Oi tudo bem? Um dia q eu não quis transar com meu namorado ele disse q se ele realmente quisesse ele poderia me estuprar...mas qnd eu fiquei brava com ele,ele disse estar brincando. Como eu devo reagir diante dessa situação?
 Jaqueline Pereira Mayworm
Jaqueline Pereira Mayworm
Psicólogo
Petrópolis
Esteja atenta para o nível de realidade da fala dele...É importante contextualizar esta fala. E medir, pouco a pouco, os prós e os contras da relação... Autorespeito é fundamental sempre. Na hora exata em que ele emitiu esta fala já poderia contestar...Foi feito isto? Ame-se! Valorize-se sempre mais! Você é muito especial e única!!

Consiga todas as respostas durante a Telemedicina

Agende uma Telemedicina e pergunte aos especialistas sobre tudo o que precisa sem sair de casa

Mostrar especialistas Como funciona?
 Cesar Bastos
Cesar Bastos
Terapeuta complementar, Psicanalista
Brasília
Cuidado você pode estar sofrendo um processo abusivo. Fique atenta nas atitudes de seu companheiro.

 Helder Fernandes Nascimento
Helder Fernandes Nascimento
Psicólogo
Piracicaba
Não é algo bacana de se dizer nem em brincadeira. Em todo caso, veja o contexto se foi somente uma brincadeira infeliz e como são as atitudes normalmente dele. Peça para não falar mais esse tipo de coisa e esteja atenta a comportamentos abusivos, violentos, controladores...

 Roberta Bouchardet
Roberta Bouchardet
Psicólogo
Foz do Iguaçu
É uma atitude dele que merece atenção. Analise perante o contexto do conjunto de atitudes dele. Se há controle, ciúme, possessividade, abusos verbais, cobranças excessivas e outros. O que ele pensa sobre a sua obrigação de atender todas as necessidades dele? Como ele lida com frustrações, quando não dá certo algo ou não consegue algo?
Se esse sinal de alerta vier com outras atitudes que indicam relacionamento abusivo, reconsidere se vale a pena essa relação. Se tiver dúvida, procure uma psicóloga ou psicólogo que te ajudará a analisar.
abraço
Roberta

 Juliana Pimenta Aguiar
Juliana Pimenta Aguiar
Psicólogo
Vitória da Conquista
Este tipo de brincadeira normalmente tem um fundo de verdade, ou seja, de alguma forma ele acredita no que está dizendo. Isto por si só o torna perigoso. Voc deve se perguntar se esta relação vale a pena e se você encontra-se forte o suficiente para mostrar a ele e ao resto do mundo o seu amor próprio, sua auto estima e principalmente que em seu corpo, somente você manda. Ele é na realidade, a única coisa que é apenas de uma pessoa: você. Respeite-o, cuide-o, ame-se antes de amr qualquer outra pessoa.

 Tacila Sambati
Tacila Sambati
Psicólogo
Guaratuba
Você deve esclarecer ao seu namorado que estupro não é algo que se brinque, mesmo no usar a palavra em uma frase é uma violência pois ele acabou lhe assustando e colocando em dúvida o próprio caráter. Seria interessante verificar se ele usa de frases violentas em outros momentos e com outras pessoas. Se questione também se você se sente respeitada e segura nesta relação e procure ajuda profissional. Abraço

Boa noite, é preciso prestar muita atenção em situação como essa, não si brinca com essas afirmações; me preocupa o contexto quando foi dita a frase, acredito que não foi o mais adequado é portanto a meu ver é um sinal de alerta. Preste atenção as suas atitudes, quem não aceita receber um não, as vezes, podem se tornar violentos. De qualquer forma procure ajuda de algum profissional para te ajudar a ser objetiva na avaliação, não fique sozinha!

 Renato Martins
Renato Martins
Psicólogo
Campinas
Boa noite!Estupro não é algo que se brinque.Esteja atenta a outros sinais de impulsividade sexual do seu namorado.
Tudo pode parecer brincadeira,mas se transformar em um pesadelo.

Ola,
Acho que a questao nao é oque voce teria que responder, mas oque voce sentiu e oque voce gostaria de dizer a ele e viver com ele que Importa. O papel do psicologo nao é julgar oque deveria ser mas sim entender com voce oque voce quer e busca para voce e suas segurancas e insegurancas nesta relacao.

