Meu marido sofreu abuso sexual quando criança. É só foi me contar agora, depois de 5 anos de relacionamento. Não estou sabendo lidar com a situação. Ele quer ajuda para superar o trauma, que tipo de profissional devo procurar? Percebi que existem varias tipos de psicólogos....
Como todo trauma, é interessante ir ao psicólogo para compreender e ressignificar os conteúdos advindos da situação em questão. Veja como vocês tem um laço forte a ponto dele te contar segredos que nem ele compreende ainda, não tenham medo de procurar ajuda. Quando falamos sobre nossos traumas, eles se enfraquecem no nosso interior e nos tornamos mais fortes para outros obstáculos que a vida possa vir a ter. Desejo melhoras!
Convidamo-lo para uma consulta: - R$ 70
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Dra. Helda Moreira
Dra. Helda Moreira
Psicólogo, Psicopedagogo, Especialista em administração em saúde
Juiz de Fora
Olá, para trabalhar clinicamente essa situação, sugiro atendimento com psicólogo clínico, de abordagem psicanalítica.

 Nathália Moraes da Silva
Nathália Moraes da Silva
Psicólogo
Nova Iguaçu
Olá. Existem mesmo várias abordagem dentro da psicologia, qualquer uma pode ajuda-lo , mas eu indico a terapia cognitiva-comportamental, que pode ajuda lo a lidar com os sentimentos, pensamentos e também os comportamentos que ele talvez tenha, decorrente desse trauma.
Um abraço!

Psicólogos são treinados a lidar com diversos tipos de problemas e podem usar abordagens diferentes para ajudar o paciente. Alguns possuem especialidades ou experiências maiores em determinados tipos de problemas. O importante que seu marido possa buscar ajuda e avaliar como se sentirá falando desse problema. Quase sempre nesse primeiro contato o paciente poderá se sentir mais ou menos acolhido em sua dor ou mesmo se sentir mais ou menos à vontade falando com um tipo de estilo de atendimento, isso é muito particular. O principal a meu ver, é querer compreender melhor essa situação e que ela não cause tanto incômodo/sofrimento com o passar do tempo, isso a terapia pode ajudar bastante.

Procurar psicoterapia é algo essencial para que ele aprenda a lidar com esse trauma da melhor forma possível. Com relação a quem procurar, a melhor opção é que ele ache um(a) profissional em que se sinta a vontade, acolhido, para que consiga conversar sobre suas dificuldades. Isso é até mais importante do que a abordagem da terapia.
Espero ter ajudado. Qualquer coisa, fico a disposição!

 Laís Novaes
Laís Novaes
Psicólogo, Sexólogo
Guarulhos
Boa noite. Sugiro que procure um especialista em TCC e sexualidade humana. A terapia cognitiva comportamental é uma abordagem que ajuda muito nessas questões e também o terapeuta sexual. Esse profissional vai avaliar questões profundas ajudar o casal a lidar com essa questão juntos.
Abraços
Laís Novaes de São Paulo

Olá... recomendo um profissional de abordagem psicanalítica. Imagino que esse evento na infância de seu marido seja percebido como um trauma, e possa reverberar ainda hoje como um limitador do comportamento espontâneo e psicológico. Um profissional de abordagem Winnicottiana entenderá esse abuso sexual como uma "falha do ambiente"; pois enquanto ele era criança precisava de proteção e segurança que lhe garantissem um ambiente propício para a maturação do desenvolvimento psicólogico, mas o ambiente "falhou" em não lhe proporcionar isso. Esse profissonal tentará identificar qual parte do processo do amadurecimento psicólogico essa "falha do ambiente" comprometeu e possíveis intervenções que possam ressignificar essas memórias na tentativa de superar as possíveis limitações e insegurança de hoje.

Abraços e fico à disposição.

Boa noite, que bom que ele abordou esse assunto com você, e que está buscando ajuda. Entendo que os Psicólogos em geral, independente da abordagem, podem em muito ajudá-lo. Sugiro também o EMDR - Dessensibilização e Reprocessamento por Movimento Ocular, uma abordagem terapêutica voltada ao tratamento de traumas, fobias e Estresse Pós-Traumático, que pode ser bem resolutiva para o caso apresentado.

Olá! O profissional da psicologia é o mais indicado para auxiliar seu esposo com essas questões relacionadas ao abuso na infância. Mais do que uma abordagem específica, deve-se buscar um profissional acolhedor com habilidade para tratar desse tipo de demanda. O vínculo entre o paciente e o psicólogo é importante independente da demanda, mas nesses casos, penso ser fundamental. Sendo da terapia cognitivo-comportamental e da terapia do esquema, posso dizer que os ferramentais dessas abordagens são apropriados para lidar com esse tipo de questão. Estimo melhoras a ele e que consiga encontrar um profissional qualificado que possa auxiliá-lo nesse processo. Um abraço!

