Há relação cientificamente comprovada entre disbiose intestinal e dislipidemias?
Dr. Willer Castro
Dr. Willer Castro
Cardiologista
Goiânia
Bom dia!
Nunca li nenhum artigo científico sobre esse assunto.
A colega nutricionista, Maria Rangel, colocou com bastante propriedade sobre o tema, mas o nosso arsenal terapêutico para tratamento das Dislipidemias está um pouco longe desse mecanismo de ação, inclusive nos sentimos às vezes, em uma encruzilhada quando nossos pacientes apresentam intolerância às medicações disponíveis.
Bastante interessante a pergunta, e mais ainda a resposta.
E sigamos sempre aprendendo...
Muita Paz!

Dra. Iza Carneiro
Dra. Iza Carneiro
Nutricionista
Brasília
Há evidências que mostram que um intestino desregulado e inflamado, como a Disbiose intestinal é um fator de risco para o desenvolvimentos de obesidade, diabetes, síndrome metabólica e aumento nos níveis de colesterol, glicose, proteína C-reativa. Essa associação está ligada com os tipos de bactérias encontradas nesse tipo de situação como mostrado no estudo de Zupancic et al 2012. Para tratamento da Disbiose Intestinal procure o Nutricionista. Um abraço.

 Maria Inês Rangel Paes
Maria Inês Rangel Paes
Nutricionista
Campos Dos Goytacazes
Sim. Diversos estudos mostram esta relação, entre a disbiose intestinal e Doenças Cronicas Não Transmissíveis (DCNT), tais como dislipidemias, diabetes melito e obesidade, entre outras. Por exemplo Nagpal et al - Gut microbiota in health .... De forma muito resumida e simples a explicação é que: a alimentação influencia a composição da microbiota e caso haja mais bactérias patogênicas do que bactérias benéficas, este desequilíbrio leva a disbiose que por sua vez altera a mucosa intestinal e gera aumento da permeabilidade do intestino, e diminuição da seletividade na absorção de bactérias, toxinas, proteínas e isto pode gerar uma inflamação local ou sistêmica. Por isto a ingesta através da alimentação/suplementação de probióticos (micro-organismos vivos), prebioticos (oligossacarídeos não digestíveis que "alimentas bactérias ) e simbióticos ( que contem os dois anteriores) podem ajudar ou prevenir doenças do tipo DCNTs.

 Regina Amorim
Regina Amorim
Nutricionista
Brasília
Sim, há relação cientificamente comprovada da disbiose intestinal com diversas doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), incluindo as dislipidemia, como já confirmado e fundamentado pelas colegas acima. No entanto, não se pode inferir que a diabiose é a causa de níveis de colesterol elevado, porque as dislipidemias em geral são multifatoriais. Aconselho que busque um médico e um nutricionista para acompanharem o caso de modo sistemático. São duas disfunções (a disbiose e a dislipidemia) que precisam ser tratadas.

Especialistas em Dislipidemias

Leandro Sarmento

Leandro Sarmento

Nutricionista

Salvador

Priscila De Filippis

Priscila De Filippis

Nutricionista

São Caetano do Sul

SANTHI KUCERA KARAVIAS BITENCOURT

SANTHI KUCERA KARAVIAS BITENCOURT

Nutricionista

São Paulo

Márcio Ribeiro

Márcio Ribeiro

Nutricionista

Brasília

Rafaela Peters Peters

Rafaela Peters Peters

Nutricionista

Fazenda Rio Grande

Caroline Souza

Caroline Souza

Nutricionista

Rio de Janeiro

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 11 perguntas sobre Dislipidemias

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.