Ansiedade - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em ansiedade

Encontre um especialista em Ansiedade na sua cidade:
Aline Ribeiro

Aline Ribeiro

Psicólogo

Jundiaí

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Ana Larissa Marques Perissini

Ana Larissa Marques Perissini

Psicólogo, Sexólogo

São José do Rio Preto

Tiago Lenz De Brum

Tiago Lenz De Brum

Psiquiatra

Concórdia

Andressa Mara Netto

Andressa Mara Netto

Psicólogo

Perguntas sobre Ansiedade

Nossos especialistas responderam a 288 perguntas sobre Ansiedade

Olá seria legal Você procurar fazer uma psicoterapia( psicólogo) com objetivo de identificar o que está causando essa insegurança ou medo.
Boa sorte.
13 respostas

Os pensamentos (intrusivos, reentrantes, obsessivos ou ruminantes) podem estar presentes não só na ansiedade,mas em diversos transtornos mentais.Logo,devem ser avaliados por um profissional da…
7 respostas

Olá... Boa noite.
A medicação é exatamente para o controle da ansiedade.
Se está desconfortavél para o menor e lhe causa preocupação, converse novamente com médico, ele vai orientar.…
9 respostas

Especialistas falam sobre Ansiedade

Apesar de ser um sentimento comum a todas as pessoas, quando a sua intensidade atinge patamares altos, levando ao sofrimento e à dificuldade de funcionamento normal, pode ser considerada patológica.

Yumara Siqueira De Castro

Psiquiatra

Belo Horizonte


As demandas imediatas do mundo atual vem contribuindo para que cada vez mais pessoas apresentem quadros de ansiedade com impacto significativo na qualidade de vida gerando mais angustia, medo e sensação de desamparo. Hoje a psiquiatria apresenta tratamentos que permitem remissão completa dos sintomas e melhora da funcionalidade geral.

Adriana Pereira

Psiquiatra

Santos


Trato Quadros de ansiedade, nas suas mais diversas manifestações, as quais se traduzem por sensação de medo, insegurança, tensão, impressão de algo ruim para acontecer a qualquer momento.

Com uma vasta experiência em tratamento com fitoterápicos, quânticos e ortomoleculares, visamos um equilíbrio global do paciente para manejo da ansiedade de forma mais natural.

Ansiedade é um estado afetivo comum a todos. Entretanto, em algumas situações, a ansiedade é intensa demais para a situação onde ela ocorre, ou apresenta-se de forma contínua, independente do que esteja acontecendo ao redor. Nesses casos, a ansiedade vira um "problema", e necessita ser avaliada e, se necessário, tratada. Pessoas ansiosas, após o tratamento, sentem-se muito mais confortáveis.

Ledo Daruy Filho

Psiquiatra

Caxias Do Sul


A ansiedade surge como um sintoma do desiquilíbrio de neurotransmissores cerebrais, que pode ser tratada através da mudança de estilo de vida, coaching, reposição de vitaminas, sais minerais, fitoterápicos e antidepressivos.

Cassandra Martins Lopes

Endocrinologista, Nutrólogo, Especialista em medicina estética

São Paulo

Agendar uma visita

Nossos dias são permeados de inúmeros compromissos, prazos apertados e cobranças de todos os lados. É comum em momentos de maior sobrecarga, perdas, conflitos e/ou problemas, sentir uma sensação mais pesada, de pensamento acelerado, fadiga, preocupação constante, dificuldade de se lembrar das coisas, tensão muscular, taquicardia ou até mesmo aquela sensação de ansiedade e angústia que parece permanente, que incomoda e nos faz questionar se há algo de errado conosco. Esses, sem dúvidas, são sinais que seu corpo está lhe dando de que algo não vai bem e que mudanças precisam ser realizadas. Em psicoterapia é possível identificar o que está gerando esses sintomas e a resolve-los.

Cristina Okamoto

Psicólogo

Londrina


A ansiedade impede do risco de descoberta, o desejo de explorar novas ideias, e a possibilidade de sair de uma zona de conforto. Não importa o quanto resista, sempre estará aqui mesmo desesperada para abraçar, cobrir, terminar consigo mesma. Cada dia luta contra isso: "você não é bom para mim e você nunca vai ser". Uma prisioneira da própria mente. A instigadora dos próprios pensamentos. Quanto mais eu pensa, pior fica. Quanto menos pensa, pior fica. É estranho. É como estar nadando e quer colocar os pés no chão, mas a água é mais profunda do que você pensou. Sensação de dormência. Medo de viver e medo de morrer...

Geime Rozanski

Psicólogo, Terapeuta complementar

Porto Alegre


Ansiedade é um estado psíquico de apreensão ou medo provocado pela antecipação de uma situação desagradável ou perigosa que podem vir de fatores internos ou externos. Não existe um único fator que origina a ansiedade exacerbada. O tratamento da ansiedade se dá através da psicoterapia e o profissional avaliará a necessidade de combinar o mesmo com medicamentos que auxiliem ao longo do processo. A psicoterapia auxiliará no entendimento da origem dos sintomas e no consequente controle deles, devolvendo assim ao cliente uma melhor qualidade de vida.

A ansiedade é uma emoção normal do ser humano, comum ao se enfrentar algum problema no trabalho, antes de uma prova ou diante de decisões difíceis do dia a dia. No entanto, a ansiedade excessiva pode se tornar uma doença, ou melhor, um distúrbio de ansiedade.Pessoas que sofrem de distúrbios de ansiedade sentem uma preocupação e medo extremos em situações simples da rotina, além de alguns sintomas físicos, o que atrapalha suas atividades cotidianas, já que eles são difíceis de controlar. A terapia com um psicólogo pode ajudar o paciente a entender os fatores do dia a dia que desencadeiam sua ansiedade, reduzir seus sintomas e trabalhar os eventos que o levaram a desenvolver este problema.

Cladismari Zambon

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A ansiedade em níveis adequados nos mobiliza e nos leva para frente, impulsionando-nos a agir antecipadamente, preparando-nos tanto para o futuro quanto para enfrentar uma situação de perigo. No entanto, a exacerbação dos sinais ansiosos podem se transformar em sintomas com grande repercussão nas funções cognitivas, causando diversos prejuízos na vida biopsicossocial do individuo. A atenção e a memória são duas funções mentais comumente afetadas, frente às alterações de neurotransmissores no sistema nervoso central ocasionadas pelos distúrbios de ansiedade.

Andreia Oliveira Do Carmo

Psicólogo

Goiânia


Em algum momento da vida, 20% das mulheres e 8% dos homens apresentarão distúrbios de ansiedade. Na maioria dos casos, as crises persistirão por seis meses ou mais. A expressão distúrbio de ansiedade compreende várias condições clínicas que evoluem de forma diferente e exigem tratamento específico. Entre elas, destacam-se: síndrome do pânico, ansiedade generalizada, estresse pós-traumático, estresse agudo, fobias específicas, fobias sociais e distúrbio obsessivo-compulsivo.

Roberta Kelly De Sousa Araújo

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro


Transtorno de Ansiedade Específico: Tratamento na perspectiva da Terapia Cognitivo-Comportamental – TCC Renata F Cardoso de Freitas Resumo: Este artigo faz uma breve abordagem dos transtornos de ansiedade: transtorno do pânico, transtorno de ansiedade generalizada (TAG), fobia social, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e transtorno do estresse pós-traumático (TEPT). Tal abordagem tem como objetivo conceituar, esclarecer e evidenciar as principais técnicas usadas na perspectiva da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC). Foi realizada uma pesquisa bibliográfica de renomados autores sobre o assunto a respeito das técnicas mais usadas na Psicologia na perspectiva da Terapia Cognitivo-Com.

Sintomas de ansiedade ou os transtornos de ansiedade (ex: pânico, fobias) são comuns na atualidade e acometem um grande número de pessoas, podendo ter um impacto negativo importante na vida das pessoas. Os sintomas mais comuns de ansiedade são: expectativas negativas sobre situações, preocupações excessivas, taquicardia, falta de ar ou sensação de sufocamento, tensão muscular, agitação (APA, 2014). O tratamento da ansiedade é bastante efetivo e pode ser breve (em torno de 10 sessões). Através de diversas técnicas são identificados os focos de ansiedade e o paciente aprende técnicas para lidar com estas.

Jamir Sardá Jr.

Psicólogo

Florianópolis


Na correria do dia a dia, na ânsia de bater metas, no imediatismo das situações cotidianas, deixamos de olhar as entrelinhas. É, aquelas "entrelinhas" que nos dão informações além das grandes explicações, do porque das ansiedades, além das grandes ou pequenas somatizações. Às vezes, as grandes explicações apenas camuflam uma realidade idealizada. Mas aquilo que não pode ser explicado também tem muito a nos dizer! Tente ver tudo de uma forma diferente! Nos vemos no processo de terapia.

Quantas pessoas conhecemos que são ansiosas? Inclusive nós mesmo. E o que fazer quando temos aquele ataque de ansiedade que nos paralisa? Tenho técnicas e recursos que podem te ajudar. Fiz pesquisas e estudos e montei um esquema de exercícios que tiveram ótimos retornos.

Eliciana Monteiro Do Sacramento

Psicólogo

Fortaleza


Tratamento psicanalítico das ansiedades e crises de pânico.

Elton Souza

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


A ansiedade é a perspectiva de uma ameaça iminente que se distingue pelo sentimento de desconforto, ligado a uma preocupação exagerada e ao medo. Ela pode ser leve ou grave e de difícil controle, já que atinge um elevado grau de intensidade em poucos minutos. Além disso, pode durar muito tempo e, geralmente, está acompanhada de sintomas físicos. Apresenta-se em um contexto popular quando o indivíduo se encontra em momento (ou passando por algum período) sob pressão, ou muito preocupado para com alguma coisa. Alguns sintomas: Medos Irracionais, Lembranças Ruins, Autoconsciência, Preocupação/Perfeccionismo, Insônia, Roer Unhas, Tensão Muscular E Dores.

Andréa Garcia Baran Modesto

Psicólogo

Joinville


Auxílio na identificação e compreensão dos fatores geradores de ansiedade, proporcionando a diminuição dos sintomas e a possibilidade de preveni-los.

Alguns traços de personalidade são extremamente ansiosos, preocupados com o futuro que algo não vai dar certo ou impacientes para chegar logo a situação planejada ou a concretização de um projeto, gera estresse, nervosismo, insegurança.

Renato Mota

Psicólogo, Psicanalista

Montes Claros


Ansiedade muito exagerada, pode ser Agorafobia. É o comportamento na qual a pessoa evita situações ou lugares onde o escape seria difícil ou embaraçoso caso se tenha uma crise de pânico ou algum mal estar. A relação entre a agorafobia e o pânico é muito próxima. Existe transtorno do pânico sem agorafobia, mas a agorafobia sem pânico é rara. Esse transtorno pode impedir as pessoas de ir ao trabalho, ao médico, de ajudar quem dele precisa. Pode até impedir a pessoa de comparecer a ocasiões especiais como o próprio casamento, festa do próprio filho, etc. Se você está muito ansioso, procure ajude, a terapia irá aliviá-lo e também paralelo à terapia, fazendo atividades que dão prazer.

A Ansiedade, em resumo, é o sofrimento gerado por algo que poderia acontecer, geralmente, relacionado a coisas ruins. A pessoa que está ansiosa pode desenvolver sintomas como medo, taquicardia, confusão, etc. A Ansiedade leva a transtornos e prejuízos nos relacionamentos interpessoais, vida social, profissional... Em grande parte, pessoas com ansiedade não identificam a razão pela qual está se sentindo assim; o que só aumenta o sofrimento.

