Que profissional devo procurar para diagnosticar (afirmar ou descartar) Transtorno do Espectro Autista (Síndrome de Asperger) e/ou Transtorno de Estresse Pós-Traumático Complexo em adulto já diagnosticado com depressão, Transtorno de personalidade Borderline e negligência emocional infantil? Psicólogo, psicanalista, e/ou psiquiatra? ou um conjunto de profissionais? Obrigado
 Mariana Montes
Mariana Montes
Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá, é interessante buscar uma neuropsicologa para que seja uma avaliação do TEA para que ele seja confirmado ou não. Pro transtorno de estresse pós traumático seria bom um psicólogo, de preferência TCC, e um psiquiatra para avaliar a situação. Boa sorte

Olá, boa noite, como está? Respondendo a sua pergunta, acredito que um trabalho multidisciplinar com psicólogo, psiquiatra e neuro pode auxiliar para essa demanda, no geral o TEA é um neuro e psicologo; TEPT psicólogo e psiquiatra. Grande abraço!

 Paulo Renato Oliveira
Paulo Renato Oliveira
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
,Sinceramente, são tantos os diagnósticos graves que fica difícil não desconfiar do acerto deles. Autismo e Borderline, pir exemplo, têm sintomas tão diferentes que são inconfundíveis. Sugestão: vá a um Psiquiatra e um Psicólogo Clínico. Para um diagnóstico eficaz, são necessárias algumas sessões. Se houver a possibilidade de Asperger ou Autismo, é conveniente consultar um Neurologista.

Dra. Laura Winikor Dolub
Dra. Laura Winikor Dolub
Psicólogo
Niterói
Seria importante a avaliação de psiquiatra, neurologista e psicólogo clínico.
Mas o interesse é pelo diagnóstico ou pelo possível tratamento? Em se tratando de um adulto, com quem parece ter-se passado muito tempo, o mais importante seria o acolhimento e tratamento a partir dos sintomas que apresenta. Os diagnósticos são generais, mas cada sujeito é único. E também o importante é descobrir as potencialidades dessa pessoa, mais do que suas impossibilidades.
Se o interesse é o de obter algum subsídio econômico, esses profissionais poderão ajudar.

 Daniela Sarmento
Daniela Sarmento
Psicólogo
Rio de Janeiro
A diferença entre Psicologia, Psicanálise e Psiquiatria é:

Psicologia é a ciência que estuda o comportamento humano e seus processos mentais, dentro desta ciência existe várias abordagens, ou seja, várias correntes de pensamento, geralmente encabeçadas por um autor principal.. Carl Rogers (Psicologia Humanista), Jung (Psicologia Jungiana), Freud (Psicanálise)

Para ser psicólogo é preciso cursar a faculdade de Psicologia e na faculdade nós passamos por varias dessas abordagens..

Psicanálise é uma dessas abordagens, é um campo clínico que estuda a psiqué humana e que correu meio que em paralelo à ciência Psicologia em si..

Freud, por exemplo, era médico, para ser psicanalista não é exatamente necessário (não é obrigatório) cursar uma faculdade , você pode fazer uma especialização, por exemplo.. há psicólogos que se formam e seguem esta abordagem, estes pensamentos e desenvolvem sua investigação por estes preceitos, então se intitulam Psicanalistas também

Psiquiatria: é uma especialidade da Medicina! Vai lidar com prevenção, diagnóstico e acompanhamento/reabilitação de cunho funcional.. disturbios, acometimentos físicos, etc..

Para ser psiquiatra é necessario ser médico.. por exemplo, pra ser cardiologista, é necessário ser médico.

E por isso ele pode prescrever medicamentos, coisa que os dois anteriores não podem.

...achei importante que as pessoas saibam a diferença

Espero ter ajudado


 Monica Reis
Monica Reis
Psicólogo
São Paulo
Acredito que o ideal seria procurar um neurologista.
Ele estará apto para o diagnóstico de autismo e estresse pós traumático.
Embora o desejo de um diagnóstico para um paciente que já apresenta tantos outros me parece um sintoma. Se já acompanha com algum profissional, que deu estes diagnósticos anteriores fale com seu próprio médico/terapeuta e explique as suas dúvidas.

