Psicanálise - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Método de investigação da mente, com base nas teorias do neurologista Sigmund Freud, que faz referência a uma forma de fazer psicoterapia. O analista é responsável por detectar os conflitos internos de seu paciente procurando a causa de suas emoções e comportamento em memórias do passado enterradas no inconsciente através da conversação.

Especialistas em psicanálise

Encontre um especialista em Psicanálise na sua cidade:
Renan Giusti Gallo

Renan Giusti Gallo

Psicólogo, Psicanalista

São Paulo

Agendar uma visita
Karina Jacob

Karina Jacob

Psicanalista

Mogi das Cruzes

Agendar uma visita
Raquel Alice Mallmann

Raquel Alice Mallmann

Psicanalista, Psicólogo

Curitiba

Agendar uma visita
Camila Batista Lima

Camila Batista Lima

Psicólogo

São Bernardo do Campo

Agendar uma visita
Yohann Eiji Mori Saracho

Yohann Eiji Mori Saracho

Psicólogo, Psicanalista

Londrina

Agendar uma visita
Paola Vargas

Paola Vargas

Psicanalista, Psicólogo

Niterói

Agendar uma visita

Perguntas sobre Psicanálise

Nossos especialistas responderam a 20 perguntas sobre Psicanálise

 Mariana Sandoval Gordilho
Mariana Sandoval Gordilho
Psicólogo
Salvador
Prefiro a psicanálise. Antes de escolher esta "linha", experimentei uma série de outras e foi apenas através da psicanálise que pude sentir os efeitos destes sintomas de angústia que…
8 respostas

 Valéria Ormastroni
Valéria Ormastroni
Psicanalista
Andradas
Pela psicanálise sim. O Complexo de Édipo é o processo na formação da personalidade pelo qual toda pessoa passa. O que ocorre, em algumas pessoas, é o entendimento do "amor do pai"…
9 respostas

 Daniel Rodrigues da Silva
Daniel Rodrigues da Silva
Psicanalista, Psicólogo
Araraquara
Na Psicanálise vamos investigar o que é isso que você chama de despersonalização, após fazermos a compreensão do que isso significa para você podemos abrir uma conversa mais aprofundada sobre…
11 respostas

Especialistas falam sobre Psicanálise

A psicanálise tem por objetivo possibilitar ao analisando (pessoa que se submete à psicanálise) colocar em palavras suas angústias, medos, inibições e tudo que se passa consigo favorecendo assim a revelação de conflitos inconscientes que muitas vezes influenciam na manutenção desses sintomas com o objetivo de apaziguá-los ou transformá-los. A psicanálise é indicada para os mais diversos quadros psicopatológicos e pode ser associada a outras formas de tratamento sem prejuízo de sua eficácia.

Rodrigo Passarelli De Brito

Psicanalista, Psicólogo

Recife

Agendar uma visita

A Escuta singular proporcionada pela psicanálise propicia a cada um se escutar e buscar as causas mais profundas de sofrimentos psicológicos, independente do sintoma que apresenta, seja angústia, ansiedade, depressão, psicossomático ou qualquer outro sintoma. Desta forma, possibilita a busca pelo verdadeiro desejo daquele que faz análise.

Anne Caroline Alves Peres

Psicanalista, Psicólogo

Maringá


Psicanálise é um ramo clínico teórico que se ocupa em explicar o funcionamento da mente humana, ajudando a tratar distúrbios mentais e neuroses. O objeto de estudo da psicanálise concentra-se na relação entre os desejos inconscientes e os comportamentos e sentimentos vividos pelas pessoas. A psicanálise atua de modo totalmente independente na psicologia, sendo esta última uma ciência responsável por estudar os processos mentais e o comportamento humano. A psicanálise, por outro lado, consiste num método de estudo terapêutico (psicoterapia) específico, que se foca na interpretação dos processos da psique no nível do inconsciente humano, com a intenção de tratar distúrbios mentais ou neuroses.

Cladismari Zambon

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

Psicanálise contemporânea - É necessário colocar os diversos modelos em diálogo, esclarecê-los, inseri-los no contexto do pensamento de forma mais global e adequada a atender a demanda dos pacientes que procuram o consultório. Hoje nos apoiamos em vários modelos de psicanálise que se constituíram a partir de considerações diferentes e que resultaram em estruturas diferentes. Autores como Freud, Klein, Lacan, Bion, Winnicott e tantos outros, representam um enriquecimento teórico-prático indiscutível. O Trabalho terapêutico consiste em pensar a interação entre os modelos e como estas ferramentas auxiliam o paciente em seu processo de autoconhecimento.

Betânia Tassis

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A psicanálise é indicada para todas as pessoas que têm uma demanda ou questão, ou seja, algo que causa sofrimento para o indivíduo. No tratamento psicanalítico não existem padrões de normalidade a serem almejados, busca-se, por meio de uma escuta atenta e bem treinada, trabalhar de acordo com a individualidade de cada um. Neste método, a autonomia do paciente é sempre respeitada, visto que, somente desta forma cada indivíduo poderá encontrar a melhor solução para a redução ou eliminação de seu sofrimento sem ficar preso a padrões pré-estabelecidos pela cultura, sociedade e/ou grupo de amigos e familiares. O tempo de tratamento busca respeitar a vontade e o tempo subjetivo de cada um.