A Ansiedade faz parte de nosso dia a dia e sendo controlada pode ser até benéfica, porque nos impulsiona a buscar o novo, a movimentar-se. Porém quando essa Ansiedade torna-se nociva, isto é,nos faz ter pensamentos fixos, sintomas físicos como taquicardia, mal estar, palpitações, medos, insônia é hora de cuidar, procurar ajuda de preferência profissional, para primeiro entender como chegamos nesse ponto e com o uso de técnicas conseguir readquirir o equilíbrio.

A ansiedade é uma reação que todos tem ao achar que existe um risco futuro a caminho. Apesar de gerar algumas consequências negativas, ela ainda é essencial para a sobrevivência do ser humano. Funciona como mecanismo de proteção que torna os indivíduos mais atentos a possíveis futuras ameaças. Permite planejar o próprio comportamento para evitar situações ameaçadoras. Quando a ameaça é real, a ansiedade pode acabar salvando a sua vida, por exemplo: "Você vê um assalto próximo ao local que você está, a sua ansiedade vai prepará-lo para correr para um lugar mais seguro." Esta é a ansiedade natural que todos os seres humanos possuem. Em outro tópico, falarei sobre os transtornos de ansiedade.

Letícia Aparecida Batista

Psicólogo

Vinhedo


A Ansiedade é uma reação que podemos ter ao achar que existe um risco futuro a caminho. Embora a ansiedade não seja agradável, em alguns momentos ela pode ser útil em nossas vidas, como por exemplo estar ansioso na véspera de uma prova pode fazer com que você se prepare melhor. O problema surge quando a ansiedade se torna intensa, irrealista e prolongada. Quando a reação de ansiedade é desproporcional a sua causa e atinge níveis muito extremos em tempo prolongado, impedindo a pessoa de sentir satisfação com a vida, ela pode desenvolver algum tipo de condição conhecido como Transtorno de Ansiedade. ⠀

Todo mundo tem um pouco de ansiedade e depressão de vez em quando, mas às vezes o motivo do abatimento ou da reação de angústia – a morte de um parente ou uma violência sofrida, por exemplo – passa e a pessoa não se recupera. Uso muito no consultório, com meus pacientes, a imagem do coqueiro com o vendaval. Há um tremendo estresse, o coqueiro se dobra com a tempestade, às vezes perde umas folhas, mas torna a ficar em pé. Porém, algumas pessoas, em certos momentos frágeis, assim como certas árvores, mesmo com uma ventania não tão forte, quebram. A tempestade passa e elas não se levantam. Há uma ruptura.

Neusa Mazzola Varnier

Psicólogo

Xaxim


A ansiedade é uma reação que todos experimentamos diante de algumas situações (como falar em público, expectativa para datas importantes, entrevistas de emprego, vésperas de provas, exames de saúde entre outras). É natural e podemos dizer até necessária. O que temos que dar atenção é ao excesso.Como saber quando a ansiedade normal ultrapassa os limites e pode ser considerada um transtorno? Resposta: quando a frequência e a intensidade das reações de medo, apreensão e preocupação são exacerbadas e trazem sofrimento e prejuízo na rotina da pessoa. Passamos a ter então um Transtorno da Ansiedade.

Solange Ribeiro

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Pessoas que vivenciam preocupações incontroláveis e excessivas em diversas áreas. A ansiedade pode estar associada aos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, falta de concentração, irritabilidade, tensão muscular, ou problemas no sono. São pessoas que tendem a expressar nervosismo crônico e excessivo, preocupação exagerada, tensão e irritabilidade que parecem não ter causa ou que são mais intensas do que o justificável pela situação. Em muitos casos, ocorrem sinais físicos como: dores de cabeça, tremores, espasmos, suor frio, que acarretam mais preocupação. Assim como todos os distúrbios da ansiedade, é recomendável uma combinação de psicoterapia e tratamento medicamentoso.

Alexandre Proença

Psiquiatra

Niterói


Ansiedade é algo que todos temos, importante para uma melhor qualidade de vida mas, quando passa de certo ponto, passa a ser deletéria e comprometer nossa funcionalidade no trabalho, nos relacionamentos, na vida social. O objetivo do tratamento não é encontrar um remédio que vá curar, mas ajudar a pessoa a se adequar ao que vem vivendo, definir o porque do excesso de ansiedade, algumas vezes com o auxílio de medicação.

Diante da proximidade de um acontecimento ou situação de perigo real ou imaginário, medo ou mesmo algo muito esperado ou desejado, o Sistema Nervoso Central se excita e produz uma sensação desagradável de agonia. A ansiedade é essa resposta do corpo ao que se passa no psíquico que até certo nível é “normal” e até mesmo esperada. As sensações corporais geralmente são taquicardia, sudorese, falta de ar, tremor, constipação intestinal, dentre outras.

A terapia auxilia em técnicas e manejos de controlar a ansiedade por meio da mudança de pensamento. Olhar os acontecimentos de outras formas e com mais positividade ajuda a diminuir a ansiedade.

Bárbara Alves

Psicólogo, Psicopedagogo

Bragança Paulista

Agendar uma visita

A Ansiedade é uma emoção que é experienciada por todas as pessoas, mas se torna um transtorno quando é vivenciada de forma intensa e por um longo período, gerando sintomas físicos que causam desconforto e prejuízos a vida do indivíduo no campo pessoal, social e/ou profissional. Os sintomas físicos geralmente são aceleração dos batimentos cardíacos, sensação de falta de ar, tremores, tensão muscular, náuseas, desconforto abdominal, tontura, entre outros. Quem tem algum Transtorno de Ansiedade apresenta uma preocupação excessiva, medo intenso e pensamentos de que algo ruim vai ocorrer, gerando um frequente estado de alerta e evitação das situações que gerem ansiedade.

Thainara Lopes

Psicólogo

Juiz de Fora

Agendar uma visita

A ansiedade é um dos fenômenos mais prevalentes em estudos psicológicos e tem sido pesquisado por muitos anos. Definida como uma reação emocional no qual sinaliza incerteza ou ameaça no ambiente, a ansiedade figurou com destaque na literatura como uma das mais universais reações importantes do estresse vividas pelo indivíduo. Mais do que qualquer outra emoção básica, a Psicologia tem centrado suas pesquisas em como a ansiedade influencia nos resultados adaptativos, tais como o desempenho cognitivo e social, o bem-estar subjetivo, as doenças somáticas ou doenças em geral. Como tal, a ansiedade é quase tida como um sinônimo de estresse psicológico.

OS transtornos de ansiedade são um grupo de perturbações mentais caracterizadas por sentimentos de ansiedade, preocupação extrema e medo. Estes sentimentos podem inclusive causar sintomas físicos, como ritmo cardíaco acelerado, tremores, sudorese, e alterações do sono. Existem várias perturbações de ansiedade conforme as causas dos sintomas, incluindo perturbação de ansiedade generalizada, fobias específicas, perturbação de ansiedade social, perturbação de ansiedade de separação, agorafobia e pânico. O tratamento pode consistir em alterações do estilo de vida, psicoterapia e medicamentos, gerando extrema melhora na qualidade de vida do paciente.

A ansiedade é uma doença que atinge muitas pessoas e por isso, é uma queixa muito comum no consultório. Existem diversos tipos de ansiedade: ansiedade de desempenho, ansiedade social, ansiedade generalizada, etc. A ansiedade é uma preocupação com o futuro exacerbada, que causa prejuízos e sofrimento a pessoa que sente e aqueles que estão em volta. É comum pessoas ansiosas apresentarem sintomas físicos (taquicardia, tensão, dor de cabeça, sudorese, tremor, sensação de desmaio) e pensamentos catastróficos sobre o futuro e sobre a incapacidade de lidar com algo muito ruim. A TCC possui técnicas e ensina o paciente a lidar com a ansiedade diminuindo os sintomas e as preocupações.

Ana Paula Gonçalves Donate

Psicólogo

São Paulo


O termo ansiedade vem do latim anxietas, anxietatis, que significa desejar, preocupar-se. Na visão psicopatológica ansiedade é um estado perpétuo de alerta e temor.Na abordagem psicanalítica analisamos a ansiedade como uma sensação virtualmente presente em qualquer pessoa e funciona como importante sinal de alerta, ou seja, todos os indivíduos possuem ansiedade em maior ou menor grau. Tornando-se patológico caso traga prejuízos significativos na vida do individuo.

O transtorno de ansiedade generalizada é basicamente uma preocupação ou ansiedade excessivas, ou com motivos injustificáveis ou desproporcionais ao nível de ansiedade observado. Para que se faça o diagnóstico de ansiedade generalizada é preciso que outros transtornos de ansiedade como o pânico e a fobia social- por exemplo- tenham sido descartadas. É preciso que essa ansiedade excessiva dure por mais de seis meses continuamente e precisa ser diferenciada da ansiedade normal. Preocupar-se e ficar ansioso não é apenas uma reação normal, mas necessária para a boa adaptação individual à sociedade e ao ambiente.

Quando nosso corpo emite um sinal de alerta que indica um perigo externo onde capacita a pessoa a ter respostas automáticas como frente a medo ou ameaça, automaticamente o nosso sistema de defesa é ativado, causando uma reação não controlada, essa é o medo. A ansiedade é produzido internamente, diferente do medo, a sensação leva mais tempo. Todo ser humano passa por essas sensações chamada ansiedade em que pode representar uma ameaça ou a preparação para algo inesperado. Porém quando ultrapassa os limites do corpo, causando desconforto, angustia, dores físicas... será necessário uma ajuda profissional para identificar o que está acontecendo com a sua saúde, tanto física quanto psicológica.

Edyclaudia Gomes De Sousa

Psicólogo

Nova Iguaçu


Quando há intenso sofrimento emocional e prejuízos na dinâmica de vida atual do indivíduo, a Ansiedade pode configura-se em um Transtorno de Ansiedade, que inclui: Fobias (medo de pessoas, coisas ou situações específicas, tais como: eventos sociais, pessoas, alturas, elevadores, insetos, voar de avião, entre outros).

Rafael Godoi

Psiquiatra

Salvador


A ansiedade é normal a todo ser humano, porém quando ela começa a te trazer prejuízos no dia-a-dia e de forma angustiante ou insegura em excesso, e te rouba o sono e te deixa incapaz de realizar suas funções normais que realizava antes, ai sim precisa passar por um profissional na áreas médica e psicologia, deve-se fazer uma avaliação para que sua vida volte ao normal. Tenho feito tratamentos de pacientes que começaram com pouca ansiedade daí chegam a um ponto que já estão com um estresse insuportável, dor de cabeça,insônia e há casos de síndrome do pânico que começam a limitar a paciente até de ficar sozinha ou sair sozinha, e outras situações abrangentes como a depressão.

Juerci De Oliveira Reis

Psicólogo, Terapeuta complementar, Psicanalista

Ipatinga

Agendar uma visita

O medo/ansiedade é uma emoção comum à todas as pessoas e está ligado ao nosso quadro evolutivo (proteção à danos e à preservação de nossa espécie). Por isso, todos nós sentimos ansiedade frente à alguns estimulos. Pessoas ansiosas tendem a "enxergar" riscos exagerados ou irracionais frente à algumas situações. É essa "ideia aumentada de risco" que faz com que experimente a resposta emocional da ansiedade e o comportamento de evitar as coisas. Para quebrar o ciclo da ansiedade, é necesário intervir na forma de perceber/ pensar o risco do indivíduo (intervenções cognitivas) e em protocolos com exercícios comportamentais que promovam relaxamento e dessensibilização ao medo disfuncional.