Dr. Marcelo Bernstein
Dr. Marcelo Bernstein
Psicanalista, Psicólogo, Sexólogo
Rio de Janeiro
Este tipo de evento traumático, sua repetição e provável desmentido sofrido por ele, normalmente com objetivo de encobrir o acontecido deixam feridas psíquicas profundas no paciente que sofreu a experiência do abuso...o fato dele conseguir falar sobre isso com vc, já é um avanço, mas é o tipo de quadro clínico onde o mais recomendado é procurar um profissional de psicanálise, que trabalhe dentro de uma abordagem que privilegia o acolhimento do trauma, de forma que o paciente possa vir a trabalhar a experiência traumática e superá-la, como tem sido minha experiência com pacientes meus que passaram pelo mesmo tipo de experiência traumática...

Em relação a sua questão, percebi que seu marido tem um trauma não resolvido. Portanto sugestiono que esse busque ajuda de um psicólogo , independentemente da abordagem do profissional. Esclarecendo que sou especialista na abordagem cognitivo comportamental.Me coloco à disposição. Abcs

 Paulo Renato Oliveira
Paulo Renato Oliveira
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Procure um Psicólogo Clínico com experiência e com o qual seu marido consiga estabelecer uma relação de confiança e se sinta seguro. Alguém que tenha principalmente acolhimento. No caso do abuso contra meninos, não é incomum a vítima sentir-se de alguma maneira culpada, esquecendo que se tratava de uma criança submetida aos ardis e à violência de uma pessoa mais velha e certamente perversa. A questão que se impõe é: esse evento do passado está trazendo problemas sérios para o casamento? Mesmo não estando trazendo entraves para a vida de vocês, seria interessante ele procurar ajuda psicológica o mais rápido possível. Que bom que ele conseguiu falar com você: é um sinal de amor e confiança. Pense nele como alguém que conseguiu vencer o constrangimento que uma situação de abuso acarreta e abriu seu coração com você. Além do Psicólogo, você tem um papel essencial na recuperação dele, ao colocar o evento traumático em sua real perspectiva: uma criança inocente abusada por um indivíduo perverso e sem escrúpulos ou limites morais.

O cerne do sofrimento ocasionado pelos transtornos psicológicos inclui exatamente a palavra que você usou: TRAUMAS. Com indicação e reconhecimento da Organização Mundial de Saúde, a TERAPIA EMDR desponta internacionalmente como uma abordagem psicológica de excelentes resultados.

Olá, oque realmente importa é a identificação dele com o profissional de psicológia e que a abordagem o deixe confortável para realizar esse trabalho de olhar e ressignificar esse trauma.

Boa Noite, já meus colegas falaram bastante o que fazer nesse casos, precisa de psicoterapia!, já fizeram algumas propostas de linhas teórica, me permito de reforçar que nesse caso de abuso na infância as terapias mais eficazes e num tempo mais breve de cura são o EMDR e o Brainspotting porque trabalham com a regulação cerebral, se informe na internet e procure depois um profissional perto de você que trabalhe com isso. Espero ter ajudado.

Olá. Sugiro para seu marido uma terapia na abordagem EMDR que é específica para traumas e os efeitos geralmente são surpreendentes, pois atua no sistema nervoso, desbloqueando as informações que ficaram mal armazenadas (trauma) causando sintomas e sofrimento.
O EMDR É uma terapia mais rápida se comparada às abordagens que usam somente a fala.
Convido vc a pesquisar sobre o EMDR, pois para traumas é sem dúvidas a abordagem mais indicada.
Abraços e boa sorte!

Dr. João Mariano Pereira Filho
Dr. João Mariano Pereira Filho
Psicanalista, Psicólogo, Psicopedagogo
Registro
Olá. Existem mesmo várias abordagem dentro da psicologia, qualquer uma pode ajuda-lo , mas eu indico a terapia cognitiva-comportamental com abordagem psicanalítica, que pode ajuda lo a lidar com os sentimentos, pensamentos e também os comportamentos que ele talvez tenha, decorrente desse trauma. Não só para ele, você também, pois pode intensificar a harmonia e compreensão do casal. Um abraço!

Qualquer abordagem da Psicologia pode ajudar a trabalhar o caso. Procure um psicólogo clínico.

