisar a forma, duração e intervalos entre essas ondas, os profissionais de saúde podem identificar anormalidades e fazer diagnósticos precisos.

Quanto tempo dura um eletrocardiograma (ECG)

Um eletrocardiograma (ECG) é um exame relativamente rápido e direto. O processo de registro real geralmente leva de cinco a dez minutos. No entanto, o tempo total gasto na unidade de saúde pode variar dependendo das circunstâncias específicas e de quaisquer procedimentos adicionais necessários.

Ecg (eletrocardiograma): especialistas e clínicas recomendados

São Paulo

G2 Health Medicina Intergrada

Cardiologista, Cirurgião do aparelho digestivo, Dermatologista

, Endocrinologista, Nutricionista, Nutrólogo, Pneumologista, Psicólogo, Psiquiatra, Urologista Mais
Rua Cincinato Braga 37, cj 32, São Paulo
423 opiniões
Mostrar perfil
Clínica Claritas

Cardiologista, Nutricionista, Psicólogo

, Psiquiatra Mais
Rua Marinho Falcão, 23, São Paulo
69 opiniões
Mostrar perfil

Rio de Janeiro

NLM Cirurgia do Coração

Cardiologista, Cirurgião cardiovascular, Intensivista

Praia do Flamengo 66 Bloco B Sala 1519, Rio de Janeiro
305 opiniões
Mostrar perfil
RB Clinica Raskovisch Bartholo

Cardiologista, Médico clínico geral, Dermatologista

, Endocrinologista, Gastroenterologista, Ginecologista, Neurologista, Nutricionista, Nutrólogo, Pneumologista, Reumatologista Mais
Unique Offices. Rua André Rocha 750, sala 608/609. Taquara, Rio de Janeiro
2565 opiniões
Mostrar perfil

Brasília

Life Care Clinic

Cardiologista, Médico clínico geral, Endocrinologista

, Enfermeiro, Nutricionista, Psicólogo Mais
Rua 9 Norte, lote 1, sala 603. Ed Atlantis Trade Center, Águas Claras
308 opiniões
Mostrar perfil
CARDIO CLÍNICA - Cardiologia, Arritmias Cardíacas, exames cardiovasculares

Cardiologista, Especialista em diagnóstico por imagem, Especialista em medicina preventiva

SHLS Q 716 Conjunto l. Edifício Centro Clínico Sul Torre 1 salas 01 A 04, Brasília
850 opiniões
Mostrar perfil

Salvador

Dr. Rodolfo Godinho Souza Dourado Lima

Cardiologista, Médico clínico geral, Intensivista

(Cardio-oncologia) Mais
Avenida Professor Magalhães Neto, 1541 - Sala 1005, Salvador
4 opiniões
Mostrar perfil
Dr. Joel Alves Pinho Filho

Cardiologista, Médico clínico geral

Avenida Anita Garibaldi 1555, Salvador
230 opiniões
Mostrar perfil

Perguntas frequentes

O que um eletrocardiograma (ECG) detecta?

Um eletrocardiograma (ECG) é um exame de diagnóstico valioso que pode detectar várias anormalidades e condições relacionadas ao coração. Ao analisar os sinais elétricos produzidos pelo coração, os profissionais de saúde podem obter informações sobre o ritmo, frequência e função geral do coração.

Uma das principais condições detectadas por um ECG são as arritmias, que são ritmos cardíacos anormais. Essas anormalidades podem incluir taquicardia (ritmo cardíaco rápido), bradicardia (ritmo cardíaco lento) ou batimentos cardíacos irregulares. Ao identificar essas anormalidades, os médicos podem determinar o tratamento e as opções de gerenciamento apropriados.

Além disso, um ECG pode detectar a presença de isquemia, que é um fluxo sanguíneo reduzido para o músculo cardíaco. Isso pode ser indicativo de condições como angina pectoris ou um ataque cardíaco. Ao analisar o ECG, os profissionais de saúde podem avaliar a gravidade e a localização do bloqueio, permitindo uma intervenção oportuna.