A Psicanálise, fundada por Sigmund Freud, tem por seu principal objeto de estudo o inconsciente. O trabalho psicanalítico oferece a oportunidade ao sujeito de acessar aspectos desconhecidos de sua mente, de seu funcionamento psíquico e assim poder melhor lidar com as questões que por tanto tempo trouxeram dificuldades para si próprio.

Mariana Sandoval Gordilho

Psicólogo

Salvador


Muitas pessoas se confundem quando tentam compreender qual é a diferença entre psicologia e psicanálise. A psicologia é um grande campo de estudo e dentro desse campo existem divisões, formas diversas de compreender o sofrimento e o ser humano. A psicanálise é uma dessas abordagens que compõem a psicologia. Existem outras. A psicanálise, especificamente, tem como objeto de estudo o inconsciente. Reconhecemos sua existência e no processo de análise buscamos compreender como esse inconsciente se estrutura em cada sujeito e, a partir disso, como ele determina e influencia nossa maneira de viver.

Flávia Pachiega

Psicólogo, Psicanalista

Curitiba

Agendar uma visita

Levando em consideração todo e qualquer sofrimento de forma individual à cada pessoa, a psicanálise se destaca pela compreensão da subjetividade de cada um e da mesma forma, de cada sintoma. Assim, qualquer que seja o motivo pela busca do psicólogo, o psicanalista estará pronto para escutar qualquer demanda. Em um mundo onde tudo é preenchido, onde sempre tem um remédio, uma fórmula, uma técnica e tantos objetos que prometem satisfazer, a psicanálise se torna única. Movida pela ideia de que uma pessoa, sempre será marcada pela falta, abre espaço para que cada um encontre sua verdade. Espaço este, muito rico, quando todos acham que te conhece mais que você mesmo.

Mayara Souza

Psicanalista, Psicólogo

Curitiba

Agendar uma visita

A psicanálise é uma das possíveis abordagens da psicologia. Criada por Sigmund Freud, tem como marco inicial a publicação, em 1900, do livro A Interpretação dos Sonhos. O psicanalista também é geralmente chamado de Analista, e o paciente chamado de Analisando. Um dos pontos que caracteriza sua linha de pensamento psicoterapêutico (ou analítico) é a oferta aos seus pacientes da chamada Associação Livre: que possam dizer tudo o que estejam pensando, sem se preocupar com críticas, moralidades e outros receios, afim de que o setting terapêutico possa ser um local de total acolhimento de angústias e sofrimentos que o paciente possa estar passando. Outra característica é o uso do Divã.

Leandro Winter

Psicanalista, Psicólogo

Curitiba


A psicanálise é uma entre várias abordagens da psicologia. Está pautada na exploração do inconsciente através da associação livre (sujeito deve tentar falar tudo o que lhe vier à mente, sem julgamentos e preconceitos). Cabe ao psicanalista interpretar esses conteúdos, sempre entendendo cada sujeito na sua singularidade, assim como os sintomas e os sofrimentos que possam aparecer.

Fernanda Michelon

Psicanalista, Psicólogo

Curitiba

Agendar uma visita

A psicanalise é uma forma de tratamento psicológico. Há uma diferença do tratamento psicoterápico para o tratamento psicanalítico. Há muitas abordagens.Cada uma com sua especificidade. Entre elas se encontra a abordagem psicanalítica.Que é o método terapêutico fundado por Sigmund Freud no final do século XIX com seu trabalho a 'Interpretação dos sonhos".A Clinica Psicanalítica trabalha com intervenções precoce em bebês. Crianças que estão no grupo de riscos para desenvolverem o Autismo. Esse é o meu diferencial!! Trabalho com a Clinica das Psicoses e das Neuroses e com a Clinica das Perversões. Na Clinica de bebês, há necessidade de escuta materna.

Sonia Maria Leite Quezada

Psicanalista, Psicólogo

Fortaleza

Agendar uma visita

As sessões tem duração de 50 minutos cada, com frequência semanal de uma até 4 vezes na semana (dependendo do acordo estabelecido com cada indivíduo), e podem trazer inúmeros benefícios, como por exemplo: - Maior capacidade de planejar o presente e o futuro - Melhoria geral da saúde física e mental e melhor aceitação de si mesmo - Aumento da criatividade e da capacidade de viver com espontaneidade e humor - Melhor gerenciamento dos impulsos - Aumento da capacidade de auto-observação e de controle emocional - Maior tolerância às frustrações e perdas - Melhoria na qualidade das relações afetivas - Diminuição das condutas auto-sabotadoras e de procrastinação

Aline Limiéri Dualibe

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

Precisa de análise o indivíduo que se enquadra em alguma disfunção psicológica, que apresenta alucinações e delírios, transtornos alimentares, transtornos de ansiedade, transtornos obsessivos-compulsivos (TOC), bipolaridade, síndrome do pânico ou fobias em geral, depressão ou abuso de substâncias. Em todos estes casos, o corpo reage a manifestações psicológicas e a psicanálise é necessária para compreender não só o sintoma, mas o que levou nosso aparelho psíquico a criar estas reações.

Fernanda Correa Brito

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A Psicanálise surge e se estabelece com Freud, e tem seu campo ampliado pelas contribuições de Lacan. O analisando em psicanálise freudiana ou lacaniana apresenta-se com um sujeito afetado pela dor e pela alegria de amar, desde a dor de existir até o desejo de melhor e mais viver, e melhor perceber a si mesmo e aos outros em suas limitações, possibilidades e diferenças. O psicanalista a partir de sua escuta privilegiada - dada por sua análise pessoal ao longo de alguns anos - dedicasse a proporcionar ao analisando ouvir-se em seu próprio discurso abrindo a possibilidade de ressignificação de conteúdos psíquicos que até então limitavam e embaraçavam sua vida e suas possibilidades de escolha.