Adriana Velloso Buonfiglio

Psicólogo

São Paulo


Distúrbio de saúde mental caracterizado por sentimentos de preocupação, ansiedade ou medo que são fortes o bastante para interferir nas atividades diárias. A ansiedade é algo muito próximo da preocupação, próximo do medo, que algo possa acontecer diferente daquilo que esperávamos. Alguns sintomas que pode ser percebidos são: Constante tensão ou nervosismo, Sensação de que algo ruim vai acontecer, Problemas de concentração, Medo constante, Descontrole sobre os pensamentos, principalmente dificuldade em esquecer o objeto de tensão, Preocupação exagerada em comparação com a realidade, Problemas para dormir, Irritabilidade, Agitação dos braços e pernas.

O sentimento de ansiedade é derivado do medo. Em função disso, a maneira como o corpo interpreta os dois é muito parecida e por muitas vezes não parece haver diferença entre os dois. Contudo, entende-se que a diferença fundamental entre os dois está no alvo. O medo tem um alvo bem definido, por exemplo: se tenho medo de Aranhas, ao ficar longe de Aranhas não experienciarei esse sentimento. O ansioso, por sua vez, tenta antecipar as situações antes mesmo que elas aconteçam. O que faz com que ele viva uma tensão constante. Meu trabalho é ajudar a pessoa a lidar com as situações no tempo presente, dando o melhor encaminhamento para cada uma a medida que elas forem aparecendo.

Iuri Correa Faria Alvarenga

Psicólogo

Rio de Janeiro


Como a psicologia junguiana e a gerontologia pode contribuir com a escuta e demanda do idoso ansioso e/ou deprimido? Na fase do envelhecimento o tema é a própria imagem física em transformação, será que se chega a perder a identidade e a se ganhar uma nova ou trata-se apenas de incorporar novas características à identidade já existente? A ansiedade e/ou a depressão são geradas nas pessoas que veem dolorosamente o envelhecimento, são impactadas pelas técnicas de manutenção da juventude artificial - um corpo “sempre jovem”. Torna-se relevante mostrar a possibilidade da promoção da saúde para o idoso caso tenha vontade de mudar, de fazer algo para si mesmo se dando oportunidades

Sandra Santos

Psicólogo

Rio de Janeiro


Quando a ansiedade excede o limite e torna-se uma doença? A ansiedade torna-se patológica quando impede que se viva normalmente, isto é, quando passa a ser um impeditivo. Torna-se uma barreira que impede que se saia de casa, que se vá ao trabalho, tenha convívio social. Sentir ansiedade antes de uma apresentação de trabalho importante é natural por conta dos elementos que a envolve mas, caso não se consiga ter forças para sair de casa e encarar a tal da apresentação por conta de sintomas físicos (como taquicardia, ânsia de vômito, indisposição intestinal, sudorese, secura na boca e etc) já pode-se ficar alerta sobre procurar ajuda de um psicóloga ou psiquiatra.

Marina Breia E Szolnoky

Psicanalista

São Paulo


A palavra ansiedade surgiu do grego anshein, cujo significado é “sufocar, oprimir, estrangular”. Os problemas começam a surgir quando o sentimento de ansiedade toma proporções excessivas, levando o indivíduo a um estado constante de preocupação. A palavra “preocupação”, por si só, já transmite o sentimento do indivíduo ansioso, indica o ato de se pré-ocupar, antecipar mentalmente situações que ainda não aconteceram, e trazer para o momento atual toda carga emocional que tal evento poderia causar.

Sérgio Silva

Psicólogo

Marília


Trabalho nesse caso com atendimentos semanalmente. Os atendimento realizo um perspectiva Humanista Existencial, ou seja através do dialogo, compreendo o ambiente que esta inserido, sua historia de vida que justifica alguns comportamentos e outros aspectos da sua vida. A partir desse compreensão realizo intervenções através de questionamento ou interpretações para reflexão do problema enfrentado.

A Ansiedade é um dos transtornos mais comuns que estão relacionados a sexualidade feminina e mas principalmente a masculina. O medo é um sinal de ansiedade, medo de falhar, de não sentir desejo, de ser criticado, julgado, não ter o controle e assim por diante. O meu trabalho neste sentido é auxiliar o paciente a diminuir seus medos e ansiedades pois eles são decorrentes de experiencias infantis e púberas difíceis e por vezes traumáticas. Situações que muitas vezes nem consideramos tão importantes, mas que persistem em nossa memória em muitos casos se relacionam com a ansiedade.

Barbara Juliana Ahlert

Psicólogo, Sexólogo

Porto Alegre


Atendimento terapeutico por consultas semanais. São compreendidas os gatilhos para as ansiedades, ou crises de pânico, e as causas mais primitivas da vida do paciente que possam estar desencadeando esse sintoma. Acompanhamento é contínuo e até mesmo pode ser feito junto com um psiquiatra.

Mauro Capelli

Psicólogo

São Paulo


Ansiedade é um estado afetivo desagradável acompanhado de sensações físicas, em que a pessoa antecipa uma situação futura de perigo, ou seja, é o medo de estar diante de uma ameaça que ainda não ocorreu e que, talvez, nunca venha a acontecer. O ser humano desenvolveu a reação fisiológica de “luta e fuga” para responder a possíveis ameaças e perigos visando à sobrevivência da espécie. Entretanto, estar constantemente neste estado gera prejuízos à saúde física e psíquica. Em geral, alguns sintomas podem estar presentes nos quadros de ansiedade: medo de perder o controle, medo de morrer, irritabilidade, alteração do sono, preocupação excessiva, além de taquicardia, falta de ar e sudorese.

Vanessa Lima

Psicanalista, Psicólogo

Salvador


A ansiedade, angustia, nervosismo, nao importa o nome que alguem use, é um mal estar; em grau mais forte a pessoa tem a sensaçao que vai morrer e é chamado ataque de ansiedade ou de pânico. Os sintomas clássicos são palpitaçao no coraçao e máos geladas. Os pensamentos poderao ser negativos, pessimistas. Voce precisa cuidar bem de voce nestas horas. Confie na sua capacidade de superar esta tempestade. Utilize as contribuiçoes orientais que sugerem que voce pode aperfeiçoar a sua capacidade respiratorio, respirando de forma correta e assim oxigenando bem seu corpo. Procure uma posiçao confortavel onde possa relaxar. Veja ou ouça um material que ajude a relaxar. Procure um bom psicologo.

Ansiedade é o vazio entre o agora e o depois, sempre que você abandonar a base segura do agora, e ficar preocupado com o futuro, você experienciará a ansiedade. De uma forma geral, a ansiedade é um sentimento incômodo, a pessoa ansiosa vive em estado de alerta constante por causa de uma situação que pode acontecer e causar sofrimento (CORDIOLI, 1998). Pessoas ansiosas vivem no futuro, e não no presente, pensando como será, o que irá acontecer, com medos, temores e antecipação de situações. Afastar-se do presente, significa desviar atenção do que realmente é possível fazer neste momento, é viver no incerto, no vazio, é alimentar um medo, angústia, por algo que muitas vezes nem irá acontecer.

Tatiane Tomeix De Menezes

Psicólogo

Indaiatuba


A ansiedade pode ter inúmeras influências: fatores sociais, emocionais, psicológicos e biológicos. Geralmente é um sentimento que invade o ser que que amedronta, gera aflição e impaciência. Esse sentimento pode causar dificuldades profissionais e pessoais. O tratamento consiste em realizar sessões de psicoterapia para entender o significado da ansiedade para a pessoa, alinhando com sua autoimagem e com seu projeto de ser e consequentemente amenizando os sintomas.

Wilson Luconi Junior

Psicólogo

Cuiabá


Todos temos ansiedade, já que quem tem ansiedade é quem anseia por algo, ou seja, deseja, espera algo. O nosso termômetro é quando vemos que o estado ansioso se torna tão patológico a ponto de trazer prejuízos na vida do indivíduo. Por muitas vezes os pacientes falam de insônia, ou algum outro distúrbio no sono, taquicardia, falta de ar, calafrios, apetite exacerbado, fobias, pânico, entre outros. A psicanálise vê o sujeito singular, já que não existe fórmula mágica ou remédio milagroso. Se existisse a indústria farmacêutica poderia ir à falência. Bem, mas há tratamento e muitas vezes o remédio é sim necessário. Por isso trabalhamos com particularidade em cada caso, pois cada sujeito é único.

A ansiedade pode ser um estado momentâneo para alguns ou um quadro recorrente para outros, ou seja, algumas pessoas costumam associar os seus comportamentos com o modo ansioso, sem dar conta deste mecanismo e outras, por situações isoladas, passam por momentos de ansiedade, podendo então concluir que somos todos vítimas desta sensação ruim. Te convido a se sentir um pouco, senta numa cadeira e respira, faça uma pequena avaliação das suas sensações. Você pode perceber o seu pensamento muito acelerado, um certo desconforto na barriga, o coração palpitando mais rápido, vontade de comer mais doce, excesso de dores físicas ou uma certa irritabilidade. Conversem sobre os seus sentimentos.

Marina Andrade

Psicólogo, Psicopedagogo

Rio de Janeiro


Caracterizada pela preocupação excessiva e geralmente acompanhada por outros sintomas psicológicos e físicos.

Claudia Goes

Psicanalista, Psicólogo

Guarulhos

Agendar uma visita

Normalmente, pessoas com ansiedade vivem há muito tempo com esse problema e já se acostumaram com isso. Ou, já tentaram alguns tipos de terapias e constataram que eram ineficazes. Enfrentar a ansiedade parece assustador e já existem estudos demonstrando que 70 % das pessoas com ansiedade não fazem tratamento ou recebem tratamento inadequado. Como resultado, muitas delas tendem a ter problemas constantes durante anos, podendo se tornarem sensivelmente debilitantes, levando ao alcoolismo ou ao abuso de drogas, à depressão e à incapacidade funcional. Se não for tratado adequadamente, um transtorno de ansiedade pode ser uma das mais devastadoras condições de que um indivíduo pode sofrer.

Ansiedade é um termo genérico para sentimentos de medo, nervosismo, apreensão ou preocupação. Todo mundo fica ansioso por vezes, e alguma ansiedade realmente nos ajuda a funcionar bem, mas a ansiedade pode se tornar um problema quando: · Acontece com demasiada frequência; · Ele continua por um longo tempo; · Ela nos impede de fazer coisas que queremos fazer.

Ansiedade é uma condição que gera diversos sintomas psicológicos (crença de que não vai “dar conta”, por exemplo), corporais (insônia, tensão muscular, entre outros) que se tornam frequentes, gerando prejuízos para a saúde física e para as relações interpessoais do indivíduo. Viver em estado de ansiedade é não estar presente no aqui e agora, não viver plenamente as experiências. É o oposto da prontidão para o novo, da flexibilidade e da leveza. A psicoterapia busca tanto favorecer o autoconhecimento, o desvelar dos caminhos que geraram o transtorno, quanto o desenvolvimento de novas respostas para o enfrentamento das situações incapacitantes.

Rosemery Otaka Yukimitsu

Psicólogo, Sexólogo

São Bernardo do Campo


Preocupações excessivas, dificuldade de relaxar, insônia, tensão muscular, irritabilidade, dificuldade de concentração são alguns dos sinais que mostram que você merece uma qualidade de vida melhor. Há várias formas de se lidar com a ansiedade excessiva: atividade física, psicoterapia, acupuntura, mudanças no estilo de vida, meditação, etc. Quando as coisas fogem do controle, pode ser necessário o uso de alguma medicação. Sempre busco usar o mínimo possível de medicação e pelo menor tempo possível. Vamos conversar com tem e calma e decidir juntos qual a melhor abordagem para o seu problema.

