Lombalgia (dor lombar) - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é lombalgia?

Dor lombar lombalgia é definida como uma dor mais ou menos forte na região inferior das costas. Pode ser aguda (início súbito e grave) ou crônica se durar mais de três meses. Dor lombar geralmente ocorre em pessoas mais jovens, cujo trabalho requer esforço físico, mas não é incomum em pessoas mais velhas como aposentados.

Quais são as causas da dor lombar?

Na maioria dos casos é possível definir a causa exata da dor nas costas. Em 25% dos casos, no entanto, pode identificar a causa responsável. Muitas vezes, estes pacientes sofrem de uma hérnia de disco, ou osteoporose (diminuição da calcificação óssea), ou uma espinha curvada de forma anormal (escoliose), e em raras ocasiões, uma lesão óssea causada por um tumor ou infecção.

Quais são os sintomas de lombalgia?

  • Dor na região lombar, às vezes com irradiação para as nádegas, a parte traseira das coxas e virilha. A dor piora com o movimento.
  • Mobilidade reduzida da coluna vertebral, especialmente quando inclinada para frente ou para trás.
  • Contrações dos músculos ao redor da coluna vertebral, causando rigidez.
  • Quando há dor e contratura, a volta pode ser inclinada para um lado, causando uma mudança de postura.
  • A dor às vezes é acompanhada por um formigamento ou dormência na região lombar, nádegas e pernas.

Quais são os sinais?

Se de repente você perceber que perdeu o controle da bexiga ou do intestino (começa a urinar e defecar involuntariamente), ou uma perda de sensibilidade ocorrer total ou parcialmente na parte inferior das costas ou nas pernas, você deve contactar o seu médico imediatamente ou vá para a sala de emergência.

Se você sofre de dor nas costas e começa a notar uma perda de força ou massa muscular em uma ou ambas as pernas, você deve contactar o seu médico.

Nestes casos anteriores, isso é devido à dor nas costas com uma manifestação de um quadro mais complexo, como uma hérnia de disco lombar, que também produzem a dor lombar pode causar dor ciática.

O que você pode fazer em casa para aliviar a dor?

Em casos de lombalgia aguda

  • AINEs e relaxantes musculares são eficazes. Analgésicos podem ajudar a aliviar a dor. Lembre-se de consultar o seu médico se você tem ou teve dor no estômago antes de iniciar o tratamento com anti-inflamatórios.
  • Manter-se ativo é benéfico. Continuar a sua atividade diária, tanto quanto a dor permite.
  • Calor local com uma almofada de aquecimento. Nadar em uma piscina aquecida.
  • Descansar e dormir em uma superfície firme e plana, se possível.
  • Evite levantar peso e sentar em cadeiras baixas.
  • É importante notar que dor nas costas é raramente causada por uma doença grave e dor geralmente desaparecem dentro de alguns dias.

Em casos de dor lombar crônica

Se você tem dor nas costas por um período prolongado, consultar o seu médico. Raramente uma radiografia (raios-x) fornece informações adicionais sobre a causa, mas deve ser feito se houver qualquer suspeita pelo médico para descartar processos mais graves que são responsáveis ??pelo quadro. Visitar um fisioterapeuta ou quiroprático para manipulação da coluna vertebral pode ser benéfico, resultando em alívio da dor. Mas esse alívio não é sempre durável. Lembre-se de ir para os profissionais, fugindo da auto massagem que pode levar a um agravamento das lesões.

Higiene postural, bem como exercícios de fortalecimento dos músculos abdominais e nas costas pode ser muito benéfico para o alívio da dor e prevenção.

Não há evidências de que esses tratamentos são eficazes: uso de antidepressivos, a tração, as injeções de faceta articular e biofeedback (feedback) e EMG (eletromiografia).

Como o médico dá um diagnóstico?

Na maioria dos casos, o médico chega a um diagnóstico a partir das informações fornecidas pelo paciente. Quiropráticos costumam fazer uma exploração detalhada observando os movimentos das articulações da coluna, quadris e pélvis, fazendo testes musculares e articulares e verificam se existe um nervo comprimido na coluna vertebral.