Lazaro Ivan Volcov

Psicanalista, Psicólogo

Curitiba


Minha prática clínica está sustentada no referencial psicanalítico, de modo que um dos objetivos de uma análise pessoal é permitir ao paciente, através da escuta, entrar em contato com o seu inconsciente. Permitindo, assim, ressignificar sua história e encontrar outras possibilidades para os seus sintomas e sofrimentos.

Daniel Migliani Vitorello

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

Espaço de acolhimento e de confiança para identificar os conflitos presentes em cada tipo de sofrimento e construir saídas em conjunto.

Pedro Seincman

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


Teoria criada por Sigmund Freud que consiste fundamentalmente na interpretação dos conteúdos inconscientes de palavras, ações e produções imaginárias de um indivíduo. Aqui a ideia fundamental é ir de encontro a questões mais profundas da mente do sujeito podendo lhe proporcionar uma maior noção de como sua mente sente o mundo e lida com o mesmo.

Daniel Rodrigues Da Silva

Psicanalista, Psicólogo

Araraquara

Agendar uma visita

Pode-se dizer, resumidamente, que o objetivo do tratamento psicanalítico seria, portanto, o de (re)conduzir o sujeito a reconhecer a verdade sobre seu desejo. Para a psicanálise, o que é importante, antes de mais nada, é “ensinar o sujeito a nomear, a articular, a fazer passar para a existência, este desejo que está, literalmente, para aquém da existência, e por isto insiste.” (Lacan, 1954-55/2010, p. 309).

Arthur Figer

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A psicanálise é um método clínico de tratamento do sofrimento psíquico. Qualquer tipo de sofrimento humano está apto a ser escutado por um psicanalista. O psicanalista é alguém que escuta sem julgamentos todo tipo de sofrimento e oferece uma escuta qualificada que pode ajudar alguém a elaborar sua dor e inventar formas criativas de viver seus conflitos pessoais e interpessoais.

Rafael Lobato Pinheiro

Psicólogo, Psicanalista

Juazeiro Do Norte


Quando nos submetemos a um processo de análise, nos comprometemos com nós mesmos a buscarmos dentro de nós aquilo do que somos feitos. Usando nossa própria matéria prima para trilharmos caminhos diferentes, para entendermos os caminhos já trilhados, para tentarmos encontrar respostas para nossas questões. Sempre na tentativa de chegar cada vez mais perto do que temos de mais essencial dentro de nós.

Talitha May Braga

Psicólogo

Rio de Janeiro


O tratamento está baseado no estabelecimento de um vínculo de confiança entre paciente e psicanalista, permitindo que, a cada consulta, o paciente possa expressar livremente tudo aquilo que deseje comunicar: palavras, pensamentos, histórias, lembranças, sentimentos, sonhos, gestos, dentre outros. Em contrapartida, o terapeuta oferece sua escuta atenta, acolhendo, analisando e interpretando esse conteúdo trazido pelo paciente para que, juntos possam construir um conhecimento sobre os modos de funcionamento do paciente e os motivos de seu sofrimento, propiciando ao paciente a possibilidade de encontrar novas formas de lidar consigo mesmo, sua vida mental, emocional e o mundo a seu redor.

Cláudio Kazuo Akimoto Júnior

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


Como uma terapia, a psicanálise é baseada na observação de que os indivíduos muitas vezes desconhecem muitos dos fatores que determinam as suas emoções e funcionamento. Esses fatores inconscientes podem criar angústias, às vezes na forma de sintomas reconhecíveis e em outros momentos como traços de personalidade, perturbadoras dificuldades no trabalho ou nos relacionamentos amorosos, ou distúrbios de humor e auto-estima. O tratamento psicanalítico demonstra como esses fatores inconsciente estão relacionados ao funcionamento do sujeito no meio social. A psicanálise ajuda o sujeito a compreender melhor os arranjos de si com o outro e vice-versa. Seja na infância, adolescência ou fase adulta.

Caio Reis

Psicólogo, Psicanalista

Salvador

Agendar uma visita

A psicanálise constitui-se como um referencial teórico para a compreensão da constituição do psiquismo e uma técnica para tratamento do sofrimento humano. Através dela, o paciente amplia seu autoconhecimento ao acessar conteúdos inconscientes, o que proporciona maior compreensão de seus sentimentos e suas ações. Dessa forma, é possível romper com ciclo repetitivo de atuações que levam ao sofrimento, colocando-se de forma mais saudável nas relações e nos demais contextos que se insere.

Larissa Roggia

Psicanalista, Psicólogo

Porto Alegre


A psicanálise é uma ferramenta única e poderosa de autoconhecimento e transformação. Ela é uma medida terapêutica, mas vai além disso, ao explorar as dimensões inconscientes da mente humana. Ao levar o sujeito a expandir as fronteiras de conhecimento sobre seu próprio inconsciente, cria a possibilidade para que a pessoa se relacione de uma maneira diferente com suas questões. Fazer uma psicanálise, portanto, é uma oportunidade única de mergulhar fundo em si mesmo. Trabalho com a psicanálise lacaniana, vertente francesa baseada na obra de Freud, mas que vai além dela, atualizando e refundando a teoria, sobretudo no que diz respeito ao campo da linguística e da lógica na psicanálise.

