Porque eu sinto uma sensação de que ninguém gosta de mim? eu sinto que toda coisa que eu faço tá err

19 respostas
Porque eu sinto uma sensação de que ninguém gosta de mim? eu sinto que toda coisa que eu faço tá errado
A insegurança é um sentimento que sempre trás ao seu lado o medo e a incerteza. Isto significa que quando você está interagindo com alguém podem começar a aparecer as seguintes perguntas na sua cabeça: será que essa pessoa vai gostar de mim? será que eu estou sendo legal? será que se eu falar tal coisa essa pessoa vai continuar falando comigo? o que essa pessoa tá pensando de mim?. Essas perguntas são provocadas pela incerteza de o que você está fazendo é bom o suficiente para agradar o outro e também pelo medo de ser excluído pela outra pessoa. Insegurança, medo e incerteza andam lado a lado e isto vai dificultando toda a sua vida social, dificulta criar e manter seus lados de amizade, porque você, na maioria das vezes, vai achar que está fazendo algo errado, que não é suficiente, que não é capaz. Assim, você vai se sentir inseguro, incapaz, insuficiente, angustiado, nervoso, ansioso. Vai começar a se calar diante de algumas situações e começar a pensar no outro sempre. É nesse momento que mora o perigo, porque sua autoestima vai ficando tão baixa que você passa a nem se reconhecer mais e a angústia só vai crescendo e fazendo com que você se afaste de todo mundo.
Por isto, sugiro que busque a terapia, ela vai te ajudar a ter uma interação melhor com as pessoas, a diminuir estes pensamentos negativos, ajudar nos seus vínculos de amizade, vai te trazer mais confiança, segurança e autoestima.
Convidamo-lo para uma consulta: Telemedicina - R$ 130
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Tire todas as dúvidas durante a consulta online

Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa.

Mostrar especialistas Como funciona?
Oi, como vai? Esta sensação é ruim mesmo, te compreendo muito... Acredite que você é muito maior do que esta sensação e pode investir na sua psicoterapia! Lá, poderia falar mais sobre esta questão e outras que podem lhe incomodar e gerar sofrimento. Aproveite o ano que inicia e busque começar com o pé direito! Bom caminho, abraços
Convidamo-lo para uma consulta: Psicoterapia - R$ 250
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.
Agende um psicólogo e fale a respeito.
Simplesmente porque você precisa aprender a gostar de si! Você faz consigo mesma o que faria com alguém que você não gosta! Não acredita que alguém possa gostar dessa pessoa e tudo o que ela faz te parece errado!
Você precisa olhar pro seu corpo e sentir gratidão por ele funcionar perfeitamente: pernas que te levam pra todos os lugares, os cinco órgãos dos sentidos que trazem os sabores, cheiros, sons e as belezas desse mundo maravilhoso!
Comece hoje mesmo a se amar porque você é única e singular e não existe outra pessoa igual você nesse mundo inteiro!
Se você existe é porque Deus, o Cosmos, o Universo quer que você exista e ama você! Só falta você celebrar a sua existência com alegria!
Um abraço,
Lea
A autocrítica negativa, infelizmente, é muito comum, principalmente em pessoas que desenvolveram um esquema de crenças em que nunca se sentem boas o suficiente. E isso fica arraigado em nosso sistema de crenças, impactando negativamente em nossas ações e em nossa vida. Muitas vezes se torna um sofrimento intenso, podendo levar a transtornos de depressão e/ou ansiedade. A melhor opção é buscar um psicólogo para te ajudar a se entender melhor e a ressignificar estas crenças.
Olá! Percebo que esta sensação está trazendo algum grau de desconforto e/ou sofrimento para você e, por este motivo, está aqui em busca de respostas. Porém, seu relato é bem sucinto e por mais que fosse mais extenso, eu ficaria presa a inferências minhas na sua resposta. Diante da complexidade e singularidade de cada um de nós, não é justo tentarmos simplificar aqui. Sugiro que, quando achar que realmente está pronto(a) para encontrá-las, busque o atendimento de um psicólogo ou psicanalista.

