Anorgasmia masculina tem cura ou tratamento que de resultado?
7 respostas
Anorgasmia masculina tem cura ou tratamento que de resultado?
Olá, há tratamento sim. Descartadas as causas orgânicas, fatores como a ansiedade, falta de intimidade com o corpo, educação sexual rígida entre outros podem ter relação direta com as disfunções sexuais como a anorgasmia. Só uma escuta mais apurada poderá te ajudar a identificar quais os fatores que estão te impedindo de ter um funcionamento sexual satisfatório. Boa sorte!

Tire todas as dúvidas durante a consulta online

Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa.

Mostrar especialistas Como funciona?
Um sexólogo clínico o ajudará.

Ausência de lubrificação, sem causa orgânica, pode indicar ausência de desejo ("tesão") suficiente pra ter relação sexual. Pode haver algo no relacionamento, no próprio ato sexual ou na forma com que você se sente com relação a você mesma, à sua vida, ao sexo ou ao parceiro que impede que você esteja realmente inteira no ato.

Antes de considerar essa hipótese porém, é necessário consultar uma ginecologista para descartar a possibilidade de uma causa orgânica.

Bom dia! Anorgasmia é a ausência do orgasmo, ou recorrência persistente da falta dele, geralmente causas orgânicas são responsáveis de apenas 5 % dos casos, sendo mais comum as causas psicológicas, cabe sim uma avaliação médica, e super importante acompanhamento psicológico, visto que as causas psicossociais são as mais comuns, como educação rígida, cultura, religião, experiências traumáticas, falta de intimidade com o parceiro (a), medo, culpa ou ansiedade, enfim, uma série infinita de possibilidades que com a ajuda terapêutica você poderá ter sucesso nesta questão. Mas a resposta é positiva! Sim tem cura!
Boa sorte.

Sim, há tratamentos com resultados bastante satisfatórios. Assim como outras disfunções sexuais, a anorgasmia pode ter variadas causas e seu tratamento vai depender da identificação adequada dos fatores que a desencadearam e a mantêm. Nesse transtorno, causas de ordem psicológica são as mais frequentes. Portanto, caso não haja causa orgânica que explique o transtorno (como, por exemplo, efeitos colaterais de medicações), procure um psicólogo para que sua problemática possa ser melhor compreendida e tratada.

Olá, sim ela é tratável, mas para isso é necessário passar por uma avaliação médica, um diagnostico psicológico, pois pode ser causada tanto por questões psicologias, como traumas sexuais, inibições, transtornos psicológicos, ou até devido ao uso de medicações, ou questões fisiológicas, como transtornos urológicos ou doenças. Através de um tratamento correto, é possível sim chegar a um resultado positivo.

Além das causas hormonais as psicogenicas são as principais ! Todas podem ser tratadas! Att

Especialistas

Márcio Rodrigues Costa

Márcio Rodrigues Costa

Urologista

Goiânia

Antonio Segundo Neto

Antonio Segundo Neto

Urologista, Cirurgião geral

Patos

Sarah Martins

Sarah Martins

Sexólogo

Uberlândia

Suhayl Pereira Jr

Suhayl Pereira Jr

Cirurgião geral, Urologista

Palmas

Erick Paixão

Erick Paixão

Sexólogo, Psicólogo

São Paulo

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 255 perguntas sobre Disfunção erétil (impotência)

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.