Perguntas sobre Alcoolismo

O que é?

O alcoolismo é uma doença crônica. Trata-se do consumo compulsivo de álcool. Ele gera dependência. Esse desejo incontrolável leva à ingestão de quantidades da droga capazes de prejudicar o organismo do alcoólatra.

Qual é a causa?

Os fatores ambientais são apontados como os principais responsáveis por levar o indivíduo ao consumo descontrolado de álcool. Todavia, a genética também teria sua contribuição no desenvolvimento da doença. O alcoolismo tende a se desenvolver com mais frequência em famílias onde há o histórico do consumo excessivo de álcool. Inclusive alguns estudos já demonstraram que filhos adotados por pais que não bebem têm mais tendência a se tornarem alcoólatras no caso de seus pais biológicos terem sofrido dessa doença.

Quais os sintomas?

O álcool absorvido pelo corpo é removido essencialmente pelo fígado (até 98%). Rins, pulmões e pele completam a tarefa. A capacidade de absorção da droga varia de pessoa para pessoa de acordo com seu peso e a velocidade de metabolização. Quando consumido acima desses limites, o álcool acumula-se no organismo causando problemas como obesidade, deficiência de proteína e vitaminas do complexo B. Há ainda a possibilidade de que os alcoólatras desenvolvam o que foi chamado de síndrome de blackout. O consumo excessivo da droga interfere no mecanismo cerebral causando esquecimento das atividades recentes. Em longo prazo o álcool prejudica praticamente todos os órgãos do corpo. O fígado é o mais atingido.

Como fazer o diagnóstico?

A entrevista do médico com o doente ou mesmo com familiares que possam relatar seu comportamento é suficiente para que se faça o diagnóstico.

Qual o tratamento?

Não há qualquer medicamento que evite o consumo de álcool. Todo e qualquer tratamento para o alcoolismo necessita da participação do doente. Esse costuma ser o maior obstáculo para o sucesso, uma vez que a droga é aceita socialmente e dificilmente os alcoólatras admitem serem portadores da doença. Logo, o primeiro passo de qualquer tratamento passa pela admissão dessa condição. A sequência é o processo de desintoxicação, que pode ser feito em instituições especializadas e com acompanhamento médico. Porém, o mais importante é o acompanhamento em longo prazo. Nesse aspecto, entidades como os Alcoólatras Anônimos oferecem suporte.

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 56 perguntas sobre Alcoolismo

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.

Perguntas sobre Alcoolismo

Dra. Marina Baitello
Dra. Marina Baitello
Nefrologista, Terapeuta complementar
São Paulo
Talvez antes de internar involuntariamente, seu pai se beneficie de uma avaliação de seu estado de saúde - avaliação do fígado, pancreas, exames gerais. Muitas vezes entender o dano que esta…
2 respostas

Olá, nesse caso seria legal fazer uma avaliação com um psicólogo com o objetivo de identificar qual motivo da demanda do álcool.
boa sorte.
22 respostas

Dra. Marina Baitello
Dra. Marina Baitello
Nefrologista, Terapeuta complementar
São Paulo
A sra sem duvida pode sofrer muito com o este habito de seu marido mas o melhor caminho é conversar abertamente sobre o problema. A avaliação médica pode ajuda-la no sentido de uma pessoa sem…
2 respostas

Olá, nos primeiros dias, é comum as clínicas não permitirem visitas, pois os pacientes, muitas vezes, estão num estado de abstinência, sentindo um enorme desejo pela substância. Nesse estado,…
2 respostas

 Aline Limiéri Dualibe
Aline Limiéri Dualibe
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Querer se tratar e buscar por ajuda por vontade própria já é um ótimo começo. Um psicólogo pode te ajudar com essas questões, independente da abordagem que ele trabalhe e, dependendo do seu caso,…
1 respostas

Pelas características relatadas parece se tratar de um blackout alcóolico. Evitar beber grandes quantidades, se alimentar, ingerir água associada ao álcool pode ajudar.
1 respostas

Dr. Vitor Moreno Chaddad
Dr. Vitor Moreno Chaddad
Psiquiatra
São José do Rio Preto
Boa noite! Ela tem que aceitar o tratamento. Cado esteja se colocando em risco ou com quadro clínico que pode causar ameaça a vida, pode se pensar na internação involuntária. Porém esta opção…
3 respostas

BOM DIA!
Procure um atendimento no CAPS AD mais próximo do seu endereço para você, os profissionais saberão lhe orientar como lidar com essa situação avaliando até a possibilidade da internação…
7 respostas

Dra. Carolina Leal Garcia
Dra. Carolina Leal Garcia
Psicólogo
Curitiba
Olá, inicialmente é importante que a pessoa se reconheça como alguém doente e que precisa de tratamento, talvez quem você esteja descrevendo ainda não tenha chegado nesse momento, já que isso…
5 respostas

O primeiro passo quem deve dar, para que um futuro tratamento possa ser positivo, é você. Enquanto não houver esse reconhecimento de sua parte, essa luta dificilmente será vencida. É importante…
5 respostas