Dra. Valeria Abatemarco
Dra. Valeria Abatemarco
Psicólogo, Psicanalista
São Paulo
Sugiro um
Psicólogo psicoterapeuta e que trabalhe com terapia EMDR, especializada em traumas.
Convidamo-lo para uma consulta: - R$ 200
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Olá!
Você não precisa exatamente lidar com essa informação, é uma questão dele. Entenda que as vezes levamos uma vida pra entender algo que aconteceu e o fato dele te contar, em 5 anos ou depois de uma vida inteira, deve ser o mais importante. Você só precisa ouvir e acolher.
Se você busca ajudar, converse com ele sobre a importância de iniciar a Psicoterapia, todo profissional está apto a lidar com todas as questões, ele deve escolher o que ele mais se sentir confortável.. o mais importante é começar..

Caso você também se sinta impactada com o que ele dividiu com você, seria importante buscar sua própria terapia, tenho certeza que vai te ajudar também a manejar esta situação e assim poderá ajudá-lo mais assertivamente, sem que se destrua emocionalmente por uma questão que é do outro.

Espero ter ajudado!

Ola, Pode ajuda-lo, um psicologo que ele se sinta bem a vontade para falar sobre como foi difícil, manter isso em segredo por tanto tempo. Este trauma, sendo analisado e transformado perdera muita força e o seu marido pode encontrar mais conforto psíquico.

olá...
O profissional indicado para tratamento de traumas é o psicólogo.
A psicologia existe várias abordagens e os profissionais escolhem a que melhor se identifica.
Todas as abordagens podem acolher essa demanda, então sugiro que encontre um profissional que seu esposo sinta-se acolhida para tratar desta angústia.
Sobre a sua angústia enquanto companheira, eu entendo, mas fique traquila, no momento que ele consegue falar, já é um grande passo.
Caso perceba que tudo isto tem afetado o relacionamento de vocês, considero importante uma terapia para você também.
Abraços!

Quando você diz que não está sabendo lidar com a situação, quer dizer que também está sofrendo com isso? Se sim, aconselho buscar um acompanhamento psicológico para você e para ele.
A terapia cognitiva comportamental trabalha bem com questões de transtornos pós traumáticos, porém, a identificação com a abordagem utilizada deve ser de quem procura a ajuda.
Convidamo-lo para uma consulta: - R$ 120
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Boa noite!! Se ele não consegue por conta própria buscar ajuda e confiou em você esta marca do seu passado é importante que você encontre pra ele um terapeuta que acolha seu sofrimento.
A Terapia Cognitiva Comportamental vai ser muito eficaz para ajudá-lo a superar este trauma.Boa sorte e conte comigo.

Dra. Vera Marinho Maschio
Dra. Vera Marinho Maschio
Psicólogo
Porto Alegre
A psicoterapia clínica tem sido bem apropriada para casos em que há necessidade em falar o nunca dito. Precisa espaço para estravasar todos os anos contidos. As técnicas integradas abrangem a base em orientação analítica, TCC e sistêmica, no caso do que trabalho.; Outros profissionais podem utilizar outras abordagens integradas.

Olá. Procura o psicólogo mais próximo da sua casa já que ele terá que
fazer um acompanhamento semanal facilita para ele.
Sobre o psicólogo, depende muito do vínculo que ele fará com o profissional.

 Shirlane Patrício Da Silva
Shirlane Patrício Da Silva
Psicólogo
Jaboatão Dos Guararapes
Será muito importante pra seu esposo buscar atendimento psicológico, para compreender o ocorrido, elaborar e ressignificar a experiência traumática. Situações como estás deixa marcas e feridas inconscientes e pré-conscientes que podem ser trabalhadas no processo psicoterapêutico. Trazendo bons resultados para a vida do seu esposo, que refletirá nas relações interpessoais do mesmo.

Muitas pessoas tem dificuldade de comunicar que sofreram abuso. Ache um psicologo competente especializado em psicoterapia para lhe dar ajuda profissional.

Especialistas em Disfunções sexuais psicogênicas

Laura Rodriguez

Laura Rodriguez

Psicólogo

Garopaba

Zenilce Vieira Bruno

Zenilce Vieira Bruno

Psicólogo, Sexólogo

Fortaleza

Henrique Luz

Henrique Luz

Psicanalista, Psiquiatra

Fortaleza

Juliana Bonetti Simão

Juliana Bonetti Simão

Psicólogo

São Paulo

Moises Silvestre

Moises Silvestre

Psicanalista

Belo Horizonte

Leonardo Rodrigues

Leonardo Rodrigues

Psicanalista

Campinas

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 25 perguntas sobre Disfunções sexuais psicogênicas

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.