Fibromialgia - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é fibromialgia?

Fibromialgia (anteriormente fibrosite) é uma doença "reumática" frequente, em que os sintomas são causados ??nos músculos, tendões e ligamentos nas articulações, e cujo desconforto pode persistir por meses ou mesmo anos, embora os tecidos afetados não sofram danos irreversíveis.

Qual é a causa da fibromialgia?

A causa é desconhecida. Pesquisas indicam que pacientes com fibromialgia, possuem um distúrbio do sono que podem ser detectados através do estudo das ondas cerebrais no eletroencefalograma (EEG).

Você pode desenvolver fibromialgia se um distúrbios do sono for constante. Assim, qualquer causa de problemas de sono podem levar a este transtorno. Por exemplo, pessoas com artrite podem desenvolver fibromialgia, porque a dor e o desconforto da doença subjacente podem levar a alterações nos padrões de sono (isso é chamado de fibromialgia secundária). Problemas emocionais e depressão também podem desencadear o seu aparecimento. O problema que ocorre é que quando você começar o desconforto da fibromialgia é perturbado o sono, provocando um ciclo vicioso de dor e exaustão que pode levar à depressão.

Em alguns pacientes o aparecimento da fibromialgia pode estar relacionada a trauma ou um acidente recente. Isso é chamado de fibromialgia reativa.

A pesquisa indica que a fibromialgia também pode estar associada com a falta de produção de hormônio do crescimento pela glândula pituitária ou falta de exercício.

Quem está em risco?

Fibromialgia tem algumas semelhanças com a síndrome da fadiga crônica (pós viral) ou encefalomielite miálgica (ME). No entanto, os pacientes com EM têm história de infecção viral, menos dor e são mais cansadas e letárgicas que as pessoas com fibromialgia.

Quais são os sintomas da fibromialgia?

A dor pode afetar quase a totalidade do corpo e às vezes é graves o suficiente para alterar sua vida. Pontos sensíveis em áreas específicas são apontados como a área externa dos cotovelos, ombros superiores, tórax anterior superior, parte interna dos joelhos, etc.

Pessoas que sofrem de fibromialgia podem parecer boas, apesar de ser subjetivamente errado. Pacientes tem geralmente dificuldade em acordar, mesmo que tenham dormido bem não melhoram com o passar do dia. Cansaço também pode flutuar ao longo do dia. Alguns pacientes podem notar uma falta de energia que são difíceis de realizar um trabalho completo dia doméstico, ou fazer compras.

Outros sintomas incluem a má circulação ou sensação de sensação subjetiva de inchaço nas mãos e pés que não são realmente inchadas. Eles também podem notar formigamento nos dedos das mãos e dos pés com um sentimento de "adormecer" e sensação de ter de mover as pernas, especialmente durante o sono.

Pacientes muitas vezes se sentem humor, irritado triste e baixa. Eles podem sofrer dores de cabeça, dificuldade de concentração, esquecimento e do cólon irritável ou bexiga urinária, que na prática significa por dor abdominal e períodos alternados de diarréia e constipação e micção freqüente. As mulheres também podem ter dor com o seu período.

Como pode a fibromialgia ser diagnosticada?

Nenhum teste único, como exames de sangue ou raios-X podem permitir dignosticá-la. O médico pode suspeitar da doença pelos sintomas do paciente e a ausência de danos estruturais, inflamação ou inchaço das articulações no exame físico. A presença de áreas dolorosas em partes do corpo, bem como a história de fadiga e distúrbios do sono podem ajudar o médico fazer o diagnóstico.

Os médicos costumam fazer exames de sangue ou até mesmo raios-X para excluir outras doenças com sintomas similares aos da fibromialgia e síndrome da fadiga crônica ou ME, em que exames de sangue mostram frequentemente passado ou recentes de infecção viral.

Que outras doenças têm sintomas semelhantes?

