Nao consigo emagrecer, quero comer a todo tempo, estou angustiada por isso, de 50 kilos fui para 86 me sinto angustiada, nao consigo dormir, fico com vontade de comer sem ter fome. que terapia devo fazer?
 Virginia Fernandes
Virginia Fernandes
Psicólogo, Terapeuta complementar
Santo André
Eu indicaria a terapia cognitiva comportamental... assim vc poderá fazer uma reestrutura em relação a sua ansiedade e essa coisa de comer sem ter vontade... tem os q avaliar o q esta desencadeando esse processo... pode se tb ir em busca de um profissional em q possa sugerir exames de sangue hormonais... entre outro para ter uma avaliação orgânica... mas a terapia essencial... um grande abraço me deixo a disposição.

Ola! Penso que a Terapia Cognitivo Comportamental poderia te ajudar nesse momento de bastante ansiedade. Ela te ajudaria a diminuir o estresse e a encontrar as possiveis causas que te levam a esse estado. Estou a disposiçao. Grande abraço.

Olá. Sugiro que busque ajuda de um psicólogo. A terapia poderá auxilia-la a descobrir os motivos da sua ansiedade e como controlá-la. Muito provavelmente a comida está ocupando o lugar de algo que deseja mas não consegue obter. O caminho é adquirir confiança em você mesma, valorizar seus talentos e ter calma suficiente para produzir os resultados que deseja. Faça isso e seja feliz.

 Maria Cristina Santos Araujo
Maria Cristina Santos Araujo
Psicólogo
São Paulo
Duas coisas devem ser levadas em consideração em casos de comportamentos alimentares:
1 - Os sintomas podem estar associados a uma compulsão alimentar, e então o psiquiatra deverá ser consultado para uma terapia medicamentosa.
2 - Poderá existir uma lacuna existencial que provoca os sintomas, e então o psicólogo deverá ser procurado para um trabalho de psicoterapia.
Tanto no primeiro caso quanto no segundo a psicoterapia tem a função, entre tantas qualidades, de conduzir ao equilíbrio, de auxiliar toda pessoa a não mais ser a vítima das circunstâncias que não consegue controlar.

 Miria Lisania Dibi
Miria Lisania Dibi
Psicólogo
Porto Alegre
Olá! Dependendo da avaliação o tratamento será direcionado tanto para fatores físicos como emocionais. Muitas vezes a maneira como a pessoa lida com a comida pode estar associado ao stress. Sugiro q busques a avaliação de um profissional, para que juntos combinem o tratamento adequado para o seu caso. Um abraço

Qualquer caminho terapêutico pode te ajudar desde que você sinta empatia e confie no profissional que irá atendê-la! O caminho que eu sugiro é o que eu conheço: psicanálise.

 Tânia Márcia Leão
Tânia Márcia Leão
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Olá!
Acho que a psicoterapia pode te ajudar, sim! Não acredito que você precise procurar uma determinada linha para te ajudar. Um bom psicoterapeuta que trabalhe com transtorno alimentar pode te auxiliar nesse trabalho. A obesidade pode ser considerada uma "doença" e você pode encontrar as causas num trabalho psicoterápico. Eu trabalho com psicanálise e vejo bons resultados. Mas a escolha deve ser sua!
Abraço

 Mariana Pavani
Mariana Pavani
Psicanalista, Psicólogo
Campinas
Olá. Seria interessante você procurar um bom psicanalista a fim de compreender o que te leva a comer sem ter fome. Quando antes você se sentiu assim na vida? Como foram suas relações com a comida durante a vida? Tudo isso deve ser investigado cautelosamente para te ajudar. Espero ter te ajudado um pouco. Não hesite em procurar ajuda.