 Jacqueline Naves Brito
Jacqueline Naves Brito
Psicólogo
São José dos Campos
Seria interessante avaliar:
Como me sinto com alguém que faz este tipo de brincadeiras?
Que mensagem ele está te passando com este tipo de comentário?
Eu me sinto uma pessoa livre e amada quando ele se refere assim a mim.
Seria primeiro interessante refletir sobre isso e posteriormente se impor e colocar seus limites diante de qualquer coisa.

 Jussara Spolaor
Jussara Spolaor
Psicólogo
Itajaí
Há algumas formas de lidar com a situação, uma delas foi a que você teve, de questionar a intenção do namorado. E a pergunta que você deveria se fazer é se você está satisfeita com a resposta dele. Como você se sente quando alguém faz uma ameaça como essa e depois retorna dizendo que foi uma brincadeira? O mais importante é estar atenta às suas percepções pois ameaças, em qualquer situação, podem se concretizar. E minimizar qualquer ameaça pode ser um risco sério para as pessoas envolvidas. Inclusive, ameaça está tipificada como um crime justamente por não se saber medir com precisão se ela irá ou não se concretizar. Esteja atenta e coloque seus limites quando se sentir ameaçada ou desrespeitada em qualquer ambiente ou relacionamento.

 Caroline Ferrão
Caroline Ferrão
Psicólogo
Indaiatuba
É fundamental compreender e avaliar o contexto antes de emitir qualquer parecer. De qualquer forma, foi um comentário (brincadeira) desnecessária. E é extremamente importante ter um diálogo aberto nas relações. Falar como se sentiu diante desse comentário, verificar se o outro lhe compreendeu. Comunicação e respeito são base de qualquer relação. Comunique o que você sentiu, como se sentiu e verifique se a outra pessoa está compreendendo, respeitando e validando os seus sentimentos.

 Vanessa Lopes Medeiros Freire
Vanessa Lopes Medeiros Freire
Psicólogo
Brasília
Uma pessoa que brinca com esse tipo de situação não pode estar bem intencionada.
Se te incomodou a ponto de procurar por ajuda, eu acredito muito em rever esse relacionamento.
O fato de você não estar com vontade de ter relação sexual deve ser respeitado em um relacionamento saudável.

Corroboro com a indicação dos colegas de prestar bastante atenção nesse relacionamento, porque não se brinca com violência sexual. Nas "brincadeiras" (ou chistes) pode escapar algo que ele já tenha pensado. Autocuidado também é rever nossos relacionamentos.

 Felipe Santos
Felipe Santos
Psicólogo
Salvador
Essas "brincadeiras" podem mesmo ter um fundo de verdade. Tome cuidado com isto. Se você se sente à vontade com ele, diga que não gostou nenhum pouco do que ele falou. Ele precisa entender o quão sério é isso. Agora, algumas perguntas para você refletir:
1) Quão bem você conhece o seu namorado? Sabe do que ele já fez? Tem amigos em comum?
2) Você sabe sobre ex-namoradas dele? Ele as chama de loucas?
3) Quão confortável você está com essa relação?
4) Você se sentiria à vontade para falar isso para alguém querido?

Lembre-se sempre de ter alguma confidente. Nós, seres humanos, não somos ilhas, e problemas de relacionamento não são coisas em que ninguém mete a colher. É importante estender a mão e ouvir os amigos bem-intencionados.

Se você está numa relação em que não se sente à vontade, procure examinar o que te mantém nessa relação: é porque faz sentido estar junto ou é porque não se sente bem sozinha?

Estupro nunca é uma brincadeira bonita. Isso é muito sério!

 França Maura Abrantes Godoy
França Maura Abrantes Godoy
Psicólogo
Belo Horizonte
Estou bem e desejo que você também esteja.
Analise o contexto no momento da fala e leve em consideração os demais comportamentos do seu namorado. Foi o primeiro comportamento que gerou em você insegurança? Caso sim, é importante ser clara e verbalizar o que a fala dele gerou em você. Caso não seja a primeira vez sugiro avaliar se o seu relacionamento é saudável para você.
E parabéns por respeitar o seus desejos e se posicionar quando não deseja ter relações sexuais, se ele for realmente um bom parceiro ele irá entender .

