Como posso saber se tenho depressão ou ansiedade? Sei que existem vários tipos de depressão, mas todas estão ligadas à tristeza e letargia? E é possível ter depressao e ansiedade ao mesmo tempo?
 Miriane de Toledo Heinrich
Miriane de Toledo Heinrich
Psicólogo
São Paulo
Sim, é possível. Se você faz essa pergunta, imagino que a faça porque identifica sintomas tanto de depressão como de ansiedade na sua experiência.
É muito frequente que a depressão seja associada à tristeza e à letargia, mas esta não é sua única forma. Os sintomas podem variar e surgir de forma combinada ou não. Memória prejudicada, diminuição da capacidade de concentração, pessimismo, retraimento social, perda de libido, perda de iniciativa, insônia, irritabilidade são alguns exemplos. De todo modo, é muito importante diferenciar se um paciente está deprimido ou se é deprimido.
Se os sintomas que você experimenta estão dificultando muito a sua vida, é importante que você busque um psiquiatra. Isso pode te ajudar na vida prática e também abrir espaço para um tratamento psíquico. Como psicanalista que sou, vejo o quanto uma análise pode ajudar uma pessoa. Conhecer a si mesmo e aprender a conviver consigo próprio é um grande ganho em qualidade de vida, entre outras coisas.

Olá!! A forma mais confiável de você saber se tem depressão ou ansiedade (ou ambos) é buscar um psiquiatra ou psicólogo para te avaliar. Somente um profissional competente poderá confirmar um diagnóstico e te indicar o melhor tratamento. Abraços

Dr. Lucas Montanha dos Santos
Dr. Lucas Montanha dos Santos
Psicólogo, Psicanalista
Guarulhos
Creio que a dúvida principal que você deva esclarecer agora, é se estes sintomas estão te fazendo sofrer, e a partir disso talvez procurar ajuda profissional para esclarecer.
É preciso de muito cuidado com os diagnósticos, mas é preciso dar muita atenção sempre ao que estamos sentindo.
Mais importante que descobrir a patologia, é descobrir as causas, e nisso uma boa análise pode e deve ajudar bastante.

 Claudius Viana
Claudius Viana
Psicólogo
Rio de Janeiro
Ambos os quadros - ou seja, o transtorno depressivo e o ansioso - compartilham critérios para diagnóstico; sendo assim, em tese tanto se poderia afirmar que se trata de uma comorbidade - ou seja, a presença simultânea de dois transtornos, quanto pode se tratar da exacerbação de um dos sintomas de um transtorno único. Entretanto, tratando-se da vida psíquica, mais importante do que “classificar” uma doença é buscar o tratamento para seu mal estar. Busque ajuda de um psicólogo de sua confiança, pois com a psicoterapia adequada as chances de remissão dos sintomas são grandes. Abraços e boa sorte.

Seu caso requer uma avaliação clínica mais apurada.
É importante você começar a cuidar do seu EU o quanto antes.
Se necessário o psicólogo te orientará o tratamento em conjunto com psiquiatra. Mas não se preocupe com isto num primeiro momento.
Cuide -se!

Dra. Joelma Lisboa
Dra. Joelma Lisboa
Psicólogo
São Paulo
Olá, é possível que vc esteja sofrendo de um transtorno depressivo ansioso, pode ser melhor investigado numa consulta, o principal de tudo é que vc busque ajuda de profissionais de saúde mental, psicólogo, psiquiatra, geralmente o tratamento é feito em conjunto, psicoterapia e medicação.
Att
Joelma Lisboa.
Psicóloga.
A disposição

 Rogério Cogo
Rogério Cogo
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Para responder sua pergunta é preciso diferenciar tristeza de depressão.

A tristeza, algo normal da vida, nos sinaliza que algo pode não estar indo bem e que é preciso mudar. Todos passamos por momentos assim.

A depressão, por sua vez, paralisa, dá a sensação de medo, de insegurança. Mais ainda , traz a sensação de estranheza, de já não ser quem se era antes.

Tanto o medo quanto a insegurança influenciam para que venha, também, a ansiedade. Portanto, sim, é possível coexistirem.

Tanto a ansiedade quanto a depressão podem ser tratadas em psicoterapia ou psicanálise.

Falar do que não está indo bem é fundamental para que algo possa começar a ficar diferente.

Sim, é possível ter depressão e ansiedade. A depressão e a ansiedade tem tratamento e quanto antes procurar ajuda melhor.