Estado de ansiedade e preocupação excessiva sobre diversas coisas da vida, causando sofrimento ao indivíduo. Em situações avançadas, como o transtorno de ansiedade, a pessoa pode sentir-se paralisada diante dos desafios do cotidiano. O fortalecimento para saber lidar com a ansiedade é trabalhado em Psicoterapia, e o número de atendimentos depende da evolução do próprio sujeito, variando de pessoa para pessoa.

Isabele Sartori

Psicólogo

Santo André, SP

Agendar uma visita

Ansiedade pode ser compreendida enquanto um modo de relacionamento com os eventos da vida em função do tempo: a pessoa ansiosa vive no tempo futuro, impedindo a si mesma de estar plenamente no tempo presente. A psicoterapia é um momento no qual é possível reorganizar a maneira como a pessoa se coloca diante dos eventos, em função do tempo - futuro, no caso da ansiedade. Em terapia, podemos reavaliar a maneira como vivemos e experimentar outras formas de agir. Por meio das mudanças de percepção e comportamento, a pessoa caminhará no sentido da cura: a remissão de sintomas ansiosos é consequência de um processo de mudança de vida. O objetivo da psicoterapia é dar suporte a esse processo.

Diferente da ansiedade natural que temos no dia a dia, a ansiedade patológica é caracterizada por um estado de tensão permanente. Uma expectativa confusa. Aguardamos com medo por algo que não sabemos o que é. Os principais sintomas são: - Estado de alerta. - Sensação contínua de que algo muito ruim vai acontecer - Preocupações, tensões ou medos exagerados - Preocupações exageradas com saúde, dinheiro, família ou trabalho - Medo exagerado de ser humilhado publicamente O tratamento clínico da ansiedade: identifica os mecanismos que levam à sensação de perda do equilíbrio existencial. Mobiliza o potencial da pessoa, para o enfrentamento.

Ansiedade é uma sensação vaga, desagradável, de apreensão que se acompanha de diversas manifestações físicas. Tem também o TAG, transtorno de ansiedade generalizada, caracterizado por preocupações excessivas, irreais e persistentes, quase diariamente e de longa duração, com diversos sintomas somáticos. Quem tem o TAG, tem uma percepção exagerada de perigo ou ameaça. É necessário aplicar a psicoeducação e técnicas para ter uma restruturação cognitiva e uma descatastrofização.

Fabiana Gandolfo

Psicólogo

Rio de Janeiro


Ansiedade é uma resposta fisiológica, relacionada ao medo, de preparação e antecipação a uma situação percebida como perigosa, ameaçadora. A sensação de ansiedade nos permite se prepara para uma situação que causa insegurança ou desconforto, essa sensação é comum a todas pessoas: sensação de coração acelerado, suor frio nas mãos e pés, "frio na barriga", agitação. A Ansiedade patológica é aquela que a pessoa se sente assim frequentemente e intensamente. Na sociedade atual as demandas diárias de trabalho, família, estudos nos levam a frequentemente se "pre-ocupar" com o futuro com muitas inseguranças levando a frequente sensação de estar ansioso, levando ao adoecimento em algumas pessoas.

Clarice Lopes Gentilli

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


A ansiedade é uma emoção normal inerente à condição humana, portanto torna-se patológica quando sua intensidade é elevada, causando sofrimento ao sujeito, prejudicando os seus relacionamentos, suas atividades diárias, seu trabalho e gerando um mal estar desproporcional. A ansiedade é considerada o mal do século, assim como a depressão, pois vivemos tempos muito corridos, em que se espera resultados imediatos, se cria ideais de pessoas e do mundo ao redor, com isso o sujeito em busca de suprir todas essas exigências do meio, adoece. Pois nem sempre irá alcançar aquilo que almeja. A psicoterapia é fundamental para tratar a ansiedade, se você se sente ansioso além do normal, procure ajuda.

Cláudia Ferreira Melo

Psicanalista, Psicólogo

Duque de Caxias

Agendar uma visita

Ansiedade, ânsia ou nervosismo é uma característica biológica do ser humano e animais, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso, aperto no tórax, transpiração, e outras alterações associadas à disfunção do sistema nervoso autônomo. Sintomas: fadiga,insônia,falta de ar ou sensação de sufoco,picadas nas mãos e nos pés,confusão,instabilidade ou sensação de desmaio,dores no peito e palpitações,afrontamentos, arrepios, suores, frio, mãos úmidas,boca seca,contrações ou tremores incontroláveis,tensão muscular, dores,necessidade urgente de defecar ou urinar.

Melissa Costa

Psicólogo

Chapecó


A ansiedade é normal, todos temos e ele é necessária. Agora quando fica num nível em que passar a atrapalhar a vida da pessoa, é necessário buscar ajuda. Os ansiolíticos ajudam, tratam os sintomas. Por trás da ansiedade está uma grande preocupação com o futuro, que pode ter origem em crenças inadequadas ou em aspectos inconscientes. Nosso trabalho através de uma escuta muito atenta e liberdade para o pacientes se expressar, auxilia no auto conhecimento, onde através da auto percepção consegue identificar as causas da ansiedade e assim pode reelaborar, dar novos significados, à seus pensamentos, sentimentos e comportamentos.

Rene Alves Cavalcanti

Psicólogo

Guarulhos


Cardioemotion: Quando uma pessoa não consegue se adaptar a uma situação, ela reage de uma forma muito negativa fisiologicamente. Neste contexto, inicia-se um conflito entre o cérebro racional e o cérebro das emoções. Este conflito interno, inconsciente, é o que leva ao estresse. Através Cardioemotiom o paciente aprende a perceber a diferença entre os estados emocionais e os estados fisiológicos através da leitura do biofeedback atuando sobre a sua fisiologia. Sabemos da importância do coração na busca do nosso equilíbrio emocional. A técnica visa:desenvolver um auto-conhecimento, buscando uma auto-regulação e atingindo o auto-controle.

A ansiedade está totalmente ligada às emoções. Alegria, medo, tristeza e raiva podem deixar uma pessoa ansiosa em questão de segundos, especialmente se ela não souber como lidar com esses sentimentos. Ter consciência de suas emoções e entender como elas interagem com seus pensamentos e comportamentos é fundamental para não perder o controle e acabar desencadeando uma crise de ansiedade. Pessoas que sofrem com a ansiedade,se preocupa antecipadamente e de forma desproporcional, sendo que esta preocupação geralmente está associada a situações que podem nem ser reais. Sentem que as preocupações não acabam, passando de um problema para outro e se preocupando excessivamente com ele.

A ansiedade é uma reação que todo indivíduo experimenta diante de algumas situações do dia a dia, pouco têm a ver com impaciência. Ela está mais relacionada ao funcionamento da psique e eventualmente a alguma disfunção fisiológica. Quando diagnosticada como transtorno de ansiedade generalizada -TAG podem surgir alguns sintomas físicos como: tremores, cansaço, sensação de falta de ar, coração acelerado, mãos frias e suadas entre outros. A mente de uma pessoa ansiosa não para e está sempre criando cenários e possibilidades, na maioria das vezes, desfavoráveis, incluindo embotamento de suas emoções.

O transtorno da ansiedade generalizada é um distúrbio psicológico caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”, persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses no mínimo e vem acompanhado por três ou mais dos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono. O diagnóstico leva em conta a história de vida do paciente, através de uma entrevista psicológica criteriosa. O tratamento consiste em sessões de psicoterapia e em alguns casos, o uso de medicamento ansiolítico.

Elenir Paro

Psicanalista, Psicólogo

Fortaleza


A ansiedade consiste em uma resposta emocional frente a situações que o sujeito vivencia com dificuldade, pois contêm aspectos que este não consegue nomear e que ficam sem um sentido para esse indivíduo. Vale salientar que a ansiedade está presente em todos os seres humanos em maio ou menor grau e exerce uma função inclusive protetiva. No entanto, quando inibe o sujeito de realizar determinadas tarefas de seu cotidiano ou dá origem a determinados sintomas, torna-se disfuncional e é interessante então a busca por uma ajuda profissional. A psicoterapia auxilia o sujeito a compreender quais fatores estão relacionados à geração da ansiedade no seu caso, tornando possível então administrá-la.

Clara Kislanov

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


A ansiedade é considerada um mecanismo natural da existência humana. Exatamente a ansiedade e o medo são os responsáveis por nos prepararmos para uma entrevista de emprego, estudarmos para uma prova difícil ou até olharmos para os dois lados da rua antes de atravessarmos. Entretanto, há algumas décadas a ansiedade e o medo tomaram proporções patológicas para uma parte da população, uma vez que a exigência e os desafios da realidade e do mundo externo também tornaram-se muito mais assustadores. Em 2017, estima-se que o Brasil possui a maior taxa de transtornos ansiosos no mundo, por exemplo. A boa notícia é que as psicoterapias possuem grande eficácia no tratamento e controle deste problema.

Rafael Di Matteo

Psicólogo

São Paulo


Estresse, medo, tensão e apreensão. Essas são algumas das características apresentadas pelas pessoas no cotidiano. Devido ao pouco tempo, excesso de afazeres, grandes expectativas, medo da violência, muitos vivenciam sitomas de aperto no peito, falta de ar, angústia, batimentos cardíacos acelerados, irritabilidade, baixa tolerância, que prejudicam a vida diária de quem os sente, levando a procurarem as urgências médicas com frequência. A avaliação psiquiátrica proporciona o maior esclarecimento da natureza dos sintomas, suas causas e consequências. O acompanhamento médico mostrará as possibilidades de tratamaentos para o grande desconforto que o transtorno de ansiedade ocasiona.

Raphael Luna

Psiquiatra

Belém


A ansiedade é um sentimento desagradável de terror por eventos antecipados, tal como a sensação de morte iminente.Ansiedade é diferente do medo. O medo é uma resposta a uma ameaça real ou percebida, enquanto a ansiedade é a expectativa de uma futura ameaça, geralmente generalizada e sem foco, como uma reação exagerada a uma situação que é apenas percebida como ameaçadora. É muitas vezes acompanhada por tensão muscular, inquietação, fadiga, problemas de concentração, dores abdominais, boca seca, hiperventilação, sudorese, entre outros. O tratamento psicoterápico associado ao tratamento medicamentoso é o que apresenta melhores resultados.

Através da hipnose, trabalha-se a nível emocional para baixar os níveis de ansiedade do paciente através de relaxamento e um trabalho mais profundo, para desligar o “modo alerta”, com “a cabeça a mil à hora”, cheia de pensamentos e imagens que não dão sossego. A Hipnose acelera o processo de consciencialização, por isso é que funciona tão bem. Existem poucas evidências de que as drogas, usadas sozinhas, reduzam a frequência e a severidade da ansiedade, visto que usuários voltaram a exibir, depois do tratamento com drogas, o mesmo nível de medo e de comportamento de fuga de antes. A hipnose oferece processos que curto prazo que devolvem para a pessoa o controle do seu próprio estado.

Victor Lawrence Bernardes Santana

Psicólogo, Terapeuta complementar

Pontalina

Agendar uma visita

Pessoas que vivenciam ataques de ansiedade, muitas vezes, relatam sensações de mal-estar corporal, como falta de ar, arritmias, insônia, entre outros. Então, o primeiro profissional de saúde que acabam procurando é o médico. Ocorre que esses sintomas corporais não possuem causa orgânica e o médico acaba por encaminhar ao psicólogo, que é o profissional adequado para tratar da questão. O tratamento de ansiedade com o psicólogo é dado pela fala do paciente sobre as mais diversas questões de sua vida, onde com o decorrer das sessões, o paciente poderá começar a compreender o porquê de suas reações ansiosas e com isso, pouco a pouco, esses sintomas cessam.

