Ana Inês Da Costa Bronchtein, Cardiologista Rio de Janeiro

Dra. Ana Inês Da Costa Bronchtein

Cardiologista

Número de registro: 5256416-1
3 opiniões

Salvar


Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Consultório

Rua Visconde de Pirajá, 595/1407 Ipanema, Ipanema, Rio de Janeiro
Consultório particular

Este especialista não oferece agendamento online neste endereço

Este especialista não fornece todas as informações que você precisa?

Mostrar outros cardiologistas perto de mim

Experiência

Experiência em:

  • Eletrofisiologia Clínica e Invasiva
  • Arritmologia

Tratar condições médicas

  • Síncope Vasovagal
  • Arritmia
  • Hipotensão
Mostrar mais doenças

Serviços e preços

Os preços são para pacientes sem convênio médico

Serviços populares

Primeira consulta Cardiologia


Rua Visconde de Pirajá, 595/1407 Ipanema, Rio de Janeiro

a partir de r$ 500

Consultório particular

Outros serviços

ECG (eletrocardiograma)


Rua Visconde de Pirajá, 595/1407 Ipanema, Rio de Janeiro

Consultório particular


Holter de 7 dias


Rua Visconde de Pirajá, 595/1407 Ipanema, Rio de Janeiro

Consultório particular


Tilt table test


Rua Visconde de Pirajá, 595/1407 Ipanema, Rio de Janeiro

Consultório particular

Opiniões dos pacientes

5

Classificação geral
3 opiniões

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Clínicas e hospitais
P
Paciente verificado
Local: Consultório particular síncope vaso vagal

Pontos positivos
Profissional extremamente competente e humana. Transmite conhecimentos com a devida segurança e analisa o paciente como um todo.


U
Paciente verificado
Local: Consultório particular Síncope Vasovagal

Pontos positivos
Conhecimento técnico.

Pontos de melhoria
Fiquei satisfeito.


A
Paciente verificado
Local: Consultório particular Acompanhamento de arritmia

Pontos positivos
Competente, ética e humana.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas respondidas

7 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Síncope Vasovagal

    Fiz um tilt test para confirmar o diagnostico do cardiologista de síncope neuromediada. O resultado foi negativo, minha pressão caiu pouco porém a dra. que realizou o teste disse que isso não quer dizer que não tenho a sícope pois o meu quadro é típico. Isso é possível? Como vou descobrir a causa?

    O tilt test, tem uma especificidade elevada, ou seja, se positivo ele conclui o diagnóstico em até 98% dos casos, mas sensibilidade baixa, ou seja, se negativo não exclui a síncope neuromediada. No entanto ele sendo normal afastou outras causas de síncope/pré-síncope como as disautonomias, a hipotensão postural e a taquicardia postural ortostática. Se sua história for muito típica de síncope vasovagal o seu médico pode tratar pelos sintomas.

    Dra. Ana Inês Da Costa Bronchtein

  • Pergunta sobre Taquicardia

    Olá, meu nome é Rafael e tenho 27 anos, sempre fui muito ansioso e sempre joguei jogos no computador que me deixavam por horas extremamente com adrenalina, com 18 anos desenvolvi síndrome do pânico, e junto com ela veio o aumento dos batimentos cardíacos e os extra sistoles, fiz diversos exames de eletro, ergométrico e holters, em todos tudo está normal, só minha pressão que está um pouco mais alta por eu estar com sobrepeso, um cardiologista me disse que com o número de extra sistoles que eu tenho ele não trata com remédios, porém por eu estar incomodado ele me passou atenolol de 25mg de manhã e de noite, porém hoje com 27 anos, eu percebo que dependendo do meu ritmo de vida as extra sistoles são mais ou menos frequentes e me incomodam muito ainda, mesmo tomando o atenolol, o atenolol me ajuda muito a controlar meus batimentos cardíacos deixa eles em 70-80 porém sem ele meus batimentos ficam em 90-100, o médico disse que eu não tinha problemas cardíacos apenas era ansioso e estava sem treinamento físico, a grande questão é quão prejudicial uma extra sistoles por anos é? Existe algum tratamento definitivo para elas ? Vale a pena ? E nesses casos onde o paciente tem o coração saudável porém sinto extra sistoles frequent3s, algumas chegam a doer o peito com a força que batem, desde já agradeço.

    Rafael Vc descreveu bem o mecanismo deflagrador da arritmia que vc vem apresentando: ansiedade, aumento da adrenalina, sobrepeso e falta de atividade física. Essa associação de fatores faz com que seu ritmo cardíaco se altere e vc perceba os sintomas. Assim o primeiro passo é tentar corrigir esses fatores de risco. No eletrocardiograma analisamos o tipo de extrassístole ventricular que você apresenta. Podemos observar vários tipos de localizações diferentes no coração e a partir daí fazer um diagnóstico diferencial. As extrassístoles ventriculares mais comumente relacionadas ao excesso de adrenalina são as localizadas no trato de saída do ventrículo direito. Elas costumam ocorrer em jovens com coração normal e tem bom prognóstico. Muito raramente e em casos mais sintomáticos é indicada a ablação por radiofrequência do foco da extrassístole. Normalmente trata-se com medicação antiarrítmica. Seria importante fazer esse diagnóstico diferencial.

    Dra. Ana Inês Da Costa Bronchtein

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Experiência em:

  • Eletrofisiologia Clínica e Invasiva
  • Arritmologia

Tratar condições médicas

  • Síncope Vasovagal
  • Arritmia
  • Hipotensão
Mostrar mais doenças

Pesquisas relacionadas