As seguintes doenças têm sintomas semelhantes aos da fibromialgia e devem ser excluídos no exame físico ou análise de laboratório e raios-x:

  • Hipotireoidismo
  • Polimialgia reumática, que é uma doença inflamatória reumática que afeta principalmente pessoas com mais de 55 anos. Estes pacientes, ao contrário daqueles com fibromialgia têm maior taxa de sedimentação de eritrócitos (ESR) no sangue.
  • Pacientes com uma doença auto-imune chamada síndrome de Sjogren têm, frequentemente, fadiga e dor generalizada que pode imitar a fibromialgia. Mas esses pacientes também apresentam ressecamento e grittiness nos olhos, boca seca e inchaço das glândulas salivares. Exames de sangue também ajudar a confirmar o diagnóstico de síndrome de Sjögren.
  • Como o que acontece com síndrome de Sjögren, outras doenças como a artrite reumatóide e lúpus eritematoso pode inicialmente parecer uma fibromialgia. Mas depois de alguns meses, o verdadeiro diagnóstico geralmente é clara e os testes podem ajudar a confirmar o diagnóstico e excluir a fibromialgia.

Como a doença progride?

Ocasionalmente, a doença desaparece após meses ou mesmo anos, mas geralmente continua ao longo dos anos. Pacientes com fibromialgia devem saber que a doença não causa danos permanentes nas articulações, lesões ósseas ou incapacidade permanente. Não aumentou o risco de artrite nos anos posteriores da vida.

Quais são os tratamentos disponíveis?

Embora não seja uma cura, muito pode ser feito para aliviar os sintomas, especialmente com a ajuda da família do paciente e médico.

  • Analgésicos podem ser úteis em diferentes classes, começando com o mais suave como paracetamol. O mais poderoso, com codeína só deve ser utilizado quando são testados e analgésicos não são eficazes.
  • Drogas anti-inflamatórias, os AINEs também chamado, como o ibuprofeno, também pode ser útil, mas é mais utilizado apenas quando analgésicos falharam, porque eles muitas vezes têm efeitos colaterais como úlceras do estômago e outros problemas.
  • Quando uma ou duas áreas particularmente dolorosos, como a área externa dos cotovelos, lateral do quadril ou ombro pode ser útil a injeção de um anestésico local e esteróides (cortisona). O colar cervical só deve ser utilizado para obter alívio por períodos curtos, o uso prolongado não é recomendado, pois provoca rigidez e fraqueza muscular.
  • Perturbação do sono é um grande problema, mas é melhor evitar, porque o hábito pílulas para dormir formando. Os antidepressivos podem ser eficazes, mesmo que a pessoa não é verdadeiramente deprimido, melhorando o sono e quebrar o círculo vicioso do distúrbio do sono e dor. Antidepressivos são receitados com mais freqüência na fibromialgia incluem a amitriptilina e fluoxetina. Tenha em mente que seu efeito não é imediato e leva de dois a três meses para desenvolver o seu efeito benéfico. Amitriptilina deve ser iniciado com dose baixa e aumentar lentamente ao nível exigido.

Recomendações

A maioria dos pacientes aprendem a viver com fibromialgia.

  • Os pacientes geralmente são incentivados a fazer exercícios aeróbicos regulares ou natação para melhorar a aptidão física. Técnicas de relaxamento e exercícios físicos regulares ajudam a melhorar os padrões de sono. O conselho útil inicial de um fisioterapeuta dirá os exercícios mais adequados.
  • Os pacientes devem evitar certos medicamentos, como descongestionantes, excesso de álcool, chá ou café, especialmente se tomadas no final da tarde.
  • É também benéfico  controlar o estresse, comer saudável e manter a perda de peso.
  • Deve tomar os medicamentos recomendados pelo médico, tendo dito isso, se há efeitos colaterais inaceitáveis.
  • A família deve entender a doença e dar ao paciente o apoio necessário para superar o desconforto.

O que pode o seu médico?

Seu médico de família pode fornecer apoio e aconselhamento.

Qual é o prognóstico de pacientes com fibromialgia?

Embora em um pequeno número de pacientes a doença seja de curta duração, a maioria continua a sofrer os sintomas durante meses ou mesmo anos. No entanto, em geral, os pacientes aprendem a controlar sua doença. Eles podem encontrar ajuda nos grupos de apoio e associações de pacientes com esta doença.

