Qual o melhor tratamento para um paciente com sintomas de ansiedade generalizada, baixíssima auto-estima, problemas de concentração e organização, descrença nos efeitos de medicação, pensamentos suicidas e dificuldade em aceitar ajuda por acreditar que nada irá reverter esse quadro?
 Hudson A. R. Bonomo
Hudson A. R. Bonomo
Psicanalista
Rio de Janeiro
Como você relatou, o sintoma e a descrença andam de mãos dadas. O sintoma é uma forma de encontrar uma válvula de escape para algo que borbulha no inconsciente, e como tal, não tem a intenção de abrir mão deste lugar. Infelizmente os sintomas apesar de prestarem um serviço ao psiquismo também trazer sofrimento ao corpo e é por isto que o desejo do paciente é importante para qualquer processo que venha a produzir algo diferente deste sintoma, quem sabe um sintoma melhor possa já representar uma situação mais aprazível de vida? Que tal tentar? Busque ajuda quando acreditar que você é a peça chave no tratamento.

Consiga todas as respostas durante a Telemedicina

Agende uma Telemedicina e pergunte aos especialistas sobre tudo o que precisa sem sair de casa

Mostrar especialistas Como funciona?
 Rogério Cogo
Rogério Cogo
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Pelo o que você descreve, parece sentir que não há saída para o que está vivendo.

E isso faz com que se mantenha no mesmo lugar ao não procurar ajuda.

É possível sim encontrar outros caminhos para o que está acontecendo.

E escrever aqui perguntado sobre o que é possível fazer é um primeiro passo para isso, além de mostrar que alguma esperança de melhora é percebida por você.

Procure um profissional da área psi, em especial os que tratam pela fala.

Por aí vai poder falar sobre tudo o que tem vivido e terá chances de descobrir muito mais a seu respeito e encontrar novas maneiras de lidar com o que vive.

Até mais!

 Cíntia Ribeiro Thomaz
Cíntia Ribeiro Thomaz
Psicólogo
São Paulo
não ficou muito claro para mim se a pergunta é sobre você ou sobre alguém que você conhece. No primeiro caso, concordo com o que falaram - um psicólogo com certeza é fundamental e um psiquiatra talvez também venha a ser necessário. No segundo caso, se o que precisa é convencer alguém, às vezes uma consulta pontual com um psicólogo pode ajudá-lo(a) a construir uma argumentação que possa obter resultados positivos.

Dra. Ana Lúcia Pereira
Dra. Ana Lúcia Pereira
Psicólogo
São Paulo
Olá. Recomendo fortemente a associação entre a a terapia de abordagem cognitivo-comportamental e o tratamento medicamentoso.

Olá!
Como a colega recomendou a Terapia Cognitiva-Comportamental associada ao Tratamento Psiquiátrico apresenta ótimos resultados. Um abraço.

Esse quadro pode ser revertido através da Terapia Comportamental Cognitiva associada a técnica de hipnose e EMDR. Caso necessário poderá ser indicado uma avaliação psiquiátrica também. O importante é avaliar o que causa essa ansiedade, suas crenças, traumas e bloqueios

 Prícila Mendonça
Prícila Mendonça
Psicólogo, Terapeuta complementar
Rio de Janeiro
Existem várias técnicas terapêutica que podem te ajudar!Acredito que o melhor tratamento será aquele que você se sentir mais confortável. Considere o fato de existirem profissionais quem tem como propósito de vida ajudar apessoas como você. Talvez uma técnica que atue no campo energético pode ajudar muito nesse primeiro momento. Não desista jamais!

Dra. Conceição Leite
Dra. Conceição Leite
Psicólogo, Sexólogo
Montes Claros
Olá. Sugiro a Terapia Cognitivo Comportamental associada com o a consulta Psiquiátrica. Na terapia tem-se a psicoeducação a respeito das queixas acima, o paciente entende o que está sentindo como também a importância do uso de medicamentos se necessário. Nas sessões ocorre a reestruturação cognitiva dos pensamentos disfuncionais, refletindo assim na mudança do comportamento e emoções. É uma abordagem que tem tido sucesso em muitos casos como no acima relatado. Abraço

Primeira observação: Você precisa acreditar que alguma coisa possa te " salvar". Acreditar no tratamento, no médico, no psicólogo é fundamental para que o tratamento tenha êxito. Caso contrário, você está jogando do outro lado - do lado da doença. Após ter superado esta fase da negação, sugiro Terapia Cognitivo-Comportamental com medicação adequada. Espero ter ajudado!

Olá! Concordo com os colegas... deve procurar ajuda profissional de um psiquiatra e psicólogo. O psiquiatra poderá avaliar os sintomas, diagnosticar e medicar se for necessário. Já o psicólogo irá ajudar no processo de autoconhecimento, auxiliando a elevar a autoestima, compreender os sentimentos, os motivos de não aceitar ajuda e acreditar na melhora.

Especialistas em Terapia Cognitivo-Comportamental

Gislaine Soares

Gislaine Soares

Psicólogo

Belo Horizonte

Agendar uma visita
Fabiana Lacerda

Fabiana Lacerda

Psicólogo

Santa Maria

Agendar uma visita
Silvana Frassetto

Silvana Frassetto

Psicólogo

Porto Alegre

Agendar uma visita
Cirene Ayres Valadao

Cirene Ayres Valadao

Psicanalista, Psicólogo

Goiânia

Agendar uma visita

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 67 perguntas sobre Terapia Cognitivo-Comportamental

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.