Felipe Schardong, Psicólogo Gravataí

Felipe Schardong

Psicólogo

Nº de identificação: 27084 RS
4 opiniões

Consultório

R. Pref. Ary Tubbs, 665, Sala 202, Gravataí
Consultório particular (mapa)

Nesse endereço não é possível marcar consulta online

Pedir calendário de consultas

Experiência

Sobre mim

A psicoterapia, ou atendimento psicológico, não tem um tempo de duração pré estabelecido, cada paciente tem o seu tempo diferente. Utilizo abordagem t...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Avaliação Psicológica
  • Psicoterapia


Serviços e preços

Serviços populares

Consulta Psicologia

R$ 100


R. Pref. Ary Tubbs, 665, Sala 202, Gravataí

Consultório particular


Primeira consulta Psicologia

R$ 80


R. Pref. Ary Tubbs, 665, Sala 202, Gravataí

Consultório particular

Outros serviços

Avaliação Psicológica

R$ 100


R. Pref. Ary Tubbs, 665, Sala 202, Gravataí

Consultório particular

Opiniões dos pacientes

5

Classificação geral
4 opiniões

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Clínicas e hospitais
R
Paciente verificado
Local: Consultório particular

Excelente profissional , muito atencioso . Recomendo especialmente quando se trata para atendimento infantil . Só tenho a agradecer


Paciente verificado
Local: Consultório particular

Excelente profissional. Dedicado, inteligente, competente e atencioso.
Muitos pontos positivos. Recomendo .

Felipe Schardong

Muito obrigado!


A
Paciente verificado
Local: Consultório particular Psicoterapia

Pontos positivos
Excelente profissional, atencioso e preocupado com o bem estar de seus pacientes.

Felipe Schardong

Muito obrigado!


P
Paciente verificado
Local: Consultório particular Ansiedade

Pontos positivos
Ótimo psicólogo! Atencioso, dedicado e profissional

Felipe Schardong

Muito obrigado!


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas respondidas

2 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Disfunção erétil (impotência)

    Síndrome do Pânico e esquizofrenia causa impotência a ponto de não sentir prazer na hora do orgasmo no homem?

    Olá! Vamos por partes.
    Síndrome do Pânico e Esquizofrenia são ambos transtornos mentais que que impõe sofrimento e limitações para o sujeito. E isto faz com que seu psiquismo fique muito focado em como lidar com os problemas, pois o desejo é de aliviar a sua dor psicológica. E isto pode fazer com que corram comorbidades (uma doença secundária associada a uma primária). A disfunção erétil, ou impotência, poderia ser uma destas comorbidades devido a Síndrome de Pânico ou Esquizofrenia. Assim como é comum o Transtorno Depressivo causar algum Transtorno Sexual.
    É recomendado primeiramente realizar atendimento com um psicólogo, pois ele irá avaliar o caso e irá encaminhar atendimento para outro especialista se houver necessidade.
    Reforçando, o sujeito no momento tem duas grandes demandas em sua vida, lidar com a Síndrome do Pânico e Esquizofrenia, para ter um desempenho sexual satisfatório, o sujeito tem que estar bem psiquicamente (mente) e biologicamente (corpo).
    Abraço!

    Felipe Schardong

  • Pergunta sobre Doença de Alzheimer

    É possível alguém com 32 anos estar desenvolvendo Alzheimer?Os sintomas são perda de memória recente, confusão mental, troca de cores, nomes, irritabilidade, problema de concentração e resolução de problemas, dificuldade matemática, crise de ausência, confusão com cédulas de dinheiro.

    Olá! É pouco provável que esteja desenvolvendo Alzheimer, devido a sua idade. O mais provável que é que seja outro transtorno mental mais comum, como estresse agudo ou depressão que também podem causar desorientação alopsíquica, dificuldade de concentração e raciocínio, entre outros sintomas. Por você ter muito medo desta doença neurodegenerativa crônica, está associando os teus sintomas com os desta doença.
    Lhe recomendo buscar atendimento psicológico. No atendimento, será avaliado o teu caso de forma específica e profunda. Não se preocupe, se houver necessidade, o profissional irá lhe encaminhar para outro especialista.
    Abraço!