Raphael Reis Dela Cela

Psicanalista, Psicólogo

Salvador

Agendar uma visita

A psicanálise se diferencia das outras psicoterapias por ser um método de investigação das causas inconscientes, enquanto outras correntes psicoterápicas se orientam por aspectos comportamentais e conscientes. Tal diferencial faz com que a direção à cura se torne algo não só possível, mas também com efeitos positivos duradouros para a vida do sujeito que se submete a tal processo. É uma longa caminhada, mas justamente por esse motivo que quando se obtém sucesso, é algo transformador. A psicanálise lida com o que há de mais subjetivo. Assim, o valor das sessões deverá ser discutido com o analista durante as primeiras entrevistas e será avaliado caso a caso de forma a viabilizar o tratamento.

Thiago De Sousa

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Nosso trabalho não tem um tratamento padrão para aplicar em cada caso e em cada sujeito. Para que o tratamento tenha uma cura, é importante que exista as variações do tratamento de cada caso. Ou seja, trata-se de escutar as queixas do sujeito, suas relações, o motivo da procura para atendimento e como a pessoa se articula dentro dos seus desejos. Cada sujeito é singular, cada pessoa é única. Assim, é possível identificar que não temos uma varinha mágica, onde teremos a resposta para o paciente, isso não existe. Nosso trabalho é de implicar o paciente no tratamento para que ele se dê conta e seja protagonista da sua própria história.

Alessandra Ferreira Da Silva

Psicanalista, Psicólogo

Florianópolis


A psicanálise é um programa de pesquisa da subjetividade, um método de leitura da cultura e uma forma de tratamento da alma. As patologias e sofrimentos do sujeito são articulados à sua maneira singular de viver os conflitos e impasses diante de seus desejos e limites. Isso se dá num trabalho em que a pessoa fala o mais livremente possível, favorecendo o encontro, em si mesma, com aquilo que ela mais estranha, que incomoda, que não reconhece e que por vezes tanto rejeita. A partir disso, investigam-se as origens, os motivos e as funções desses problemas, para transformá-los ou deles se desfazer, visando à uma relação mais autêntica da pessoa consigo mesma, com sua história e com os outros.

Hugo Shimura

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A psicanálise é uma linha teórica da psicologia que trabalha com o conceito de inconsciente. O objetivo da psicoterapia psicanalítica consiste em decifrar as causas inconscientes do sofrimento psíquico utilizando-se da técnica da associação livre, a qual trata-se de pedir ao paciente que fale livremente, abdicando de maiores racionalizações, críticas ou qualquer tipo de objeção a algum pensamento que venha a mente. A partir de tal prática, o analista poderá pontuar e interpretar aquilo que ouvir do inconsciente de seu analisando, possibilitando que este se questione e se implique sobre o que diz, pensa, sente, se queixa, se angústia, sofre e deseja.

Karina Andrade

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro


O tratamento psicanalítico consiste em uma busca por um desvendamento do inconsciente. Através de técnicas psicanalíticas, o paciente consegue trazer ao consciente suas questões e desejos. Dessa forma se descobrindo cada vez mais, achando a causa de suas dores e os motivos de sua Felicidade.

Leticia Sanches De Castilho

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

Criada por Freud no início do século XX, a psicanálise foge aos parâmetros da sociedade como uma forma de cuidado que liberta o sujeito de si mesmo. O mundo contemporâneo nos coloca questões paradoxais: somos o tempo todo bombardeados com mensagens que devemos aproveitar a todo instante aquilo que desejamos, mas o ritmo frenético que a sociedade no impõe impede que as coisas sejam construídas em seus sentidos. A psicanálise vem exatamente nesse ponto: te da espaço pra ser e rever quem você é. Pagamos muito pra sermos nós, as vezes com nossa paz de espírito, as vezes com o corpo. Na análise podemos ver como e quando pagamos por tudo isso. Se dê algum tempo, venha para análise.

André Luiz Santiago Pires Bessa

Psicanalista, Psicólogo

Fortaleza


Quem sou? O que quero? O que faço? Quem nunca se fez essas perguntas antes? Mas são poucos os que acham respostas! A Psicanálise veio ajudar o indivíduo a encontrar-se na vida e a achar uma saída para seu conflito interno, compreendendo tais acontecimentos, elaborando e dando um novo sentido à vida, descobrindo quem somos verdadeiramente e não quem representamos ser para nós mesmos e para os outros.

Terapia deve ser visto como um investimento pessoal! O auto-conhecimento promove o ganho da independência emocional, segurança para tomada de decisões, maturidade, resiliência, fortalecimento da auto-estima e muito mais! Não há nada mais libertador que pertencer a você mesmo! Invista em você! Vem se conhecer! Em um ambiente acolhedor e aconchegante estarei aguardando por você! #bemestar #psicologiaevoce

Marina Tavares Costa

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro


Através das palavras, o trabalho analítico identifica os pontos de conflito e angústia no paciente, e o convida a um processo analítico onde o próprio indivíduo, a seu tempo e sua maturidade para lidar com os assuntos, realiza questionamentos que a luz da Psicanálise vai ajudar a elaborá-los.