Normalmente você não precisa de raios X ou exames de sangue para descartar causas mais graves de dor nas costas.

Como é a dor lombar?

Aguda Lumbago

  • É benéfico para o adiministración de AINEs e permanecer ativo.
  • O manejo da dor é possivelmente benéfico e manipulação da coluna vertebral.
  • Com vantagens e desvantagens: tomar relaxantes musculares.
  • Ninguém sabe a eficácia de colchicina, injeções esteróides epidural, injeções em articulações, higiene postural, feedback de EMG, exercícios de volta, o uso de lumbostato (faixa), as sessões de fisioterapia, TENS (estimulação elétrica nervosa transcutânea).
  • Possivelmente prejudiciais Resultam em repouso no leito e tração.

Dor lombar crônica

  • Exercícios são benéficos para fortalecer os músculos das costas e higiene postural.
  • São possivelmente benéficos: analgésicos, antiinflamatórios, injeções em ligamentos e pontos de gatilho, manipulação da coluna vertebral.
  • São de eficácia desconhecida a colchicina, antidepressivos, relaxantes musculares, injeções esteróides epidural, acupuntura, TENS, fisioterapia, o uso de lumbostato, permanecer ativo.
  • Provavelmente não são benéficos repouso no leito, EMG feedback.
  • Injeções são potencialmente prejudiciais para a junção da faceta e tração.

Evolução da lombalgia

A evolução é boa, desde que a pessoa mantenha-se ativo e receba tratamento adequado no início do quadro.

Mostra-se que a parte traseira mais fraca da musculatura abdominal e inferior aumenta o risco de dor lombar, por isso é recomendado o exercício moderado destinado a fortalecer o músculo.

Especialistas em lombalgia (dor lombar)

Encontre um especialista em Lombalgia (dor lombar) na sua cidade:
Iuri Jivago Leite Guterres

Iuri Jivago Leite Guterres

Médico clínico geral

Canguçu

José Justiniano Torrico

José Justiniano Torrico

Médico clínico geral

Rio Branco

Thiago Cesar Rocha Azevedo

Thiago Cesar Rocha Azevedo

Médico clínico geral

Recife

Paulo Augusto Bonini

Paulo Augusto Bonini

Ortopedista - traumatologista

Adamantina

Agnes Luciana Souza de Mendonca

Agnes Luciana Souza de Mendonca

Fisioterapeuta, Dentista

Niterói

Karina W Borloth Lurio

Karina W Borloth Lurio

Médico clínico geral

Rio de Janeiro

Perguntas sobre Lombalgia (dor lombar)

Nossos especialistas responderam a 76 perguntas sobre Lombalgia (dor lombar)

Dr. Guilherme Couto
Dr. Guilherme Couto
Fisioterapeuta
Brasília
Assim que possível procure um profissional de saúde para avaliar seu caso.
4 respostas

É importante que sua postura seja avaliada, pelo fisioterapeuta, para que se possa traçar um plano de tratamento, a acupuntura também tem bons resultados, mas tudo precisa de avaliação criteriosa…
4 respostas

Dra. Jerusa Alecrim Andrade (Médica, PhD)
Dra. Jerusa Alecrim Andrade (Médica, PhD)
Médico acupunturista
Campinas
A acupuntura ajuda muito no tratamento das dores em geral. Algumas vezes, para se conseguir um resultado mais expressivo no controle da dor é necessário associar o uso de analgésicos e/ou anti-inflamatórios.…
4 respostas

Especialistas falam sobre Lombalgia (dor lombar)

A acupuntura oferece alívio para quem sofre de dores crônicas como a lombalgia pois tem efeito analgésico, anti-inflamatório e relaxante muscular.

