Tenho 18 anos e estou com sérios problemas de Memória. Há anos tenho depressão e já tomei inúmeras medicações. Minha depressão possui certa resistência aos medicamentos. Porém, meu maior problema é o relativo à memória e à cognição (esqueço muitas coisas). Nenhum psiquiatra conseguiu resolver! Que me recomendam?
Eu recomendo que faça uma avaliação neuropsicologica que avalia a memória assim como outras funções cognitivas para entender melhor a sua dificuldade. Pode ser devido a sua depressão como pode ter outra causa. Continue investigando, assim como psicoterapia para tratar a depressão junto com remédios psiquiátricos.

 Andreia Oliveira do Carmo
Andreia Oliveira do Carmo
Psicólogo
Goiânia
Olá! A memória e atenção são duas funções extremamente sensíveis. Estados de humor, estresse, medicamentos, fatores ambientais e patologias são alguns dos fatores que podem afetar estas funções e causar prejuízos cotidianos. Para melhor entender e discriminar a procedência da queixa de rebaixamento mnemônico é importante fazer uma avaliação neuropsicológica criteriosa para compreender o funcionamento cognitivo de modo geral e a partir daí fazer as devidas inferências.

 Amanda Barroso de Lima
Amanda Barroso de Lima
Psicólogo
Fortaleza
Oi, tudo bem? A memória é um dos processos cognitivos afetados durante um processo depressivo, juntamente com a atenção. Sugiro que você procure um neuropsicólogo para fazer uma avaliação neuropsicológica, pois é preciso investigar se essas alterações que você percebe são preocupantes ou não. Além disso, este profissional vai te recomendar, se necessário, reabilitação para que você possa ter qualidade de vida. Boa sorte!

Dr. Eduardo Adnet
Dr. Eduardo Adnet
Nutrólogo, Psiquiatra
Rio de Janeiro
Olá! Transtornos da Memória não são comuns na sua idade. A memória é uma função psíquica que depende de outra função psíquica: a Atenção. Com bastante frequência, pacientes portadores de Transtornos Depressivos podem apresentar comprometimento da Atenção (Distratibilidade - dificuldade de manter a Concentração e a Atenção), o que, como explicado, poderá se refletir na Memória. De qualquer modo, outras causas precisam ser afastadas, o que pode ser feito com uma avaliação mais aprofundada, o que pode incluir avaliações laboratoriais e exames de imagem. Lembrar, ainda, que determinadas medicações também podem ter efeitos colaterais com consequente comprometimento quer seja da Atenção, quer seja da Memória. Converse com seu Psiquiatra a respeito. Melhoras!

Especialistas em Transtornos Da Memória

Ana Claudia Oliveira Silva

Ana Claudia Oliveira Silva

Geriatra

Salvador

Lilian Carvalho de Oliveira

Lilian Carvalho de Oliveira

Neurologista

Rio de Janeiro

Paulo de Oliveira Duarte

Paulo de Oliveira Duarte

Médico clínico geral, Geriatra

Ribeirão Preto

Paula Voss

Paula Voss

Geriatra, Terapeuta complementar

Curitiba

Eduardo Borges

Eduardo Borges

Neurologista

Teresina

André Gordilho

André Gordilho

Psiquiatra

Salvador

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 55 perguntas sobre Transtornos Da Memória

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.