Fimose - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O prepúcio é a parte que cobre a glande e o resto do pênis. Quando você tem fimose, a abertura do prepúcio não é grande o suficiente para que a glande possa ser vista naturalmente, quando o pênis está ereto. Portanto, o prepúcio fica aderido (como se estivesse travado) e não pode facilmente descer causando dor, inflamação ou inclusive sangramento, causado por um pequeno rasgo.

Especialistas em fimose

Encontre um especialista em Fimose na sua cidade:
Jorge Percy A. Jerez

Jorge Percy A. Jerez

Urologista

Nova Iguaçu

Monique Morgado

Monique Morgado

Cirurgião pediátrico

Nilópolis

Henrique Bertassoni Alves

Henrique Bertassoni Alves

Urologista

Medianeira

Felipe Augusto Silva Bertagnon

Felipe Augusto Silva Bertagnon

Urologista

São Paulo

Maria Aparecida Mendes de Bem Comerlatto

Maria Aparecida Mendes de Bem Comerlatto

Cirurgião pediátrico

Brusque

Dr. Faisal Augusto Alderete Esgaib

Dr. Faisal Augusto Alderete Esgaib

Urologista

Ponta Porã

Perguntas sobre Fimose

Nossos especialistas responderam a 190 perguntas sobre Fimose

A sensibilidade pode durar bastante tempo, principalmente a depender do grau de fimose prévia. Mas vale a pena consultar novamente seu urologista
2 respostas

Boa tarde
Fimose em sua maioria dos casos só se resolve com cirurgia.
Alguns casos podem ter alguma melhora com tratamento clînico, mas é raro
3 respostas

Olá
A fimose consiste na presença de anel constritor no prepucio - pele que recobre a glande, determinando dificuldade de exposição glandar em maior ou menor grau, dependendo de quão estreito…
1 respostas

Especialistas falam sobre Fimose

Umas das condições mais comuns no consultório. A fimose, é o excesso de pele que recobre a glande do pênis impedindo a completa exposição. Pode passar sem causar problemas, mas pode ocasionar inflamações e feridas de repetição. O uso crônico de pomadas pode piorar a situação, e a cirurgia tem ótimos resultados tanto estéticos como funcionais.

Fimose significa um anel estreito no prepúcio que impede a fácil exposição da glande peniana. É classificada em graus de I a IV. Tratamentos medicamentosos são geralmente eficazes em bebês, mas em adultos e adolescentes somente o procedimento cirúrgico (Postectomia ou Circuncisão) é que resolverá o problema. Ainda, será "protetor" contra DSTs ao diminuir a inflamação local e também diminuirá quase a zero a chance de câncer no pênis na velhice, além de também diminuir as chances da parceira ter câncer de colo de útero. Duração operatória de 40 minutos, sob anestesia local e sedação habitualmente. Os pontos não precisam ser retirados, pois caem sozinhos.

Gunther Luis Rodrigues

Cirurgião geral, Urologista

Jales

Agendar uma visita

Alteração genital mais comum, a fimose consiste na dificuldade de expor a glande, cabeça do pênis. A fimose é considerada fisiológica até os 2 anos de idade, mas os pais devem fazer uma massagem circular na ponta do prepúcio dos bebês e, durante o banho, tentar puxar o prepúcio no intuito de expor a glande, sem forçar exageradamente para evitar machucar a nota do prepúcio. Após os 2 anos de idade, esta exposição deve ser completa e sem nenhum estrangulamento da glande. Caso não seja possível esta exposição, devemos iniciar o tratamento com cremes e, se persiste a fimose, a idade ideal de operar é logo após o controle da urina em torno de 3 anos de idade.

