Quais são os sintomas de uma pessoa que tenha transtorno de personalidade bordeline?

2 respostas
Quais são os sintomas de uma pessoa que tenha transtorno de personalidade bordeline?
A pessoa apresenta, ao longo da vida, com início ao final da adolescência ou começo da vida adulta, uma grande instabilidade, em várias áreas: emocional, profissional, interpessoal. Estas pessoas tendem a idealizar os relacionamentos e, com isto, a ter picos de amor e ódio; sofrem frequentemente de sensações de vazio intenso; têm em geral grande medo de perder relacionamentos mas, por seus comportamentos, frequentemente os perdem. Frequentemente iniciam várias áreas de estudo ou trabalho e passam de uma para a outra, por não se sentirem satisfeitas por períodos tão prolongados quanto as pessoas normais. Frequentemente sofrem de fases de ansiedade intensa, sintomas depressivos e mesmo, eventualmente, sintomas psicóticos. A frequência de uso de drogas também é maior nesta população, assim como reação atípica a medicamentos, com muito efeito placebo (sentir-se bem de modo não correspondente à ação farmacológica da medicação) e nocebo (sentir efeitos ruins da medicação que não são compatíveis com seus efeitos colaterais). Na prática, não é raro vermos com diagnóstico errado de transtorno borderline, pessoas que na verdade apresentam transtorno bipolar, pois o transtorno bipolar não suficientemente controlado também pode levar a muitas oscilações e sintomas como os acima descritos.

Tire todas as dúvidas durante a consulta online

Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa.

Mostrar especialistas Como funciona?
Bom dia! A pessoa com transtorno de personalidade borderline ficam no limite entre neurose e psicose, seu comportamento, humor, afeto, relações objetais e autoimagem são demasiadamente instáveis. Surge no início da vida adulta uma instabilidade extrema nas relações interpessoais, da autoimagem, da impulsividade e dos afetos. É possível que esteja presente em 1 a 2% da sociedade e duas vezes mais frequente em mulheres do que em homem. Comum apresentarem em seus parentes de primeiro grau depressão grave, uso abusivo de álcool e outras drogas.

Especialistas

Debora Olla

Debora Olla

Psicólogo

São Paulo

Irene Teresa Vieira Fabretti

Irene Teresa Vieira Fabretti

Psicólogo, Psicanalista

Belo Horizonte

Vanessa Brant Moreira

Vanessa Brant Moreira

Psicólogo

Belo Horizonte

Marília Santana David

Marília Santana David

Psicólogo

Fortaleza

Danielle Moura de Carvalho

Danielle Moura de Carvalho

Psicólogo

Fortaleza

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 157 perguntas sobre Transtorno da personalidade borderline
  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.
  • Por uma questão de saúde, quantidades e doses de medicamentos não serão publicadas.

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.


Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.