 Flávia Borges
Flávia Borges
Psicólogo
Olá! Uma equipe multidisciplinar composta por: psicólogo, neuropsicólogo, psiquiatra e neurologista.

 Rejane Gonçalves
Rejane Gonçalves
Psicólogo
São Gonçalo
Como no Brasil o diagnóstico é feito por médicos, seria bom procurar um psiquiatra /neurologista. Depois do diagnóstico concluído o tratamento se dá com uma equipe multidisciplinar.

 Eliane vecchi Santos
Eliane vecchi Santos
Psicólogo
São Bernardo do Campo
A equipe multidisciplinar, realizarão a avaliação , ideal que se possível esses profissionais psicólogo clínico psiquiatra e neuro conversem entre si o caso para chegar a um psicodiagnostico mais preciso .

Dra. Mayara Tavares dos Santos
Dra. Mayara Tavares dos Santos
Psicólogo
Santa Fé Do Sul
O trabalho seria feito com uma equipe multidisciplinar. É importante que haja sim psiquiatra e neurologista para avaliação de TEA (transtorno do espectro autista) e um acompanhamento de psicólogos para que se cruze informações que auxiliem no diagnóstico diferencial. Sem contar que o acompanhamento pós diagnóstico deve ser feito em conjunto também.

 Valéria Medeiros Da Silva
Valéria Medeiros Da Silva
Psicólogo
São Bernardo do Campo
Neste caso tem vários supostos diagnósticos, você precisará de uma equipe multidisciplinar envolvendo neurologista, psicólogo e psiquiatra, assim eles serão capazes de analisarem os transtornos e direcionar para o tratamento correto.

Bom dia, procure um profissional especializado em TEA que tem experiência com criança e adultos, provavelmente fará uma excelente avaliação.
E dentro da minha prática clínica, alguns casos de Borderline, podem ser uma boa pista para chegar no diagnóstico de TEA quando existe essa hipótese, principalmente nas mulheres.
Um abraço

O diagnóstico é a partir das entrevistas, para avaliar os sintomas que estiveram presentes desde a infância, no caso de um diagnóstico de TEA. Por isso, precisa passar por um profissional que tenha experiência no diagnóstico de autismo, a fim de excluir outros transtornos psiquiátricos. Nesse caso, recomendo avaliação de psiquiatria e psicologia.

 Sandra Rodrigues
Sandra Rodrigues
Psicólogo
São José dos Campos
Eu recomendaria uma avaliação multidisciplinar para esse caso, onde o psicólogo (sendo ele psicanalista ou não) dá seu parecer ou faz uma avaliação psicológica e o psiquiatra pode ouvir atentamente o paciente e medicar o paciente, SE for o caso. Em alguns casos a terapia é a recomendação.

Recomendo uma avaliação com psicólogo e psiquiatra. Da forma que expôs, acredito que alguns desses diagnósticos foram se modificando com o tempo, acredito que é necessário um tratamento contínuo com um profissional, justamente para o profissional entender de maneira real os sintomas.
Convidamo-lo para uma consulta: - R$ 120
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Dra. Lucia De Rose
Dra. Lucia De Rose
Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá!
Pela idade da criança e por sua queixa se limitar apenas a isso sem maiores informações, eu sugiro uma visita a uma psicóloga pois pode ser apenas um sintoma emocional sem maiores consequências se avaliado logo de início e acompanhado adequadamente.

Boa tarde! será importante uma avaliação de um psiquiatra, neurologista, neuropsicólogo será muito importante acompanhamento psicológico com Psicoterapia

 Cristina Leandro do Vale
Cristina Leandro do Vale
Psicanalista, Psicólogo
São José dos Campos
Indico procurar por um Psicólogo (ou Psicanalista). Acredito que este profissional poderá te auxiliar mais de perto e com certeza havendo a necessidade de envolver outros profissionais no processo ele estará orientando como fazer. Assim não fica perdida procurando por vários profissionais ao mesmo tempo.

Penso ser mais importante entender, conhecer o paciente que dar nome a uma "doença". Oriento procurar um profissional com o qual o paciente se identifque mais, com o qual se sinta bem e acolhido.