Especialistas em fibromialgia

Encontre um especialista em Fibromialgia na sua cidade:
Luciana Pires Rodrigues

Luciana Pires Rodrigues

Fisioterapeuta

Rio de Janeiro

Paula Cristina Azevedo Wallace

Paula Cristina Azevedo Wallace

Fisioterapeuta

Manaus

Sebastião Fragoso Campos

Sebastião Fragoso Campos

Médico acupunturista, Especialista em dor

Natal

Carlos Franchi

Carlos Franchi

Fisioterapeuta

Santa Bárbara D'Oeste

Jozélio Freire de Carvalho

Jozélio Freire de Carvalho

Médico clínico geral, Especialista em medicina preventiva, Reumatologista

Salvador

José Justiniano Torrico

José Justiniano Torrico

Médico clínico geral

Rio Branco

Perguntas sobre Fibromialgia

Nossos especialistas responderam a 124 perguntas sobre Fibromialgia

Naproxeno ou anti-inflamatórios podem ajudar em momentos de muita dor e crise de fibromialgia mas não resolvem o problema. A fibromialgia é resultados de conflitos emocionais, perdas, lutos,…
2 respostas

Seria interessante primeiro procurar um reumatologista. Descartado qualquer problema físico, é importante que procure um psicólogo, porque até a fibromialgia tem causas emocionais e será tratada…
5 respostas

Não . Para diagnóstico da fibromialgia é necessário ter mais pontos de dor . Essa é a característica da fibromialgia .
4 respostas

Especialistas falam sobre Fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença de sintomas variados, desde dores musculares e tendinosas de forma localizada até queixas difusas e da esfera psíquica, como depressão, ansiedade, perda de memória, insônia, fadiga extrema, esgotamento. A dor e desconforto incompatível com o estímulo de dor (alodínia), dormências e formigamentos (parestesias) e um quadro de hiperalgesia (situação em que as respostas ao estímulos de dor são amplificadas) caracterizam a fibromialgia.O tratamento é multimodal e demanda várias frentes (bloqueios químicos, fisio e psicoterapia, etc). Lembrar sempre que o paciente deve ser polo ativo no seu tratamento, reconhecendo o caráter crônico da dç. e valorizando cada conquista.

Ana Luiza S. Goes

Especialista em medicina física e reabilitação, Neurologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Mais comum em mulheres. O paciente tem dores geralmente descritas "por todo o corpo" aliada a um sono não repousante, isto é, já acorda cansado e indisposto e com o corpo todo dolorido. A dor não melhora com analgésicos. Não existem sinais físicos de inflamação, por exemplo, não há inchaço, calor ou vermelhidão em nenhuma junta do corpo. Exames de sangue buscando fazer o diagnóstico de algum reumatismo estão todos normais. Se o diagnóstico correto seguido pelo tratamento adequado não for logo feito o paciente pensa ter algo grave e entra em depressão. O diagnóstico é feito pela história e por minúcias encontradas no exame físico. O tratamento via de regra é bem sucedido.

Irineu Umberto Librenza

Médico clínico geral

Paranavaí


Fibromialgia é uma doença crônica caracterizada por dores generalizadas pelo corpo todo, sono não reparador ( que não faz a paciente estar descansada no dia seguinte ) interferindo na auto-estima e qualidade de vida da pessoa . Acomete principalmente mulheres na segunda e terceira décadas de vida. No entanto, qualquer faixa etária pode ser acometida . A avaliação clínica é fundamental para o diagnóstico não havendo exames subsidiários que corroborem para tal. Tratamento baseia-se em medicações apropriadas associadas às atividades físicas adequadas para a doença e orientações comportamentais .

A fibromialgia é uma síndrome clínica que se manifesta com dor no corpo todo, principalmente na musculatura. Comumente a fibromialgia cursa com sintomas de fadiga, intolerância ao exercício e sono não repousante. O fisioterapeuta é fundamental para melhorar a qualidade de vida destes pacientes.

Carina Bezerra Rocha

Fisioterapeuta

São Paulo


A Fibromialgia é uma doença que leva a dor no corpo todo, nos músculos e nas articulações, além de cansaço, alterações no sono e no humor, como depressão e ansiedade. Procuro ouvir e entender todas as queixas dos pacientes e explicar o motivo delas. Também procuro explicar aos familiares a doença, pois infelizmente, ainda há muito preconceito e informações equivocadas que a dor não seria real. Com o tratamento adequado, os pacientes melhoram muito da dor e podem ter uma melhora importante da qualidade de vida.

Luciana Muniz

Reumatologista

Brasília


Fibromialgia é uma doença caracterizada com dores muscular e articular em várias regiões do corpo, que compromete o sono, a capacidade laboral, o relacionamento com as pessoas, o humor, a indisposição, entre outros sintomas. Hoje se sabe que é uma doença de etiologia no sistema nervoso central, de mecanismo mal definido que aumenta a sensibilidade à dor. O tratamento depende de uma equipe de saúde treinada, trazendo tranquilidade ao paciente e demonstrando que com medicação adequada, ATIVIDADE FÍSICA, orientação psicológica é o caminho para um tratamento com boa resposta com o decorrer do tempo e uma vida normal.