O ECG também pode fornecer informações sobre o tamanho e espessura do músculo cardíaco. Isso pode ajudar no diagnóstico de condições como cardiomiopatia ou insuficiência cardíaca. Ao analisar o ECG, os médicos podem determinar a extensão do dano e desenvolver um plano de tratamento adequado.


Como interpretar um eletrocardiograma (ECG)

A interpretação de um eletrocardiograma requer experiência e conhecimento de um cardiologista. O médico analisa as imagens e informações fornecidas pelo eletrocardiograma para avaliar a estrutura, função e possível presença de anormalidades no coração. Diversos parâmetros são considerados, como o tamanho das câmaras cardíacas, a função das válvulas cardíacas, a contração do músculo cardíaco e o fluxo sanguíneo. O médico elabora um relatório detalhado dos resultados e fornece um diagnóstico e recomendações apropriadas com base nos dados obtidos.


Quais são os valores normais e anormais em um eletrocardiograma?

Um eletrocardiograma (ECG) fornece informações valiosas sobre a atividade elétrica do coração. Ao comparar os valores registrados com normas estabelecidas, os profissionais de saúde podem identificar desvios e determinar se o ECG está dentro da faixa esperada.

É importante observar que a interpretação de um ECG deve levar em consideração os sintomas do paciente, histórico médico e outros exames de diagnóstico. Sempre é recomendável consultar um profissional de saúde para obter um diagnóstico preciso e tratamento adequado.


Um ECG pode detectar angina pectoris?

Sim, um ECG pode detectar indiretamente a angina pectoris ao mostrar alterações específicas no segmento ST. Durante episódios de dor no peito, o ECG pode revelar depressão do segmento ST. Essa variação em relação à linha de base indica um fluxo sanguíneo reduzido para o músculo cardíaco, o que é característico da angina pectoris.


Como saber se há um infarto em um ECG?

Infartos do miocárdio podem ser detectados em um ECG ao observar o elevação do segmento ST em derivações específicas. A localização e a extensão dessa elevação ajudam a identificar a área afetada do coração. Essa elevação é frequentemente um indicador claro de lesão cardíaca aguda e é um marcador diagnóstico crítico para ataques cardíacos.


Como se preparar para um eletrocardiograma?

A preparação para um eletrocardiograma (ECG) é relativamente simples. Os pacientes devem usar roupas folgadas para permitir o posicionamento dos eletrodos no peito, braços e pernas. É essencial informar ao profissional de saúde sobre quaisquer medicamentos ou condições de saúde subjacentes. Além disso, evite aplicar loções ou óleos na região do peito antes do procedimento, pois essas substâncias podem interferir na aderência dos eletrodos e afetar a precisão do registro do ECG.


Existem riscos em um eletrocardiograma?

Os ECGs são geralmente seguros e não invasivos, com riscos mínimos. Raramente, algumas pessoas podem experimentar irritação na pele ou reações alérgicas ao adesivo dos eletrodos. No entanto, o procedimento em si não envolve radiação e não representa riscos significativos para o paciente. É uma ferramenta de diagnóstico padrão usada para avaliar a saúde cardíaca e identificar várias condições cardíacas.

Perguntas sobre ECG (eletrocardiograma)

Nossos especialistas responderam a 3 perguntas sobre ECG (eletrocardiograma)

Olá! Taquicardia sinusal consiste no ritmo normal do coração acelerado e não é considerada uma arritmia em si. A alteração de repolarização ventriclar é um achado inespecífico e que pode correlacionar…

Disfunção diastólica significa alteração do relaxamento do músculo cardíaco após cada contração. A disfunção diastólica pode acontecer com o avançar da idade, e por comorbidades como hipertensão…

Especialistas falam sobre ECG (eletrocardiograma)

O eletrocardiograma de repouso é um exame simples e indolor, indicado para avaliar o coração. No tórax do paciente deitado, são colocados adesivos e fios para checar como o impulso elétrico se espalha no coração,o ritmo e a frequência cardíaca. É um exame que pode ser feito em qualquer faixa etária, para diagnóstico e acompanhamento de doenças (não só das desordens cardíacas), na avaliação pré- operatória e na avaliação de praticantes de exercícios.