Elida Biasoli

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A ansiedade é um fenômeno difícil de ser descrito, mas é raro encontrar alguém que diga nunca o ter sentido. Ela se aproxima do medo e da dor, mas não se tratam da mesma coisa. Talvez seja possível descrevê-la como uma sensação desprazerosa, a qual não sabemos nomear. Aí reside seu problema, mas também o início de um trabalho psicoterápico. A possibilidade de construir uma dupla, um vínculo com o psicoterapeuta, de modo a conseguirem encontrar palavras para aquela sensação, promove o pensamento sobre o contexto atual do paciente e as áreas em que se necessita de mudança. Portanto, a psicoterapia permite, a partir da ansiedade, promover o aprendizado e a construção de novos modos de agir.

Guilherme Geha Dos Santos

Psicólogo

Maringá


O sentimento de ansiedade sempre possui suas causas (quase sempre desconhecidas) e a psicoterapia tem por finalidade descobrir, através da análise da vida do paciente, os verdadeiros fatores que causam esta ansiedade, de forma a promover ao longo do tratamento o alívio ou cura do sintoma de ansiedade.

A ansiedade é uma herança já que nossa espécie ocupou tanto o lugar de predador quanto o de presa. Por mais que tenhamos evoluído nossa memória genética se mantém no nosso cérebro e sistema nervoso. É extremamente necessário descarregar essa energia que contemos no nosso corpo ao nos depararmos com algo que acreditamos ser ameaçador ou então sofreremos efeitos dela em forma de sintomas, como a ansiedade.Técnicas como respiração e exercícios de grounding podem proporcionar liberação de energia e relaxamento, além de uma resolução do próprio corpo. A externalização do que está contido, seja em palavras ou técnicas corporais libera o sujeito para o novo.

Milena Cambeses Baker

Psicólogo

Salvador


Ansiedade nos acomete quando somos submetidos a situações estressantes. Ficamos com medo de perigos físicos ou psicológicos.

Maria Do Carmo Prado

Psicólogo

Recife


A Ansiedade não é uma doença em si; ela apresenta um quadro de uma doença escondida e mascarada, que muitas vezes o paciente não consegue encontrar sozinho, e busca o isolamento devido ao constrangimento que passa diante dos amigos e de pessoas que não compartilham com suas angústias. A Ansiedade precisa ser vista dentro de um quadro que é sério mas que pode ser tratado, e o indivíduo precisa usar para se defender dos ataques alheios a sua vontade.

Alina Campos Tomaz Teixeira

Psicanalista, Psicólogo

Belo Horizonte


Viver melhor é possível, principalmente quando aprendemos a não subestimar a influência dos pensamentos e a respeitar a força dos sentimentos. Se alguém que você conhece está passando por um período particularmente difícil, fique atento, pois existe sim a possibilidade de que importantes sintomas e sinais ansiosos estejam piorando ainda mais a situação. É muito útil lembrar que nos momentos em que a saúde mental não estiver bem, a Medicina pode ajudar. O médico especialista no diagnóstico e tratamento de Transtornos Depressivos e Ansiosos é o médico psiquiatra. Busque o melhor para você e para quem você cuida. Viver melhor é possível. E cuidar da saúde mental é uma atitude inteligente.

Renan Rocha

Psiquiatra

Criciúma


Ansiedade e angustia tem uma ligação muito tênue, assim se baseiam no medo (que estaria no fundo da ansiedade), ligado a um estado ansioso que desperta: aversão, incerteza, desamparo, incapacidade de obter resultados desejados. Em muitos casos há também sensações fisicas como taquicardia, falta de ar, entre outros. Geralmente situações de forte stress, sentimentos de desamparo, entre outros, geram ao individuo sensações de angústia profunda que não conseguem nomear, e isso seria ansiedade. Em muitos casos a ansiedade, advém de medo de pensamentos, lembranças ou sintomas relacionadas com uma experiência traumática.

Mariana Pavani

Psicanalista, Psicólogo

Campinas


Indicação de atividades para combate à ansiedade. Reconhecimento do ciclo da ansiedade promovendo possibilidade de ações para melhoria do quadro desde seu início. Experiencia no atendimento a pessoas com síndrome do pânico e acompanhamento no quadros e tabelas de evolução até a retomada de independia de vida social satisfatória.

A ansiedade é efeito colateral da modernidade e do aumento do volume de informações que chegam tão rápido. A ansiedade leve é considerada normal, exemplo ansiedade para fazer uma prova, etc. O problema é quando a ansiedade excede o limiar da normalidade e causa sofrimento. Quando a ansiedade gera sintomas no corpo e traz sofrimento ela deve ser tratada. Podem haver crises de ansiedade e outras patologias associadas, como a síndrome do pânico, por ex. Os principais sintomas no corpo são sudorese, taquicardia, sensação de angustia no peito, achar que vai morrer, e outros. O tratamento indicado é a psicoterapia com psicólogo, onde possa ajudar a entender as causas e como lidar com a ansiedade.

Fabiana Fuchs

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A ansiedade generalizada é um dos transtornos mentais com maior incidência na população mundial, e o que apresenta melhor resposta ao tratamento na Psiquiatria. Apesar do prognóstico favorável com o tratamento eficaz, muitos indivíduos preferem não procurar o Psiquiatra em vez de ter uma melhor qualidade de vida. Seus sintomas principais são: preocupação em excesso, pensar constantemente no que vai acontecer no futuro, irritabilidade, inquietação, insônia, perda de concentração, aumento do apetite, tensão muscular, cansaço e dor de cabeça. A ansiedade não diagnosticada e tratada pode levar a abuso de álcool, calmantes, drogas ilícitas e prejudicar o desempenho no trabalho.

Demétrius De Luna Lopes Benevides

Psiquiatra, Médico perito

São João del Rei


A ansiedade é um quadro com preocupações excessivas de longa duração acompanhado por sintomas somáticos. O tratamento consiste na psicoeducação, na reestruturação cognitiva, ruptura dos padrões comportamentais, modulação emocional e na exposição a preocupação.

Eloisa Bispo Nogueira Da Costa

Psicólogo

Nilópolis


Segundo a OMS, 9,3% da população brasileira sofre com os transtornos ansiosos. A prática psicanalítica tem se mostrado eficiente no tratamento da ansiedade, no curto, médio ou longo prazo, dependendo da singularidade do caso. Dentro do espectro da angústia, tem como característica a indefinição do objeto, no excesso de expectativa do que está por vir, na tentativa de controlar o imprevisível. Numa busca impossível para que nada dê errado, os ansiosos se afastam do desejo. Para superar o quadro é preciso atravessar a angústia para redimensionar o desejo, produzindo sentido. Fugir com medicações, drogas e outros artifícios, que servem para amortecê-la só adiará ainda mais esse encontro.

Andrea Ferioli Melo

Psicólogo

Niterói


A ansiedade é um fator voltado ao stress, quase 90% dos pacientes que me procuram por ansiedade, sempre estão em uma fase super agitada de suas vidas. O meu tratamento consiste em explicar os fenômenos que acometem um ansioso; os motivos dos sintomas; a importância do sistema simpático e parassimpático como botão de ação da ansiedade. Acredito que a consciência da ansiedade faz o sujeito entender quais são os pontos que a despertam, e por onde pode começar a mudar em sua vida. Além disso, trabalho com técnicas de respiração, relaxamentos hipnóticos, técnicas de controles emocionais e também dessensibilização somática.

Diariamente vivemos diversas situações, sendo muito importante saber lidar com elas. A ansiedade é uma reação do ser humano devido a determinados eventos pelos quais passa. Em muitas ocasiões as pessoas conseguem lidar com as experiências vividas, tendo apenas uma ansiedade considerada normal, adaptativa. Porém em outros casos, não conseguem dar conta de determinadas situações, tendo uma reação muito acima da esperada, podendo desenvolver uma ansiedade patológica, sendo esta de maior intensidade e duração, com sintomas psicológicos (como medo persistente, preocupações) e físicos (aceleração do coração, suor, tremores, dentre outros),sendo indicada a procura de um profissional.

Clarence Ramos

Psiquiatra

Recife


Você deve conhecer aquele tipo de pessoa que investe seu dinheiro em dezenas de remédios, porém não curam alguns sintomas como estresse, insônia ou nervosismo. Vivem à base de informações duvidosas, as quais prometem muitas soluções imediatas, mas não se comprometem ou ocupam-se em trabalhar a raiz do problema. Certamente, desde o início do presente século, apontaríamos em primeiríssimo lugar a ansiedade como o principal mal contemporâneo, uma vez que os transtornos ansiosos são bastante frequentes e incapacitantes. A ansiedade é um tipo de comportamento psíquico comum desde a época das cavernas, pois é uma atitude responsável pelas reações do ser humano dentre situações ameaçadora e desaf

Nayara Carmo

Psicólogo

Goiânia


A ansiedade é considerada uma emoção normal no ser humano, muito comum ao se enfrentar problemas no trabalho, antes de uma prova, diante de decisões difíceis e/ou novas da vida. em excesso, a ansiedade pode trazer prejuízos na vida do indivíduo, chegando a comprometer seus relacionamentos, o trabalho e a vida em geral. Podemos caracterizar a ansiedade como um estado desagradável de agitação interior, por vezes, acompanhada por sintomas físicos (taquicardia; suor excessivo; pensamento obcessivo). A Psicoterapia é de grande importância para tratar esse distúrbio porém, ás vezes, é necessário o auxílio de medicação junto a Psicoterapia. O terapeuta saberá indicar um Psiquiatra, caso necessário.

Fabiani De Paiva Vieira

Psicanalista, Psicólogo

Londrina


Quando todas as coisas boas da vida se tornam motivo de preocupação, é sinal de que algo está errado. Entenda o que é a ansiedade e aprenda a conviver com esse sentimento, que é mais comum e antigo do que você imagina. Ansiedade é o sentimento típico de quem vive no futuro, se preocupando com as coisas que ainda vão acontecer. Dá para conviver com a ansiedade pacificamente. E é isso que fazer a diferença, pois nem tudo precisa ser motivo de preocupação constante. Segundo pesquisa internacional voltada ao estresse, oito em cada 10 trabalhadores apresentam algum sintoma de ansiedade ao longo.

Felipe Schardong

Psicólogo

Gravataí


A ansiedade é caracterizada por alguns sintomas como: sudorese, taquicardia, angústia, preocupações excessivas, mente acelerada, medo, alterações intestinais, insônia etc. Desde um simples acontecimento pode gerar ansiedade até qualquer evento, e aí já falaríamos em Transtorno.

Muitas vezes não sabemos identificar a causa da ansiedade, afinal muitas vezes este sintoma se confunde com a história de vida do paciente. A psicoterapia voltada para o processo visa uma tomada de consciência do cliente para que ele possa escolher se continua ou não se comportando da mesma forma e possibilitar mudanças. Através de uma visão sistêmica, onde percebemos o paciente como um ser inserido dentro de um contexto familiar e representante de vários papéis dentro da sociedade, realizamos intervenções à fim de facilitar esta mudança, sempre guiado pelo próprio cliente.