Espedito Rocha De Carvalho Junior

Especialista em dor, Geriatra

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A fibromialgia é uma doença caracterizada por dores em todo o corpo, sono ruim, cansaço, entre outros sintomas. Pode estar associada a outras doenças como enxaqueca, síndrome do intestino irrítavel, depressão, ansiedade etc. O tratamento vai depender do quadro clinico do paciente, podendo incluir medicações, atividade fisica aeróbica, psicoterapia e acupuntura.

Eliana Teles De Gois

Reumatologista

Brasília


Fibromialgia é uma síndrome, na qual a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles. Junto com a dor, a fibromialgia também causa fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade.

Francisca Araujo Martins Resende

Fisioterapeuta

Sete Lagoas


A fibromialgia consiste em uma síndrome dolorosa crônica que leva o paciente a apresentar dores intensas e difusas pelo corpo. É ocasionada por um aumento da sensibilidade à dor, ou seja, o corpo sente pequenos estímulos (muitas vezes até o toque) como se fosse algo muito intenso. Trata-se de uma doença que pode ser debilitante (a intensidade da dor pode limitar o paciente à realizar suas atividades diárias), mas nunca levará a alterações físicas nas articulações (não leva à deformidades e danos nas juntas). O foco do tratamento deve ser a realização de atividades físicas, podendo ser necessária a associação de medicações que auxiliem no controle da dor.

Eduardo Knop

Médico clínico geral, Reumatologista

Balneário Camboriú


A fibromialgia é uma síndrome caracterizada pela presença de dores difusas, associadas a outros sintomas como, formigamentos, irritabilidade, distúrbio do sono, fadiga, enxaqueca, cólon irritável e a síndrome das pernas inquietas, além de transtornos cognitivos e afetivos (ex: déficit de memória, depressão). O tratamento eficaz da fibromialgia envolve o uso de medicações, atividade física orientada e psicoterapia. As sessões de terapia devem ser realizadas com um psicólogo que tenha uma boa compreensão sobre dor, crenças disfuncionais, auto-eficácia, evitação, depressão e ansiedade. O paciente em geral apresenta melhoras substanciais em 10 sessões.

Jamir Sardá Jr.

Psicólogo

Florianópolis


A fibromialgia é um quadro de dores generalizadas, com fadiga e sono não reparador. Atualmente há estudos que apontam para sensibilização da área de dor no cérebro, bem como alterações da permeabilidade intestinal, processo inflamatório subclínico, componente miofascial e auto-imune, componente de disfunção hormonal . O programa terapêutico Seja um venceDOR, foca em mudanças na alimentação , na prática de exercícios físicos e no autoconhecimento/ inteligência emocional como caminho de cura.

Maike Heerdt

Especialista em dor, Terapeuta complementar

São Paulo


DOR - Experiência sensitiva e emocional desagradável associada ou relacionada a lesão real ou potencial dos tecidos. Cada indivíduo aprende a utilizar esse termo através das suas experiências anteriores. IASP International Association for the Study of Pain ????????Dor é o primeiro indicador de qualquer lesão tecidual. Qualquer estímulo que resulta em lesão ou ferimento conduz a uma sensação de dor, entre eles o calor, o frio, a pressão, a corrente elétrica, os irritantes químicos e até mesmo os movimentos bruscos. ????????Assistir uma pessoa com dor envolve tanto do ponto de vista do cuidador como do “ser” cuidado; atenção para aspectos culturais, afetivos, emocionais, educacionais, etc

Adriana Guimarães De Farias

Reumatologista

Porto Velho


A fibromialgia é uma doença crônica, que provoca o surgimento de dores fortes em várias partes do corpo. A fibromialgia, também denominada de síndrome fibromiálgica (abreviado para FM), é uma síndrome dolorosa reumática idiopática e multifatorial que provoca um ligeiro aumento da tensão muscular, sendo caracterizada por dores musculares crónica, astenia, parestesias, insónia, dentre outros.