Luciana Souza

Cardiologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

É o mais simples exame na cardiologia, após o exame físico, com ele podesse identificar no momento de execursão a presença de arritmias, possibilidade de doenças coronarianas, alterações eletroliticas e bloqueios

Eduardo Jose Benicio Gonzalez

Cardiologista

Lauro de Freitas


Com o Eletrocardiograma nos cardiologistas podemos descobrir doenças com Arritmias cardíaca, angina, infarto, etc.

Giovanny Justiniano Salazar

Médico clínico geral

Formiga


O eletrocardiograma (ECG) é um exame realizado à beira do leito, muitas vezes junto à consulta com o cardiologista. São colocados eletrodos nos braços, pernas e distribuídos no peito do paciente, que são capazes de registrar a atividade elétrica do coração. A análise do traçado do eletrocardiograma permite avaliar a presença de arritmias, de indícios de obstruções das coronárias (artérias que levam sangue ao músculo cardíaco e responsáveis pelo infarto agudo do miocárdio) e alterações da estrutura cardíaca. Ele deve ser sempre usado em avaliações cardíacas, como primeira consulta, acompanhamento, avaliações pré operatórias e muitas outras ocasiões.

Leonardo Fernando Ferrari Nogueira

Cardiologista, Médico clínico geral

São Paulo


Exame que registra os impulsos elétricos gerados pelo coração captados na pele do paciente. É um exame de fácil obtenção e que nos trás muitas informações úteis.

O eletrocardiograma é uma das ferramentas mais comumente utilizadas para a avaliação da doença cardíaca. É um exame importante para a avaliação do ritmo cardíaco, detecção de isquemia miocárdica, infarto do miocardio e hipertrofia ventricular, bem como outras condições cardíacas.

Shirley Yumi Hayashi

Cardiologista

Curitiba


O eletrocardiograma (ECG) é um dos exames mais simples da cardiologia, que tem como objetivo avaliar a atividade elétrica do coração. Sua realização é rápida, indolor e não invasiva. Células especiais normalmente localizadas na câmara superior direita desencadeia impulsos elétricos, que percorrem o sistema elétrico do coração, gerando o batimento cardíaco. O ECG registra esses sinais elétricos através de eletrodos posicionados no tórax e nos membros do paciente. O cardiologista utiliza o eletrocardiograma para diagnosticar ou descartar doenças cardíacas.

Gracielly Barros

Cardiologista

Cariacica


O eletrocardiograma é um exame simples, seguro e que dá muitas informações importantes. Ele mostra o ritmo do coração, podemos ter uma ideia do tamanho e de sobrecarga das câmaras cardíacas. Pode-se ver áreas de infarto prévio, bloqueios elétricos, áreas de sofrimento do músculo (isquemia) e algumas doenças de nascença também. É um exame ótimo para seguimento, pois comparando com eletrocardiogramas anteriores podemos acompanhar muitas doenças cardíacas. Faz parte do exame cardiológico. É seguro, rápido e não invasivo. Por isso não estranhe se o cardiologista repete o eletrocardiograma a cada 3 ou 4 meses, pois para muitas pessoas é essencial este acompanhamento.

Ana Catarina Periotto

Cardiologista

São José dos Campos


Realizar o eletrocardiograma de repouso ajuda a identificar doenças do coração potencialmente graves onde algumas vezes não há sintomas. Serve também para avaliação inicial de aptidão para atividades físicas, de acordo com o histórico médico pessoal de cada pessoa, orientando qual será o limite de atividade física que cada um poderá realizar com segurança. Fazemos o exame em domicílio se houver necessidade.

Roberto Schuray Benjamin Filho

Generalista

Águas de Lindóia


O ecg analisa o sistema elétrico do coração, é um exame vital para determinar a presença e a gravidade de isquemia miocárdica aguda, localizar os locais de origem e as vias das taquiarritmias, avaliar as opções terapêuticas para pacientes com insuficiência cardíaca e identificar e avaliar pacientes com doenças genéticas propensas a arritmias.