Vivianne Mota Sales

Psicólogo, Terapeuta complementar

Fortaleza


Considerada o mal do século, a ansiedade é sentida pelo paciente como um grande mal-estar e agonia, e também é manifestada através de suor, gagueira, coração acelerado, medo, insônia, dores musculares, . Quando a ansiedade começa a impedir a pessoa de realizar atividades do seu cotidiano, que antes conseguia realizar e não mais consegue ou que é necessário realizar algo novo e seu nível de ansiedade não deixa, esse é o momento de procurar ajuda psicológica. A psicoterapia é bastante indicada para pessoas que sofrem de ansiedade e que buscam amenizar esses sintomas.

Sylbene Bento

Psicólogo, Terapeuta complementar

Goiânia

Agendar uma visita

Tratar da ansiedade que pode ser considerada uma patologia séria, pois afeta grande parte da população e sendo assim, trazendo vários males, pode ser tratada com hipnose, que tem se mostrado uma grande ferramenta, não só nesta como em outras doenças...

Um dos transtornos mais prevalentes em psiquiatria. A ansiedade faz parte da vida, mas quando foge ao controle e causa prejuízos, seja no trabalho ou em relações pessoais, significa que precisa de tratamento. Alguns sintomas típicos, como antecipação, excesso de pensamentos (não consegue "desligar"), suores, palpitações, insônia ou despertar precoce, tontura, sensação de morte e outros podem prejudicar o indivíduo. A base do tratamento da ansiedade é o antidepressivo. Remédios tarja preta (clonazepam, alprazolam) podem ser úteis no começo do tratamento, mas devem se usados por curto prazo, pois podem causar dependência e problemas de memória. Em geral uma psicoterapia está indicada.

Todos temos ansiedade, já que quem tem ansiedade é quem anseia por algo, ou seja, deseja, espera algo. O nosso termômetro é quando vemos o estado ansioso se torna tão patológico a ponto de trazer prejuízos na vida do indivíduo. Por muitas vezes os pacientes falam de insônia, ou algum outro distúrbio no sono, taquicardia, falta de ar, calafrios, apetite exacerbado, fobias, pânico, entre outros. A psicanálise vê o sujeito singular, já que não existe fórmula mágica ou remédio milagroso. Se existisse a indústria farmacêutica poderia ir à falência. Bem, mas há tratamento e muitas vezes o remédio é sim necessário. Por isso trabalhamos com cada caso, pois cada sujeito é único.

Jeneson Cruz

Psicanalista, Psicólogo

Curitiba


Considerado por muitos como o mal do século, a Ansiedade pode ser definida por muitos outros termos no dicionário, mas na prática, só quem sente de verdade esse mal pode traduzir o quão ruim é. Suar, tremer, gaguejar… enfim, todos os sentimentos mais ruins do ser humano ficam a flor da pele quando ele está sofrendo com a ansiedade. Entretanto, muitas pessoas acabam confundindo os sintomas da Depressão.

Marina Quedevez

Psiquiatra

Niterói


A ansiedade pode levar o paciente ao estágio de sobrepeso e obesidade, porque provoca alterações na produção de hormônios, diminui a motivação para se ter uma qualidade de vida e causa episódios de compulsão alimentar. Este último ocorre porque o paciente acaba comendo grandes quantidades de alimentos na tentativa de melhorar o humor e reduzir a ansiedade.

Tayná Ramos Terciano

Nutricionista

Barueri


Ansiedade, ânsia ou nervosismo é uma característica biológica do ser humano e animais, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso, aperto no tórax, transpiração, e outras alterações associadas à disfunção do sistema nervoso autônomo

Thiago Dias

Psiquiatra

São Caetano do Sul

Agendar uma visita

Reorganização da rotina diária Relaxamento Agenda para organizar a semana

Carmela Slavutzky

Terapeuta ocupacional

Novo Hamburgo


A ansiedade é um trasntorno que pode ser tratado com a terapia cognitivo comportamental e com a hipnose. Na terapia Cognitivo Comportamental indentificamos a causa da ansiedade e os pensamentos que alimentam essa ansiedade, com isso trabalhamos para tornar esses pensamentos mais funcionais e o resultado é a melhora do paciente. Ele se sente melhor em pouco tempo. A hipnose também é muito usada para auxiliar esse tratamento, as sugestões funcionais dadas ao paciente durante a sessão e o relaxamento ajudam a se sentir mais seguro consigo mesmo.

Maria Farias

Psicólogo

Rio de Janeiro


A ansiedade é muito frequente na atualidade. A própria rotina da maioria das pessoas envolve uma dinâmica que propicia o seu desenvolvimento. Muita correria, o trânsito, as preocupações com a família e com os estudos, a busca de uma carreira profissional e até mesmo questões de ordem afetivas são fatores desencadeadores. O paciente ansioso está sempre em busca do controle e tem muita dificuldade de lidar com pensamentos de incerteza. Ex: “E se meu chefe marcou essa conversa para me demitir? ” ou “Será que estou muito doente? " Por isso, é importante um acompanhamento profissional quando a ansiedade começa a afetar o seu dia-a-dia.

É muito provável que uma boa parte das pessoas possuem uma rotina pesada, cansativa, e às vezes, até maçante. Conforme o tempo passa e a mudança de hábito não ocorre, o organismo produz cortisol, o hormônio do estresse e desencadeia uma série de reações invisíveis no nosso corpo que a longo prazo pode levar a doenças respiratórias, cardíacas, pressão alta, ansiedade, preocupações exageradas e evidentemente, levar até a morte por causas secundárias ao estresse. Dizemos que não são as situações em si que geram estresse, mas sim o modo como interpretamos o que acontece com a gente. No final das contas voltamos ao lugar comum: ao cérebro e seus processos de pensamento.

Luciane Simonetti

Psicólogo

São Paulo


Os sintomas emocionais mais frequentes são: insônia, dificuldade em relaxar, angústia constante, irritabilidade aumentada e dificuldade de concentração. São ainda comuns sintomas físicos como: cefaleia, dores musculares, dores no estômago, taquicardia, tontura, formigamento e suor intenso.

Pessoas com quadros de ansiedade tendem a se preocuparem muito com as coisas; há um medo com relação ao futuro. Com frequência apresentam sintomas como indigestão, fadiga, dores, tensão muscular, tontura entre outros sintomas. A boa notícia é que cerca de 75% das pessoas com TAG podem ser ajudadas significativamente com a terapia cognitiva-comportamental. Alguns passos importantes para lidar melhor com a ansiedade: você não precisa ter certeza absoluta de nada; não precisa ter controle sobre tudo e nem sempre precisa estar pronto para responder. O relaxamento e a hipnoterapia são técnicas eficazes para o controle da ansiedade. Autor: Simone Matias

A Ansiedade, na verdade não é sequer uma doença, você sabia? Inclusive, ela pode ser super importante para suas conquistas. Sim. Isso mesmo. A Ansiedade ocasiona diversas reações em nosso corpo e mente, podendo ocasionar diversos Transtornos de Ansiedade. Alguns exemplos dos Transtornos de Ansiedade são: Obsessivo Compulsivo; Síndrome do Pânico; Transt. de Ansiedade Generalizada; Fobias; dentre outros. A ansiedade pode ser classificada em nível: Mínimo, Leve, Moderado e Grave. E é a partir do nível em que você está que iniciamos um processo focado não em mudar quem você é, mas te dar ferramentas pra gerenciar sua ansiedade e tornar o que te assombra e perturba (sua inimiga), em aliada.

Quando a ansiedade é constante, presente na maior parte dos dias através de tensões recorrentes, angústia, preocupação, nervosismo, irritabilidade e dificuldades para se concentrar, relaxar ou dormir, pode já estar prejudicando o indivíduo em sua vida social e ocupacional. Neste caso, o aconselhado é que se procure um profissional que poderá auxiliar o sujeito a identificar as possíveis causas e formas de lidar com a ansiedade.

Thaiane Diniz

Psicólogo

Campinas


O quadro de ansiedade é bastante recorrente na sociedade atual. Nele, parece que somos tomados por uma espécie de preocupação com o que está por vir, seja isso algo de que temos notícia ou alguma coisa que nem sabemos bem o que é. Antecipando situações que queremos evitar ou fazer acontecer, podemos ser levados a uma desgastante busca por controle. O tratamento psicanalítico pode ser de grande valia nesses quadros, já que permitirá que o sujeito, aos poucos, reinvente sua relação com suas angústias, estabelecendo, por fim, seu próprio mundo de representações sobre o viver.

André Gomes Pacheco

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

O transtorno da ansiedade generalizada trata-se de um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”, persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses no mínimo e vem acompanhado por três ou mais dos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono. A hipnose entra no tratamento da ansiedade como uma forma de tratá-la na sua causa ou efeito, sendo eficiente em ambas, ajudando a restabelecer o equilíbrio emocional, a calma e o bem estar.

Ansiedade trata-se de um estado emocional que relaciona-se ao medo, é bastante comum mas pode se tornar incapacitante. Os sintomas mais comuns são : preocupação excessiva com o futuro, sensações físicas como tontura, desconforto abdominal, suores, calafrios, aperto no peito, batimento cardíaco acelerado dentre outros. O tratamento pode ser farmacológico, psicoterapia ou com ambos, a depender da avaliação clínica. A Terapia Cognitivo Comportamental tem obtido excelentes resultados com seu manejo clínico que envolve a psico-educação , resolução de problemas, restruturação cognitiva entre outras técnicas como o Mindfulness.

A ansiedade é um conjunto de sintomas físicos e emocionais que afetam o dia-a-dia do paciente, bem como seu desempenho no trabalho/estudo e nos relacionamentos. baseia-se em preocupações excessivas, medo, angustia, aperto no peito, palpitações, sofrimento por antecipação. o diagnóstico se dá por entrevista psiquiátrica e o tratamento é medicamentoso associado a psicoterapia.

Fabiana Pozzobom

Psiquiatra

Niterói


O termo ansiedade refere-se à presença de medo ou apreensão desproporcional à situação. Dentro desta classe de transtornos podemos incluir a fobia social, o transtorno do pânico, a ansiedade de separação, o transtorno de ansiedade generalizada, entre outros. Para efetuar o diagnóstico e manejo correto é necessário procurar a ajuda de um especialista.

Ansiedade é o transtorno mais frequente em crianças e adolescentes, com uma taxa de 6,7%, causando muitos prejuízos diários e escolares para os pacientes. A criança apresenta muito medo, sofrimento antecipatório e percepção distorcida dos acontecimentos. pode caminhar para depressão, portanto todas as crianças e adolescentes com medos exagerados e comportamentos de isolamento e evitação, devem ser avaliados.

Ana Marcia Guimarães Alves

Pediatra

Goiânia


A ansiedade é uma resposta a uma ameaça desconhecida, vaga ou conflitante que causa sofrimento subjetivo e prejuízos em áreas importantes da vida do indivíduo. Se apresenta geralmente acompanhada de queixas somáticas como palpitações e sudorese, dentre outras. Minha abordagem clinica esta fundamentada no acolhimento de pessoas portadoras deste transtornos, pautando-se em um modelo de atenção à saúde baseado em evidências com enfoque multidisciplinar. Do ponto de vista farmacológico os Inibidores Seletivos da Receptação da Serotonina (Fluoxetina, Paroxetina, Sertralina, Citalopram, Escitalopram e Fluvoxamina) são a primeira escolha, acompanhados de psicoterapia cognitiva-comportamental.

A ansiedade é um sentimento normal quando acontece diante de situações que provoquem medo. Entretanto, se a ansiedade começar a fazer parte da vida em inúmeros contextos, provocando tensão e preocupação constantes, mesmo sem um estímulo externo que justifique o medo, temos um problema que afeta a qualidade de vida das pessoas. Geralmente as pessoas ansiosas tem muito medo de uma catástrofe que está por vir e tendem a viver mais preocupadas com o futuro, tentando avaliar possibilidades de escapar de situações que ainda não aconteceram e que provavelmente nem aconteçam. O transtorno de ansiedade costuma causar muito sofrimento e aumenta o risco de uma pessoa desenvolver depressão no futuro.