Fimose é a incapacidade ou mesmo a dificuldade em expor a glande, pode gerar a dificuldade de higienização da cabeça do pênis, facilitando infecções locais e infecções urinárias nas crianças. O tratamento pode ser clínico com o uso de pomadas à base de anti-inflamatórios corticoides com bons resultados que podem chegar até 50% dos casos nas crianças. Quando há falha do tratamento clínico ou quando a situação é mais grave, o tratamento é cirúrgico, a chamada postectomia. Trata-se de uma cirurgia rápida (geralmente menos que uma hora) com alta no mesmo dia nas crianças e podendo ser realizada de modo ambulatorial nos adultos.

Jesus Pires

Urologista

São Caetano do Sul

Agendar uma visita

O pênis é recoberto por uma pele chamada prepúcio. Em muitos casos, o prepúcio impede que a glande, que é a cabeça do pênis, seja exposta. Essa incapacidade da criança ou do adulto de exteriorizar a glande é denominada fimose. A fimose pode ocasionar dificuldade de urinar, infecção urinária e balanopostites, dificuldade de higiene na fase adulta com o consequente aumento do risco de DST e até de câncer de pênis. O tratamento consiste na retirada cirúrgica do prepúcio, que é chamada postectomia ou circuncisão.

A doença fimose apresenta como forma de tratamento a cirurgia de postectomia e de frenuloplastia. A cirurgia é realizada sob anestesia local na maioria das vezes. Passe um gel anestésico, se possível, duas horas antes do procedimento, pois alivia os sintomas junto com a anestesia.

Fimose é a doença que acomete o prepúcio ( pele que recobre a glande) impossibilitando a sua exposição e com isso a higiene local. Ocasiona dor e inflamação local de repetição e a longo prazo é o principal fator de risco para desenvolvimento de tumor de pênis. A cirurgia de postectomia ( circuncisão ) é o tratamento cirúrgico recomendável nesses casos. Uma cirurgia delicada e que fazemos, sem necessidade de internação hospitalar, no centro cirúrgico da Clínica Equilibrium.

A fimose é a dificuldade ou impossibilidade de expor a glande do pênis. No bebê a fimose é fisiológica, ou seja, é normal nessa idade, e tem a tendência a abrir espontaneamente. Se não abrir, a criança pode apresentar dor, infecções locais ou infecções urinárias. Não existe uma idade ideal para a cirurgia, porém na infância a recuperação da cirurgia é bem mais tranquila, e quanto mais nova a criança, mais fácil será o cuidado no pós-operatório. Assim que seu filho sair das fraldas, leve-o para uma avaliação com um cirurgião pediátrico.

André Luís Fortes Alves

Cirurgião pediátrico

Curitiba

Agendar uma visita

A limpeza adequada do pênis, principalmente da glande peniana ( cabeça do pênis) diminui a chande de câncer de pênis, logo muitos pacientes procuram a cirurgia para facilitar esta limpeza. outra indicação da cirurgia de fimose seria a dor durante a relação sexual (dispareunia). Alguns pacientes com postite de repetição, principalmente por fungos ( cândida ), também procuram retirar o excesso de pele do pênis para diminuir a recidiva destas infecções..

A fimose é um estreitamento na pele que recobre o pênis impedindo a exposição da glande. Alguns pacientes até conseguem expor a glande, mas há uma compressão após a tração do prepúcio que provoca muito desconforto com a ereção. A postectomia é o procedimento padrão para a resolução dos casos. Realizado com anestesia local na própria clínica e alta logo após sua realização.

Fimose é quando o prepúcio ( pele que cobre a ponta do pênis) não pode ser puxado para trás, fazendo com que a glande ( cabeça do pênis) não consiga ser exposta. Isso pode causar dor, desconforto, má higiene e também esconder alguma doença sexualmente transmissível. O tratamento é cirúrgico, denominado postectomia. É uma cirurgia simples, e que deve ser realizada pelo urologista.