Ana Carolina Lahaud Ramos

Médico clínico geral

Teresópolis


É o exame básico necessário ao cardiologista para fazer uma avaliação rápida da estrutura muscular e elétrica do coração do paciente. Podemos verificar se toda a rede elétrica cardíaca está funcionando adequadamente, se o músculo cardíaco está sobrecarregado em alguma região anatômica específica. Toda consulta deve ser acompanhada desse exame.

Ivo Alberto Nobrega Silva

Cardiologista, Médico clínico geral, Médico de emergência

Londrina


Com mais de CEM anos de existência, o eletrocardiograma (ECG) ainda é exame de fundamental importância para o diagnóstico e acompanhamento de diversas doenças cardiológicas, bem como para a prevenção de diversas condições. Rápido, indolor e de fácil realização, o exame pode ser feito no consultório ou até mesmo em casa. Sua correta interpretação requer atenção e experiência, sendo sempre desejável a avaliação de um Cardiologista, Arritmologista ou Cirurgião Cardiovascular.

Luciano Jannuzzi Carneiro

Cardiologista, Cirurgião cardiovascular

Santos


Avaliação eletrocardiográfica é um exame que permite obter importantes dados da atividade cardíaca, sendo um método simples, rápido, seguro e barato, ao alcance de todos, também não exigindo nenhum preparo especial para sua realização.

Paulo César Ferreira Dos Santos

Médico de família, Cardiologista

Itaúna


O eletrocardiograma faz o registro da atividade elétrica do coração, sendo um exame não-invasivo, de baixo custo, de grande disponibilidade, rápido e que pode trazer algumas informações: presença de arritmia, sinais de aumento da área cardíaca, alterações que podem significar obstrução de alguma artéria, entre outros.

Realizo durante a consulta, quando necessário, Eletrocardiograma Digital Computadorizado de última geração, que permite o diagnóstico de diversos distúrbios cardíacos, ainda que sutis, tais como arritmias, cardiomegalia (coração aumentado), distúrbios de condução elétrica, isquemia (deficiência de circulação sanguínea cardíaca) e infartos agudo ou antigo.

O ECG é um exame que permite avaliar o ritmo do coração e o número de batimentos por minuto. O resultado é registrado em gráficos que permitem identificar se há arritmias, infarto do miocárdio prévio, distúrbios na condução elétrica do órgão, entre outras alterações.

Diego Garcia

Cardiologista, Médico clínico geral

São Paulo

Agendar uma visita

Durante a consulta médica com o cardiologista, é realizado o Eletrocardiograma (ECG), exame não-invasivo, que registra a atividade elétrica do coração e dá um primeiro parecer ao médico sobre a saúde do seu coração.

Stoessel Figueiredo De Assis

Cardiologista

São Paulo


O coração é formado por músculo cardíaco, responsável por bombear o sangue para o corpo e para os pulmoes, e por um tecido de condução que gera e conduz o estímulo pelo coração, estimulando a contração do músculo. O ECG é um aparelho que através de eletrodos posicionados no corpo do paciente consegue captar esse estímulo elétrico e registra-lo em uma folha de papel milimetrado, permitindo que se analise o mesmo, gerando informações importantes que permitem o diagnóstico de diversas condições, como: - Arritmias cardíacas - Aumento do tamanho ou espessura do coração - Diagnóstico e diferenciação dos diferentes tipos de infarto do miocárdio - Distúrbios de condução e ouras doenças.

O ECG é um exame que registra a atividade elétrica do coração e permite a avaliação do ritmo cardíaco. _a informação registrada no ECG representa os impulsos elétricos do coração; é indolor, sem radiação ou necessidade de preparo pelo paciente; _consiste na colocação de fios/ cabos nos membros e no tórax da criança (através de pregadores de plástico e eletrodos adesivos), para que os impulsos elétricos captados sejam transmitidos ao equipamento e o traçado eletrocardiográfico seja impresso, para, então, ser analisado pelo cardiologista.

Ana Tereza Antunes Monteiro De Souza

Cardiologista

Rio de Janeiro