 Nassim Golshan
Nassim Golshan
Psicólogo
Sorocaba
Boa noite!
Sinto muito que tenha ouvido isso.
Estupro, ameaça, brincar com assuntos que envolvam ameça, tudo isso, constituem formas de violência. O estupro NUNCA é aceitável, tampouco ameaçá-lo ou brincar com o assunto.
A relação sexual, como o próprio nome diz, é relação, logo deve envolver consentimento e desejo de ambas as partes. Observe se na sua relação com seu namorado ocorrem outras formas de a sua colocação de limites e seu desejos são respeitados. Esteja amparada com um boa rede de apoio que te ajude a legitimar os seus direitos!

Dr. Luiz Santos
Dr. Luiz Santos
Psicólogo
Rio de Janeiro
Como todos ua disseram o importante é sempre ficar atenta e principalmente não deixar que oa sentimentos te dominem. Procure sempre olhar e analisar com a razão e se puder converse com pessoas que ja o conheciam para uma boa avaliação e se tiver duvidas peça sempre ajuda.

 Maria Valéria Loschi
Maria Valéria Loschi
Psicólogo
Vinhedo
Uma brincadeira desta, por si só, já requer atenção. Que pessoa faz uma brincadeira desta, com um conteúdo violento? Importante você observar outros comportamentos dele, como ele lida com o império de suas vontades? Ele tende a impor suas vontades em outras questões? ele lida bem com frustração? Ele consegue abrir mão de suas vontades? Ele consegue voltar atrás em opiniões? Ele é impositivo? Ele acha que sempre está certo? São elementos para vc observar e ir tirando suas próprias conclusões.

Esta postura serve de alerta! Estupro, de forma alguma tem contextualização aceitável. Deixe claro que não gostou da brincadeira e coloque seu limite em relação ao que vc tolera. Esteja atenta a outros sinais que possam te fazer sentir oprimida, ou desrespeitada de alguma forma.

 Sarah Costa
Sarah Costa
Psicólogo
São Paulo
O que você está fazendo com ele?

 FRANCIELE VICENTINI
FRANCIELE VICENTINI
Psicólogo
Lajeado
Olá,
Em primeiro lugar, esse tipo de fala precisamos ficar atenta. Não devemos aceitar esse tipo de "brincadeira". Em segundo, você deve pensar em que tipo de relacionamento você está. Você está feliz? Você está se autovalorizando? É um relacionamento que você desejar estar a muitos anos?
Muitas vezes um relacionando abusivo não parece ser abusivo, até no momento que fazemos uma auto análise.
Preste atenção mais nas falas dele, violência verbal é sério!
Procure ajuda!

Olá, os colegas já disseram sobre a importância de auto cuidado e respeito por você. Atenção as "brincadeiras".
Abuso nunca pode ser permitido.

Olá, em uma relação é importante que ambos sejam respeitados e considerados, diga a seu parceiro o quanto essa afirmação foi desconfortável para você. Fique atenta, se perceber que a falta de respeito continua, se afastar pode ser a melhor forma de se proteger. Tenho um mini artigo sobre esse tema no meu perfil do Instagram @fabianapavanellipsi, dá uma olhadinha lá.

 Luana Souza  Angiolucci
Luana Souza Angiolucci
Psicólogo
Polvilho
Olá, fique atenta não somente a este comentário que foi Inconveniente, mas a outras falas, observe como seu parceiro se comporta diante de suas vontades e escolhas. Você é dona do seu corpo, ninguém pode tocá-lo sem a sua permissão. Caso precise de ajuda e esteja enfrentando questões as quais não se sentiu a vontade para expressar procure um profissional. Psicóloga Luana S Angiolucci

Dra. Fernanda Matos
Dra. Fernanda Matos
Psicólogo
Brasília
Eu recomendo que vc entre em terapia.como essa possivel brincadeira, outras tantas você pode estar vivendo, e até considerando brincadeira mesmo. Me parece uma tendencia a receber um carga de abuso emocional. Cuide-se!

Olá. Vale apena você contextualizar sua história de vida e observar o quanto esta relação é saudável
A fala é abusiva, será que isto ocorre apenas com este companheiro ou você vem repetindo histórias abusivas durante sua vida.

Especialistas em Terapia de Casal

Ariana Clarke

Ariana Clarke

Psicanalista, Psicólogo

Belo Horizonte

Agendar uma visita
Marcia Pontes

Marcia Pontes

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita
Silvana Frassetto

Silvana Frassetto

Psicólogo

Porto Alegre

Agendar uma visita

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 115 perguntas sobre Terapia de Casal

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.