Dor facial - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em dor facial

Encontre um especialista em Dor Facial na sua cidade:
Eider Oliveira Junior

Eider Oliveira Junior

Dentista

Vitória

Carlos Moreno

Carlos Moreno

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Mogi das Cruzes

Betina Dienstmann

Betina Dienstmann

Dentista

Campo Bom

Priscila Cardoso

Priscila Cardoso

Dentista

São João de Meriti

Alex Landucci

Alex Landucci

Cirurgião buco-maxilo-facial

Paranaguá

Vinicius Luiz Conte

Vinicius Luiz Conte

Cirurgião buco-maxilo-facial

Jaraguá Do Sul

Perguntas sobre Dor facial

Nossos especialistas responderam a 8 perguntas sobre Dor facial

Dr. Felipe Basile
Dr. Felipe Basile
Cirurgião buco-maxilo-facial
São Paulo
Fica difícil te responder! Sem um diagnóstico preciso é um erro medicar! Logo não podemos te falar pra usar uma medicação sem uma avaliação! Consulte o profissional que te acompanha ou procure…
3 respostas

Um médico otorrinolaringologista deve ser a primeira escolha, para ver o quanto desta dor tem relação com uma provável sinusite. Como essa queixa tem similaridade com as dores associadas à Disfunção…
4 respostas

 Eduardo de Lima Andrade
Eduardo de Lima Andrade
Cirurgião buco-maxilo-facial
Ilhéus
É necessário a avaliação do especialista, para verificar possibilidade de fraturas ósseas, formação de alguma fibrose cicatricial, que pode gerar assimetrias
3 respostas

Especialistas falam sobre Dor Facial

Se você está lendo este texto eu te parabenizo, você pensa como eu e procura informar-se com a leitura. As dores faciais são muito incômodas e tem diversas causas. A primeira coisa a se fazer é fugir das cirurgias e deixar de acreditar que são simplesmente relacionas às ATM (articulação têmporo-mandibular) ou a sinusites. Um bom exame físico associado à escuta de sua história muitas vezes nos levam a tratamentos bem mais simples do que você havia imaginado.

Vinicius Scherner Rossi

Especialista em dor, Neurologista

Salvador

Agendar uma visita

A dor facial está envolvida com diversas patologias, a neuralgia do trigêmio é a mais conhecida por causa do seu quadro clínico único descrito pela maioria dos portadores como "dor lacerante na face". O diagnóstico é difícil, pode ter envolvimento ou não dentário. Possui tratamento (controle) com uso de medicamentos, remoção de estímulos dolorosos, ozonioterapia, laser, agulhamento, infiltração anestésica, cirurgia periférica e neurocirurgia. As outras dores mais comuns estão associados a distúrbios musculares com atenção para as ATM's ou infecciosas (Herpes zoster). Veja no outro tópico.

Thiago Bonifácio De Souza Guimarães

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Goiânia

Agendar uma visita

Muitos paciente me procuram com diversas dores faciais, sendo a DTM e Dor Orofacial uma especialidade tão carente ainda. Como Cirurgião bucomaxilofacial, diversos colegas me encaminhavam estes pacientes, sendo que uma pequena parcela destes pacientes de fato são para procedimentos cirúrgicos; e mesmo assim, raros são os casos que a primeira opção seja a cirurgia. Daí, acabei buscando esta especialização, a fim de tratar e entender melhor essa patologia, e tentarmos de uma forma mais direta explicar ao paciente seu caso e estabelecer um plano de tratamento.

Diego Limoeiro

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Paciente que desenvolvem dor espontânea semelhante a descargas elétricas em um lado da face podem estar sendo vitima da Neuralgia do Trigêmio, essas dores muitas vezes são confundidas com dores de dente e devem ser avaliadas por um neurocirurgião especializado nessa área. As dores trigeminais respondem apenas a medicações específicas e na maioria das vezes apenas o tratamento neurocirúrgico anula a dor. Procedimentos cirurgicos intracranianos de descompressão do nervo trigêmio ou Procedimentos percutaneos através de punções na face seja com uso de balão ou radiofrequencia são utilizados nesses casos. Temos esperiencia reconhecida no tratamento dessa patologia.

As dores orofaciais podem ser causadas pela DTM, ou disfunção da articulação temporo-mandibular, é uma alteração da articulação que liga o maxilar à mandíbula que pode, por exemplo, não estar a funcionar adequadamente. Podendo causar, dores de cabeça (na região lateral e posterior), dores em pescoço e ombros, dores no fundo de olho, dores e zumbidos nos ouvidos. O tratamento é feito com sessões de relaxamento e com o uso de uma placa de proteção dentária, que deve ser colocar entre os dentes para dormir. Nosso método de tratamento é altamente CONSERVADOR, sem desgastes em dentes, sem aplicações ou infiltrações dentro das articulações temporo mandibulares, e sem prescrição de medicamentos.

André Luis Linhares

Dentista

Goiânia


O diagnóstico e tratamento de dor orofacial são um processo complexo, composto pela densidade das estruturas anatômicas e da proeminência significância psicológica atribuída a essa região. Assim, o controle da dor orofacial necessita da atuação de vários profissionais da saúde de especialidades diferentes. Como exemplo, podemos citar os inúmeros pacientes com dor orofacial crônica que sofrem variações das cefaleias (dor de cabeça) primárias na região orofacial e a falta de familiaridade com essas síndromes parece ser um fator de erro diagnóstico. Em resumo, é de fundamental importância a busca de um especialista em DTM e Dor Orofacial para um correto diagnóstico e tratamento.

Leonardo Monteiro

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Rio de Janeiro

Quais profissionais tratam Dor facial?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.