 Olga Juliana Dares de Castro
Olga Juliana Dares de Castro
Psicólogo
Goiânia
Boa tarde.
Bom procure um Psicólogo com especialização em neuropsicologia. Este sim está apto a fazer o diagnóstico do Asperger. Com testes psicológicos específicos para realizar o diagnóstico. E sim tbm um Psiquiatra para caso precise de medicação.
Agora Boderline e Estresse pós traumático. O psicólogo ajudaria bastante no caso. Na realidade um conjunto de profissionais.


Olá, boa tarde! Apenas as especialidades médicas podem dar diagnóstico. Sendo assim, para o diagnóstico, recomendo um neuro ou psiquiatra. Mas o acompanhamento psicológico é fundamental para que haja um suporte emocional que o (a) ajude a enfrentar as questões do dia a dia. Sendo assim, é recomendada uma equipe multiprofissional. Espero ter ajudado!

 Célia Regina Braga
Célia Regina Braga
Psicólogo, Psicopedagogo
Olá boa tarde!
Você pode começar com o neuropediatra (caso seja criança), e de acordo com a avaliação e o diagnóstico desse profissional, sugiro uma avaliação com o neuropsicólogo e então fazer acompanhamento com o psicólogo.
Espero ter lhe ajudado!
Abraço forte...
Célia Regina Braga.

 Rachel Gonçalves da Silva
Rachel Gonçalves da Silva
Psicólogo
Londrina
Boa tarde! O ideal pra um diagnóstico preciso, procurar um Neuropsicólogo e neuropediatra, ambos farão a avaliação, de forma complementar! O tratamento também deverá ser de forma interdisciplinar!!

Olá!Procure um psicanalista que já tenha larga experiência na clinica do autista que vc terá de inicio o que exatamente está precisando.Sucesso

Dra. Monica Borine
Dra. Monica Borine
Psicólogo
Atibaia
Procure um Psicólogo e a partir daí se precisar de outro profissional ele o recomendará assim como se no caso necessitar de uma equipe multidisciplinar será orientado. O importante é buscar ajuda porque o sofrimento psíquico debilita o ser humano em vários âmbitos. Não sofra busque ajuda imediata.

Olá, é importante ver o indivíduo como um todo,; a parte física, mental e espiritual! Buscar um profissional especializado em TEA, (pode ser um neuro ou psiquiatra) para fazer o diagnóstico. E também um psicólogo clínico, que irá acompanhar o paciente durante o processo todo,onde será acolhido nas suas necessidades em relação aos sintomas e sua dor mental!

Que profissional devo procurar para diagnosticar (afirmar ou descartar) Transtorno do Espectro Autista (Síndrome de Asperger) O IDEAL QUE SEJA UM PSICÓLOGO ESPECIALISTA NESSE TRANSTORNO E TAMBÉM UMA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR COMPOSTA POR PSICÓLOGO, PSICOPEDAGOGO, FONOAUDIÓLOGO E NEUROPEDIATRA e/ou Transtorno de Estresse Pós-Traumático Complexo em adulto já diagnosticado com depressão UM PSICÓLOGO QUE TRABALHE COM A ABORDAGEM DA TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENTAL, Transtorno de personalidade Borderline O IDEAL É UM PSICÓLOGO QUE TRABALHE COM A TERAPIA DO ESQUEMAS.e negligência emocional infantil UM PSICÓLOGO ESPECIALISTA EM TERAPIA COGNITIVA COMPORMENTAL NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA.

 Leila de Sousa Aranha
Leila de Sousa Aranha
Psicólogo
Brasília
Olá, procure inicialmente um psiquiatra para fechamento de diagnóstico dos transtornos referidos e possível introdução de medicamentos para amenizar os sintomas. Depois, acredito que seja importante o acompanhamento de um psicólogo para a compreensão do processo e auxílio adequado, uma vez que é necessário um tratamento bem orientado para que a pessoa se sinta segura com relação aos resultados que pode obter a fim de melhor dominar a situação. Boa sorte!

Especialistas em Trastorno do Espectro Autista

Karina Tramonte Wunsch

Karina Tramonte Wunsch

Psicólogo

Palhoça

Nadia Favretto

Nadia Favretto

Psicólogo

Pinhais

Thaís Passos

Thaís Passos

Psicólogo

Rio de Janeiro

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Ana Larissa Marques Perissini

Ana Larissa Marques Perissini

Psicólogo, Sexólogo

São José do Rio Preto

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 40 perguntas sobre Trastorno do Espectro Autista

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.