Cistocele - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - cistocele

José Tadeu Carvalho Martins

José Tadeu Carvalho Martins

Urologista

Vitória

Manuela Netto

Manuela Netto

Ginecologista

Rio de Janeiro

Julia Padua Nakano

Julia Padua Nakano

Ginecologista

São Paulo

Liege Leal

Liege Leal

Fisioterapeuta

Rio de Janeiro

Kadhija Magalhães

Kadhija Magalhães

Fisioterapeuta

Santo Antônio Da Platina

Rayssa Lira

Rayssa Lira

Ginecologista

Salvador

Perguntas sobre Cistocele

Nossos especialistas responderam a 37 perguntas sobre Cistocele

Sim, pode ser feita!
1 respostas


Normalmente é feita a raquianestesia (nas costas). Existem riscos sim, mas precisa ser conversado com seu médico, pois depende também do seu histórico de saúde.
Normalmente em 1 mês já…
2 respostas


Olá. Sempre siga as orientações do seu médico. Agende a sua consulta de reavaliação e esclareça suas dúvidas.
A sua avaliação clínica através da historia clinica, suas queixas e exame físico…
1 respostas

Especialistas falam sobre Cistocele

Cistocele ou mais conhecida como "bexiga baixa" ocorre muitas vezes devido as gestações, sobretudo as que tiveram parto normal. A cistocele pode ser acompanhada ou não de Incontinência Urinária. Este problema, muito frequente na população feminina, tem tratamento através da correção cirúrgica, podendo ser realizado concomitantemente a cirurgia de perineoplastia (plástica vaginal).

Danilo Scheit Vieira Junior

Ginecologista

Barueri


Os prolapsos vaginais, assim como, a incontinência urinária, estão associados com mal funcionamento do assoalho pélvico e órgãos pélvicos. Desta forma, esses problemas estão relacionados com bexiga, intestino e sistema reprodutivo e genital feminino. Durante os dois anos que fiquei nos Estados Unidos, trabalhei com um dos maiores especialistas na correcao de prolapsos e incontinência urinaria, que era um Urologista. A seguir estão algumas informações sobre prolapsos. Quando a Bexiga está prolpsada chamamos de Cistocele Quando o Útero está prolapsado chamamos de Prolaso Uterino Quando o Intestino está prolapsado chamamos de Enterecelo Quando o Reto está prolapsado chamamos de Retocele

Fernando Almeida

Urologista

São Paulo


A cistocele ou bexiga caída ocorre devido à perda de sustentação da bexiga, que é feita por músculos e ligamentos que estão no interior da pelve da mulher. O tratamento depende da sua gravidade, que é classificada em três graus. O fortalecimento da musculatura de assoalho pélvico aliado à orientações comportamentais melhoram muito os sintomas nos casos mais leves. Em casos cirúrgicos, fisioterapia pélvica no pré e pós operatório melhora o resultado cirúrgico.

Cistocele é uma forma de prolapso genital que é a saida de bexiga da sua posição anatômica habitual para dentro da vagina em alguns casos exteriorizando pela entrada da vagina. É a famosa bexiga caída. É provocada por gravidezes e partos múltiplos, parto fórceps, envelhecimento, obesidade, doenças neurológicas e musculares, doenças do tecido conjuntivo e do colágeno. Pode comprometer a qualidade de vida e o bem estar da mulher com dor pélvica, sensação de abaixamento genital, sensação de peso em pelve, infecção urinária de repetição, incontinência urinária, dor para ter relação. Nos casos em que há piora na qualidade de vida, o tratamento cirúrgico é indicado.

É um distúrbio provocado pela perda da sustentação da parede vaginal anterior.O sintoma mais comum é uma sensação de peso,que diminui com o repouso e aumenta com os exercícios físicos. Nos prolapsos de bexiga é comum ocorrer um comprometimento que vai desde perda involuntária de urina até a impossibilidade de urinar. O tratamento pode ser cirúrgico ou conservador.

Quais profissionais tratam Cistocele?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.