Kelly Belotti Moretti

Psicanalista, Psicólogo

Mogi das Cruzes


"Segundo Freud a Psicanálise refere-se a uma cura pelo amor, e nisso nada há de sentimentalismos ou de uma visão purificada. O amor exige a força da delicadeza aliada a força da verdade.Com essa junção se pode muito, se pode quase tudo." Evelyn Pestana

Caroline Polizeli

Psicólogo

Maringá


Sobre o início de análise, o paciente ainda não sabe o que está por vir. Demandou ser paciente e foi aceito. O analista, depositário de confiança, é então colocado no lugar de quem sabe e oferece a ponte para que nas sessões o paciente fale de si e de outros - fale de sua história. Recontar sua história. Na psicanálise não há um saber prévio, é sempre um a um. Portanto, aprender a “bem-dizer” faz parte de um percurso a ser seguido. Inicia-se com o paciente, que mergulhado em seu sintoma, avalia-se e entende precisar de outro sujeito para lhe escutar. Chega então ao consultório do analista com sua primeira demanda: me aceite como paciente nesse caminho do inconsciente?

Luciana Ernanny Legey

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A psicanálise foi criada por Sigmund Freud e ao longo de mais de 100 anos é difundida e incrementada por outros autores como Jacques Lacan, Donnald Winnicott, entre outros. A linguagem e a escuta são os instrumentos de trabalho, onde o discurso do paciente será o objeto de elaboração analítica. A regra fundamental e imprescindível é a associação livre do analisante,sem qualquer regra ou rigor da fala. O trabalho será pautado na relação de confiança entre o analista e analisante, que sem esse não há trabalho possível. Esse processo busca entender o funcionamento psíquico e inconsciente que levam o paciente a sofrer e não dar conta dos motivos de seu sofrimento.

A Psicanálise é um método de trabalho, de tratamento psicológico, em que o paciente é convidado a falar livremente sobre suas queixas e angústias, de forma que apareçam conteúdos (traumas, crenças, medos) inconscientes, e a partir disso é possivel trabalhar os sintomas atuais, baseado ainda na formação de cada pessoa, sua história de vida e familiar, já que a forma como aprendeu a lidar com os conflitos na infância provavelmente será repetido ao longo da vida.

Mayra Kruse De Morais

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


O que é psicanálise? A psicanálise é um ramo clínico teórico, cujo método consiste na exploração do inconsciente a partir da fala do paciente e das intervenções do psicanalista. Este termo foi criado em 1896 por Sigmund Freud. O que é o Inconsciente? É o principal conceito da teoria psicanalítica, consiste em uma instância ou lugar psíquico desconhecido pela consciência e ao qual esta não pode ter acesso se não por meio das manifestações do inconsciente: os sonhos, os esquecimentos, os atos falhos, os chistes.

Lygia Castro Martins

Psicanalista, Psicólogo

Goiânia

Agendar uma visita

Com base nos conhecimentos e teorias de D. W. Winnicott, a Psicoterapia Psicanalítica Winnicottiana é indicada para profissionais ou estudantes da área de psicologia que precisam passar pela experiência de uma análise pessoal com o objetivo de auxiliar no seu autoconhecimento. Atende também pessoas com diferentes tipos e graus de sofrimento, oferecendo um espaço acolhedor que permite aos pacientes se expressarem. Nesta psicoterapia tenta-se identificar a necessidade do paciente sem um tempo delimitado para o tratamento.

Elizabeth Carmo

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


No espaço psicanalítico, a principal ferramenta de trabalho do psicanalista é a escuta, através da qual o paciente pode associar livremente o que lhe vem à mente trazendo à superfície suas questões mais subjetivas, podendo elaborá-las melhor, resignificá-las e acima de tudo apropriar-se do que é dele. Sabemos que aquilo que não é dito em palavras, pode transformar-se em sintomas que trazem sofrimento e angústia para o indivíduo compondo os diversos quadros de transtornos mentais que acometem a humanidade. Portanto, a psicanálise se propõe a dar voz a todas essas questões inconscientes.

Camila Portella Pereira Curbelo

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


O que leva uma pessoa a uma análise é um embaraço diante de alguma situação difícil da vida. A pessoa que procura um psicólogo se depara com uma circunstância que lhe parece sem saída, o que lhe causa um grande mal estar. A psicanálise proporciona um autoconhecimento a partir da análise dos processos inconscientes que estão por trás de certos conflitos. O processo analítico possibilita uma mudança de posição do sujeito, trazendo com isso uma economia psíquica, ou seja, passa a ser possível atravessar as adversidades da vida de forma mais leve.

Vanessa Lima

Psicanalista, Psicólogo

Salvador


Psicanálise é a ciência do inconsciente, fundada por Freud (1856-1939). Mais do que um método de investigação, a psicanálise é um instrumento de acesso ao inconsciente e consiste essencialmente em evidenciar o significado das repetições, das angústias e sofrimentos da alma humana. Trata-se de investigar profundamente as ações e as produções imaginárias, os sonhos, as fantasias e os delírios que produzimos. O tratamento procura tratar os afetos reprimidos e desligados ou nem formados. Portanto, com o trabalho soma-psíquico compreendemos o sofrimento do paciente, no seu sentido mais amplo, todos os indícios de seu modo de vida, de suas relações sobre todos os aspectos.

Fabiana Benetti

Psicanalista

São Paulo

Agendar uma visita

O tratamento psicanalítico consiste em deixar que o paciente fale livremente sobre o que quiser, dizendo então sobre experiências, pensamentos, sentimentos. Ao longo das sessões, o psicanalista faz alguns apontamentos, algumas intervenções a partir do que é dito pelo paciente. Portanto, é um trabalho que vai sendo feito por ambos. Com o tratamento, pretende-se que o paciente possa lidar com suas questões de uma outra forma, se posicionar de um outro lugar.