Walter Viterbo Da S. Neto

Médico acupunturista, Anestesiologista

Salvador

Agendar uma visita

80% das pessoas terão algum episódio de lombalgia durante suas vidas. a dor lombar acomete todas faixas etárias, mas principalmente adultos e idosos. 90% das causas de dor lombar são mecânicas, ou seja, não são causadas por doênças. O tratamento da Lombalgia, quando não é causado por doênças, deve ser direcionado para um tratamento não Cirúrgico, tirando o paciente da crise aguda, com anti-inflamatórios, analgésicos, Fisioterapia, Acupuntura ,para depois colocá-lo em uma atividade física de fortalecimento muscular( Pilates,Musculação, Hidroginástica, natação, Yoga). Assim fortalecendo a musculatura das costas e abdôme, evitará os episódios de recorrência da lombalgia.

Francisco Valmir Fernandes

Ortopedista - traumatologista

Fortaleza

Agendar uma visita

A dor lombar é um problema muito comum. Suas principais causas são: Má postura Falta de atividade física Artrose Hérnia de disco. Fraturas por osteoporose Estresse Dor muscular Exercícios feitos de forma errada ou com excesso de peso Outras causas mais raras e mais graves existem. Por isso, se você estiver com dor muito intensa ou persistente, procure um um médico.

Fazemos todos os exames para diagnóstico e tratamento de lombalgia e cervicalgia e acompanhamento para que os pacientes tenham uma ótima qualidade de vida.

Claudio Oppenheimer

Especialista em dor, Neurologista

Brasília

Agendar uma visita

A Lombalgia, patologia ortopédica dolorosa da coluna vertebral incide em 80% da população mundial com pelo menos 1 episódio de dor durante a vida. A evolução do tratamento clínico e cirúrgico nas últimas décadas promovem importante melhora da qualidade de vida, prevenção de patologias progressivas e correção de deformidades. O Centro Ortopédico da Barra está em condições de tratar pacientes portadores de: Deformidades Vertebrais (Cifose, Escoliose e Espondilolistese); Traumatismos (Fraturas); Tumores; Doenças degenerativas; Síndromes compressivas radiculares e medula

Flavio Cavallari

Ortopedista - traumatologista

Rio de Janeiro


A Síndrome ou Disfunção Miofascial é uma alteração relacionada à musculatura, ligamentos, tendões e às fáscias (membranas que envolvem os músculos), caracterizada pela formação de pontos-gatilhos (Trigger points), focos de hiperirritabilidade que, à palpação, apresentam-se como nódulos que produzem aumento da tensão, encurtamento muscular e podem causar alterações localizadas e irradiadas da sensibilidade (dor ou parestesias que são formigamentos, choques e dormência) e alterações motoras (diminuição da força). continua no site.

Robson Prudêncio Silva Lima

Especialista em dor, Neurocirurgião

São José dos Campos

Agendar uma visita

A famosa dor lombar, que acomete tantas pessoas. Pode ter várias causas, geralmente mais de uma ao mesmo tempo. Desde sobrepeso ou obesidade, sedentarismo, problemas de postura no trabalho, stress, ansiedade, falta de descanso adequado e algumas alterações que podem ser verificadas em exames da coluna lombar. Com várias causas diferentes, os tratamentos também são muito variados. Um médico especialista em coluna poderá indicar qual o melhor tratamento para a cada caso.

Carlos Eduardo Narciso Sakai

Ortopedista - traumatologista

São Bernardo do Campo


É a dor na região inferior da coluna vertebral (lombar). Procure um fisioterapeuta para realizar o tratamento mais adequado para o seu caso.

Carina Bezerra Rocha

Fisioterapeuta

São Paulo


Mantenha-se em movimento. O repouso só piora o quadro da dor lombar. A prevalência de dor lombar na população adulta em toda a vida chega a ser 40%. É alarmante! Em 2012 um Guia de melhores práticas (Guideline) foi publicado, e hoje ele é aplicado no mundo inteiro com sucesso clinicamente significativo. ​ Este Guideline aborda principalmente a classificação dos pacientes em Sub-grupos de acordo com as características dos sintomas, fatores de risco, curso clínico, e intervenções terapêuticas como: manipulações e mobilizações articulares, centralização da dor e preferência direcional do movimento, além de exercício físico.