Geraldo Moreira

Generalista

Recife


A ansiedade tem sido bastante discutida na sociedade moderna, sobretudo considerando as situações estressoras no cotidiano. É comum ouvir pessoas se queixando de ansiedade sem saber realmente como esse estado pode estar influenciando ou contribuindo para algum processo em suas vidas. Ansiedade é um sistema de resposta cognitiva, afetiva fisiológica e comportamental é ativado quando eventos das circunstâncias antecipadas vêm a tona ameaçando os interesses vitais de um indivíduo. Na ansiedade o estado emocional é desproporcional à situação enfrentada e pode ocorrer na ausência de perigo real.

Ansiedade é uma reação normal,diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. Porém, quando a ansiedade passa de normal, ou seja, quando ela se torna desproporcional ou exagerada aos acontecimentos geradores, pode ser que a pessoa tenha TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada). Segundo o DSM-V, esse distúrbio se caracteriza pela preocupação excessiva ou expectativa apreensiva, persistente e de difícil controle, que perdura por meses, vindo acompanhada pelos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular, perturbação do sono. Com o tratamento adequado, tem maior qualidade de vida.

Jhenifer Lucena

Psicólogo

Belo Horizonte

Agendar uma visita

O transtorno de ansiedade é um processo natural e frequentemente presente quando há expectativa quanto um evento ou resultado, medo ou dúvida. Torna-se um problema quando interfere no sono, apetite, vida sexual e pode vir a ter seu ápice quando acumulado por longos períodos de stress sem obtenção de tratamento satisfatório atingindo o que se chama de transtorno de ansiedade generalizada. Tal transtorno é descrito pelos que experienciam como 'sensação de morte iminente', tremores, perda de controle motor e eventuais desmaios. Há tratamento e há boa resposta em psicoterapia, havendo necessidade de investimento pessoal e paciência.

Estado emocional angustiante muitas vezes acompanhado de alterações somáticas como taquicardia, falta de ar, dificuldade em respirar, nó na garganta e/ou dores de estômago. No estado ansioso se preveem situações desagradáveis, reais ou não que causam profundo desconforto impedindo o individuo de viver o presente.

O Transtorno é um distúrbio de saúde mental caracterizado por sentimentos de preocupação, ansiedade ou medo que são fortes o bastante para interferir nas atividades diárias Exemplos de transtornos de ansiedade incluem ataques de pânico, transtorno obsessivo-compulsivo e transtorno de estresse pós-traumático. Os sintomas incluem estresse desproporcional ao impacto do evento, incapacidade de superar uma preocupação e inquietação. O tratamento inclui terapia ou medicamentos, mediante prescrição de um médico competente.

Victor Rosa

Psicólogo

Niterói


Hoje o Brasil é o pais com mais casos de depressão e ansiedade na America Latina. Doença afeta 4,4% da população mundial e 5,8% dos brasileiros, segundo dados da OMS. Brasil é o país com maior prevalência de ansiedade no mundo: 9,3%. Mas o que vem a ser a ansiedade? Trata-se de um sentimento de temor acompanhado por sinais físicos (sudorese nas mãos, tremores, tensão, dores de cabeça) - a ansiedade passa a existir a partir da reação cognitiva a representação que se tem de uma situação ameaçadora. Portanto muitas vezes um leve estímulo, visual, auditivo ao que o corpo foi condicionado a reagir com ansiedade a desencadeiam novamente.

Ansiedade excessiva, que se apresenta na maioria dos dias por pelo menos 6 meses e em diferentes atividades e eventos da vida de uma pessoa, caracteriza-se por um quadro denominado Transtorno de Ansiedade Generalizada. Inquietação, cansaço, dificuldade de concentração, irritabilidade, tensão muscular e alterações do sono podem ser alguns dos sintomas apresentados por que está sofrendo desse transtorno.

Patricia Leal Silva

Psicólogo

São Bernardo do Campo

Agendar uma visita

Quem não é ansioso? Ansiedade é comum e até normal diante de alguns acontecimentos em nossas vidas. Uma prova, uma mudança, uma resposta importante que se espera. Tudo isso faz com que o ser humano fique ansioso pois deseja muito saber algo, precisa saber o que vai acontecer. E por que essa necessidade? Porque temos convicção de que quando sabemos das coisas estamos sob o controle. E quando passa dos limites? A ansiedade quando passa dos limites trás sofrimento, paralisa, angustia e é ai que entra a psicoterapia. A terapia contribuirá para que você aprenda a lidar com sua ansiedade. É um processo e por isso mesmo, respeita as demandas do paciente e o tempo necessário para que haja melhora.

Tatiany Dreger Schiavinato

Psicólogo

São Paulo


A ansiedade patológica pode e deve ser pesquisada à luz da psicopatologia. Tratá-la requer medicação e psicoterapia.

Valéria Nador

Psiquiatra

São Paulo


A ansiedade resumidamente é uma vontade muito grande que o futuro aconteça agora !!! A criança só começa a entender noção de tempo e espaço depois dos 5 anos, ou seja, (ontem x amanhã, antes x depois, perto x longe, direito x esquerdo) a ansiedade fica maior ainda por falta de ferramentas para lidar com ela. Mas através do Coaching infantil podemos combinar várias estratégias simples, com a criança, para ela entender essa passagem de tempo e mandar embora a ansiedade e dar lugar a Tranquilidade e felicidade.

Mariana Goytacaz

Psicólogo

Rio de Janeiro


A ansiedade é comum em todos nós, porém quando ela está em nível muito alto, pode desencadear uma série de distúrbios. Importante ressaltar que o ansioso vive no futuro e esquece que pode alcançar o equilíbrio. Muitas pessoas adoecem com transtornos de ansiedade, (sudorese, dor no peito, taquicardia, sensações de desmaio e outros), tudo isso pode ser tratado, melhorado, claro depende do seu engajamento, de aprender a relaxar, aprender a lidar com as situações de estresse. O paciente quando utiliza a hipnose na terapia consegue acelerar este processo de tratamento, e quando adepto da auto-hipnose aprende uma ferramenta poderosa para lidar melhor com situações de estresse no seu dia a dia.

Pode ser de leve e pontual a generalizada e incapacitante. Ter ansiedade é viver constantemente no amanhã, mas ao mesmo tempo ter medo do que ele possa trazer; é sempre pensar que as situações mais neutras são negativas e ter um recorrente receio de falhar. Boa parte dos ansiosos possuem depressão e insônia como comorbidades.

Jessica Barbosa Lima

Psiquiatra

São Bernardo do Campo


Considerada o mal do século, hoje em dia a ansiedade é extremamente comum nos consultórios médicos. Estar ansioso acarreta em vários problemas a saúde, como irritabilidade, insônia, diminuição da qualidade da memória, dor de cabeça, tontura e outros. O tratamento é prolongado com o uso de medicações e até psicoterapia. Deve sempre ser tratada, afim de evitar piora do quadro

Podemos dizer que a ansiedade é uma resposta natural do ser humano a certas situações, principalmente a que consideramos difíceis. Mas, como saber se essa preocupação que você sente é "normal" ou se já atingiu o nível patológico, ou seja, já virou doença. Fica aí alguns sintomas como alerta! Se acredita que sua ansiedade está comprometendo sua vida, procure um psicólogo! A terapia pode te ajudar. - Crise de ansiedade (dois ou mais sintomas):⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ - Antecipação de problemas que não estão acontecendo - Preocupação desproporcional - Pensamentos obsessivos - Medos - Dificuldades Sintomas: - Taquicardia - Dores de estômago - Diarréia - Insônia - Tensão muscular.

Thaís Ribeiro Da Silva

Psicólogo

Duque de Caxias


A ansiedade e suas variantes (medo, angústia e estresse), assim como a tristeza e suas variantes (desânimo, depressão e preguiça) são sentimentos quase invariavelmente relatados pela pessoa que chega à psicoterapia. Durante esse processo iremos verificar se você está vivenciando situações que envolvem contato com eventos aversivos ou que não estão promovendo contato com reforçadores importantes. As duas situações, evidentemente, não são excludentes. A partir disso vamos buscar desenvolver habilidades que possam tornar sua vivência mais a satisfatória e menos paralisada com a presença de ansiedade.

Joelson Da Silva Fernandes

Psicólogo

Atendimento Online - Todos Os Estados Brasileiros E Para Brasileiros(As) Que Estão No Exterior.


Distúrbio de saúde mental caracterizado por sentimentos de preocupação, ansiedade ou medo que são fortes o bastante para interferir nas atividades diárias.

A ansiedade não é uma doença e sim um sintomas. A ansiedade pode ser de 2 maneira ansiedade normal e a ansiedade patológica. Para saber a diferença uma da outra tem que avaliar o momento da vida que a pessoa esta passando. Qualquer ser humano é normal sentir ansiedade, mas a partir do momento que essa ansiedade desenvolve sintomas como medo intenso de sair de casa, sensação constante de que algo ruim vai acontecer, coração dispara, falta de ar. Com isso a pessoa fica limitada a realizar as atividades diárias, como trabalhar, lidar com pessoas entre outras coisas. Nesse caso se torna patologica e necessita de tratamento medicamentoso. Não necessita de remedio tarja preta, tem que ser avaliado

Paula Druzian

Psiquiatra

Cacoal


São transtornos sérios que trazem um nível de ansiedade muito elevado, de caráter crônico, incessante e que pode aumentar progressivamente quando não tratado. Há um comprometimento na realização de tarefas, consequência da dificuldade de concentração, da agitação. Há também o aparecimento de fobias, que não são apenas medos exagerados, são irracionais. Fazem parte deste grupo de transtornos a Síndrome do Pânico, Fobia Social, Transtornos Obsessivos Compulsivos (TOC).

Ingrid Bayer Fornaciari

Psiquiatra

São Paulo


O Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo e o quinto em casos de depressão. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), 23, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade e a depressão afeta 5,8% da população. Com a Hipnose Clínica é possível identificar as verdadeiras causas da ansiedade, auxiliando você que sofre com Ansiedade, trazendo tranquilidade e bem estar para o seu dia a dia.

Estar ansioso ou com expectativa sobre algum acontecimento é normal. O grande problema é quando os sintomas ansiosos nos trazem limitações, excesso de preocupação e sintomas físicos. Muitas pessoas acabam evitando situações ou lugares que possam desencadear crises de ansiedade e acabam se isolando por "medo de passar mal". O tratamento medicamentoso e psicoterápico são fundamentais para a melhora dos sintomas e controle de novas crises.

Guilherme Figueira

Psiquiatra

Niterói


 Ansiedade é a antecipação de ameaça futura, sendo mais frequentemente associada a tensão muscular e vigilância em preparação para perigo futuro e comportamentos de cautela ou esquiva.  Medo é a resposta emocional a ameaça iminente real ou percebida, sendo com mais frequência associado a períodos de excitabilidade autonômica aumentada, necessária para luta ou fuga, pensamentos de perigo imediato e comportamentos de fuga.