Catherine Ramos

Psicólogo

São Paulo


Psicanálise é um tipo de psicoterapia baseada na teoria psicanalítica iniciada por Freud. Com a sua morte, a teoria continua sendo desenvolvida e aperfeiçoada pelos que deram seguimento a clínica psicanalítica contemporânea. É uma ciência bastante interessante que busca entrar em contato com as queixas do paciente e a partir daí esclarecer e trazer ao consciente as questões que causam conflitos e levam o paciente a operar de formas que muitas vezes causam prejuízo a si a aos que estão a seu redor. Psicanálise, não se preza somente a atender aos que tem um sofrimento colocado e visível. Pensar em se conhece melhor sempre leva a crescimento pessoal, que impacta positivamente na vida de todos.

Edir Corrêa De Araújo Filho

Psiquiatra

São Paulo


Não há regras pré-estabelecidas sobre quando e por quê procurar um psicólogo. Em geral, os pedidos de atendimento são motivados por algum tipo de sofrimento ou dificuldade relacionada à vida familiar, social, ou profissional. Em tratamento, o sujeito é levado a falar e a interrogar o seu mal-estar de modo a trazer à tona elementos que possibilitem a construção de outras maneiras de estar no mundo e de se relacionar com os outros.

Samantha Lemos

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A psicanálise opera sobre o inconsciente dando predominância ao significante. O seu objeto de estudo é o inconsciente e a sua prática é norteada para que se promova o reconhecimento do desejo inconsciente para cada sujeito de maneira singular, única. Inúmeros são os motivos para a procura de um profissional de psicanálise e diversos são os efeitos dessa experiência, dentre eles, elaborar uma nova maneira de se posicionar frente ao mundo, ao seu desejo, as suas dificuldades e sofrimentos do dia a dia. Ela também intervém para que as pessoas alcancem aquilo que elas estão conseguindo desejar, mas que não estão conseguindo realizar.

Antônio Roberto Silva

Psicanalista

São José


Na psicologia há diversas linhas de trabalho e entendimento do mundo, das pessoas e de suas questões. A psicanálise, criada no início do século XX por S. Freud é uma delas. Hoje, mesmo muito evoluída e modificada em relação ao seu início, ela não perdeu seus fundamentos básicos e por isso Freud ainda é um autor importantíssimo. Sua ética fundamental é entender que todo sujeito, apesar de não totalmente livre e dono de seu destino, pode trabalhar para uma maior autonomia e liberdade, por menos repetições e adoecimento. Nossa prática requer sigilo absoluto, respeito radical às diferenças e não julgamento moral de nossas ações e pensamentos. A psicanálise tem sido minha base de atuação.

Rafael Muscalu Raicher

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

Psicanálise é um nome associado a um campo teórico e a uma prática clínica que leva em consideração o sujeito, em sua singularidade, e o inconsciente. Mais do que um processo de auto-conhecimento, se debruça sobre como cada pessoa experiencia o próprio sofrimento, como vive os próprios sintomas, afetando a relação do sujeito com os outros.

Patrícia Burgos Leite

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


O atendimento de base psicanalítico, possibilita um espaço de escuta para os sofrimentos que atingem o sujeito. A escuta psicanalítica se propõe a contribuir para que o paciente possa melhor compreender e lidar com seus conflitos, sua dor e seu mal-estar que, atravessam sua relação com o corpo, com o trabalho e as relações amorosas, afetivas e sexuais.

Katia Tarouquella Brasil

Psicanalista, Psicólogo

Brasília

Agendar uma visita

Grande parte dos nossos conflitos e angústias, vem de interferências de conteúdos e memórias armazenadas na função inconsciente da mente humana, muito bem guardadas e protegidas por defesas psíquicas. De modo geral, não sabemos porque sofremos e sofremos porque não sabemos. Estas memórias precisam vir à tona, analisadas e reorganizadas, podendo assim dar-lhes novos sentidos e utilidades, quais não venham mais a causar transtornos e mal-estar. A psicanálise trata disto, de nossas reminiscências, das memórias chaves e do imaginário idealizado, estruturado na formação de nossa psique e que nos acompanha silenciosamente ou ruidosamente até hoje.

Eliezer Zulianeli Andrade

Psicanalista

Natal


A psicanálise é uma abordagem que privilegia a escuta do paciente. Neste campo, o ser humano é entendido como constituído através da linguagem, que funda o inconsciente. É o inconsciente que ganha espaço na clínica psicanalítica através da associação livre, que é o método do paciente falar livremente o que pensa.

Psicanálise é um método desenvolvido pelo médico Freud, para tratar de distúrbios psíquicos a partir da investigação do inconsciente. A partir da observação e escuta de pacientes, Freud notou que seus problemas se originaram das repressões culturais da sexualidade, sendo assim os pacientes mantinham, em segredo, uma série de desejos dessa natureza. O método básico da Psicanálise é a interpretação da transferência e resistências do paciente diante do analista. O paciente deve, preferencialmente se deitar num divã confortavelmente e de costas para o analista, e dizer tudo o que lhe vem a cabeça, por mais estranho que lhe pareça, assim o analista escuta, resignifica e interpreta as falas.

