Prognatismo - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - prognatismo

Carina Montalvany Antonucci

Carina Montalvany Antonucci

Dentista

Belo Horizonte

Marcio André Fernandes da Costa

Marcio André Fernandes da Costa

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Niterói

Dra. Helena Caparica Carlos

Dra. Helena Caparica Carlos

Dentista

Campinas

Gustavo Resende Almeida

Gustavo Resende Almeida

Dentista

Contagem

Ivan José Moreira Oliveira

Ivan José Moreira Oliveira

Cirurgião buco-maxilo-facial

São José dos Campos

Gabriel Pengo da Costa

Gabriel Pengo da Costa

Cirurgião buco-maxilo-facial

Osasco

Perguntas sobre Prognatismo

Nossos especialistas responderam a 5 perguntas sobre Prognatismo

Olá! Bom dia! Se seu cardiologista concluiu que seu risco cirúrgico é I ou II, não será cancelada.
1 respostas


Olá, sim, corre o risco de ser cancelado. É importante que procure o profissional o qual está planejando o seu caso para que ele possa encaminha-lo para um especialista na avaliação das desordens…
1 respostas


Boa noite Luciana, tudo bem com você?
Hoje é possível tratar pacientes de todas as idades sem nenhum problema. O mais indicado é você agendar uma consulta para fazer uma avaliação clínica…
4 respostas

Especialistas falam sobre Prognatismo

Queixa comum de pacientes que sofrem de outras doenças, como a acromegalia, tumores da hipófise, hiperplasia condilar mandibular, osteocondroma( tumores benigno) e túmores malignos. Cabe o cirurgião Buco Maxilo avaliar, diagnosticas e se necessário indicar o tratamento, na maioria dos casos precisa de aparelho ortodôntico ou cirurgias em ATM.

Thiago Bonifácio S. Guimarães

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Goiânia

Agendar uma visita

O prognatismo que é conhecido como o queixo grande, mandíbula grande, é deformidade comum na nossa população e pode ocorrer principalmente por dois motivos: mandíbula ( osso de baixo ) cresceu mais do que o normal ou Maxila ( osso de cima ) cresceu menos do que o necessário. Estes casos são classificados como Classe III e a principal forma de tratamento é através do uso de aparelho ortodôntico e cirurgia ortognática.

João Octavio Hyppolito

Cirurgião buco-maxilo-facial

Fortaleza

Agendar uma visita

Diversas são as anomalias maxilofaciais, mas as mais comuns são aquelas que requerem um procedimento denominado genericamente de Cirurgia Ortognática, onde os ossos faciais maxilares são posicionados em posições ideais em relação à face. Há um planejamento virtual, feito através de exame tomográfico e de software que nos auxilia neste planejamento. De uma maneira bem simples, são para aqueles casos, com excesso ou falta de queixo, ou desvio, ou excesso de gengiva.

Diego Limoeiro

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Duque de Caxias


O paciente com prognatismo é aquele que apresenta a mandíbula em uma posição anterior em relação à maxila. Freqüentemente, reclamam de um “queixo muito grande, ou para frente”, embora o principal problema normalmente não seja o queixo em si, mas uma discrepância de crescimento ente os maxilares – crescimento em excesso da mandíbula e/ou crescimento deficiente da maxila. Os pacientes prognatas (classe III) apresentam um padrão facial côncavo, quando observados de perfil. Podem também, apresentar a ponta do nariz defletida (caída), e a maçã do rosto achatada. Além disso, mostram uma alteração na oclusão dentária conhecida como mordida cruzada anterior, em que os dentes in

Gustavo Campos

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Recife

Agendar uma visita

Pacientes que sofrem de prognatismo normalmente não se sentem a vontade ao sorrir e se alimentar, uma vez que sua mordida encontra-se completamente desajustada. O prognatismo caracteriza-se por um queixo bastante proeminente, o que trás um desconforto social ao paciente e muitas vezes dores e dificuldade de mastigação. O tratamento é a cirurgia ortognática, que requer um uso prévio de aparelho ortodôntico para o devido alinhamento dos dentes e posterior realização da cirurgia que reposiciona os maxilares de uma forma mais ideal e harmônica, promovendo uma melhora estética e funcional bastante significante.

Jucelio Freitas

Cirurgião buco-maxilo-facial

Caruaru


Quando o crescimento dos ossos da face se dá fora dos padrões ideais, pode ser corrigido pelo ortodontista (até aproximadamente os dezesseis anos de idade). Em adultos, que consequentemente não apresentam mais crescimento ósseo facial, usa-se a alternativa, em casos graves, de reposicionar os ossos da face cirurgicamente. A cirurgia ortognática está indicada para pacientes com desarmonias esqueléticas e dentárias, cuja solução não pode ser propiciada apenas pelo tratamento ortodôntico – pois há um excesso ou falta de crescimento das bases ósseas da face. A cirurgia é indicada para pacientes com retrognatismo ou prognatismo mandibular, que consistem, respectivamente, na retrusão ou protrusão.

Victor Abuharun

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

São Paulo


Esse é o termo dado a quem possui o queixo muito grande, e muitas vezes além de não ter uma boa aparência, podem ter problemas de mastigação e fala. A cirurgia Ortognática é a indicada para esses casos. Procure seu Cirurgião Buco-Maxilo-Facial para saber se tem indicação de tratamento.

Marcio Menezes Novaes

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Petrolina


Pacientes em crescimento usamos aparelhos ortopédicos par redirecionar o crescimento orofacia. Já os pacientes que finalizaram seu crescimento, utilizamos a ortodontia preparatória para cirurgia ortognatica executada por um Bucomaxilo facial parceiro de nossa equipe.

Danilo Capone

Dentista

Campinas


Prognatismo se caracteriza pelo excesso de crescimento anterior da mandíbula. Geralmente associado a mordida cruzada anterior e mal oclusão de classe III.

Guilherme Henrique Frigo

Dentista

São Paulo

Quais profissionais tratam Prognatismo?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.