Vitamina d - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Propriedades

A vitamina D promove a absorção intestinal de e fixação do cálcio no osso. A vitamina D é sintetizada na pele pela ação dos raios ultravioleta, e é convertida no fígado e ossos.

Fontes de vitamina D

Normalmente, o corpo humano pode sintetizar vitamina D a partir de uma substância precurssora, presente em alguns alimentos.

Fontes alimentares

  • Óleo de fígado de bacalhau
  • Sardinhas
  • Arenque
  • Salmão
  • Atum
  • Leite e produtos lácteos
  • Ovos.

Necessidade diária de vitamina D

  • Em adultos e crianças: 400 unidades
  • Na mulher grávida ou lactente: 800 unidades.

Quem está em risco de deficiência de vitamina D?

As pessoas que são algumas das seguintes condições:

  • Falta de ingestão e exposição ao sol como nos países nórdicos e os idosos em asilos.
  • Pessoas com problemas de absorção de nutrientes no trato digestivo.

Sinais e sintomas de falta de vitamina D

Em crianças, a provoca , que se manifesta por:

  • Fragilidade e falta de ossificação nos ossos.
  • Fechamento tardio da fontanela do crânio (separação dos ossos do crânio mostram recém-nascidos).
  • Atraso na aparência dos dentes.
  • Diminuição do crescimento dos ossos longos (fêmur, tíbia, ulna, rádio).
  • Alteraçãomuscular e ligamentar e distúrbios na marcha.

Em adultos, a falta de vitamina D provoca osteomalácia caracterizado por:

  • Rachaduras óssea e fragilidade óssea
  • Dor óssea
  • Deformidades ósseas.

Tratamento de raquitismo

  • Raquitismo pode ser prevenido com a exposição cuidadosa ao sol e administração de vitamina D de forma sistemática.
  • No tratamento do raquitismo, são necessárias doses maiores de vitamina D.

Envenenamento e overdose: Hipervitaminose D

Vitamina D em doses elevadas ou de tratamento prolongado, pode causar intoxicação caracteriza-se por:

  • Náuseas e vômitos
  • Sede intensa
  • Elevação de cálcio no sangue
  • Aumento de cálcio na urina.

Especialistas - vitamina d

Alexandre Camara

Alexandre Camara

Médico clínico geral, Endocrinologista

São Paulo

Agendar uma visita
Paula Voss

Paula Voss

Geriatra, Terapeuta complementar

Curitiba

Agendar uma visita
Aline Moraes

Aline Moraes

Médico clínico geral, Nefrologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita
Lucas Ribeiro

Lucas Ribeiro

Endocrinologista, Ginecologista

Lavras

Agendar uma visita
Thiago Fraga Napoli

Thiago Fraga Napoli

Endocrinologista

São Paulo

Agendar uma visita
Mariana Santos

Mariana Santos

Endocrinologista

Brasília

Agendar uma visita

Perguntas sobre Vitamina d

Nossos especialistas responderam a 59 perguntas sobre Vitamina d

Olá boa tarde!!!
O correto da dosagem de vitamina D é pelo 25 OH D.
A1,25 dihidroxi não nos ajuda, ela é apenas utilizada em paciente com doença renl crônica.
1 respostas

Não há evidências científicas que comprove isso. A vitamina D3 ajuda no combate a osteoporose, osteopenia e outras deficiências. Até !
2 respostas

Especialistas falam sobre Vitamina D

Parece haver uma pandemia na deficiência do hormônio vitamina D, levando a uma série de doenças. Obesidade e diabetes: Indivíduos obesos apresentam diminuição da vitamina D, principalmente os com risco em desenvolver o diabetes. Tais indivíduos são beneficiados com a reposição adequada. Osteoporose: A suplementação de vitamina D na osteoporose previne fraturas ósseas. Psoriase: A psoríase é uma desordem com hiperproliferação da pele e diferenciação anormal levada por componente imunológico. A vitamina D melhora a psoríase inibindo a proliferação, estimulando a diferenciação e suprimindo a atividade imune. Cancer: O desenvolvimento de câncer pode ser prevenido ou retardar o progresso.

Walid El Andere

Endocrinologista, Médico clínico geral

Barueri

Agendar uma visita

A vitamina D ou "vitamina do Sol" é atualmente considerada um hormônio com inúmeros papéis: 1-metabolismo do cálcio e saúde óssea 2-síntese de antibióticos naturais. 3-controle da pressão arterial 4-papel na proteção de alguns tipos de câncer. 5-menor risco de determinadas doenças auto-imunes. 6-menor risco de depressão. Atualmente é recomendado que bebês e crianças tomem sol para ativar a vitamina D. ou de 2 horas semanais (17 minutos por dia) em lactentes com vestimentas (apenas face e mãos expostas), sem chapéu. Recomenda-se que a criança seja exposta ao sol antes das 10 e após as 15 horas e seja realizado a suplementação de vitamina D.

Renata Atihe

Endocrinologista pediátrico, Pediatra

São Paulo

Agendar uma visita

A vitamina D é produzida principalmente na pele e sua ativação é feita no fígado e no rim. É importante para manter os níveis de cálcio e fósforo no sangue, garantindo a saúde do osso. A reposição da vitamina D é importante em paciente que possuem níveis baixos de vitamina D no sangue e risco aumentado de fraturas ósseas como mulheres pos menopausa, baixa exposição solar, osteoporose entre outras.