 Decio Deforme da Cunha
Decio Deforme da Cunha
Psicanalista, Psiquiatra
Rio de Janeiro
Chamamos de gula ao ímpeto sôfrego para comer e/ou beber, em geral como expressão de ganho (poder) ou prazer, geralmente associado à um impulso irrefreável para uma ação contrária à vontade, com a finalidade de lograr alívio. O entendimento de que nem tudo que dá poder ou prazer nos irá realizar como pessoa é um passo muito importante para que possamos considerar a importância de promovermos a emergência de novas aptidões e realização de novas potencialidades. O homem nasce incompleto e para ultrapassar-se continuamente, há que canalizar, aplicar e investir sua energia (libido) criativa diante dos fenômenos e experiências da existência. Sugiro uma terapia que ajude-a a investigar essas novas aptidões e potencialidades, que irá com certeza ajudá-la no desenvolvimento da desejada sobriedade alimentar.

 Jaylson Dantas
Jaylson Dantas
Psicólogo
Fortaleza
Olá, que terapia você deve fazer é algo muito particular, pois você deve de antemão sentir a afinidade ao psicólogo. Pois tem-se várias vertentes de terapias e abordagens. No entanto o psicólogo estará apto para te acolher e entender junto a você o motivo de tanta angustia, auxiliará a controlar a compulsão alimentar e por consequência ter um sono de qualidade.

1. Observe suas angustias e pense sobre elas 2. O que te deixa talvez, ansiosa? 3. Sentimento de falta, tem sido corriqueiro nos seus dias?
Pense sobre, e cuide-se.

 Vanessa Portes
Vanessa Portes
Psicólogo
São Paulo
Muito prazer! Percebo e acolho sua pergunta com muito amor.
Sugiro escolher alguns profissionais (psicólogos) e ir, acredite, a terapia que funciona é aquela que há empatia, que você confie e principalmente que você de fato, queira. Não existe melhor ou pior, todas tem seu valor e é por isso, que estamos aqui.
Além disso, que busque um endocrinologista, pois ele solicitará alguns exames que também poderão apontar se seu organismo está funcionando corretamente e colaborará com sua saúde, bem estar e equilíbrio.
Deixo o convite para vir me conhecer.
Abraço fraterno.

 Karen Carolina da Silva
Karen Carolina da Silva
Nutricionista
Brasília
Olá! Além da terapia, fundamental no processo, te recomendaria procurar uma nutricionista com experiência na área de transtornos alimentares. Como a colega nutricionista colocou muito bem, é importante olhar pra dentro e ouvir o que o seu corpo diz. E hoje a Nutrição entende que o comportamento alimentar é fundamental para o sucesso do tratamento (sem querer invadir, mas sim convergir com o trabalho do psicólogo).

Dra. Renata Cancellara
Dra. Renata Cancellara
Nutricionista
Catanduva
Olá hoje temos na Nutrição muitos tratamentos para diminuir a vontade de comer comendo adequadamente nos horários certos e o tipo de alimentos adequados, lançamos mão do tratamento mindifulness, plano alimentar personalizado suplementação clinica e de fitoterápicos, e claro uma acompanhamento psicológico tambem é necessário!

Olá! Vc precisa passar por um processo psicoterapêutico onde vc entenda o significado do alimento, onde vc identifique suas crenças em relação a comida e outras áreas de sua vida. Terapia cognitiva é uma abordagem que poderá ajudá-la num período menor. Um Grande Abraço.

Dra. Carolina Oliboni
Dra. Carolina Oliboni
Nutricionista
São Paulo
Você precisa de ajuda para voltar à sua essência, voltar a sentir autoconfiança e resgatar seu amor próprio. Quanto mais pensar em restringir a alimentação, mais terá compulsão. É preciso parar de fazer dieta, aprender a ouvir o seu corpo e se alimentar adequadamente. Gradualmente o corpo vai voltando a um peso saudável.

Especialistas em Compulsão alimentar

Fernando Miguel Voigt

Fernando Miguel Voigt

Psicanalista

Ibirama

Celi de Lara

Celi de Lara

Psicólogo

Porto União

Talita Lelis Berti

Talita Lelis Berti

Nutricionista

Petrópolis

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Ana Larissa Marques Perissini

Ana Larissa Marques Perissini

Psicólogo, Sexólogo

São José do Rio Preto

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 22 perguntas sobre Compulsão alimentar

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.