Febre - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - febre

Encontre um especialista na sua cidade:
Eliane Floté

Eliane Floté

Infectologista

Paranavaí

Daniel Gustavo Guimarães Machado

Daniel Gustavo Guimarães Machado

Infectologista

São Paulo

Jaime Araujo

Jaime Araujo

Infectologista

Cajazeiras

Guillermo Melendez

Guillermo Melendez

Médico clínico geral

Recife

Michelle Pessanha Pinto

Michelle Pessanha Pinto

Infectologista

Macaé

Clara Vidaurre Mendes

Clara Vidaurre Mendes

Infectologista

São Paulo

Perguntas sobre Febre

Nossos especialistas responderam a 26 perguntas sobre Febre

Não.


Boa noite,
Significa que ele apresenta um quadro provavelmente infeccioso e precisa ser avaliado presencialmente por um médico para ser submetido a exames físico e laboratoriais.


boa tarde,
Primeiro de medicação para febre e pode amamentar o bebe estando febril sendo benéfico para o mesmo a amamentação.

Especialistas falam sobre Febre

A febre é o aumento da temperatura habitual do corpo. Não adianta apenas sentir calafrios ou suar muito à noite e achar que está com febre. Não existe “febre interna”, nem “princípio de febre”. Consideramos febrícula a temperatura axilar entre 37,3°C e 37,8°C e febre quando maior que 37,8°C. Idosos ou pacientes imunodeprimidos podem apresentar hipotermia no lugar de febre (temperatura axilar abaixo de 35°C). A maior causa de febre é infecciosa, mas existem outras causas como insolação, doenças autoimunes, câncer, reação a medicamentos ou vacinas. Quando o foco infeccioso não está bem definido o diagnóstico é um desafio e o médico mais indicado para este estudo é o Infectologista.

Keilla Mara Freitas

Infectologista

São Paulo

Quais profissionais tratam Febre?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.