Olá. Tenho depressão e muito ansioso, estou tomando venlafaxin 37,5 ao dia e donaren 50 mg a noite.

2 respostas
Olá. Tenho depressão e muito ansioso, estou tomando venlafaxin 37,5 ao dia e donaren 50 mg a noite. Não percebo melhora
Sem ânimo para nada. Será que tem regressão dos sintomas ou troca de medicamento.
Dificilmente estas doses de medicação são suficientes para tratar um transtorno de ansiedade (isto, partindo do princípio de que tenha um diagnóstico de transtorno de ansiedade). Mas, somente seu médico pode determinar se, em seu caso específico, doses tão baixas seriam suficientes. Falta de ânimo pode ter muitas causas, incluindo situações pelas quais esteja passando na sua vida ou doenças clínicas,. Mas, se for devida a depressão, menor ainda a probabilidade de estas doses ajudarem. Porém, em alguns casos, médicos usam doses baixas como início de tratamento, para que o organismo vá se acostumando, Se for este o caso, converse com seu médico, explique o que sente e aguarde que ele, possivelmente, acabará introduzindo doses mais adequadas para a grande maioria dos casos. Porém, mesmo com doses adequadas, as resposas (melhoras) podem demorar algumas semanas para ocorrer.

Tire todas as dúvidas durante a consulta online

Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa.

Mostrar especialistas Como funciona?
Olá, a associação desses medicamentos pode ser usada para uma série de transtornos, sendo muito útil em quadros de ansiedade e depressão. Se você não percebe melhora deve primeiramente avaliar se já usou por tempo o suficiente para ver resultados, normalmente são necessário 4-6 semanas.
Outro ponto importante é a dose da medicação. Nesse caso, as doses parecem estar abaixo do recomendado, principalmente da Venfaxina, possivelmente porque seria a dose inicial da medicação. De qualquer maneira, é de suma importância a avaliação do psiquiatra para poder fazer as orientações e os ajustes de medicação que forem necessários para buscar a regressão completa dos sintomas e para isso deve haver uma avaliação
Se ainda houver dúvidas, sugiro que seja realizada uma consulta com seu psiquiatra para que ele possa fazer os devidos esclarecimentos e trazer segurança nesse manejo farmacológico. Lembro que uma boa Aliança Terapêutica aliada ao autoconhecimento podem ajudar a lidar com as adversidades e trabalhar estratégias saudáveis de enfrentamento aos desafios que surgirem.
Te convidamos para uma consulta: Telemedicina - R$ 400
Você pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão agendar consulta.

Especialistas

Fernando Lino

Fernando Lino

Psicólogo, Psicanalista

Goiânia

Agendar uma visita
Giovanna Munhoz Ohara

Giovanna Munhoz Ohara

Psicólogo

Botucatu

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Anne Rafaella Carneiro Roza

Anne Rafaella Carneiro Roza

Oncologista, Pediatra

Recife

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 712 perguntas sobre Ansiedade
  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.
  • Por uma questão de saúde, quantidades e doses de medicamentos não serão publicadas.

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.


Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.