Já tomei vários remédios, tenho fobia social transtorno de ansiedade e síndrome do Pânico, meu psiqu

18 respostas
Já tomei vários remédios, tenho fobia social transtorno de ansiedade e síndrome do Pânico, meu psiquiatra disse que o pânico e a fobia social não tem cura, oq fazer?
Olá! O processo psicoterapêutico pode te ajudar a aprender a lidar com esses transtornos e consequentemente te proporcionará uma melhor qualidade de vida! Procure um profissional da área da psicologia, juntos vocês vão encontrar estratégias funcionais para que possa se sentir melhor.
Convidamo-lo para uma consulta: Psicoterapia - R$ 150
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Tire todas as dúvidas durante a consulta online

Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa.

Mostrar especialistas Como funciona?
Olá, podemos pensar que varias doenças não tem cura depois de instalada mas podem ser tratadas!! E a pessoa ganha com isso em ter uma qualidade de vida melhor. Seria importante iniciar um processo terapêutico com um psicólogo, para aprender a conhecer seu funcionamento e da doença e assim trata-las junto com a medicação. Cuide-se. Abraço.
Terapia cognitivo comportamental. Aprenderá a controlar a ansiedade
Óbvio que a síndrome do pânico e a fobia social têm cura, mas não via medicação. A princípio, sendo necessário ouvir a história e a experiência de vida de cada um, porque somos singulares, o pânico é um ataque de angústia desencadeado por uma situação-limite. O medo de uma morte iminente é tão intenso que outros ataques ocorrem pelo chamado medo do medo. Provavelmente, os portadores sofrem de angústia desde muito cedo e o problema vai se aguçando, muitas vezes sem a pessoa perceber ou não dando a devida importância a cada situação. A fobia social também está ligada à angústia, nesse caso vinculada provavelmente a questões de excessiva auto cobrança: a pessoa se vê como inferior ao outro, incapaz de despertar o interesse desse outro, o que pode corresponder a um complexo de superioridade inconsciente. Ambos as comodidades devem ser tratadas principalmente pela via psicológica, entrando a medicação, quando necessária, como coadjuvante, para atenuar a força dos sintomas. Procure um Psicólogo Clínico ou um Psicanalista e inicie um tratamento sério que os resultados virão a médio e longo prazos (lembre-se que curas milagrosas no curtíssimo prazo geralmente são promessas mágicas que ficam, na melhor das hipóteses, no terreno das promessas, quando não provocam recaídas com agravamento do quadro sintomatógico do paciente).
Convidamo-lo para uma consulta: Psicanálise - R$ 150
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.
Olá!
Cura é você aprender a lidar com os transtornos, e isso é muito importante para você ter paz na sua vida.
O processo psicoterapêutico será um divisor de águas, pois o autoconhecimento te ajudará a saber como agir, como se posicionar, como enfrentar seus medos, te ajudará a entender o que a ansiedade vem te dizer, te ajudará a ler os sinais do seu corpo e do seu emocional.
É um trabalho que traz muito resultado para casos como o seu.
Entendo que os remédios são apoio para amenizar o sofrimento, mas é na terapia que você vai entender o que acontece com você, porque acontece e como enfrentar.
Se quiser mais detalhes, pode entrar em contato!
Espero ter te ajudado.
Não só tem cura e podem ser superados, como merecem ser tratados com zelo e atenção. Uma das possíveis causas para esses sintomas são os traumas. Uma terapêutica que aborde essa questão logo de início pode contribuir bastante para a resolução destes problemática.
Olha, uma cura não é garantida, mas francamente, já acompanhei diversos casos de transtorno de ansiedade e de síndrome do pânico que tiveram remissão e chegaram a um estado de cura, mas é fruto de um processo terapêutico de longo prazo que dependerá da sua persistência na terapia e como apontado anteriormente, de fato, a medicação não cura, apenas ameniza os sintomas.
Terapia EMDR tem grandes resultados para transtornos de humor e ansiedade. Não desista de se ajudar!
Olá, é muito subjetivo o que chamamos de cura, o mais importante é a pessoa aprender a lidar com os sintomas não deixando que eles atrapalhem sua vida.