Mariana Pavani

Psicanalista, Psicólogo

Campinas


O tratamento psicanalítico não é indicado somente para tratar de distúrbios psíquicos, mas também é válido para aquelas pessoas que procuram se conhecer melhor e buscam novas perspectivas.O psicólogo leva o paciente a se voltar para dentro e descobrir no inconsciente a razão para seus sofrimentos psíquicos, suas atitudes e sensações. É fundamental que haja sinceridade e disponibilidade por parte do paciente para falar livremente sobre situações de sua vida. Além de minha formação em Psicologia, concluí um curso de Formação em Psicanálise Integrativa, o que me possibilita trabalhar de uma maneira menos ortodoxa e mais integrada em relação a cada cliente.

Fabiani De Paiva Vieira

Psicanalista, Psicólogo

Londrina


A Psicanálise é uma experiência única/singular para aquele que fala poder encontrar-se naquilo que diz. A partir daí este sujeito pode elaborar uma nova maneira de se posicionar frente ao mundo, à sociedade em que vivemos, na relação com os outros, frente ao seu desejo e às suas dificuldades e sofrimentos cotidianos.

Maycon Fraga

Psicanalista, Psicólogo

São Bernardo do Campo


A psicanálise é um método de tratamento que nos permite dar lugar ao desejo singular. Onde, através da fala e da escuta nos portamos como sujeitos donos de nossas escolhas, responsáveis por estas, sem que continuemos numa repetição da qual nos "destinamos" a sofrer, ou até mesmo a nos auto-sabotar. O sofrimento neurótico resulta da redução do desejo a demanda do outro; e a cura, da articulação do próprio desejo, sem ceder dele.

Jeneson Cruz

Psicanalista, Psicólogo

Curitiba


A psicanálise é um método terapêutico com mais de 100 anos de existência, fruto de rigorosos estudos desenvolvidos nesse extenso período nas maiores universidades do Brasil e do mundo. Sua eficácia é apontada por inúmeras pesquisas de rigor científico, tendo auxiliado milhares de pessoas a encararem e transformarem seus conflitos. Seu campo é formado por um amplo corpo teórico que fomenta a prática dos tratamentos clínicos. Destaco, nesse âmbito, os ensinos de Jacques Lacan, psicanalista francês que produziu uma cuidadosa reordenação do campo teórico e clínico da psicanálise, sendo um autor extremamente contemporâneo aos problemas que surgem atualmente na clínica.

Pedro Zanola

Psicanalista, Psicólogo

Londrina

Agendar uma visita

É um mergulho profundo na Psiquê (alma) através do conhecimento e do estudo do inconsciente. É a ciência clínica desenvolvida pelo médico S. Freud no início do século XX para o tratamento das Neuroses, e posteriormente com seus sucessores também das Psicoses. É ainda um método psicoterapêutico das personalidades. Busca na interpretação, nos chistes, nos atos-falhos, nos sonhos e na observação das manifestações corporais, identificar a causa infantil para o sofrimento psíquico presente. Trabalho sob atenção flutuante e foco nas "manifestações" inconscientes.

Rafael Di Francesco Coêlho De Souza

Psicólogo, Terapeuta complementar

São José dos Campos

Agendar uma visita

A psicanálise constitui-se como um referencial teórico para a compreensão da constituição do psiquismo e uma técnica para tratamento do sofrimento humano. Através dela, o paciente amplia seu autoconhecimento ao acessar conteúdos inconscientes, o que proporciona maior compreensão de seus sentimentos e suas ações. Dessa forma, é possível romper com ciclo repetitivo de atuações que levam ao sofrimento, colocando-se de forma mais saudável nas relações e nos demais contextos que se insere.

Psicanálise é um campo clínico e de investigação teórica da psique humana, que tem origem na Medicina, desenvolvido por Sigmund Freud, médico que se formou em 1881, trabalhou no Hospital Geral de Viena e teve contato com o neurologista francês Jean Martin Charcot. Freud introduz o conceito de inconsciente, alegando que muitas doenças são causadas por traumas, devido a situações que não puderam ser suportadas a nível consciente, sendo essas rejeitadas e jogadas para o inconsciente. Sendo assim, a partir do momento que se tem acesso a esse conteúdo que está no inconsciente o paciente pode ser restabelecido.

Victor Rosa

Psicólogo

Niterói


A abordagem que me orienta na condução do tratamento é a psicanálise lacaniana. Lacan foi um psicanalista pós-Freudiano que retomou a teoria de Freud, reforçando muitos pontos e fechando algumas lacunas. As sessões de psicanálise consistem em dar espaço para que o paciente fale livremente sobre o que lhe vier na cabeça, chegando a pontos importantes que tocam questões inconscientes, muitas vezes mal resolvidas. Os comportamentos que se repetem e sintomas do sujeito estão sempre ligados a sua estrutura psíquica, que é onde o tratamento psicanalítico pretende alcançar. O sintoma é como um furo, e o que está por trás dele é o material a ser tratado.

Carla Hofstetter

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A psicanálise se diferencia das outras psicoterapias por ser um método de investigação das causas inconscientes, enquanto outras correntes psicoterápicas se orientam por aspectos comportamentais e conscientes. É uma longa caminhada, mas justamente por esse motivo que quando se obtém sucesso, é algo transformador. A psicanálise lida com o que há de mais subjetivo.