Preocupações excessivas na maioria dos dias, inquietação ou sensação de estar com os nervos à flor da pele, cansaço fácil, fatigabilidade, dificuldade de concentrar-se, sentir um "branco" na mente, irritabilidade, "pavio curto", tensão muscular, dificuldade de relaxar, alterações do sono (dificuldade de pegar no sono ou permanecer dormindo). Quando a Ansiedade pode ser um ataque de pânico? Quando houver pelo menos quatro dos seguintes critérios: - Palpitações ou taquicardia - Sensação de falta de ar - Sensação de asfixia - Suor da mãos, pés, face, geralmente frio - Medo de perder o controle ou enlouquecer - Tremores - Formigamentos - E outros

Sandro Alex Da Costa Silva

Psicólogo

João Pessoa


Há mais de um tipo de Transtornos Ansiosos! Alguns exemplos são: Ansiedade Generalizada, Fobias, Pânico, Transtorno Obsessivo Compulsivo, Transtornos Fóbicos Ansiosos, dentre outros. Com 30 anos de Experiência Profissional, em nosso Consultório oferecemos Tratamento para todos os tipos de Ansiedade. Nossos Diferenciais: Consultas com 1 hora de duração, seja atendido logo ao chegar, sem filas de espera! Assim nos organizamos para oferecer o Melhor a Você! Confira!

Eduardo Adnet

Nutrólogo, Psiquiatra

Rio de Janeiro


A ansiedade é uma resposta natural do organismo humano, que gera um excitamento diante de situações desconhecidas e futuras. Afinal, é normal ter preocupações e pensar no amanhã. No entanto, quando esse estado ansioso se torna crônico, a ansiedade passa a ser considerada patológica, comprometendo o indivíduo a eleger suas prioridades e incapacitando a pessoa a viver um dia de cada vez. Quando a pessoa não consegue apreciar o aqui-e-agora e vive sempre tensa, vigilante, especulando o futuro, podemos dizer que essa pessoa sofre de ansiedade, um "excesso de futuro" em sua mente. Alguns sintomas físicos acompanham o quadro como taquicardia, sudorese, falta de atenção e irritabilidade.

Anabelle Condé

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Transtorno da ansiedade generalizada (TAG), um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”. A ansiedade é uma reação normal do ser humano diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. Quando esse sentimento persiste por longos períodos de tempo e passa a interferir nas atividades do dia a dia, a ansiedade deixa de ser natural e passa a ser motivo de preocupação. Sintomas de ansiedade incluem: Dificuldade de concentração Fadiga Irritabilidade Problemas para adormecer ou permanecer dormindo Inquietação Inquietação, assusta com muita facilidade. Sintomas físicos incluem: Tensão muscular Tremedeira dores de cabeça Náusea ou diarreia.

Sentimento de "urgência" ou "alarme" que pode vir ou não acompanhado de sensações desagradáveis tais como tremores, alteração da voz, suor, batimentos cardíacos acelerados ou, nos casos mais graves, desmaios. Uma pessoa ansiosa costuma agir por impulso (pessoa impulsiva )ou 'falar demais'.

Marcos Maximino

Psicólogo

São Paulo


A ansiedade é uma resposta natural do nosso corpo às situações difíceis no nosso cotidiano. No entanto, acontecimentos na nossa história de vida podem nos fazer reagir a essas situações com níveis altos de ansiedade, ocasionando insônia, respiração irregular, perda da concentração e outros sintomas. Normalmente são regras que criamos sobre nosso comportamento que nos atrapalham a lidar com as situações ansiogênicas: autocobrança, expectativas, culpa e etc. O plano de tratamento comportamental tem como foco identificar a origem dessas regras e modificá-las, além de desenvolver estratégias para diminuir os estados de tensão corporal.

Ansiedade é um estado de humor desconfortável; uma apreensão negativa com relação ao futuro e uma inquietação interna desagradável, no qual se acresce manifestações somáticas e fisiológicas como aceleração dos batimentos caridíacos, sudorese, falta de ar, sensação de desmaio, entre outros. Alguns trantornos considerados ansiosos são: Fobia Específica (por exemplo, de aranha, de altura, de mar), Transtorno de Ansiedade Social ou Fobia Social, Transtorno de Pânico, Agorafobia e Transtorno de Ansiedade Generalizada.

Mariana Montes

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A ansiedade tem sido a companheira dos nossos dias. Em síntese, é o medo do futuro por pensar em catástrofes constantemente.O controle da ansiedade e a condução das emoções podem ser aprendidas e assim, enfrentadas nos eventos da vida cotidiana. O tratamento se baseia na terapia cognitiva comportamental e tem como ponto de partida o conhecimento de si mesmo.

A ansiedade se torna patológica quando ocorre um estado psicofisiológico desproporcional frente a uma situação ou na ausência de qualquer perigo real. Nesses momentos alguns sintomas como taquicardia, respiração difícil, dor abdominal, tremor, sudorese, entre outros estão sempre presentes e com o uso da Terapia Cognitivo Comportamental são apresentadas técnicas de controle da respiração e o uso das técnicas Cognitivas serão avaliados os pensamentos automáticos possibilitando a reformulação dos comportamentos.

Maria Das Graças M De O Castano

Psicólogo, Psicopedagogo

São Gonçalo


A ansiedade é muito comum na atualidade. Procuro tratar sempre valorizando os sintomas e queixas de cada indivíduo , bem como daqueles que convivem e são confiados por ele.

Queridos Pacientes, em um linguajar claro e simples, ansiedade é uma preocupação excessiva com situações que ainda não ocorreram, ou seja que estão no futuro. Como existe o sentimento medo na origem da ansiedade, a mente se defende tentando antecipar os acontecimentos de forma a preparar o corpo para se defender ou atacar. A ansiedade também causa estresse quando sentida repetidamente. Importante salientar que o medo pode estar relacionado a situações reais, fantasiosas ou de fundamento traumático ( medo que uma situação traumática do passado se repita no futuro). Bem como as causas podem ser conscientes ou inconscientes (as traumáticas geralmente são inconscientes).

Judah Linhares

Psicólogo

Hortolândia


A ansiedade está muito presente em nossos dias, a Terapia Cognitiva Comportamental utiliza de ferramentas para controle da ansiedade bem como técnicas para diagnosticas eventos que causem ansiedade para tratamento e evitação do quadro.

Ansiedade é um sentimento natural que todos nós temos. Então, você deve-se estar se perguntando: Quando sei que devo procurar um profissional devido a ansiedade? Quando a ansiedade está te impedindo de fazer coisas corriqueiras, do dia a dia. Nestes casos dizemos que ela se evoluiu para um transtorno da ansiedade Entre os sintomas temos: a insônia, dificuldade de concentração, pânico e alteração de apetite, sem mencionar perda da capacidade de aproveitar a vida e de relaxar. Os sintomas físicos também podem aparecer como: dores de cabeça, dores de estômago e tensão muscular também podem ser observados. Para esses casos é recomendado procurar um psicólogo e alguns casos um psiquiatra.

Sandra Quero

Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A ansiedade é uma emoção normal que todo ser humano possui, que ocorre geralmente quando se antecipa a uma situação de perigo, nova ou desconhecida. Ela prejudica o dia a dia da pessoa quando surge alguns sintomas de forma intensa ou desproporcional ao estímulo que a originou. Alguns sintomas mais comuns: taquicardia, sensação de falta de ar, náusea, dor ou pressão no peito, dificuldade para relaxar, tensão, nervosismo, insônia, irritação, insegurança, inquietação, dificuldade de concentração etc. Se algum dos sintomas acimas forem repetitivos ou persistentes, a psicoterapia lhe ajudará a descobrir suas causas, como também a melhorar sua qualidade de vida.

Erica De Lima Souza

Psicólogo

São Paulo


Ansiedade é algo inerente a todo ser humano. Existem dois tipos: a ansiedade normal e a ansiedade patológica. Ansiedade considerada Normal: é quando a pessoa está na expectativa de algo concreto que está para acontecer, como por exemplo, a chegada de um filho, fazer uma prova, etc. ´ Já o segundo tipo é a ansiedade considerada Patológica- é quando uma pessoa fica ansiosa por qualquer coisa, são geralmente aquelas pessoas que se preocupam demais com o futuro e esquecem de viver o momento presente.

Ansiedade pode ser um sintoma ou mesmo um transtorno. Pode ser também um alerta do seu corpo dizendo para você diminuir o ritmo de vida! Ansiedade faz parte da nossa forma de enfrentamento com o muito externo, cria uma certa resistência o que nos faz pensar se devemos continuar ou não. Dessa forma o nosso corpo nos dá sinais dos nossos limites de enfrentamento. Contudo, quando a ansiedade se torna persistente e duradoura ela cria outros mecanismos de fuga dessa situação desagradável, e aí sim – se tornando um empecilho, atrapalhando suas atividades cotidianas.

Luciana Nunes

Psicólogo

Rio de Janeiro


A ansiedade é somente a "ponta do iceberg" na verdade é um sintoma de um problema que está mais profundo, onde os remédios não conseguem acessar. Somente acessando o subconsciente pode-se tratar o trauma que está causando a ansiedade. Somente com a hipnoterapia é possível acessar essa parte da mente e tratá-la. Assistam os meus vídeos onde eu explico como a hipnoterapia é eficaz no combate as doenças emocionais. Nessa páginas existem três vídeos muito úteis para quem quer se livrar de uma vez por todas dessas doenças!

Marcos Mastri

Terapeuta complementar

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Nos dias de hoje, a ansiedade passou a fazer parte do cotidiano, sendo inclusive relacionada ao instinto de sobrevivência. Entretanto, o transtorno ansioso (nível exacerbado de ansiedade, muitas vezes sem nenhuma motivação clara) costuma causar grande impacto no funcionamento do indivíduo, principalmente quando está acompanhado de sintomas autonômicos (falta de ar, palpitações, dor no peito, sensação iminente de morte). O acompanhamento regular e uso de medicações de forma racional é capaz de proporcionar melhora do quadro, bem como estimular o auto-conhecimento, construindo estratégias eficazes para lidar com este sintoma tão contemporâneo.

É um sentimento de apreensão desagradável vago, acompanhado de sensações físicas como vazio (ou frio) no estômago (ou na espinha), pressão no peito, palpitações, transpirações, dor de cabeça ou falta de ar, dentre vários outros sintomas. Ela atinge pessoas das mais diversas idades e classes sociais. A ansiedade vem se configurando com um dos grandes problemas de nossos tempos, com a vida agitada, pressão, stress se somam gerando esta doença que tanto prejudica a qualidade de nossas vidas. A ansiedade doentia estressa o cérebro a tal ponto que compromete a capacidade de resposta, do autocontrole, promovendo a intolerância e gerando sintomas psicossomáticos.

Ansiedade é uma reação normal do ser humano diante de alguma situação que provoca medo, preocupação, dúvida ou expectativas. Se este sentimento interferir no seu dia a dia, é necessário que procure ajuda profissional. O processo terapeutico é uma parceria entre duas pessoas que se tornam companheiros na caminhada árdua, porém gratificante diante da transformação interior de cada um. Olhar as pessoas como um todo,tanto social,economico,físico, emocional e espiritual.

Mercedes Yoshie Missawa

Psicólogo

São Paulo


Ansiedade é algo inerente à condição humana, não há como viver sem senti-la. O que causa sofrimento é quando ela está nos paralisando, exaurindo e comprometendo as realizações de nossas vidas, a isso damos o nome de Transtorno de Ansiedade Generalizada. A palavra-chave para se diagnosticar este transtorno é "Preocupação" que também é algo inerente a nossa condição mas em níveis acentuados e corroborado com uma gama de sintomas,podem nos prejudicar bastante. Fazer uma observação minuciosa acerca dos comportamentos que estão perpetuando este transtorno será algo bem relevante para diminuir o sofrimento mas chegar ao consultorio dizendo que deseja viver livre da ansiedade, nao será possível.

Quais profissionais tratam Ansiedade?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.