Quando e pq deve se medicar uma criança com TDAH?
 Luciana Dias Nascimento
Luciana Dias Nascimento
Psicólogo
Salvador
Olá! O TDAH é um transtorno de aprendizagem. Ou seja, ele pode impactar negativamente na vida escolar da criança. Sendo assim, após concluído o diagnóstico é importante avaliar os níveis de prejuízos que a criança apresenta. Sendo esses identificados a criança deve ser acompanhada por uma equipe multidisciplinar, Psiquiatra, Psicólogo, Psicopedagogo, Neuropsicólogo entre outros. A depender da predominância (Hiperativo/Desatento) o médico indicará ou não o uso da medicação. Quando indicado, o objetivo é ter uma melhor resposta na capacidade da atenção e do comportamento e consequentemente uma melhor relação com o processo de ensino x aprendizagem. Espero ter ajudado!

Consiga todas as respostas durante a Telemedicina

Agende uma Telemedicina e pergunte aos especialistas sobre tudo o que precisa sem sair de casa

Mostrar especialistas Como funciona?
Olá! É muito importante que em primeiro lugar a criança seja diagnosticada adequadamente para depois haver a possibilidade de medicação. A medicação para TDAH é usada quando num todo a criança esteja sendo prejudicada, mas principalmente no seu rendimento escolar. Fico a disposição!

 Paulo Renato Oliveira
Paulo Renato Oliveira
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Quando e somente se você tiver certeza suficiente sobre o diagnóstico para submeter uma criança a medicamentos psiquiátricos. O site do Conselho Federal de Psicologia alerta para a proliferação abusiva do diagnóstico de TDAH em crianças e adultos no Brasil, assim como o uso muito acima do esperado da Ritalina. Consulte no mínimo um Neurologista, um Psiquiatra e um Psicólogo Clínico com experiência com crianças. Ouça outras opiniões até ter convicção suficiente sobre o diagnóstico.

O TDAH pode ser tratado através de técnicas cognitivo-comportamentais, de medicações ou com a associação de ambas.Os resultados são conflitantes e há pesquisas que encontraram maior eficácia das técnicas cognitivo-comportamentais que da medicação, porém pesquisas mais recentes sugerem que a medicação melhora mais os principais sintomas do TDAH.

É possível que algumas medicações usadas possam ter um impacto negativo no crescimento. Mas, isto não precisa ocorrer e o acompanhamento por um pediatra pode manter este aspecto sob observação. Existe também a possibilidade de os remédios serem usados de modo intermitente.

Mas os resultados comportamentais da medicação são muitas vezes tão rápidos e impactantes, com as crianças em poucas semanas melhorando sua agitação, sua atenção, seu desempenho escolar e seus comportamentos "estabanados", que é plenamente justificável sempre usar medicações nos casos mais sérios e há evidências de que as medicações não levam só a melhoras momentâneas.

O TDAH e uma das causas que mais atendo em consultório, algumas vezes bem medicado e outras vezes não.
O importante é fazer uma avaliação neuropsicologica pra verificar se realmente tem o transtorno, juntamente com uma avaliação psiquiátrica e com diagnóstico positivo, ouvir a opinião do psiquiatra que acompanha esse paciente, afim de verificar uma intervenção medicamentos ou não .

o primeiro passo é fazer uma avaliação neuropsicológica, avaliação psiquiátrica ,avaliação pedagógica para ter certeza de que realmente esta criança é portadora do transtorno. Após toda equipe multidisciplinar chegar a conclusão do diagnóstico deve ser levado em consideração qual seria a necessidade de uma medicação. Cada caso apresenta uma necessidade específica.
Qualquer dúvida entre em contato . Abraços

Bom dia! Deve-se medicar a criança com TDAH quando os sintomas estão prejudicando o desenvolvimento acadêmico e o convívio social, porém quem vai determinar o melhor momento é o médico neurologista ou psiquiatra, com base na avaliação neuropsicológica. Na dúvida busque atendimento de um profissional especializado.

Especialistas em Transtornos de déficit de atenção e do comportamento disruptivo

Maxleila Reis Martins Santos

Maxleila Reis Martins Santos

Psicólogo

Belo Horizonte

Izabelle Castro Ferreira

Izabelle Castro Ferreira

Psicólogo

São Gonçalo

Rodrigo Bernini de Brito

Rodrigo Bernini de Brito

Psiquiatra

Goiânia

Taramis Sartorio

Taramis Sartorio

Psicólogo

Porto Alegre

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 17 perguntas sobre Transtornos de déficit de atenção e do comportamento disruptivo

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.