Meu namorado fez uma cirurgia radical de próstata e ficou impotente. Eu o amo e não quero perde-lo.
8 respostas
Meu namorado fez uma cirurgia radical de próstata e ficou impotente. Eu o amo e não quero perde-lo. O que posso fazer para provar que ele pode me dar prazer e termos outras alternativas?
Possivelmente a cirugia afetou a auto estima dele, ao ponto de ele não conseguir se perceber como um Ser sexual, como capaz de uma vida sexual ativa e satisfatória. Recomendo que ele busque psicoterapia, até para evitar a evolução de um quadro depressivo. Você pode ajudá-lo conversando, mostrando que os laços que os une não é condicionado às relações sexuais que praticavam antes da cirurgia, que você tem desejos e que ele é capaz de realizá-los. Esse é um processo complexo para se resolver neste espaço, pois haverá questões suas e dele, mas fortalecer a relação por outras vias é importante para propiciar o ambiente para a recuperação da auto estima.

Tire todas as dúvidas durante a consulta online

Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa.

Mostrar especialistas Como funciona?
Bem amiga aflita, no pós operatório da prostatectomia é possível que alguns pacientes apresentem incontinência urinaria e distúrbios de ereção. Porem a fisioterapia urológica oferece tratamento para o seu parceiro, e para você ,uma consulta de sexualidade e depois para os dois. Estou a disposição Um abraço e boa sorte

Demonstrando companheirismo, compreensão, sabendo ouvi-lo, ficando do lado dele

Há quanto tempo foi a cirurgia? Ele está sendo oi foi acompanhado no pós operatório? Está tomando a medicação indicada? Qual a idade dele? Hoje se espera até cerca de dois anos da cirurgia para que realmente se estabeleça que houve uma disfunção eretil definitiva. Qto mais jovem o paciente, melhor o prognóstico. Se ele ja tem o diagnostico firmado como definitivo, há a alternativa de colocar uma prótese peniana e ele poderá ter relações sexuais normalmente. Enquanto isso, conversa, apoio da sua parte são fundamentais. Estabelecer que o sexo e o erotismo vão muito alêm da penetração e que a masculinidade dele não está focada na ereção. Terapia pode ajudar muito.

Concordo com tudo o que os colegas acima colocaram, principalmente a necessidade de terapia para ele superar esta fase. Sendo assim, vou te dar umas sugestões mais "práticas". A primeira coisa é você conseguir fazer seu namorado entender que o prazer da mulher não vem só da penetração pênis-vagina. O prazer pode ser provocado de diversas maneiras. Vou citar alguns exemplos: Ele pode massagear o seu corpo todo com óleo (existem vários vídeos que ensinam os tipos de massagens, inclusive, vocês podem marcar uma massagem tântrica de casal, se tiverem abertura para isso), ele pode desenvolver novas habilidades nas preliminares, incluindo sexo oral, masturbação e uso de brinquedinhos eróticos. Há uma infinidade de "equipamentos" que vocês podem usar juntos, um dando prazer ao outro, de formas que vocês nunca haviam precisado ou tido coragem de fazer antes da cirurgia dele. Quando a gente ama muito alguém e sente essa vontade de fazer o outro se sentir bem com a gente, não há nada neste mundo que substitua. Faça seu namorado sentir que ele não é menos homem agora que não pode mais "penetrar" você. O sexo envolve muito mais do que penetração. Tem que ser uma conexão da alma, de cada centímetro do seu corpo juntos. Tem que ser um ato que mostre ao outro o tanto que ele é amado e desejado. Não deixe seu amor achar que é pouco para você. Faça-o se sentir mais homem do que nunca. Descubra ou RE-descubra seu próprio corpo para mostrar a ele como você pode sentir prazer de outras formas. Espero ter ajudado...

beja ele, fassa ele se sentir superior, para que o individo poça recupera a libido e sua motivassao apos essa sirurgia pela qual ele passaste?

Um processo focado com um profissional em terapia sexual será muito importante, além de você encontrar as razões você entrará em contato com técnicas e práticas pós sessões para mudanças de rotina, como no relacionamento. Sou psicóloga, com especialização em Terapia SEXUAL. Gratidão.
Convidamo-lo para uma consulta: Terapia de casal online - R$ 300
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Gostaria de ajuda-la! Parapsicóloga, Psicóloga e Sexóloga Cida Santos
Convidamo-lo para uma consulta: Atendimento online em coaching - R$ 120
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Especialistas

Antonio Claudio Vilela

Antonio Claudio Vilela

Cirurgião geral, Urologista

Betim

Norio Ikari

Norio Ikari

Urologista

Piracicaba

Fabio Augusto dos Santos Watanabe

Fabio Augusto dos Santos Watanabe

Urologista

Piracicaba

Fábio Almeida

Fábio Almeida

Urologista

Uberlândia

CLAUDIA PETRY

CLAUDIA PETRY

Sexólogo

Joinville

Ceres Canali

Ceres Canali

Psicólogo, Sexólogo

Cascavel

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 241 perguntas sobre Disfunção erétil (impotência)

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.