Marcela Vaisberg Cohen

Endocrinologista

Rio de Janeiro


As vitaminas desempenham um papel essencial na saúde e no bom funcionamento do organismo. O empobrecimento do solo, o uso de agrotóxicos, os maus hábitos alimentares, a influência da indústria alimentícia influenciam diretamente na carência de vitaminas. A suplementação é essencial à imunidade,longevidade, atuam na proteção do coração, do cérebro, dos ossos e no equilíbrio do nosso metabolismo. A dose média de suplementação de vitamina D necessária é de 600 UI/d para adultos, ainda não se chegou ao consenso em relação aos benefícios adicionais de uma dose mais alta. Dessa forma, costumo recomendar as doses de reposição baseadas no exame de sangue, e a partir daí uma dose de manutenção.

Aline Pallaoro

Médico clínico geral, Generalista

Florianópolis

Agendar uma visita

Você sabia que a vitamina D, para seu espanto, é um hormônio e não uma vitamina? Sua estrutura é muito semelhante a estrutura dos hormônios, mas recebeu o nome de vitamina porque não se sabia exatamente quais eram suas funções, quando foi descoberta. Como foi descoberta após a vitamina C, seguindo o dicionário, recebeu o nome de Vitamina D.  A ingesta de 5 microgramas de Vitamina D, por via alimentar, adicionado a 20 minutos de exposição solar com maioria do corpo sem roupa, e sem protetor-solar, são suficientes para suplementar as necessidades diárias de vitamina D. Quando não for possível, sua suplementação por medicação pode ser necessária, após identificação da sua falta.

Lia Lima

Médico clínico geral

São Paulo


A deficiência da vitamina D, hormônio sintetizado na pele a partir da exposição, é uma das maiores epidemias grandes cidades, devido a baixa exposição. Sua deficiência está relacionada a prejuízo na saúde óssea (osteoporose e osteopenia) e muscular, além de redução da imunidade. O tratamento precoce e acompanhamento adequado são fundamentais para saúde e qualidade de vida.

Alexandre Camara

Médico clínico geral, Endocrinologista

São Paulo

Agendar uma visita

A vitamina D é um hormônio essencial para o corpo humano e sua ausência pode proporcionar uma série de complicações. Afinal, ela controla 270 genes, inclusive células do sistema cardiovascular. A principal fonte de produção da vitamina se dá por meio da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese desta substância. Alguns alimentos, especialmente peixes gordos, são fontes de vitamina D, mas é o sol o responsável por 80 a 90% da vitamina que o corpo recebe.. No consultório fazemos a análise dos níveis de vitamina no sangue para orientações sobre sua suplementação e prevenção de osteoporose.

A principal função da vitamina D no organismo é facilitar a absorção de cálcio pelo organismo, que é essencial para o desenvolvimento saudável dos ossos e dos dentes. Além de melhorar a saúde óssea, a vitamina D ajuda a prevenir doenças como obesidade e diabetes. Ela atua na regulação do metabolismo ósseo, e age como hormônio mantendo em quantidades adequadas o cálcio e fósforo presentes no sangue, através do aumento ou diminuição da absorção desses componentes no intestino delgado. Verificamos as doses ideais desta e todas as outras vitaminas necessárias para o bom funcionamento do metabolismo de cada paciente, complementando caso necessário através da alimentação ou suplementação.

Juliana Lara

Endocrinologista, Nutrólogo

Barueri

Agendar uma visita

É um pré-hormônio produzido a partir da ação dos raios solares UVB sobre a pele e que tem diversas funções no organismo, sendo bem estabelecida seu papel sobre a saúde do osso. Alguns alimentos ricos em vitamina D incluem salmão, atum, sardinha, fígado, gema do ovo, leite, queijos. De uma forma geral, níveis sanguíneos acima de 20ng/mL são considerados adequados para a população saudável. Há indicações precisas de dosagem e reposição de vitamina D, não devendo ser feita de forma indiscriminada. As pessoas acham que vitamina em excesso não faz mal, porém estão enganadas, havendo inclusive risco de intoxicação. Marque uma consulta e vamos tirar suas dúvidas.

Stéphanie Cozzolino

Médico clínico geral, Endocrinologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Vitamina D é um hormônio obtido através da síntese corporal iniciada através da exposição ao sol, que corresponde a 80% - 90%, ou pela alimentação. A exposição prolongada ao sol pode aumentar o risco de desenvolver câncer de pele. Já a exposição ao sol por um curto período de tempo pode contribuir para causar hipovitaminose D (deficiência de vitamina D) e, dessa forma, aumentar o risco de desenvolver muitos problemas de saúde, como osteoporose e doenças autoimunes. Para aumentar a vitamina D no sangue é necessária a suplementação que deve ser acompanhada pelo médico. A hipervitaminose D (excesso de vitamina D no sangue) pode causar problemas neurológicos e calcificação de órgãos.

Carolina Bassoli De Azevedo Bella

Reumatologista, Médico clínico geral

São Paulo

Quais profissionais realizam Vitamina d?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.