Histerectomia total ampliada - Informações, especialistas e perguntas frequentes

A ampliada ou operação de Wertheim-Meigs é utilizada no tratamento do cancro do colo e no tratamento do cancro do endométrio. A histerectomia total ampliada Wertheim-Meigs (WM) consiste na retirada do útero com os seus ligamentos de soporte (paramétrio), trompas, ovários, e 1/3 da parte superior da vagina. Geralmente, é associada também à remoção dos gânglios linfáticos (linfonodos) retroperitoneais pélvicos e até para-aórticos (linfadenectomia retroperitoneal). Às vezes, um dos ovários pode ser preservado, em mulheres com tumores pequenos e na idade reprodutora, a fim de não colocá-las em menopausa. A histerectomia total ampliada Wertheim-Meigs é uma cirurgia hemorrágica, com um tempo operatório longo, frequentemente associada a complicações per e pós-operatórias. Sem embargo, são pouco frequentes as tardias ou as sequelas. Por isto, a histerectomia total ampliada Wertheim-Meigs considera-se uma cirurgia segura. O tempo médio de internamento é de dez a quinze días. A histerectomia total ampliada Wertheim-Meigs deve ser realizada por um com treino em oncologia. Nos últimos anos cada vez mais serviços de oncologia ginecológica vêm realizando histerectomia total ampliada Wertheim-Meigs por via laparoscópica.

Especialistas - histerectomia total ampliada

Marcelo Antonini

Marcelo Antonini

Ginecologista, Mastologista

São Paulo

Agendar uma visita
Paulo Henrique de Sousa Fernandes

Paulo Henrique de Sousa Fernandes

Cirurgião oncológico

Uberlândia

Agendar uma visita
Elenice Maria da Costa

Elenice Maria da Costa

Ginecologista, Sexólogo

Goiânia

Agendar uma visita
Nelly Nabut

Nelly Nabut

Ginecologista, Médico de emergência

Londrina

Agendar uma visita
Felipe Lima Monteiro

Felipe Lima Monteiro

Oncologista, Cirurgião geral

Fortaleza

Agendar uma visita

Perguntas sobre Histerectomia total ampliada

Nossos especialistas responderam a 98 perguntas sobre Histerectomia total ampliada

Pode sair um sangue que ficou coletado acima dos pontos no fundo vaginal. Se é isso é bom , pois sangue coletado é possível ter infecções. É uma solução que o corpo encontra para eliminar restos…
1 respostas


Olá! Obrigada por sua pergunta. Muito pertinente.
Após o período do parto, em que a genitora costuma amamentar, não é interessante consumir alimentos muito ricos em gorduras, especialmente…
1 respostas


Essa resposta somente com a equipe que lhe operou. Pois não é só o preventivo que está envolvido nos controles após sua cirurgia. Vai depender do resultado do exame que foi para avaliação anátomo-patológico…
1 respostas

Especialistas falam sobre Histerectomia total ampliada

É o tipo de histerectomia realizada no tratamento do câncer de colo uterino. Nessa cirurgia, se retiram também os paramétrios (ligamentos ricos em gânglios linfáticos, que prendem o útero à parede pélvica). Para a retirada desses ligamentos, há que se descolar a bexiga do útero anteriormente e o intestino da vagina, posteriormente assim como isolar nervos importantes nas funções da pelve. Pode ser realizada por via abdominal (aberta, com corte) ou laparoscópica (por videolaparoscopia).

Sibele Klitzke

Ginecologista

Porto Alegre

Quais profissionais realizam Histerectomia total ampliada?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.