Pedro Augusto Oliveira Peraza

Psicólogo mais

Mauá, Santo André - Pb, São Caetano do Sul 3 endereços

Número de registro: CRP: 06/125688

1 opinião

Consultórios (3)

Serviços e preços

Os preços são para pacientes sem convênio médico

Outros serviços


Rua Campos Sales 167, vila bocaina, maua (sala 402), Mauá

Consultório particular


Rua Senador Flaquer, 577, Santo André, Santo André - Pb

Consultório particular


Rua Pará, São Caetano do Sul

Consultório particular



Rua Campos Sales 167, vila bocaina, maua (sala 402), Mauá

Consultório particular


Rua Senador Flaquer, 577, Santo André, Santo André - Pb

Consultório particular


Rua Pará, São Caetano do Sul

Consultório particular



Rua Campos Sales 167, vila bocaina, maua (sala 402), Mauá

Consultório particular


Rua Senador Flaquer, 577, Santo André, Santo André - Pb

Consultório particular


Rua Pará, São Caetano do Sul

Consultório particular



Rua Campos Sales 167, vila bocaina, maua (sala 402), Mauá

Consultório particular


Rua Senador Flaquer, 577, Santo André, Santo André - Pb

Consultório particular


Rua Pará, São Caetano do Sul

Consultório particular



Rua Campos Sales 167, vila bocaina, maua (sala 402), Mauá

Consultório particular


Rua Senador Flaquer, 577, Santo André, Santo André - Pb

Consultório particular


Rua Pará, São Caetano do Sul

Consultório particular



Rua Campos Sales 167, vila bocaina, maua (sala 402), Mauá

Consultório particular


Rua Senador Flaquer, 577, Santo André, Santo André - Pb

Consultório particular


Rua Pará, São Caetano do Sul

Consultório particular



Rua Campos Sales 167, vila bocaina, maua (sala 402), Mauá

Consultório particular


Rua Senador Flaquer, 577, Santo André, Santo André - Pb

Consultório particular


Rua Pará, São Caetano do Sul

Consultório particular

Experiência

Sobre mim

A abordagem cognitiva acredita que o que o individuo pensa pode influenciar em como ele se sente, e desta forma, como ele se comporta. O processo tera...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Estimulacao Cognitiva
  • Terapia Focada na Solução
  • Terapia Cognitiva

1 opinião de paciente

Classificação geral

Todas as opiniões são importantes, por isso os especialistas não podem pagar para alterar ou excluir uma opinião. Saiba mais.
U
Perfil verificado
Local: Consultório particular Depressão

Pontos positivos
Adorei o atendimento do Dr. Pedro e sua pontualidade. Conversei com ele pelo whatsapp antes de marcar a consulta, onde ele me tirou todas as duvidas que eu tinha e me deixou a vontade para explicar o que estou passando. Recomendo com certeza, a luz no fim do túnel da minha tristeza!

Pontos de melhoria
Em minha opinião foi tudo bem!

Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas respondidas

2 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia

Pergunta sobre Hiperacusia

Ha dois meses sinto zumbido bilateral devido a um trauma acustico, fui ao otorrino que me receitou labirin e senti uma melhora no ouvido esquerdo porem no direito ainda permanece. O que me agonia no mometo é a hiperacusia, gostaria de saber se ha tratamento eficaz p esse caso?

Procure um otorrino, o mesmo ou um outro se desejar uma nova opinião. Explique a ele o que houve com a sua audição, incluindo o que ocasionou o trauma. Fale a ele sobre a medicação que vem tomando e sobre o incomodo que ainda sente. Este é o profissional mais indicado para lhe ajudar nesta situação.
Estimo melhoras!

 Pedro Augusto Oliveira Peraza

Pergunta sobre Transtorno bipolar

Uma pessoa com o Transtorno bipolar pode matar ?

Uma pessoa com transtorno bipolar pode acabar em situações de perigo de vida. Nos episódios depressivos ela pode ficar deprimida a ponto de ter ideações suicidas. Em contra-ponto, no momento de euforia ela pode se sentir tão bem e não tomar alguns cuidados básicos de segurança pessoal. Há também o estado de euforia em que individuo pode ficar agressivo, o que pode lhe conferir alguns outros perigos.
Sendo extremo, pode-se dizer que o individuo com transtorno bipolar pode suicidar-se no momento depressivo da psicopatologia, assim como pode perder a vida no episodio eufórico, por acabar menosprezando ou não dando importância a alguns riscos. Neste sentido, se o episodio eufórico apresentar um comportamento agressivo em conjunto, o individuo poderia chegar a matar outra pessoa, talvez por acabar entrando em uma briga e acabar se excedendo.

Mas isso tudo não é uma regra.
É mais "fácil" o individuo com TB suicidar-se ou perder a vida do que acabar matando outra pessoa

Abraço!

 Pedro Augusto Oliveira Peraza

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Perguntas frequentes