Rinite alérgica - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em rinite alérgica

Encontre um especialista em Rinite alérgica na sua cidade:
Janaina Melo

Janaina Melo

Alergista

Ribeirão Preto

Mariana Miziara

Mariana Miziara

Pediatra

Brasília

Dra. Larissa Vaz Gomes

Dra. Larissa Vaz Gomes

Médico de família

Joinville

Fernando Suassuna

Fernando Suassuna

Alergista

Natal

Daniel Henrique C. Silva

Daniel Henrique C. Silva

Pediatra

Salgueiro

Maria Luiza Silva

Maria Luiza Silva

Pediatra

Ipiaú

Perguntas sobre Rinite alérgica

Nossos especialistas responderam a 23 perguntas sobre Rinite alérgica

O tratamento com Montelucaste exige paciência. Antes de 30 dias, ainda não perceberá muito efeito.
2 respostas

Dr. Silvio Figueiredo Lima Filho
Dr. Silvio Figueiredo Lima Filho
Alergista, Terapeuta complementar
Rio de Janeiro
Nem sempre o montelucaste funcionará na rinite. Algumas não respondem bem à esta medicação. Quando o fazem já vemos resultado nos primeiros 30 dias. Entretanto o mentelucaste é um medicamento…
1 respostas

Prof. Luiz Querino de Araujo Caldas
Prof. Luiz Querino de Araujo Caldas
Alergista, Médico do trabalho
Niterói
O medicamento e seguro mas , dependendo do quadro , pode nao ser um dos mais eficazes. Aprimorar o diagnostico resulta em melhor terapeutica
3 respostas

Especialistas falam sobre Rinite alérgica

Rinite é a inflamação da mucosa nasal, caracterizada por espirros, obstrução e coceira nasal, coriza e diminuição do olfato. A rinite alérgica é mediada pela imunoglobulina E e pode ser desencadeada por ácaros, pólen, fungos, epitélio de animais, etc. Os sintomas podem interferir no sono e nas atividades diárias, diminuindo a qualidade de vida. O diagnóstico é baseado na história clínica, exame físico e "Teste de alergia" (teste cutâneo de leitura imediata para inalantes). O tratamento é baseado no controle do ambiente, uso de medicamentos e imunoterapia específica (Vacina) para os pacientes sensibilizados. A vacina tem como objetivo controlar os sintomas respiratórios.

A rinite alérgica é a doença alérgica mais comum, trazendo sintomas incômodos como tosse, espirros, coceira no nariz e ouvidos, coriza persistente e obstrução nasal. É um dos responsáveis por tosses crônicas em crianças, levando a alterações do sono e das atividades diárias. A rinite tem tratamento e controle, portanto é muito importante que seja avaliado através de teste alérgico para detecção das causas da alergia ( ácaros, fungos, poeira, pele de cão e gato...), afim de melhorar a imunidade da criança e otimizar o tratamento com imunoterapia e medicações específicas.

Victor Lioi

Alergista

Osasco


As alergias respiratórias que manifestam-se em grande parte das vezes como rinites, também são área de atuação do Otorrino por repercutirem diretamente sobre a via aérea superior, podendo confundir-se muitas vezes com outras doenças infecciosas bacterianas, fúngicas, auto-imunes e até tumorais. O Otorrino é o médico mais habilitado a fazer uma avaliação anatômico-funcional desta região para diagnosticar estas diversas condições.

Eduardo Bogaz

Medico do sono, Otorrino

São Paulo

Agendar uma visita

A rinite alérgica pode ser detectada pela recorrência de sintomas nasais como obstrução, coriza, espirros, prurido, não justificados por resfriados/gripes. Pode ser desencadeada por mofo, pelos, poeria, polem, dentre outros conforme a sensibilidade de cada pessoa. Pode se complicar com sinusite que pode ficar crônica em alguns casos. Os quadros respiratórios alérgicos ou não também podem ser tratados pelo Médico de Família. Tentamos sempre abordar de forma integral considerando a redução dos desencadeantes. Os tratamentos não convencionais como homeopático também auxiliam no equilíbrio da pessoa como um todo e são muitas vezes eficazes nesses quadros.

Há pessoas que não vivem sem o descongestionante nasal. Que consequências isso pode acarretar? Uso frequente de descongestionante nasal pode acarretar um efeito rebote, levando a uma rinite medicamentosa. Rinite esta causada pelo uso indiscriminado do próprio remédio usado para aliviar a obstrução nasal. Alguns pacientes apresentam taquicardia (coração acelerado) e até mesmo arritmia cardíaca pelo uso destes descongestionantes usuais. Em algum momento a medicação já não fará mais efeito e pode até mesmo piorará os sintomas(rinite medicamentosa).

A rinite alérgica afeta 30 a 40% da populaçao mundial e a tendência é aumentar já que os niveis de poluentes e exposiçao a alérgenos está cada vez maior aumentando as pessoas afetadas por esta doença. A qualidade de vida das pessoas com rinite é extremamente comprometida, má qualidade de sono, faltas ao trabalho, prejuizo no aprendizado escolar nas crianças ,assim como maior indice de infecçoes respiratórias como otites, sinusites,amigdalites, entre outras, podendo ate evoluir para asma associada. O tratamento busca controlar os sintomas, atraves de medicaçoes e tratamento preventivo (vacinas) devolvendo o ato de respirar ao paciente, e desta forma melhorando sua qualidade de vida.

Quais profissionais tratam Rinite alérgica?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.