Sim, a depressão e a ansiedade podem andar em conjunto.
Você já deu o primeiro passo, que é perceber que algo não está bem e pesquisar sobre o assunto. Aqui podemos dar algumas dicas e orientações, porém uma depressão por exemplo, pode ser confundida com uma tristeza, por isso é importante a avaliação e acompanhamento de um profissional especializado, assim terá um diagnóstico e tratamento correto. Podemos aprender a encarar todas essas situações, acredite :)

 Mariana Montes
Mariana Montes
Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá. Ansiedade e depressão andam muito juntas, logo é possível sofrer com as duas. Busque auxílio psicológico e psiquiátrico para ter um melhor entendimento do que está ocorrendo com você

 Paulo Renato Oliveira
Paulo Renato Oliveira
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Depressão e ansiedade pidem conviver. Mais importante, talvez, do que um diagnóstico, seja tratar teu sofrimento. Pois o sintoma é um sinal de que algo não vai bem. É preciso descobrir o quê, o porquê e como sair desse sofrimento. Procure um Psicólogo Clínico e inicie um tratamento, logo depois das primeiras entrevistas você mesmo perceberá se o que te aflige é um ou outro desses fenômenos. Não use medicamentos se não for estritamente necessário, não busque saídas fáceis porque elas não existem para nada nesta vida, porque seria diferente com o sofrimento psicológico? Invista tempo e energia no tratamento que os resultados aparecerão no médio e longo prazos. Uma dica: os transtornos estão relacionados à história de vida de cada um de nós, às nossas experiências e dificuldades, à forma como lidamos com os outros e suas demandas, como lidamos com nossos desejos e nossas culpas, as regras que nós mesmos construímos ou aceitamos e que nos aprisionam, etc.

Boa tarde, a partir de uma analise clinica e psicométrica é possível descrever os sintomas quantitativos e qualitativos de depressão mista com ansiedade, a depressão pode vir acompanhada com sintomas de ansiedade sim.

 Lia Serra
Lia Serra
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
No quadro clínico da depressão está presente sim a letargia, a perda de prazer, o desânimo mas também sintomas como ansiedade, insônia, irritações. Portanto, na depressão temos um estado muito mais amplo do que a tristeza e que indica, sobretudo, a renúncia ao próprio desejo.

O que costuma-se chamar de ansiedade refere-se a uma preocupação excessiva com o futuro.
Já a depressão, é uma perda do senso de esperança e do sentido em viver (o que a diferencia de uma tristeza "comum"), normalmente acompanhada de vários sintomas, como a falta de energia que você mencionou. A pessoa em um estado depressivo, embora possa ter momentos de alegria (dependendo do quão profunda está a depressão), costuma se ver bastante triste, devido ao efeito da perda de esperança e de sentido que a depressão provoca.
Esses são contornos gerais. É importante que você consulte um psicólogo que, se necessário, te encaminhará para um psiquiatra. Dessa forma poderá ser possível verificar com mais clareza o que possa estar ocorrendo e tomar as medidas necessárias para superar isso.
Fico a disposição caso deseje conversar mais a respeito. Abs.
Convidamo-lo para uma consulta: - R$ 180
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Olá, é muito comum a associação entre depressão e ansiedade. Costumam chamar de depressão ansiosa. Tanto as doenças tem correlação que são utilizados antidepressivos no tratamento da ansiedade. Quem poderá fechar o diagnóstico é um psiquiatra. Mas independente de qual seja o quadro, o tratamento é medicação associada a psicoterapia para que obtenha resultados duradouros.

Boa noite!! Sim é possível ter depressão e ansiedade ao mesmo tempo. Assim como os transtornos depressivos os ansiosos são divididos em grupos, e para eles existem várias possibilidades diagnosticas variando principalmente em relação ao curso e intensidade. Em suma e depressão possui baixa de energia e impulso ( o que por vezes parece uma preguiça ou falta de vontade), além de irritabilidade e tristeza. Uma sensação de desesperança também é apresentado. Na ansiedade é comum alterações de sono, respiração, dores musculares, palpitações entre outros. Cognitivamente pensamentos acelerados e sensação de desamparo. Busque um psicólogo ou psiquiatra para avaliação. Vale lembrar que atualmente há quase 10% de brasileiros com ansiedade e quase 5 com depressão.

Boa tarde! Sintomas de ansiedade ou depressão podem estar juntos sim e geram muito sofrimento. Busque suporte médico e psicológico. Isso poderá melhorar sua qualidade de vida

Especialistas em Ansiedade

Vivian Fernanda Postigo

Vivian Fernanda Postigo

Psicólogo

Santo André

Luiza Seabra Fagundes

Luiza Seabra Fagundes

Psicólogo

Rio de Janeiro

Raquel Mendonça

Raquel Mendonça

Psicólogo

Niterói

Rodrigo Vieira Rodrigues

Rodrigo Vieira Rodrigues

Psicólogo

Recife

Maria Cristina Hernandes Ramos

Maria Cristina Hernandes Ramos

Psicólogo, Terapeuta complementar

São Paulo

Natalia Gontijo

Natalia Gontijo

Psicólogo

Betim

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 294 perguntas sobre Ansiedade

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.