Lukas Escobar

Osteopata, Quiropraxista

Rio de Janeiro


A lombalgia acomete um grande número de pessoas, acarretando transtorno na vida pessoal e no trabalho. O tratamento clínico da lombalgia é muito eficaz e raramente é necessário procedimento cirúrgico para sua correção. Alterações nos exames de imagem não refletem, diretamente, a causa da lombalgia na imensa maioria das vezes. Com uma boa história clínica e exame físico bem feito chega-se à causa e o tratamento pode ser simples.

Espedito Rocha De Carvalho Junior

Especialista em dor, Geriatra

Niterói

Agendar uma visita

A avaliação da dor lombar é complexa e precisa ser realizado por um especialista. A dor pode ser muscular, facetária, discogênica, miofascial etc... A classificação da dor e um bom exame neurológico são imprescindíveis para a escolha terapêutica adequada.

Dener Zandonadi

Neurocirurgião

São Luís

Agendar uma visita

A radiofrequência é uma técnica utilizada para alívio da dor. Ela é aplicada em diversas doenças, principalmente as da coluna vertebral. Uma agulha é introduzida na coluna, com auxílio de um RX, e posicionada na estrutura que está causando a dor e esta agulha é conectada com o aparelho gerador de radiofrequência, por meio de um eletrodo. Este procedimento é feito com anestesia local e em alguns casos com sedação. Existem 2 tipos de radiofrequência: a térmica ( ablativa/lesão) e a pulsada (neuromodulação). A térmica é aplicada em estruturas como as articulações da coluna (rizotomia facetária), por exemplo e a pulsada nos nervos (nervo ciático). Este tratamento visa o alívio da dor.

Eduardo Piassi

Neurocirurgião, Especialista em dor

Campos Dos Goytacazes

Agendar uma visita

A lombalgia ocorre na parte inferior da coluna vertebral (coluna lombar). Cerca de três em cada quatro adultos vão ter dor nas costas durante sua vida e esses números podem subir, devido ao aumento do número da população mais idosa. Uma grande parcela da população nos dias de hoje convive com dor lombar, resultado de má postura, sedentarismo, posições incorretas no ambiente de trabalho, nos afazeres domésticos entre outros fatores associados, incluindo a execução errada de exercícios.

Fabio Soares Segall

Ortopedista - traumatologista

Petrópolis


Realizamos o tratamento baseado no histórico do paciente para poder melhor Fazer o atendimento é obter o melhor resultado e o no melhor prazo possível. Adotando terapia modernas de eletroterapia e exercícios para avançar no tratamento.

João Pedro Leite

Fisioterapeuta, Terapeuta complementar

Vitória da Conquista


Dor na região lombar que está localizada nas costas entre as costelas e o bumbum. Em mais de 90% dos casos não tem causa específica. Isso quer dizer que pode ser causada por exemplo por um trauma ou mesmo por uma dor muscular. Para o tratamento é de fundamental importância excluir qualquer doença grave na avaliação. Feito isso começamos a identificar vários fatores que podem causar as dores e limitação no dia a dia. Após esta etapa, as técnicas que podem ser utilizadas são fisioterapia manual e exercícios específicos para fortalecimento e ganho de movimento. Atualmente para o tratamento das lombalgias não são recomendadas técnicas de eletroterapia, salvo alguns casos de dor aguda.

Bernardo Micoli Sampaio

Fisioterapeuta

Guarulhos


A dor lombar têm diversas causas, as mais comuns são: - Dores miofasciais, de origem na musculatura paravertebral - Doença degenerativa do disco intervertebral e hérnias de disco; - Artroses, espondilolisteses, canal estreito; - Fraturas das vertebras por trauma ou osteoporose; - Deformidades, escoliose, cifose. Quando a dor é persistente ou causa déficits neurológicos um especialiste deve ser procurado. Há vários tipos de tratamento que propiciam uma recuperação rápida e alívio das dores.