Bruno Cavalcante

Generalista

Fortaleza


Fibromialgia é uma síndrome caracterizada por dores generalizadas, distúrbios do sono, distúrbios cognitivos e fadiga crônica. Muitos fatores podem contribuir para a piora dos sintomas e devem ser controlados. Mesmo que atualmente ainda não há uma cura definitiva para a fibromialgia, é possível estabelecer um melhor controle de seus sintomas e melhora da funcionalidade do indivíduo.

Manoel Pedro Rodrigues Soares Júnior

Anestesiologista

Teixeira de Freitas


A Fibromialgia é uma doença que atinge os músculos, o paciente sente dor significativa em todo o corpo, além de sintomas de cansaço, alteração gastrointestinal, dificuldade no sono, esquecimentos, dificuldade na concentração. O diagnostico não é fácil de ser realizado já que infelizmente não possui exames específicos para detecta-la, deve ser feito através de exclusão, investiga-se outras doenças reumatológicas e caso não tenha alterações nos exames para outras doenças fecha-se o diagnostico através da anamnese e exame físico. Mas, é possível viver com mais qualidade de vida, procurando médicos capazes de realizar o tratamento adequado para dor, psicoterapias, atividades físicas.

Lislie Schoenstatt Abram Oliveira Gomes Macedo

Médico de família, Psiquiatra

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A fibromialgia é uma síndrome identificada pela Reumatologia, mas que está associada a fatores físicos e psicológicos. Cansaço excessivo, falta de disposição, dificuldade para dormir, dores musculares, pontos-gatilho de dor em diversas áreas do corpo, hipersensibilidade, dor em realizar exercícios físicos. A ciência mostra hoje a eficácia dos exercícios para a fibromialgia, e como a fisioterapia evoluiu bastante, oferecemos um tratamento que atua na melhora dos sintomas musculares e articulares, aumentando a resistência do músculo e do corpo, técnicas de relaxamento e evolução progressiva dos exercícios para que o paciente tenha sucesso e conviva sem dor e com alto grau de qualidade de vida.

Marcel Bello

Fisioterapeuta

São Paulo


A Fibromialgia caracteriza-se por dores difusas, acometendo principalmente a região cervical, dorsal, lombar, membros superiores e membros inferiores, manifestando-se principalmente à noite, com sensação de "formigamento", onde o diagnóstico é clinico, após minuciosa entrevista associada com exame clinico rigoroso e com tratamento muito efetivo.

José Milton Cardoso Jr

Geriatra

Belo Horizonte


A Fibromialgia, diferente do que muitos pensam, é uma doença REAL, onde o limiar de dor nesses pacientes se torna o principal problema. A Terapia Cognitiva Comportamental tem papel fundamental, pois os fatores de STRESS influenciam diretamente nessa doença e o controle da forma como podemos lidar com as dores e seus estressores fazem toda a diferença, trazendo qualidade de vida para o paciente.

A Fibromialgia tem como principal sintoma dores difusas pelo corpo e cansaço e não há uma causa claramente estabelecida. Outros sintomas incluem: sono ruim (não reparador), dores articulares, formigamento nas mãos, dor de cabeça entre outros. Não há exame específico para fibromialgia, porém é necessário uma investigação na busca de outras condições que apresentam sintomas semelhantes. O tratamento medicamentoso e a atividade física regular melhoram muito o quadro clínico da fibromialgia.

Gabrielle Van De Sande Silveira

Reumatologista

Florianópolis


A Fibromialgia é uma causa comum de dor músculo-esquelética crônica generalizada, acompanhada de fadiga e sono não reparador. Pode ser acompanhada de outros distúrbios, como dores de cabeça, sintomas urinários ou gastrointestinais e depressão. A causa ainda não é compreendida, mas existem diversos tratamentos medicamentosos que podem auxiliar no controle das dores e da fadiga. O acompanhamento com um Reumatologista, atividade física supervisionada e suporte psicológico são essenciais no sucesso do tratamento.

Luiz Felipe Dipe

Reumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Fibromialgia é uma síndrome comum em que a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, músculos, tendões e em outros tecidos moles. A fibromialgia está diretamente ligada também à fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade. Estudos mostram que essa síndrome é causada por um descontrole na forma como o cérebro processa os sinais de dor. As causas da fibromialgia são desconhecidas, mas existem fatores que estão frequentemente associados a esta síndrome. Veja: * Genética: fibromialgia é muito recorrente em pessoas da mesma família. * Infecções; Onde há dor, falta sorrisos.

