Bernardo Caldeira, Psicanalista Belo Horizonte

Bernardo Caldeira

Salvar

Psicanalista, Psicólogo mais

Número de registro: CRP/MG 27827

Salvar

10 visitas ao perfil nos últimos 30 dias
Tempo estimado de resposta:

Consultório

Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Santa Efigênia, Belo Horizonte
Consultório particular


(31) 99724..... Mostrar número


Experiência

Sobre mim

Psicólogo e psicanalista em Belo Horizonte, graduado pelo Centro Universitário Newton Paiva (2008), com pós-graduação em Filosofia (UFMG, 2010). Forma...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Psicanálise
  • Psicanálise com Adolescentes
  • Psicanalise Contemporânea
Veja mais

Tratar condições médicas

  • Dificuldades no relacionamento
  • Depressão
  • Transtorno da personalidade obsessivo-compulsiva
Mostrar mais doenças

Formação

  • Graduação em Psicologia, Newton Paiva, 2008
  • Curso de Psicanálise, Escola Brasileira de Psicanálise, 2010
  • Especialista em Filosofia, Universidade Federal de Minas Gerais, 2008

Idiomas

Português, Inglês

Serviços e preços

Os preços são para pacientes sem convênio médico

Serviços populares


Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular

Outros serviços


Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular



Rua Maranhão, 339 (Sala 1006), Belo Horizonte

Saiba mais

Consultório particular

Opiniões em breve

Envie a primeira opinião

Você já passou por consulta com Bernardo Caldeira? Conte aqui como foi. Outros pacientes vão te agradecer por ajudá-los a escolher o melhor especialista.

Enviar opinião

Dúvidas respondidas

1 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia

Pergunta sobre Terapia sexual

Só sinto prazer no clitóris, em nenhuma outra parte do corpo e nem mesmo estímulo sexual com o toque. Nenhum prazer na penetração também, porém sinto desejo e lubrifico normalmente. Tentei com parceiros diferentes mas é sempre igual, o que pode ser?

Olá,
é verdade, como apontado acima, que fatores sociais e mesmo orgânicas podem estar atuando em conjunto para resultarem na ausência de prazer. Porém, uma vez que você sente desejo e até mesmo lubrifica, é possível que fatores psicogênicos estejam exercendo influência decisiva na sua condição: talvez alguma experiência passada que ainda não suficientemente elaborada tenha moldado sua sexualidade para concentrá-la apenas nessa região do corpo. Um tratamento psicoterápico, mais especificamente psicanalítico, pode ser de grande ajuda para se compreender as origens do seu modo de lidar com a sexualidade e possibilitar novas formas de vivê-la. Falar sobre isso, com certeza, faz toda a diferença. Um abraço.

Bernardo Caldeira

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Psicólogo e psicanalista em Belo Horizonte, graduado pelo Centro Universitário Newton Paiva (2008), com pós-graduação em Filosofia (UFMG, 2010). Forma...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Psicanálise
  • Psicanálise com Adolescentes
  • Psicanalise Contemporânea
Veja mais

Tratar condições médicas

  • Dificuldades no relacionamento
  • Depressão
  • Transtorno da personalidade obsessivo-compulsiva
Mostrar mais doenças

Formação

  • Graduação em Psicologia, Newton Paiva, 2008
  • Curso de Psicanálise, Escola Brasileira de Psicanálise, 2010
  • Especialista em Filosofia, Universidade Federal de Minas Gerais, 2008

Idiomas

Português, Inglês

Artigos

Depressão

A depressão já é considerada por muitos "o mal do século". É um problema grave e que tem muitas formas de manifestação. Em muitos casos, há uma causa específica para a depressão (por exemplo, o fim de um relacionamento amoroso), mas em muitos outros, a melancolia surge sem uma razão aparente. O desejo de auto-extermínio então surge como uma maneira de solucionar a dor existencial que as pessoas sentem. Para esses casos tão delicados, é importante criar (ou descobrir) junto ao paciente maneiras de suportar a dor e buscar outras possibilidades de enlaçamento com a vida, para que a morte não seja a sua única opção contra o sofrimento.


Compulsão alimentar

As compulsões alimentares são maneiras que as pessoas encontram para resolver certos conflitos em suas vidas com os quais elas não conseguem lidar bem. É comum ouvir relatos de pessoas que "descontam tudo na comida": ansiedade, frustrações e angústias. Para não ter que lidar com a dificuldade na resolução dos conflitos, varias pessoas encontram na compulsão alimentar uma maneira de fugir deles, buscando um conforto na comida. No entanto essa é uma "solução" que custa caro: as modificações corporais e psíquicas do excesso de comida também causam ansiedade e podem levar à depressão. O tratamento consiste em identificar e solucionar os conflitos que causam a compulsão.


Dificuldades no relacionamento

Relacionamentos são dos temas mais recorrentes na clínica, especialmente os amorosos. Os tipo de dificuldade são vários: dependência excessiva do parceiro amoroso, ciúme doentio, violência, abusos psicológicos, entre muitos outros. Uma característica muito comum nos problemas de relacionamento é o abandono dos próprios desejos para satisfazer o desejo do outro: pessoas que deixam de fazer o que realmente querem para não correr o risco da perda do relacionamento. E ao abrir mão do próprio desejo, as pessoas ficam tristes, ansiosas, podendo ficar deprimidas. Para esses casos, é preciso descolar a pessoa da dependência do parceiro e fazê-la assumir e pagar o preço dos seus próprios desejos.


Toxicomanias

As causas para o consumo e o abuso de drogas (legais ou ilegais) são várias, indo desde a dificuldade de estabelecer relações sociais à depressão. É importante entender que, para cada pessoa, a droga cumpre uma função diferente, e os efeitos de vício não são causados apenas pelas alterações orgânicas geradas pela droga; há muitas razões psíquicas que levam à adição. Cabe ao psicólogo investigar junto ao paciente os determinantes mentais por trás do uso de entorpecentes, a fim de desfazer a necessidade psicológica da utilização da droga. Dependendo do grau de intensidade da adição, o trabalho junto ao psiquiatra também pode ser necessário.

Veja todos os artigos

Pesquisas relacionadas