Procure um psicólogo especialista em Terapia Cognitivo Comportamental, juntos trabalharão meios de você conseguir ter uma vida mas leve e equilibrada. Abraço
Uma sentença um pouco precipitada essa de não ter cura. Os remédios, de fato, não curam. Eles apenas agem sobre os sintomas, de forma a diminuir seu sofrimento. Mas dizer que não há cura é mais complicado, porque faz parecer que você não terá uma vida diferente da que já tem e que não valeria a pena tentar mudar, já que não existe cura. Bom, eu mesmo não garantiria que a síndrome do pânico e a agorafobia vão desaparecer. Porém muita coisa pode acontecer no sentido de você ter uma vida mais autônoma, rica emocionalmente e mais satisfatória. Uma terapia psicanalítica não entende os sintomas como um fim, mas um meio que leva a coisas mais escondidas de você mesmo. Os sintomas são a melhor forma que seu inconsciente encontrou de lidar com situações insuportáveis. Você terá fobia social, por exemplo, quando se expor ao público representar um perigo. Então surge uma angústia que lhe afasta do convívio social. A análise ajudará a entender porque isso acontece e, se seus sintomas não diminuírem ou desaparecerem, você no mínimo poderá melhorar bastante sua relação com eles. Abraço!
Olá, esse quadro que você apresenta faz parte dos Trantornos de Ansiedade. A psicoterapia cognitiva-comportamental é essencial para melhorar o quadro e a remissão desses sintomas. Esses sintomas estão ligados a emoção do medo e entender o funciomento dessa função biológica é fundamental para a melhorar.
Olá! A medicação por si só não faz milagre. Independente do transtorno, quando se faz o tratamento correto, o paciente pode sim ter qualidade de vida. Vários fatores interferem em um transtorno e é importante olhar para todos eles. A psicoterapia pode te ajudar a identificar esses fatores, a entender esse seu funcionamento ansioso e também a enfrentar os seus medos e crenças disfuncionais que sustentam o sofrimento. Busque ajuda profissional e faça o tratamento combinado (medicamentoso e psicoterapêutico). A sua ajuda também vai ser fundamental em todo o processo! Se cuide! Um abraço!
Olá!
Entendo a sua angústia, sugiro que você procure fazer psicoterapia. O melhor tratamento para o transtorno de pânico é a medicação e psicoterapia em conjunto.
Um abraço!
Mas você pode procurar um psicólogo e falar a respeito. Você aprende a lidar com os sintomas.
Olá. Imagino como você deve se sentir ao ouvir que determinada situação ou doença não tem cura... É como se não houvesse mais o que fazer. Mas eu te digo que Sim. Tem muita coisa que pode se fazer. Existe tratamento. E a melhor forma de encarar esses problemas é fazendo os dois acompanhamentos com os profissionais adequados: psiquiatra e psicólogo. A medicação vai cuidar da parte quimica do seu cérebro, e a psicoterapia vai te ensinar a entender o que acontece e te ajudar a enfrentar cada dificuldade. Então siga em frente!
Olá como está? Costumo pensar que o diagnóstico que recebemos fala sobre o momento da nossa vida que estamos vivenciando, e não necessariamente reflete o todo de quem somos e da nossa vida, logo, diagnósticos podem e devem ser questionados, ainda mais quando dizemos que eles não tem cura. A psicoterapia pode ser uma ferramenta não só de superação do diagnóstico como também uma via para aprender a lidar com afetos, sentimentos e situações vivenciadas que dialoguem com os diagnósticos propostos.
Qualquer dúvida e questionamento estou a disposição.
Há doenças para as quais ainda não existe tratamento.

Não é o caso de nenhum dos transtornos citados, pois Fobia Social, Transtorno de Ansiedade e Síndrome do Pânico são tratáveis através de Psicoterapia, Medicação, dentre outras alternativas.

É importante tratar e aprender a conviver com adoecimentos, conhecer os gatilhos que os desencadeiam, de forma a reduzí-los em intensidade e frequência.

Algumas enfermidades como hipertensão arterial, epilepsia, diabetes são exemplos de doenças que até o momento não tem cura e cujos portadores são tratados através de medicação e adotam estilo de vida que favorem o controle das mesmas.
Esta situação de cuidado não impede que estas pessoas vivam suas vidas da melhor forma possível, aproveitando os momentos de alegria, espalhando esperança e gentileza.

Focar nossos pensamentos em doenças não é uma boa prática, elas criam força, nos subjugam e nos induzem a viver em função delas.

Procure se conhecer melhor, vivencie situações que lhe tragam prazer, busque conhecimentos e novas amizades e mantenha seu tratamento conforme orientação de seu médico e faça Psicoterapia.

Abraços.
Psicóloga Carmen Bitarães (Telemedicina)
Olá! Mas tem tratamento. E não digo somente medicamentoso. Remédio ajuda a tirar do pior da crise, dar uma aliviada nos sintomas. Se sofreu alguma violência, por exemplo, foi assaltado (a), talvez precise enfrentar alguns sintomas físicos (tremedeira, nó na garganta, dor de estômago, pernas bambas) e retornar no mesmo lugar (há casos em que a pessoa se prejudica, mas não vai atrás). Ou seja... ENFRENTAR. Mudar alguns aspectos de vida que trazem dor, lembranças ruins. Nem tudo é fixo e estático na vida. Depende de postura ativa e pensada/planejada rumo ao desconhecido... O que será que a vida traz de surpresas? Psicoterapia para planejar esse enfrentamento! Até mais!

Não conseguiu encontrar a resposta que procurava? Faça outra pergunta!

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.
  • Por uma questão de saúde, quantidades e doses de medicamentos não serão publicadas.

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.


Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.