Oii, tudo bem? Em uma discussão entre eu e meu namorado, ele disse que me mataria e deps se mataria caso eu mentisse novamente.. sou tão nova, e realmente fico confusa.. minutos deps ele disse que falou da boca p fora, que queria q eu não mentisse mais, mas que nunca faria nada, ou algo parecido.. Acho que preciso de ajuda né? Tirando o fato de quando brigamos ele não deixar que eu saia do carro, que eu vá para minha casa.. dando voltas e voltas pela cidade..
Estou começando a ficar com medo, o que eu deveria fazer, ele não aceita terminar sem ter um surto, o que eu faço?
Pelo seu relato você está em uma relação abusiva, procure ajuda profissional de um psicólogo urgente.

Bom dia, está em perigo e precisa de ajuda, procure logo alguém que possa te ajudar a ter força suficiente para se libertar dessa relação abusiva; No teu relato se percebe que os dois precisam de ajuda por razoes diferentes. Se vocês são casal que vivem juntos podem procurar uma terapia de casal ou cada um procura um profissional que possa ajudar a sair dessa relação abusiva por razoes diferentes. Não perca tempo!

Se você já pensou em sair deste relacionamento e não conseguiu é fundamental entender as motivações que te fazem permanecer. Em um relacionamento abusivo precisam de ajuda para se relacionar melhor, quem abusa e quem é abusado. Não raro estes papéis são desempenhados ora por um, ora por outro.
É preciso acionar a sua rede de proteção, familiares e amigos precisam saber o que esta acontecendo. A tendência é você se isolar por medo de represálias ou mesmo vergonha.
O indicado é que cada um possa fazer seu processo terapêutico com um psicólogo ou os dois em terapia de casal.

Procure a ajuda de um psicólogo, pois com certeza você está em um relacionamento abusivo. É muito difícil sair deste tipo de relacionamento sem que se faça um trabalho em cima da sua autoestima e da sua rede de apoio familiar e social. Busque psicoterapia para trabalhar suas questões emocionais e rede de apoio, tornando menos confuso e difícil este processo.

Você está em um relacionamento abusivo e precisa de ajuda e suporte.
Caso vc não se sinta em condições de sair desse relacionamento em segurança, busque ajuda profissional para se fortalecer e também busque informar sua rede de apoio sobre o que vem acontecendo (familiares, amigos).
Geralmente nessas relações abusivas, as agressões vão ficando cada vez mais graves, podendo chegar a um nível de perigo real de vida.
Esse tipo de relacionamento vai trazendo muitos sentimentos de culpa e com o tempo enfraquece cada vez mais a auto-estima.
Não exite em buscar ajuda urgente.
Abraços!

 Ronaldo Lopes Coelho
Ronaldo Lopes Coelho
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Não existe relacionamento saudável se não existir liberdade entre os parceiros, sobretudo a liberdade para escolher estar junto. Se você está com ele por pena ou por medo, isso em si já decreta a falência da relação. E a tendência é piorar cada vez mais. Trata-se de um relacionamento abusivo onde os limites não são respeitados e, por mais que ele não queira, é bem provável que venha a agredi-la se continuar nesse crescente, justamente porque os limites já estão sendo violados. Tem um vídeo no meu canal YouTube.com/conversapsi onde falo sobre A Importância do Limite para uma Boa Relação. Assista, vai ajudar muito!!

Valide o que percebes em relação aos comportamentos abusivos e busque ajuda o mais rápido que puderes.
Confie na sua percepção! Por mais nova que você possa ser, está tendo maturidade necessária para se cuidar e sair de forma adequada desse relacionamento.
Abraço!

Parece estar vivenciando um relacionamento abusivo. Busque ajuda de um psicólogo para uma maior compreensão de si e como lidar com essa situação. Precisa compreender o motivo de se mantém nesse relacionamento . Abcs

Olá...
Que bom que está compartilhando e buscando ajuda.
Visto que o relacionamento não esta saudável e existe um risco para ambas as partes, considero fundamental procurar um psicólogo.
Compartilhar este sofrimento com pessoas do seu convívio também é válido, é perceptível em seu relato que não consegue se desvincular e isto traz uma instabilidade e bagunça nas emoções.
Um espaço de escuta vai ajudar muito.

