Eletroneuromiografia - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas - eletroneuromiografia

Ademir Aragão Moura

Ademir Aragão Moura

Neurologista, Neurofisiologista

Teresina

Agendar uma visita
Vitor Marques Caldas

Vitor Marques Caldas

Neurologista, Neurofisiologista

Brasília

Agendar uma visita
Ingrid Faber

Ingrid Faber

Neurologista, Neurofisiologista

Brasília

Agendar uma visita
Bruna Nadiely Victor da Silva

Bruna Nadiely Victor da Silva

Neurofisiologista, Neurologista

João Pessoa

Agendar uma visita

Perguntas sobre Eletroneuromiografia

Nossos especialistas responderam a 81 perguntas sobre Eletroneuromiografia

Bom dia. Sim, associado ao exame clínico do neurologista, o exame de eletroneuromiografia é o mais indicado para avaliação de lesoes em raízes cervicais, incluindo C3, C4 e C5.
1 respostas


Olá ! Não . O exame não causa qualquer dano sequelar , não há procedimento que possa causar edema ( inchaço ) , mesmo a etapa que utilizamos agulhas , não fere ou causa reações inflamatórias…
1 respostas


Bom dia, o exame de eletroneuromiografia não é interferido pelo quadro de crise álgica, mantendo sua sensibilidade e especificidade. Porém, por conta de dor na região aferida, o exame pode se…
1 respostas

Especialistas falam sobre Eletroneuromiografia

A Eletroneuromiografia é um método de diagnóstico neurofisiológico usado na avaliação diagnóstica e prognostica das doenças dos nervos periféricos, plexos, raízes, neurônios motores espinhais, além dos músculos e junções neuromuscular. O Exame consta dos testes de neurocondução (condução nervosa sensitiva e motora, ondas F e reflexos Hde raízes cervicais ou lombares) e do exame eletromiográfico com agulha. Os testes de neurocondução são realizados com estímulos elétricos aplicados nos nervos periféricos, que são ligeiramente dolorosos mas suportáveis. Os estímulos elétricos não trazem nenhuma reação adversa. O exame eletromiográfico é realizado com eletrodo de agulha descartáveis.

Paulo Diniz Da Gama

Neurofisiologista, Neurologista

Sorocaba


A eletroneuromiografia é um exame realizado por um médico que permite diagnosticar e avaliar o prognóstico das doenças dos nervos periféricos, plexos, raízes, neurônios motores espinhais, além de músculos e junção neuromuscular. É um exame feito em duas partes. Na primeira mede-se a condução nervosa através de pequenos choques elétricos nos nervos periféricos. A segunda parte consiste na introdução de eletrodos de agulhas bem finas em diferentes músculos com a finalidade de analisar a atividade muscular no repouso, no esforço muscular leve e contração máxima.

Vanessa Teixeira Muller

Neurologista, Psiquiatra

Rio de Janeiro


Importante ferramenta diagnostica para transtornos dos nervos e dos músculos que comprometem os membros superiores e inferiores: doenças da coluna cervical e lombar, dor ciática, compressão de nervos nos braços e pernas. O exame é realizado através de estímulos elétricos aplicador nos braços e pernas e por meio da introdução de eletrodos de agulha nos músculos. É necessário estar com os membros a serem estudados aquecidos, sem creme e limpos. O exame demora cerca de 45 a 60 minutos e o resultado do exame é disponibilizado na maioria das vezes imediatamente.

Patrick Teixeira Cateringer

Neurologista

Barreiras


Trata-se de um exame complementar que avalia o funcionamento dos nervos periféricos, além da contração de diversos músculos, auxiliando no diagnóstico de diversas doenças que possam comprometer tais estruturas. Este exame auxilia o médico solicitante a localizar onde está o processo patológico, se nos nervos ou nos músculos, e que tipo de acometimento está ocorrendo, permitindo maior certeza no diagnóstico da doença e, consequentemente, o tratamento mais adequado. É um exame seguro, não havendo necessidade de jejum ou qualquer tipo de sedação.

A eletroneuromiografia é um procedimento diagnóstico usado para avaliar a saúde dos músculos e dos nervos através da avaliação dos seus sinais elétricos captados por pequenos instrumentos chamados eletrodos. A eletroneuromiografia traduz esses sinais em gráficos, sons e valores numéricos que são interpretados pelo médico especialista.O exame compreende 2 partes: 1.Eletroneurografia: É o estudo da condução nervosa através de pequenos "choques" inócuos de baixa intensidade. 2.Eletromiografia: uma agulha é inserida no músculo para registrar sua atividade muscular. A eletromiografia pode revelar disfunção no nervo, no músculo ou problemas na transmissão de sinal do nervo ao músculo.

Ademir Aragão Moura

Neurologista, Neurofisiologista

Teresina

Agendar uma visita

É um exame que estuda os nervos, raízes nervosas e músculos em pacientes com queixa de fraqueza muscular, atrofia, dificuldades para andar, além de queixa de dor e alterações da sensibilidade. É dividida em 2 etapas: a neurocondução e a eletromiografia. A primeira consiste em pequenos estímulos elétricos aplicados na superficie dos braços e/ou pernas para se obter sinais elétricos a serem interpretados. A seguir é feita a análise do funcionamento dos músculos através de um eletrodo em formato de agulha introduzido no músculo. Pode ser realizada em qualquer paciente, criança ou adulto. É simples, não provoca complicações e não há injeção de medicamentos ou contrastes.

Maximiliano Ramos

Neurologista

Juazeiro Do Norte


A eletroneuromiografia é um exame fundamental na investigação de doenças que atingem a coluna, os nervos e os músculos. Ela é usada nos casos de dores de coluna que irradiam para as pernas ou braços, dormências nas mãos ou pés, formigamentos, sensação de queimação, fraqueza, desequilíbrio, dificuldade de andar, dores inexplicadas entre outros. O exame ajuda muito no diagnóstico e no melhor entendimento das doenças dos nervos. O exame tem duração de 1h e utiliza um estimulo elétrico e uma agulha para avaliação. Realizar o exame com um bom profissional é a certeza de que não será necessário repetir o exame e de que o diagnóstico é confiável.

Diego De Castro Dos Santos

Neurofisiologista, Neurologista

Vitória


Trata-se de um exame que avalia a função dos nervos, músculos e a região de transição entre estes, a Junção Neuromuscular. Na solicitação do exame são descritas as regiões do corpo humano a serem avaliadas: Membros Superiores, Membros Inferiores e/ou Face. Empregamos o uso de 2 técnicas: Neurocondução: Aplicação de estímulos elétricos de baixa intensidade na superfície da pele, provocando respostas dos nervos que serão captadas por eletrodos adesivos sobre a pele. Miografia: Estudo feito através de agulha fina (0,36mm de espessura), maleável e descartável, sem uso de estímulos elétricos, que irá captar a atividade de músculos selecionados de acordo com a indicação do exame.

Andre Luis De Carvalho Cantanhede

Neurologista

São Luís

Quais profissionais realizam Eletroneuromiografia?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.