    Felipe Schardong

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

A psicoterapia, ou atendimento psicológico, não tem um tempo de duração pré estabelecido, cada paciente tem o seu tempo diferente. Utilizo abordagem t...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Avaliação Psicológica
  • Psicoterapia


Artigos

Ansiedade

Quando todas as coisas boas da vida se tornam motivo de preocupação, é sinal de que algo está errado. Entenda o que é a ansiedade e aprenda a conviver com esse sentimento, que é mais comum e antigo do que você imagina. Ansiedade é o sentimento típico de quem vive no futuro, se preocupando com as coisas que ainda vão acontecer. Dá para conviver com a ansiedade pacificamente. E é isso que fazer a diferença, pois nem tudo precisa ser motivo de preocupação constante. Segundo pesquisa internacional voltada ao estresse, oito em cada 10 trabalhadores apresentam algum sintoma de ansiedade ao longo.


Psicoterapia

Diversas pessoas ficam resistentes em experimentar a psicoterapia, por desacreditar ou desconhecer. Lembre-se que o atendimento psicológico nada mais é do que a aplicação de uma ciência, a psicologia. Sendo assim, sua prática é sólida e sustentável. Em algum momento da vida é muito provável que você tenha que lidar com problemas lhe sobrecarregavam ao ponto de gerar ansiedade, estresse, depressão ou outros transtornos. Há também um número grande de pessoas que lutam para lidar com problemas de relacionamento. Ou frustração com.


Depressão

Ao contrário do que muitas pessoas de senso comum pensam, a depressão não é “frescura”. E muito menos você ajuda alguém depressivo dizendo: “não dá bola para isso”, “logo passa”, “isso não é nada”. Entre outras tantas frases que são utilizadas erroneamente. A intenção até pode ser boa, de querer ajudar. Mas não ajuda em nada. E está muito claro que quem diz essas coisas, não sabe o que fazer. A depressão é um transtorno mental, ou seja, uma doença com classificação médica.


Consulta psicológica da criança

A psicoterapia infantil refere-se à variedade de técnicas e métodos utilizados pelos psicólogos para ajudar crianças que têm dificuldade em se expressar e a lidar com as suas emoções. Embora existam diferentes tipos de psicoterapia. Porém todos dependem de uma comunicação eficaz entre o paciente, pais e psicólogo. Pois só assim é possível alcançar mudanças nas suas emoções e em seu comportamento. Não são somente os adolescentes e os adultos que apresentam disfunções e transtornos psicológicos. As manifestações em crianças ocorrem com frequência. Podem ser percebidas através do baixo rendimento escolar, agressividade, hiperatividade, timidez, dificuldade de interação, etc.


Dificuldades no relacionamento

IMPONDO LIMITES EM PESSOAS DIFÍCEIS Manter limites saudáveis com pessoas difíceis pode ser trabalhoso. Pois eles não querem que você imponha esses limites. Entretanto esse pensamento pode não ser consciente, pois acontece de muitas vezes essa ser a única estratégica de relacionamento que eles conhecem. Mas, independentemente de ser intencional, o resultado é o mesmo: o seu limite foi violado. Como você pode se manter firme e impor o seu limite para essas pessoas difíceis de lidar? Aqui estão cinco sugestões. “Quando você duvida da sua própria importância, você está permitindo as manipulações.”


Estresse

O estresse é a resposta do organismo a qualquer estímulo ambiental que fuja da rotina e, com isso, possa representar uma ameaça a sua integridade. Com muita frequência as pessoas se estressam. Ou seja, têm o corpo preparado para escapar de situações desagradáveis. Como uma voz que irrompe no silêncio, um esbarrão na fila do cinema. Uma luz que se acende de repente, uma colherada de sopa escaldante. No entanto, quando se reconhece que o acontecimento é inofensivo. O complexo sistema de emergência, do estresse, costuma ser cancelado. Alguns não conseguem colocar um ponto final...

Veja todos os artigos