Liliane Mendes

Especialista em dor, Médico clínico geral

Belo Horizonte


Fibromialgia é uma síndrome comum em que a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles.

Carolline Santos Aguiar Monção

Reumatologista

Montes Claros


Fibromialgia é uma doença mais comum em mulheres (70-90% dos pacientes são do sexo feminino), caracterizada por dor difusa crônica, que pode estar associada a outras condições, como fadiga, sono não reparador (paciente acorda cansado), dormência, depressão e ansiedade. Sua causa e mecanismo ainda não são bem esclarecidos. Pessoas com fibromialgia possuem esses sintomas, devido a uma interpretação diferenciada da dor. A fibromialgia prejudica a qualidade de vida, o desempenho profissional e o relacionamento social do paciente. O sucesso do tratamento é baseado na associação de medidas não farmacológicas e medicamentos para o controle da dor.

Marcella Andrade

Reumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A Fibromialgia é uma doença crônica caracterizada por dores musculares e articulares intensas, cansaço, fadiga, sono inadequado e intolerância aos esforços físicos. Ocorre mais frequentemente em mulheres, costuma iniciar por volta dos 20 a 50 anos de idade e causa redução importante da qualidade de vida dos pacientes. O diagnóstico pode ser difícil e o paciente muitas vezes passa por vários médicos antes de descobrir a doença. O tratamento é baseado no uso de medicações específicas e medidas comportamentais como atividade física e melhora do sono.

Roberto Haendchen Bento

Médico clínico geral, Reumatologista

Brusque


A Fibromialgia é uma condição dolorosa generalizada e crônica. Acomete 2 a 4% dos adultos, 5 vezes mais comum em mulheres, na faixa de 20 a 55 anos. É uma síndrome porque engloba uma série de manifestações clínicas como dor, fadiga, indisposição, distúrbios do sono, humor, apetite, memória, concentração entre outros. Saiba que esses sintomas também são comuns a outras doenças, é aí que reside a dificuldade em se diagnosticar a fibromialgia. O tratamento da fibromialgia é individualizado. Na maioria das vezes é necessária uma abordagem multiprofissional. O objetivo é o alívio dos sintomas e o autogerenciamento da dor. Por isso se você sente dor crônica pelo corpo procure um especialista.

Mariana Cavazzoni Lima De Carvalho

Especialista em medicina física e reabilitação

São Paulo

Agendar uma visita

A fibromialgia é uma desordem desconcertante e em grande parte incompreendida, caracterizada por dor e sensibilidade generalizadas acompanhada de fadiga, sono, problemas de memória e problemas gastrointestinais. Como o conjunto de possíveis sintomas é tão extenso, muitos se sentem perdidos com relação ao que os afeta e o que fazer a respeito. A coisa mais importante a lembrar é que a fibromialgia pode ser mal compreendida, mas é muito real. Enquanto a fibromialgia é caracterizada por dor crônica generalizada, a dor pode ser localizada em torno dos cotovelos, ombros, joelhos, pescoço, quadris, peito, região lombar e parte de trás da cabeça.

Mestre Sammy

Homeopata, Quiropraxista, Terapeuta complementar

Campinas

Agendar uma visita

Fibromialgia é uma síndrome comum, na qual a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles. Junto com a dor, a fibromialgia também causa fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade. É muito importante uma avaliação médica eliminando outro distúrbio e o acompanhamento psicológico porque inúmeras causas psíquica estão envolvidas na fibromialgia. Dificilmente reage à medicação que não seja antidepressivos portanto junto à psicoterapia precisa do acompanhamento de um psiquiatra para devida medicação. Sentir dor tira o prazer de viver, portanto peça ajuda.

A Fibromialgia é uma doença que, se não tratada adequadamente, pode se tornar incapacitante. Ela acomete muitas mulheres jovens, causando dor crônica, distúrbios no sono, fadiga entre outros sintomas. Seu diagnóstico depende da avaliação do especialista através da consulta médica e do exame físico. Infelizmente não temos um exame laboratorial ou de imagem específico para o diagnóstico. Esse fato muitas vezes atrasa o tratamento e gera sofrimento para o paciente (muitas vezes passa a não ser compreendido por seus familiares e começa a recorrer a atendimentos médicos de urgência de forma recorrente). Através de um tratamento adequado o paciente conseguirá melhorar sua qualidade de vida.

Quais profissionais tratam Fibromialgia?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.