Silvia Leão Costa, Cardiologista São Paulo

Dra. Silvia Leão Costa

Cardiologista

Número de Identificação Profissional: 123548

Serviços e preços

Ajuste de sensores de marcapasso​s​ ​em esteira ergométrica


Rua Capote Valente, 432 (conjunto 65), São Paulo

Preço não relatado

Clínica Roberto Costa


Atendimento externo para avaliação e programação eletrônica de marcapasso​s​


Rua Capote Valente, 432 (conjunto 65), São Paulo

Preço não relatado

Clínica Roberto Costa


Avaliação de marcapasso


Rua Capote Valente, 432 (conjunto 65), São Paulo

Preço não relatado

Clínica Roberto Costa


Monitoramento​ remoto d​e​ marcapasso​s


Rua Capote Valente, 432 (conjunto 65), São Paulo

Preço não relatado

Clínica Roberto Costa


Primeira consulta Cardiologia


Rua Capote Valente, 432 (conjunto 65), São Paulo

Preço não relatado

Clínica Roberto Costa


Programação de segurança e acompanhamento de ​marca-passo​s​ com interferência


Rua Capote Valente, 432 (conjunto 65), São Paulo

Preço não relatado

Clínica Roberto Costa


Retorno de consultas Cardiologia


Rua Capote Valente, 432 (conjunto 65), São Paulo

Preço não relatado

Clínica Roberto Costa

Opiniões

Sem opiniões dos pacientes

Este especialista não tem nenhuma opinião dos pacientes da Doctoralia. Seja o primeiro em deixar uma!

Deixe aqui sua opinião

Dúvidas respondidas

9 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Bradicardia

    O que é ritmo sinusal bradicárdico sem ectopias?

    "Ritmo sinusal" é o ritmo natural das batidas do coração. Já "ritmo sinusal bradicárdico" é o ritmo do coração que bate devagar. E "ritmo sinusal bradicárdico sem ectopias" é o ritmo cardíaco lento que não tem extrassístoles. "Extrassístole" é o batimento cardíaco que foge do compasso. Então um coração com "ritmo sinusal bradicárdico sem ectopias" é um coração que bate num ritmo lento, sendo que não há batidas fora do ritmo.

    Dra. Silvia Leão Costa

  • Pergunta sobre Morte Súbita

    O que é morte subita a pessoa sente dor?

    Morte súbita é uma parada cardíaca decorrente de uma arritmia cardíaca.

    Quando a causa dessa arritmia é infarto, geralmente há dor. Mas, se a arritmia responsável pela morte súbita não é causada por um infarto, normalmente esse infeliz evento é indolor.

    Vale ressaltar que a pessoa que tem uma parada cardíaca, ou seja, que sofre uma morte súbita, deve imediatamente receber um choque de desfibrilador para voltar à vida sem sequelas. E quem tem grandes chances de vir a sofrer uma morte súbita deve investigar a possibilidade de receber o implante de um marca-passo com desfibrilador, o chamado cardioversor-desfibrilador implantável (CDI).

    Dra. Silvia Leão Costa

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Experiência em:

  • Cardiologia Ambulatorial
  • Eletrocardiograma