Por que se o paciente largar a cocaína, ele pode parar de usar, às vezes pode voltar, e parar de usar de uma vez só, enquanto o paciente fumante que fuma x cigarros por dia, tem que diminuir aos poucos, e não parar de uma vez, diminuindo aos pouco? Como a neuroquímica explica isso?
 Laissa Sobrinho
Laissa Sobrinho
Psicólogo, Psicanalista
Rio de Janeiro
Boa tarde.
O dependente químico de cocaína não tem essa facilidade de controlar o momento que para o uso de drogas e volta a usar as drogas. Quem tem dependência não consegue ficar limpo facilmente e se não estiver em tratamento e pode recair a qlqr momento.
Já o abusador de substâncias se encaixaria mais nesse contexto.
Em relação ao cigarro, a pessoa pode parar cortando tudo de uma vez, mas o fumo costuma ter hábitos e rotinas, então a pessoa precisa quebrar esses hábitos associados ao fumo, por isso vejo como algo que vêm sendo reduzido, pois a pessoa tem muita dificuldade de desconstruir os hábitos e pelo cigarro ser uma droga lícita as pessoas tem acesso rápido e fácil, o que dificulta a pessoa parar de vez.

Espero ter ajudado.
Abraço.

Acredito que cada paciente é um caso a ser avaliado, as crises de abstinencia de um usuario de cocaina costumam ser muito pesadas, havendo por isso a necessidade tb de um acompanhamento medicamentoso, os usiarios de cigarro nao COSTUMAM ter efeitos tao graves quando interrompem.
Att. Eduardo

Dr. Sebastião Nascimento
Dr. Sebastião Nascimento
Psicólogo, Sexólogo
Manaus
A cocaina é vício compensatório neuroquimico (induzido), por isso é mais difícil de parar. O cigarro é um vínculo compensatório que supre uma angústia intra psíquica, ou seja, pode ser superado com menos dificuldade.

 Ana Paula Lopes
Ana Paula Lopes
Psicólogo
Londrina
Não há comprovação científica para sua afirmação. O que pude observar em minha experiência é que não há regras desse tipo. O que determina o sucesso do tratamento é o desejo de cura, a motivação de cada um. Algumas pessoas tem maior capacidade de sublimar seus impulsos autodestrutivos, como os vícios. Cada um precisa buscar o seu processo de cura, lembrando do cuidado integral do ser humano, corpo, mente e espírito.

Quando um paciente tem a dependência de cocaína ele apresenta dois quadros importantes que são a tolerância e a síndrome de abstinência. A tolerância é precisar de uma quantidade cada vez maior da substância para ter o efeito, quantidades pequenas ou menores que ele já está acostumado não trazem a sensação esperada. Por isso diminuir a quantidade consumida não é uma boa opção, talvez poderia ser diminuir a quantidade de dias que a pessoa usa. Aí entra outro problema, a abstinência. Com o uso continuo o corpo "se acostuma" a receber a substância, e se a pessoa não consome começa a passar mal pela falta da droga. Esse é o problema de diminuir os dias de uso. Os dependentes de cigarro tbm apresentam esses quadro, mas a pessoa são muito mais leves e toleráveis, de forma que é possível trabalhar a redução com esses pacientes. Contudo no meu grupo de tabagismo eu trabalho tanto com parada abrupta quanto gradual, sendo que a abrupta é a mais indicada.

Dra. Patricia Atanes
Dra. Patricia Atanes
Psicólogo
São Bernardo do Campo
Cada paciente responder de forma diferente a situações tanto de saúde física como saúde mental, assim como fazer o mesmo exercício provoca diferentes mudanças no corpo de cada pessoa, internamente também será assim, cada um de nós temos capacidades diferentes de lidar com nossos desejos, sentimentos, emoções, impulsos e compulsões... a "cura" depende do real desejo de se curar, da motivação para o quer se curar.

Especialistas em Abuso De Substâncias

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Ana Larissa Marques Perissini

Ana Larissa Marques Perissini

Psicólogo, Sexólogo

São José do Rio Preto

Tiago Lenz De Brum

Tiago Lenz De Brum

Psiquiatra

Concórdia

Andressa Mara Netto

Andressa Mara Netto

Psicólogo

Cristiany Moura Oliveira Lisita

Cristiany Moura Oliveira Lisita

Psicólogo

Goiânia

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 13 perguntas sobre Abuso De Substâncias

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.