é possível afirmar que o aumento na taxa de divórcios tenha influencia direta no crescente número de casos de alienação parental?
tal problema sempre existiu, porém, apenas recentemente ela se tornou mais evidente, por que?
 Bruno Schievenin Madi
Bruno Schievenin Madi
Psicólogo
São Paulo
Olá, não necessariamente, pois neste caso estaria excluindo as mudanças culturais, pois há uns 100 anos atrás, divórcio não era bem quisto, mais tempo atrás ainda, casamento era apenas uma forma de aliança entre famílias/reinos. Alienação parental, pode ser um motivo se vermos um ou outro caso particular, mas não é possível tal afirmação. Caso tenha mais dúvidas, estou à disposição.

 Adriana M. Corrêa
Adriana M. Corrêa
Psicólogo
Niterói
Olá! Não tem como afirmar relação entre aumento de números de divórcio com alienação parental, pois a síndrome da alienação parental (SAP) são sintomas gerados no(s) filho(s) a partir de ações e campanhas para denegrir ,de um dos genitores que tenta transformar ou destruir o vínculo entre o filho e o outro genitor.Geralmente acontece em litigio judicial, e não em todas as situações de divórcio. Abç!

 Ana Paula Gonçalves Donate
Ana Paula Gonçalves Donate
Psicólogo
São Paulo
Essa é uma boa pergunta, mas estou de acordo com os demais profissionais que responderam. Não necessariamente. Casa casal e família enfrenta o divórcio de uma maneira, e em algumas delas, ocorre o chamado Alienação Parental.
Acredito que o número de casos de Alienação Parental está relacionada a maior discussão sobre o assunto na comunidade científica, entre os psicólogos e os juristas que trabalham com família.

 Esther Vieira
Esther Vieira
Psicólogo
Niterói
Na verdade,alienação pode ocorrer mas não podemos afirmar que seja essa causa...geralmente é um conjunto de fatores que levame o casal a se separar

 Thiago Sepulveda
Thiago Sepulveda
Psicólogo
Rio de Janeiro
A alienação parental é um conceito ainda muito novo. Foi criado por Richard Gardner em 1985. Porém, sem duvidas esse conflito já ocorria ao longo dos anos nos contextos familiares. Quanto a relação do crescente número de divórcios, a alienação parental não está na vanguarda dos fatores que culminam para esse aumento.
Espero ter ajudado. Abraço!

Sempre existiu mas agora foi dado um nome, fundamental o casal ter uma boa relaçao e caso nao tenha mesmo seperados fazer uma terapia de casal pode ser um caminho, digo uma terapia de casal mas voltada para um consenso. A terapia de casal nao tem a ideia nem de unir nem de separar mais de clarear os pontos de vista.
Att.
Eduardo

 Silene David Jorge
Silene David Jorge
Psicólogo
Nova Lima
O fato do aumento do número de divórcios ter aumentado, não significa que o motivo eminente seja a alienação parental. São inúmeros os fatores que levam um casal a se divorciar, mas não existe nada confirmado com relação a este motivo específico, como foi explicitado acima pelos colegas. Se em uma relação existir o problema, este deve ser denunciado às autoridades, pois afeta diretamente no desenvolvimento emocional da criança. Qualquer dúvida, estou ã disposição.

Especialistas em Alienação Parental

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Ana Larissa Marques Perissini

Ana Larissa Marques Perissini

Psicólogo

São José do Rio Preto

Andressa Mara Netto

Andressa Mara Netto

Psicólogo

Cristiany Moura Oliveira Lisita

Cristiany Moura Oliveira Lisita

Psicólogo

Goiânia

Ana Amélia de S. Pereira Piske

Ana Amélia de S. Pereira Piske

Psicólogo

Vitória

Rozei Maria Alves dos Santos

Rozei Maria Alves dos Santos

Psicólogo

Rio de Janeiro

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 2 perguntas sobre Alienação Parental

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.