É chamado de lombalgia (ou dor lombar baixa, do inglês low back pain) quadros de dores na região lombar. As lombalgias podem ser associadas ou não a dores ciáticas (lombociatalgia) – dores irradiadas para glúteo, coxa, perna e/ou pé. Segundo a OMS cerca de 80% da população tem ou terá em algum momento da vida esse tipo de dor. No Brasil, 50 milhões de brasileiros por ano apresentam tal queixa. Os sintomas e sinais de lombalgia vão desde ligeiros desconfortos, dores, queimações, crises com “travamentos” e até incapacidade de ficar com o corpo ereto para caminhar ou até mesmo manter-se em pé.

Andre Luiz Pagotto Vieira

Ortopedista - traumatologista

Imperatriz


Acomete muitos pacientes jovens e de meia idade. Suas causas são diversas. Atualmente as hérnias de disco não são mais indicações de cirurgia, exceto em situações bem específicas. As dores lombares podem ser controladas através de medicamentos, fisioterapia, bloqueios diagnósticos e radiofrequência dos nervos das estruturas envolvidas.

Manoel Pedro Rodrigues Soares Júnior

Anestesiologista

Teixeira de Freitas


A dor lombar ou lombalgia é a dor que ocorre entre as costelas e bacia na parte dorsal do corpo. É um sintoma e não uma doença e pode representar problemas em diferentes sistemas, como o urogenital ou músculo esquelético. Na maior parte das vezes a dor vem do sistema muscular da coluna, do disco intervetebral ou do músculo. Uma avaliação com história e exame físico adequado é suficiente para chegar ao diagnóstico na maioria das vezes. Exames complementares com radiografias e ressonância magnética são importantes na suspeita de patologias específicas e servem para confirmação. A maior parte das dores musculares tem melhora com tratamento clínico com anti inflamatórios e fisioterapia.

Flávio Zelada

Ortopedista - traumatologista

São Paulo

Agendar uma visita

Dor Lombar é uma das principais causas limitadores da qualidade da vida do paciente. Utilizando condutas como a Cinesioterapia, a Eletrotermofototerapia, a liberação Miofascial, é comprovado que o paciente apresenta uma significativa melhora após alguma sessões, deixando claro que não podemos estabelecer um número certo de sessões para a melhora do paciente ou ainda para sua alta do tratamento.

A dor lombar é uma condição de saúde pública, atingindo grande parte da população mundial. Muitas vezes dizem que a dor lombar é causada por hérnias, degenerações do disco, artrose...enfim. O que se sabe é que muitas vezes pessoas que não tem dor alguma, ao fazerem exames de imagem, como a ressonância, apresentam também hérnias e degenerações. Isso mostra que nem sempre a fonte da dor é necessariamente um problema estrutural da coluna. A dor lombar tem origem multifatorial. Entre elas estão ocupação, hábitos (fumo, sedentarismo), crenças, perfil psicológico, etc... A melhor solução para essas dores é MOVIMENTO, e através do Método Mckenzie podemos encontrar esse movimento específico.

Glycon Ribeiro De Castro Filho

Fisioterapeuta

Florianópolis


A dor lombar, ou também chamada lombalgia, é segunda principal causa de procura aos prontos-socorros em todo o mundo, ficando atrás apenas das infeções das vias aéreas superiores (gripe, resfriado). Frequentemente, a lombalgia é causada por problemas que não estão relacionados à coluna vertebral e somente com uma avaliação de um profissional especialista é possível fazer esta distinção. O tratamento da dor lombar é bastante amplo e envolve a interação de equipe multiprofissional: cirurgião de coluna, fisiatra, fisioterapêuta, dentre outros. Apenas uma pequena parte dos pacientes necessitarão de cirurgia. Converse com o seu médico e esclareça todas as suas dúvidas !

Iuri Neville

Neurocirurgião

São Paulo

Agendar uma visita

O tratamento das dores lombares crônicas deve, sempre que possível, ser direcionado à causa específica da dor. Várias estruturas podem ser as responsáveis pelo quadro doloroso, cada qual com seu tratamento, entre elas: degenerações do disco intervertebral, hérnias de disco, estenose foraminal, artrose facetarias (articulação entre as vértebras), artrose da articulação sacroilíaca, lesões musculares (ex. psoas, quadrado lombar, piriforme), lesões ligamentares (ex. ligamento iliolombar, ligamento interespinhoso, etc). Felizmente a maioria dos casos de dor lombar se resolve com tratamento conservador que consiste principalmente no emprego de fisioterapia especializada e medicamentos específicos.