Dra. Cirene Ayres Valadao
Dra. Cirene Ayres Valadao
Psicanalista, Psicólogo
Goiânia
Não é tão simples sair de um relacionamento abusivo, não é tão fácil acreditar que se esteja em um relacionamento tóxico ou acreditar que você corre riscos de vida. Agressões verbais, psicológicas ou físicas são crimes, e acredite um agressor também diz que ama e uso o seu amor para te manipular.
Não ame ninguém mais que a si mesma!
Um abraço!
Com carinho,
Dra. Cirene Valadão Psicóloga/Neuropsicóloga/ Terapeuta de Casal e Família

Prof. Ana Carolina Lynch
Prof. Ana Carolina Lynch
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá! Pelo seu relato o ponto positivo é que você está tomando consciência de que está vivendo um relacionamento abusivo. Esse é um passo importante. Agora é muito importante pedir ajuda e relatar para sua rede de apoio (amigos e familiares) o que vem acontecendo. Procure também apoio e suporte de um psicólogo. A psicoterapia pode te ajudar muito no aumento de consciência e também aos motivos que te levaram para esse relacionamento. Também pode te ajudar a se fortalecer emocionalmente para sair da relação.

 Mariana Montes
Mariana Montes
Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá, como os colegas disseram, provavelmente vc vive um relacionamento abusivo. Não é fácil reconhecer isso e muito menos sair disso. Sugiro que vc busque terapia e se necessário a polícia também, pra você ter proteção legal contra ele.

Olá! Minha orientação é que você não tente resolver tudo sozinha. É necessário que seus pais ou outras pessoas próximas saibam o que está acontecendo, até porque pode ser o caso de você vir a precisar de ajuda policial ou jurídica no futuro. Busque também por atendimento psicológico para entender como você se envolve nesse tipo de relacionamento, assim você evita dar continuidade em relações abusivas como essa que você está vivendo.

Olá, você está numa situação complexa, mas tem maneiras de sair dela. Em primeiro lugar, compartilhe a situação com alguém da sua confiança e que possa te ajudar numa emergência. Procure um psicólogo de casal, pois o seu namorado também precisa de ajuda e informe-se sobre como colocar limites no relacionamento.

 Bruno Debernardi
Bruno Debernardi
Psicanalista, Psicólogo
Campinas
Bom dia. Penso que o mais importante já foi mencionado pelos colegas: não tente resolver a situação sozinha, busque uma rede de apoio próxima em caso de emergência e procure ajuda psicológica para ajudá-la a entender as razões de você estar envolvida em um relacionamento que lhe faz mal. Com a ajuda de um profissional de sua confiança pode ser que você vá descobrindo caminhos para lidar com essa relação.

Olá, tudo bem?
Diante dos seus relatos tudo indica que esteja em relacionamento abusivo. Busque ajuda dos seus pais, amigos e de um psicólogo. Outra coisa importante leia a Cartilha que uma promotora fez sobre Namoro Legal é um material muito interessante.
Namoro Legal - MPSP.

Abraços!

Olá. Espero que esteja bem.
Por vezes não nos percebemos em relações abusivas (que não acontece só em relacionamentos amorosos). Passamos muito tempo acreditando que determinadas atitudes para conosco são derivadas de sentimentos positivos genuínos nos permitindo envolver ainda mais.
Alguns companheiros abusivos são extremamente envolventes e manipuladores e quando percebem que já não controlam mais a outra parte, tendem a ficar agressivos. Tome cuidado.
Busque ajuda de sua rede de apoio e de um profissional da psicologia para que este lhe ajude a compreender os motivos que a levaram a este relacionamento, além de te munir com estratégias para lidar com a situação atual. Um abraço apertado!

Que sentido tem para você esse relacionamento? Recomendo que leia o livro: "Mulheres que Amam Demais", de Robin Norwood, como forma de compreender melhor o que e um relacionamento conflituoso. Porem não deixe de procurar ajuda de um psicólogo para que possa fortalecer sua autoestima e vislumbrar um sentido para sua vida.