Thiago Tambelli

Urologista

São Paulo


A fimose ocorre quando a glande do pênis não consegue ser exposta. Geralmente, até os cinco anos de idade a exposição ocorre por si. Alguns casos necessitarão de operação, seja por motivo religioso, infecções de repetição do prepúcio (pele que recobre o pênis), mal formações renais, ou não exposição. O importante sempre é manter a limpeza do pênis, fazendo-a de maneira delicada. Na operação, retira-se o excesso de pele, ficando, na maioria das vezes, a glande exposta.

Rafael Miranda Lima

Cirurgião pediátrico

Florianópolis


A não visualização da glande peniana após a retração da pele ( prepúcio) constitui a fimose. Pode ser tratada com corticoide em alguns casos ou só com cirurgia. Em crianças utilizo anel de plástico (plastibell) resultando um efeito estético melhorado em relação à técnica convencional (pontinhos).

É um anel estenótico na porção distal do prepúcio, que impede a livre exposição da glande (cabeça do pênis), prejudicando a higiene local e podendo causar infeção e dor à ereção. A idade ideal para a correção cirúrgica ( Postectomia) é após o desfralde, mas outros fatores podem influenciar na indicação de correção em idade mais nova, como fatores culturais; história prévia de infecção urinaria ou de balanopostite ( infecção do pênis); grau acentuado da fimose que dificulte a micção ( saída da urina); dor no pênis na ereção.. Nos casos leves, a fimose pode ser tratada com o uso tópico de corticoides. Se o mesmo falhar a cirurgia será necessária.

Andrea Melchiades Palladino

Cirurgião pediátrico

Rio de Janeiro


Fimose – é a condição na qual a pele da porção final do pênis (prepúcio) termina num anel muito estreito, que não pode ser retraída para permitir que a glande (cabeça) seja completamente exposta. Isso é normal em um recém-nascido. É muitas vezes confundida com a presença de aderências entre a glande e o prepúcio, que também não permitem que a pele se desloque sobre a glande, mesmo sem haver um estreitamento (anel) na pele. Estas aderências são normais em bebês pequenos, e melhoram progressivamente com o crescimento da criança.

Andre Lima Da Cunha

Cirurgião pediátrico

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Fimose (do grego, "mordaça") é uma condição em que, no pênis humano, o prepúcio não pode ser completamente retraído para expor totalmente a glande. Esta, ocorre quando o prepúcio possui um anel muito estreito, ou seja, a abertura do prepúcio é muito pequena para que se possa expor a glande. O problema pode ser de origem congênita ou adquirida. Ambas possuem tratamento e este deve ser individualizado a cada paciente após consulta urológica.

A fimose consiste em um anel de constrição no prepúcio (pele que recobre a glande do pênis) que dificulta ou impede a exposição da própria glande (“cabeça do pênis”). Ou seja, se ao puxar essa pele, você não consegue expor a cabeça do pênis, é porque tem fimose. O tratamento pode ser clínico com o uso de pomadas à base de anti-inflamatórios corticoides com resultados satisfatórios em até 50% dos casos nas crianças. Quando há falha do tratamento clínico ou quando a situação é mais grave, o tratamento é cirúrgico, a chamada postectomia. Trata-se de uma cirurgia rápida (geralmente menos que uma hora) com alta no mesmo dia nas crianças e podendo ser realizada de modo ambulatorial nos adultos.

Marcio Falcão Macêdo

Urologista

Fortaleza


Fimose é a dificuldade ou mesmo impossibilidade de expor a glande peniana, pela presença de anel de estreitamento do prepúcio (pele que recobre a glande). A presença de Fimose impossibilita uma higiene adequada da região, aumenta o risco de câncer de pênis e diminui o prazer sexual pelo homem, pois a maior sensibilidade tátil da região genital encontra-se justamente na glande. Realizamos a postectomia (cirurgia de correção da fimose) em Hospital Dia com sedação anestésica + anestesia local, com todo o conforto e segurança para o paciente, que recebe alta logo após o procedimento.