André Marques Mansano

Especialista em dor

São Paulo

Agendar uma visita

A dor lombar é muito comum, chegando a afetar 90% das pessoas em algum momento da vida. Na grande maioria dos casos as dores tem causas musculares ou processos degenerativos incipientes e as "crises" são auto-limitadas, cedendo após alguns dias ou semanas, podendo ser necessário o uso de analgésicos, relaxantes musculares e sessões de fisioterapia. O tratamento conservador é resolutivo na maior parte dos casos, sendo fundamental a prevenção com exercícios específicos para a musculatura que dá suporte à coluna. A avaliação clínica indicará a necessidade de se obter exames de imagem complementares para o diagnóstico e tratamento específicos.

Gustavo Borges Laurindo De Azevedo

Ortopedista - traumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Lombalgia é a dor que acomete a região dorsal baixa, próximo aos quadris, podendo ser irradiada para a região dos glúteos e posterior da coxa. Pode ser causada por esforços repetidos, posturas inadequadas e maus hábitos, sendo geralmente de boa resolução. Algumas doenças mais graves podem cursar com lombalgia, como o caso de hérnias discais, fraturas, tumores, osteoartrose e espondilolisteses. Assim, deve-se sempre procurar um médico especialista para a avaliação dos sintomas e início do tratamento individualizado caso a caso.

Daniel Bedran De Castro

Ortopedista - traumatologista

São José do Rio Preto

Agendar uma visita

A lombalgia é a dor crônica mais comum, a principal causa de limitação em pacientes com menos de 45 anos, além da terceira indicação cirúrgica mais prevalente. Estima-se que 65 a 80% da população geral apresentam um episódio de lombalgia ao longo da vida.As dores na coluna podem estar localizadas em inúmeros sítios e possuem um amplo diagnóstico diferencial, sendo fundamental uma avaliação cuidadosa do especialista com atenção à história do paciente e exame físico completo.

Marcella Andrade

Reumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Em geral as dores em coluna lombar são ocasionadas por diversos motivos. Os principais são : Postura inadequada durante sua rotina de trabalho, forma incorreta de pegar um objeto que está no chão, pegar ou arrastar móveis ou caixas muito pesadas, varrer a casa de forma curvada, entre outros... Estes fatores podem acarretar muitos encurtamentos musculares, pinçamentos de nervos (principalmente o nervo isquiático), espessamentos de ligamentos paravertebrais que causam muitas dores e que trazem muitos transtornos na vida pessoal e profissional das pessoas acometidas... A melhor forma de tratar um paciente com lombociatalgia deve visar, analgesia, alongamentos, eliminar a causa dor

Raphael Canto

Fisioterapeuta

Rio de Janeiro


A dor na coluna lombar (Lombalgia) é a principal causa de procura aos consultórios de neurocirurgia. Essa demanda acontece na faixa etária adulta, mas está aumentando muito entre as crianças. Com o passar dos anos, processos degenerativos da coluna vertebral começam a surgir. Trata-se de um processo natural do envelhecimento, mas alguns fatores podem acelerar esse processo. É exatamente na modificação desses fatores que trabalho, proporcionando ao paciente um envelhecimento saudável e livre de dor! E a notícia boa é que com as tecnologias atuais, muitas das doenças que no passado eram tratadas apenas com cirurgia, hoje podem ser tratadas com técnicas NÃO cirúrgias. Venha conhecer!

Ulysses Caús Batista

Neurocirurgião, Neurologista

Vitória

Agendar uma visita

O tratamento da lombalgia pode ser feito através de medicações, acupuntura, fisioterapia especializada, exercícios físicos, procedimentos intervencionistas minimamente invasivos e, quando existe falha nos tratamentos conservadores, a cirurgia pode ser indicada. Dentre os procedimentos intervencionistas indicados estão: bloqueio peridural com anti-inflamatório, radiofrequência convencional, radiofrequência pulsada e, mais recentemente, o uso da medicina regenerativa com a terapia celular (PRP, BMAC).

