Tratamento de feridas crônicas - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em tratamento de feridas crônicas

Encontre um especialista em Tratamento de feridas crônicas na sua cidade:
Grace Carvajal Mulatti

Grace Carvajal Mulatti

Cirurgião vascular

São Paulo

Agendar uma visita
Isis Sandra Frota Oliveira Lopes

Isis Sandra Frota Oliveira Lopes

Angiologista

Manaus

Felipe Costa e Silva de Sa

Felipe Costa e Silva de Sa

Angiologista

Redenção

Alcir Dias de Pontes

Alcir Dias de Pontes

Angiologista

Sousa

Vanderley Da S. Paula

Vanderley Da S. Paula

Cirurgião vascular

São Bernardo do Campo

Julio Armando Rivas Yepes

Julio Armando Rivas Yepes

Angiologista

Belo Horizonte

Especialistas falam sobre Tratamento de feridas crônicas

A ferida crônica é geralmente uma úlcera da perna ou pé que não cicatriza. Ela está relacionada a um problema de circulação arterial ou venoso. As úlceras arteriais permanecem abertas porque a circulação está obstruída e não chega oxigênio suficiente para a cicatrização. O tratamento é com medicamentos para melhorar a circulação e curativos. A úlcera venosa está relacionada com o problema das varizes e necessita, na maioria dos casos, um desbridamento cirúrgico (raspagem) que é feita com anestesia local, no consultório. Muitas vezes é necessário também fazer a cirurgia de varizes porque são elas que mantêm abertas essas úlceras. Além da cirurgia, se usam medicamentos e curativos.

Teodorico Neto

Angiologista, Cirurgião vascular

Olinda

Agendar uma visita

Doenças como Diabetes e Insuficiência Venosa Crônica (a "Má Circulação" como muitos chamam) são grandes fatores na formação de feridas que não cicatrizam. O diagnóstico correto da causa é primordial ao tratar a melhor conduta.

Felipe Silva Da Costa

Angiologista, Cirurgião vascular

Niterói

Agendar uma visita

Quais profissionais realizam Tratamento de feridas crônicas?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.