Você esta em uma relação abusiva, episódios de raiva , ciumes, controle do seu comportamento , agressões verbais e futuramente físicas , há também a fase de arrependimento , pedidos de desculpas, ficando tranquilo por um tempo , mas depois tudo retorna ao mesmo nível de abusos . A necessidade de acompanhamento psicológico é muito importante , para que você possa enxergar a situação e ter apoio para se afastar. Também será necessário algum conhecimento jurídico, para medidas protetivas , caso sinta sua vida ameaçada e de sua família. Procure a delegacia da Mulher para estes casos, eles podem te orientar melhor. Mas um psicologo se faz necessário , para os efeitos devastadores que uma relação assim pode gerar na sua saúde mental. Em uma relação normal sabemos que existe discordância, mas normalmente escutamos o outro, o que este tem a falar , e conversamos para um entendimento tranquilo e empático. Na relação abusiva; o abusador nunca admite quando esta errado e se torna violento quando é confrontado ou questionado, manipulando psicologicamente seu companheiro (a), por tais motivos e muitos outros , procure um psicologo . Espero ter ajudado .

Boa noite!
Através do seu relato acredito que esteja em uma relação abusiva. Cita que é muito nova e está confusa por conta da insistência impertinente do rapaz.
Mas, questiono... há quanto tempo estão juntos? Qual a idade dele? Além do medo que faça algo para você o que a faz ficar em uma relação abusiva sem pedir proteção a familiares e amigos?
É necessário que busque um Psicólogo para iniciar um processo terapêutico. Este profissional, através de técnicas, lhe ajudará entender as questões que a levaram a uma relação como essa e fortalece-la para relações futuras.
Abraço

Boa tarde!

Você tem um relacionamento abusivo e opressor. Precisa procurar ajuda psicológica e familiar.

 Paulo Renato Oliveira
Paulo Renato Oliveira
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Achei você bastante madura em pedir ajuda numa situação que começa a se desenhar como perigosa. A razão pela qual todos te sugerem ajuda psicológica é para você efetivamente entender a gravidade da situação e não hesitar em sair dela, sem levar em conta as possíveis reações emocionais que seu namorado apresente, exceto se constituírem risco pra você. Você precisa colocar-se em primeiro lugar e compreender que o outro reage com o objetivo de manter a situação como está, porque interessa a ele. Dando o verdadeiro nome às coisas: os surtos dele são chantagem emocional e estão funcionando. Ganhe mais força no tratamento, estruture-se melhor, conte tudo para sua família e amigos, busque apoio em advogados e na Polícia, mas não permaneça numa relação onde o outro age de forma agressiva, abusiva, desrespeitosa com você. Não esmoreça, lute e saiba que tais situações dificilmente melhoram, ao contrário, a tendência é piorarem com o tempo e começarem as agressões físicas e surgirem mais e mais ameaças contra sua vida.

Dra. Valeria Abatemarco
Dra. Valeria Abatemarco
Psicólogo, Psicanalista
São Paulo
Realmente é muito grave o que está relatando porque você está vivendo um sério relacionamento abusivo que pode acabar muito mal. É importante que alguém saiba disso tudo como testemunha, que se faça um boletim de ocorrência relatando o caso e que procurem ajuda psicológica imediatamente para receber orientação e esclarecimento do que já estaria fora de controle. Não deixe isto aumentar nem passar. Em geral toma proporções muito
perigosas de abuso físico.

Especialistas em Terapia de Casal

Alexandro Paiva

Alexandro Paiva

Psicólogo, Sexólogo

São Paulo

Agendar uma visita
Renata Rebello

Renata Rebello

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita
Marcelo Pires

Marcelo Pires

Psicanalista, Psicólogo, Terapeuta complementar

São José do Rio Preto

Agendar uma visita
Eliane Coutinho Lessa

Eliane Coutinho Lessa

Psicanalista, Psicólogo

Cuiabá

Agendar uma visita
Viviane Menezes

Viviane Menezes

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 111 perguntas sobre Terapia de Casal

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.