Afra Cristina Chiappetta | Psicóloga | CRP 07/30812
Olá!
Sugiro que procure um profissional da sua confiança para ajudá-lo. Tentar entender seu sofrimento sem um aprofundamento maior, não é o ideal.
Fique bem.
A resposta que cabe a essa pergunta só é possível de ser encontrada em você mesmo, numa sessão de psicanálise. Nesse espaço, tudo que você encontrará serão hipóteses às quais você pode se abraçar para fugir da sua própria verdade.
Olá! Sinto muito que isso esteja acontecendo. Não é possível delimitar uma resposta tão concreta diante da sua dúvida sem conhecer melhor sua história de vida e contextualizar mais essa sensação. Porém, deve se tratar de baixa autoestima e insegurança. Concordo com os demais colegas que é importante você procurar ajudar de um profissional de psicologia para compreender esse sintoma e aprender a lidar melhor e mudar sua perspectiva. Fico à disposição!
Lendo tua pergunta, imagino tua tristeza e angústia diante desta percepção. São muitas possíveis respostas, hipóteses... Acredito que o foco é você identificar a origem deste sentimento, com o intuito de fazeres mudanças na sua forma de perceber, reagir e agir com quem você interage e convive. Esse é um dos pontos que podem ser trabalhos em psicoterapia. Fico à disposição, um abraço, Psicóloga Natália K.
Convidamo-lo para uma consulta: Telemedicina
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.
olá! Em seu relato indica insegurança e baixa autoestima... o que deve estar trazendo tristeza. Procure um psicólogo para obter ajuda, afinal nada muda se você não mudar! A psicoterapia irá ajudar a obter o autoconhecimento, identificando suas qualidades, pontos fortes, elevando sua autoestima, desenvolver sua assertividade, autoconfiança, e demais questões necessárias. Dessa forma, sentirá mais forte, feliz, melhorando sua qualidade de vida e relacionamentos.
Olá boa tarde! Não é uma sensação agradável né? Sei que está difícil, compreendo isso, acredito que você esteja com a auto estima baixa, insegurança, de repente medo de não agradar ou falhar com o outro. Mas é importante entender melhor sobre tudo isso, com psicoterapia você poderá ter essa compreensão melhor de si e assim melhorar estas questões, o psicólogo(a) junto com você irá te ajudar a desenvolver maneiras de lidar com as questões emocionais te trazendo mais conforto. Pense nisso e procure ajuda profissional. Estarei a sua disposição. Um grande abraço!
porque voce deve reforcar essa forma de pensar. A psicoterapia ajuda a lidar com pensamentos como esse e ressignificar a forma de pensar quanto a si mesmo, experimente, vai melhorar muito.
A questão parece ser uma autocrítica muito exacerbada, ao lado de uma busca provavelmente exagerada de reconhecimento. Quando se busca demais pela aprovação do outro, a gente se coloca numa posição de extrema fragilidade nas relações, sejam elas sociais, amorosas, etc. Ocorre que algumas pessoas ficam tentam servir demais ao outro e esperam demais do outro. Frente à demanda do outro, não levantam qualquer barreira ao excesso. Há uma entrega extrema. Ao invés de buscar uma mediação, um comedimento, a pessoa busca tudo oferecer e por fim oferece a si mesmo (a) ao outro, numa espécie de autosacrifício. Tais pessoas tentam desesperadamente preencher sua própria falta e completar a falta no outro; mas a falta é estrutural, constituinte de nossa estrutura psíquica, nada pode completá-la. A pessoa é capturada na overdose da entrega que acredita ser necessária fazer ao outro para ser amada. Tal posição subjetiva muitas vezes perpassa todas as demais relações do sujeito: com os pais, outros membros da família, amigos, chefes, etc. Nessa situação, a pessoa investigar aquilo que, nela, a coloca nessa posição de acreditar que precisa atender todas as demandas do outro, ou o resultado será o desamor ou abandono por parte desse outro. Realmente, será que alguém precisa dessa entrega excessiva para obter amor, amizade, parceria? Precisa dessa perfeição, desse nunca errar que ela mesma tanto se cobra? Procure um Psicólogo Clínico ou Psicanalista e inicie um tratamento sério, para você se aceitar melhor , que é o primeiro passo para caminhar melhor nas demais relações.
Essa sensação pode ser consequência da vivência em ambientes com muitas críticas, cobranças e pouco afeto e admiração. É importante que busque um profissional e divida com ele mais da sua história e trabalhe sobre esses sentimentos. Através da psicoterapia você conseguirá sentir-se melhor consigo mesmo e ter qualidade de vida.
Olá, o que te faz pensar que ninguém gosta de você ou que tudo o que você faz está errado?

A terapia pode te ajudar a identificar a origem desses pensamentos, como também o que os mantém presentes na sua vida.

Você já tentou observar diante de quais situações esses pensamentos ocorrem? Como você se comporta ao apresentar tais pensamentos? Qual a frequência deles?
Baixa auto-estima. Procure um psicólogo para lhe orientar e ajudar a obter novamente sua auto-estima
Olá,
Talvez um primeiro passo seja pensar o porque de achar que não é digna desse amor do outro e que está sempre errada. A terapia poderá te guiar para compreender essas questões.
É um processo de autoconhecimento.
Olá! A autoestima é construída na infância. Sugiro que procure um Psicólogo para entender o porquê dessa visão sobre si mesmo e se conhecer melhor. A baixa autoestima pode desencadear outros problemas e é importante cuidar disso. Procure se exercitar e fazer psicoterapia. Um abraço!

Especialistas

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Anne Rafaella Carneiro Roza

Anne Rafaella Carneiro Roza

Oncologista, Pediatra

Recife

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Ana Larissa Marques Perissini

Ana Larissa Marques Perissini

Psicólogo, Sexólogo

São José do Rio Preto

Flavia Rabelo Frayha

Flavia Rabelo Frayha

Alergista, Pediatra

São Vicente

Tiago Lenz De Brum

Tiago Lenz De Brum

Psiquiatra

Concórdia

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 883 perguntas sobre Depressão
  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.
  • Por uma questão de saúde, quantidades e doses de medicamentos não serão publicadas.

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.


Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.