Hudson A. R. Bonomo

Psicanalista

Rio de Janeiro


A técnica psicanalítica está baseada na concepção de que os sintomas do sofrimento mental desaparecem quando o paciente acessa seus conteúdos inconscientes. Para tanto o paciente pode usar o divã e falar livremente sobre seus pensamentos, fantasias, emoções e sonhos; a ideia é que o analista o auxilie na interpretação, significado e compreensão que esses elementos representam em sua vida. É uma proposta de trabalho mais longa, que poder durar meses (ser breve e focada) ou anos.

Daniel Brandão De Souza

Psicanalista, Psicólogo

Campinas


A Psicanálise como forma de terapia é muito eficiente para buscar a causa dos transtornos mentais. É através da fala que se dá a "cura", que se dá a melhora dos sintomas. A pessoa precisa se ouvir, precisa ouvir sua queixa frente a um analista e assim com a ajuda dele poder percorrer um caminho para entender o que está se passando. Muitos me perguntam se eu falo durante a sessão ou se eu sou daqueles analistas que só ouvem e não dizem nada. Minha resposta é: "isso depende de cada pessoa". Algumas precisam de um acolhimento, de uma empatia maior, outros são mais defensivos. Só que às vezes, o silêncio é necessário. Então tudo depende da história de vida deles. Cada pessoa é única.

Erica Takaki Nogueira Ikeda

Psicanalista

São Paulo


Psicanálise é uma terapia causal, visa encontrar o momento inicial e o evento que ocorreu o conflito neurótico, através da análise dos sonhos, da associação livre, da análise transferêncial e das resistências, feito em consultas de uma hora semanal onde iremos confrontar, explicar, interpretar e reelaborar nosso mapa mental afim de encontrar conforto em nosso convívio social, familiar e interno fortalecendo nosso ego às custas de uma flexibilização de nossas regras conhecendo melhor nosso inconsciente.

José Geraldo Da Silva Júnior

Psicanalista

Ilhabela


A Psicanálise é um tratamento que permite a construção de um lugar seguro e confidencial onde se possa falar de si. Sua única regra fundamental consiste na associação livre do analisando (falar livremente sobre qualquer assunto, sem obedecer certa linearidade ou mesmo um roteiro pré-definido). Ao analista cabe escutar o inconsciente do analisando. A dupla analisando-analista, quando efetivamente ocorre "o encontro" (transferência), pode criar novas possibilidades para o analisando estar e viver no mundo, sem tanto sofrimento e na condição de sujeito de seu agir e de suas escolhas.

Carolina Campaña Maia

Psicanalista

São Paulo


O método psicanalítico compreende principalmente a análise dos conteúdos que emergem do inconsciente, utilizando do método terapêutico da associação livre, que consiste em o paciente falar tudo o que vier à mente, sem criticar o que surge, mesmo que seja estranho ou sem sentido. A análise acontece a partir das associações do paciente, e são analisados os sintomas, os sofrimentos e os sonhos, se estes aparecerem. O analista, por sua vez, vai ajudar o paciente nesse processo, permitindo com que ele rompa as suas resistências e se abra. Ele também fará interpretações, e com as elaborações do paciente, o processo de análise propicia autoconhecimento e transformação gradual dos sintomas.

Jonas Figueiró

Psicólogo

Belém


Torna-se psicanalista aquele que após sua graduação iniciou um estudo em alguma instituição de ensino de psicanálise. É um estudo longo, intenso e continuo. A psicanálise pretende ao longo do tratamento entrar em contato com os desejos e impulsos reprimidos no inconsciente do paciente.

A psicanálise é um conjunto de teorias e métodos psicológicos baseados no trabalho pioneiro de Sigmund Freud, o qual procurou inicialmente entender a natureza humana, observando suas reações e atos. É um método que se pauta na exploração do inconsciente a partir da livre associação e da interpretação. O trabalho do psicanalista é trazer do plano inconsciente lembranças, sonhos, símbolos, através de técnicas como: livre associação de ideias, livre associação de palavras, interpretação dos sonhos, interpretação dos desenhos (símbolos). Esse processo ajuda o analisando a ter uma melhor compreensão de si e superar dores, traumas, complexos, medos e bloqueios.

Adriana Gil

Psicanalista, Psicopedagogo

Campinas

Agendar uma visita

Freud, criador da psicanálise, ainda médico notou em seus pacientes sintomas que não eram possíveis de serem explicados apenas por causas biológicas. Nos relatos de seus pacientes percebeu a ligação das queixas destes, dores no corpo, inibições e excitações, com a história pessoal subjetiva dos mesmos. Assim,abandonou sua prática médica e passou a valorizar a fala singular de cada um,acreditando ser esse o único caminho para mudança. Lacan é um psicanalista Pós Freudiano,no qual sublinha ainda mais a singularidade do sofrimento,a necessidade de quem sofre falar sobre sua história e o papel essencial do analista em saber ouvir e propiciar condições favoráveis a transmutação subjetiva.

Gabrieli Zaros Granusso

Psicólogo, Psicanalista

Londrina

Agendar uma visita

Trabalha-se no sentido de identificar as fantasias que construímos para existir no mundo, apostando numa possibilidade de aprender a lidar com elas de modo a reduzir nosso sofrimento diante do processo civilizatório. Lembrando que cada sujeito é único e sua análise pessoal vai até onde é possível ir, mas não é sem no minimo nos deparamos com uma verdade não toda.

Luciana Rodrigues

Psicólogo

Brasília

Quais profissionais realizam Psicanálise?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.