Renato Bender Castro

Especialista em dor, Médico do esporte

Porto Alegre

Agendar uma visita

Lombalgia é uma das principais queixas no consultório, geralmente relacionada ao sedentarismo, excesso de peso e esforço físico excessivo sem ergonomia. A refratariedade no controle de dor faz com que essa queixa cause uma importante limitação funcional. Além disso, o grande medo que paira sobre as dores de coluna vertebral é a necessidade de cirurgia como única forma de tratamento. Hoje, no entanto, com as modernas técnicas de tratamento, conseguimos resolver a grande maioria dos casos sem cirurgia. Utilizamos meios químicos de alívio da dor para realização de fortalecimento mecânico da musculatura e controle da dor.

Daniel Callegari Pereira

Neurocirurgião, Neurologista

Vila Velha


Lombalgia é umas das principais causas de procura nos consultório médicos. Consiste num quadro de dor nas costas que pode ser agudo ou crônico. É necessário uma avaliação cuidadosa para identificarmos as causas e podermos direcionar o melhor tratamento. Além do exame físico minucioso, pode ser necessário exames complementares, como ressonância nuclear magnética, radiografias, tomografias, para elucidação diagnóstica.

Juliano Rodrigo Martynetz

Ortopedista - traumatologista

Curitiba

Agendar uma visita

A dor lombar é uma das causas que mais levam os pacientes ao consultório médico. Acredita-se que até 85% das pessoas sentirão, em algum momento da vida, lombalgia. Na maioria das vezes conseguimos realizar o tratamento da dor lombar com medidas conservadoras (não cirúrgicas), como fisioterapia, uso de medicações analgésicas, antiinflamatórias, entre outras. Hábitos de vida saudáveis como boa alimentação, controle do peso e prática regular de atividade física reduzem drasticamente a incidência desse tipo de dor. A prática regular de atividade física está totalmente relacionada a prevenção da lombalgia. Sendo o sedentarismo e excesso de peso os principais fatores de risco.

Victor Barbosa Caixeta

Ortopedista - traumatologista

Goiânia

Agendar uma visita

Enfermidade muito frequente por diversas causas:Inflamação (Pelviespondilite) postural-contratura muscular-hernia de disco e ciático.

Vincenzina Santangelo

Reumatologista

São José do Rio Preto

Agendar uma visita

Trata-se de dor na região posterior e inferior do tronco, algumas vezes extendendo-se aos membros inferiores. Precisa ser avaliada de forma minuciosa para que sua causa exata seja encontrada, pois disto depende o correto tratamento. Asseguramo-lhes uma avaliação e tratamento pautados no compromisso com o seu bem-estar. Acreditamos que esclarecendo e orientando corretamente os nossos doentes, evitamos que os mesmos sejam submetidos a terapias mal indicadas

Gustavo Sousa Noleto

Neurocirurgião, Especialista em dor

São Paulo


A dor lombar é um problema muito comum de saúde. Apesar de frequente é uma doença benigna com boa resposta ao tratamento, quando este é feito de maneira correta. Porém há casos em que a dor lombar pode ser devido a doença maligna e ser um sinal de alerta, por isso em caso de dor lombar um especialista deve ser procurado.

Leandro Vinícius Vital

Ortopedista - traumatologista

Belo Horizonte

Agendar uma visita

O que é? Este é o sintoma onde a dor é na parte baixa da coluna, de forma aguda ou crônica. As patologias mais comuns são: Hérnia de disco da Coluna Lombar Artrose Facetária Faturas patológicas (osteoporose) Estenose dos canais lombares Tumores medulares Doenças Metabólicas Instabilidade segmentar

Joao Paulo Machado Bergamaschi

Ortopedista - traumatologista

São Paulo

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Lombalgia (dor lombar)?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.