A fimose é o estreitamento da pele do prepúcio, o que gera dificuldade na exposição da glande, que pode ser total ou parcial. Os recém nascidos possuem uma fimose fisiológica, sendo a cirurgia indicada a partir de um ano de idade, porém cada caso deve ser avaliado individualmente. Dependendo da religião e cultura pode ser feita precocemente. A cirurgia tem por objetivo retirar parcialmente a pele que recobre a glande e que contém o estreitamento. O resultado final visa facilitar a higiene da região e promover maior conforto ao paciente.

Adriana Orsetti

Cirurgião pediátrico

São Paulo

Agendar uma visita

Fimose é a incapacidade ou apenas uma dificuldade para retrair o prepúcio, a pele que cobre o pênis. É uma queixa frequente nos consultórios de urologia e pode ocorrer no adulto previamente normal em consequência de processos inflamatórios crônicos, as balanopostites. A cirurgia de fimose ( postectomia) está indicada nos homens que sentem dor ou desconforto a cada exposição da glande. Ou nos casos de balanopostites de repetição. O resultado da cirurgia é comprovadamente positivo para a vida sexual, pois influencia diretamente no conforto das relações. A consulta urológica é a melhor forma esclarecer e diagnosticar essas alterações penianas.

“A fimose pode gerar dificuldade de higienização da cabeça do pênis, facilitando infecções locais e infecções urinárias nas crianças.[...]” Para detectar o problema, basta puxar a pele que recobre a cabeça do pênis. Quando não é possível expor a cabeça do órgão sexual, caracteriza-se a fimose. Procure seu urologista, para tirar suas dúvidas e fazer o tratamento adequado.

Luciano Hugo Praun

Urologista

Blumenau


Fimose é a doença do prepúcio (pele que reveste a glande, que é a porção distal do pênis). É caracterizada pela dificuldade ou impossibilidade de exposição da glande, principalmente com o pênis flácido. A mais temida complicação da fimose é o câncer de pênis que é provocado pela acúmulo de esmegma (secreção branca produzida pelo pênis) devido a dificuldade de higienização. A cirurgia, quando necessária, é simples e segura.

Tiago Soares Bissonho

Urologista

Fortaleza


Fimose é uma condição em que não é possível a exposição completa da glande (ponta do pênis), podendo ser fisiológica (desde o nascimento) ou adquirida devido à inflamações crônicas ou infecções locais. Diferente do quadro de excesso de prepúcio (pele que recobre o pênis). É uma queixa frequente no consultório do urologista e seu tratamento poder ser clínico ou cirúrgico. Em casos mais leves é possível tentar utilizar pomadas por tempo não muito prolongado. A cirurgia da fimose se chama postectomia (circuncisão) e consiste na retirada deste prepúcio, feita com anestesia local ou acompanhada de sedação anestésica, e a recuperação é bastante favorável, com retorno as atividades rapidamente.

Fimose, é uma condição em que, no pênis, existe um excesso de pele que não pode ser completamente retraída para expor totalmente a glande ("cabeça do pênis"). Existe uma alteração que se confunde com a fimose, que seria a hipertrofia de prepúcio ("excesso de pele"), podendo causar sintomas, como: mau cheiro da região, infecções de repetição e dor durante ato sexual. Nem sempre a intervenção cirúrgica é indicada e não existe idade para a cirurgia. Cada caso deve ser avaliado individualmente.

É a incapacidade de exposição da glande (cabeça) do pênis através da retração da pele que o recobre (prepúcio). A fimose é considerada fisiológica até os 2 anos de idade. O tratamento antes dessa idade deve ser realizado em crianças que apresentam dificuldade de urinar, inflamações repetitivas no pênis, infecção urinária ou outras doenças relacionadas. O tratamento inicialmente é clínico, à base de cremes e pomadas. Caso não resolva, a cirurgia é indicada.

Quais profissionais tratam Fimose?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.