Labirintite - Informações, especialistas e perguntas frequentes

É uma alteração do equilíbrio do corpo humano. Ocorre por inflamação ou infecção do labirinto do sistema vestibular que controla o equilíbrio. Os sintomas mais comuns são tontura, vertigem, náusea, vômito, zumbido.

Especialistas em labirintite

Encontre um especialista em Labirintite na sua cidade:
Rafael Pinz

Rafael Pinz

Otorrino

Florianópolis

Veloso Filho

Veloso Filho

Otorrino

Juazeiro Do Norte

Emidio Oliveira Teixeira

Emidio Oliveira Teixeira

Otorrino

Januária

Luiz Henrique Vaz

Luiz Henrique Vaz

Otorrino

Itajaí

Izabela Avila

Izabela Avila

Otorrino

Itajaí

Perguntas sobre Labirintite

Nossos especialistas responderam a 96 perguntas sobre Labirintite

Olá. Não é normal, e os resultados terapêuticos somente com a ginko biloba são reduzidos. Deve consultar um otorrino e realizar os testes para o labirinto.
1 respostas

Bom dia, o termo " labirintite" ficou muito habitual no cotidiano da população, porém cada caso de tontura deve ser investigado de maneira individual. Existem diversas medicações para…
1 respostas

Olá. Acho que você precisa de um diagnóstico mais preciso. Pelo relato de seus sintomas pode se tratar de um quadro de VPPB, um tipo de labirintopatia, mas o diagnóstico preciso somente após…
2 respostas

Especialistas falam sobre Labirintite

O labirinto está situado no segmento interno do ouvido e é o órgão responsável pelo equilíbrio. Na verdade, dar equilíbrio e a noção da posição do corpo no espaço não é tarefa simples. Para isso, o labirinto conta com o auxílio de coadjuvantes, como a visão, a propriocepção (sensores periféricos situados nas articulações) e o cerebelo (que rege a coordenação motora). A integração entre todos esses órgãos constitui o sistema vestibular e, da sua higidez, depende o nosso equilíbrio. As causas mais comuns de tonturas são originadas por problemas no labirinto. A doença em geral tem bom prognóstico, com terapêutica medicamentosa e comportamental por vezes longa porém muito eficaz.

Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do sono, Otorrino

Rio de Janeiro


Labirintite é um distúrbio do ouvido interno de várias origens. O paciente sente tonteira rotatória ( vertigem ), náusea, vômito, zumbidos e surdez. Estes sintomas podem durar segundos, horas e até dias. Podem ocorrer ao movimentar a cabeça ou em repouso. O diagnóstico depende do exame clínico, exames de audiometria, do equilíbrio ( Videonistagmografia ) e exames de sangue. O quadro pode ser agudo ou crônico. Podem ocorrer crises em todas as idades, desde a infância a idosos. O tratamento é com medicação, as vezes fisioterapia labiríntica e cirurgias otológicas. A cura depende da causa, estado de saúde e idade do paciente. No idoso causa quedas com traumatismos as vezes graves.

Humberto Camara Pimenta Soares

Otorrino

Divinópolis


Se este sentimento acontece muitas vezes, pode ser um sinal de um problema de equilíbrio. Problemas de equilíbrio pode fazer você se sentir frágil ou como se eu estivesse em movimento, girando ou flutuando e são uma importante causa de lesões relacionadas a quedas e fratura de quadril. Alguns problemas de equilíbrio são devido a problemas no ouvido interno, outros podem ser relacionadas com as diferentes partes do corpo, como o cérebro ou o coração. Envelhecimento, infecções, ferimentos na cabeça, certos medicamentos ou alterações no fluxo sanguíneo pode resultar em um problema de equilíbrio.

Enfermidades que podem cursar com vertigem, hipoacusia, plenitude auricular e zumbido. Possuem várias causas, cada uma com um tratamento específico. As causas podem ser idiomáticas, inflamatórias, infecciosas, traumáticas e etc. As modalidades de tratamento podem incluir orientações, medicamentos e cirurgias. As doenças relacionadas incluem vertigem postural paroxistica benigna, vertigem paroxistica benigna da infância, doenças do ouvido médio, enxaqueca, hidropisia endolinfática, doença de meniére, neuronite vestibular, tumores do ângulo ponto-cerebelar, acidente vascular encefálico, esclerose múltipla, vertigem de causa cervical, traumatismo crânio-encefálico, migrânea vestibular e etc.

Emidio Oliveira Teixeira

Otorrino

Januária


"Labirintite" é um termo utilizado pelo público leigo para designar qualquer problema relacionado à tontura, vertigem ou desequilíbrio. Assim, a possibilidade de diagnósticos é enorme. A principal arma do médico nessa investigação é a Anamnese, ou seja, uma história clínica rica e detalhada. Os exames complementares podem ajudar, e incluem: exames de sangue, Ressonância, Audiometria, Nistagmografia, Ultrassom, entre outros. Para o tratamento, podem ser utilizadas medicações, mudanças de estilo de vida e a reabilitação vestibular.

Henrique Penatti

Otorrino

Piracicaba


Embora seja um termo frequentemente utilizado por leigos para se referir a qualquer tipo de vertigem, a Labirintite é apenas uma das diversas doenças que cursam com tontura. Labirintite significa “inflamação do labirinto”. O diagnóstico consiste em exames para confirmar a hipótese e excluir outras doenças do labirinto que se apresentam com sinais e sintomas semelhantes. O tratamento para labirintite propriamente dita, deve ser feito com intuito de erradicar o agente causador.

Lucia Joffily

Medico do sono, Otorrino

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O termo "Labirintite" se tornou muito comum para todos aqueles que sentem Tontura. Sabemos, no entanto, que existem diversas causas de "Labirintite" (tontura). O Otorrinolaringologista é o médico mais habilitado para fazer a pesquisa dessas causas. Dentre todas as causas, a mais comum é a VPPB (Vertigem Posicional Paroxística Benigna). Ela ocorre enquanto os cristais do ouvido se deslocam (no ato de girar a cabeça para o lado esquerdo, direito, pra cima ou para baixo). É uma tontura de curta duração, bastando ficar em repouso por alguns segundos para os sintomas logo cessarem. Não há medicações para o tratamento da VPPB. O tratamento é por meio de manobras de reposicionamento dos cristais.

1- O que é e o que causa a Labirintite? Labirintite é uma afecção (inflamação ou infecção) que atinge o órgão responsável pelo equilíbrio, o labirinto. Dentre as principais causas temos: infecção viral, bacteriana, distúrbios emocionais, traumas físicos, uso indevido de drogas e medicamentos, alimentação incorreta, baixa de imunidade ou mesmo causas secundárias a outras patologias (otites, meningites, etc). Hoje em dia é prudente fazermos uma avaliação laboratorial destes pacientes, devido a tontura oriunda destes distúrbios se confundir com tonturas de causa labiríntica (tireoide, glicose, colesterol, tumores neurológicos).

Erroneamente confundida com um quadro de tontura geral, a Labirintite real (inflamação do ouvido interno) é uma doença de rara ocorrência. Isso quer dizer que muitos outros quadros podem causar a tontura e não ser uma Labirintite real. Por isso é de extrema importância que o paciente seja atendido por um profissional especializado, seja ouvido e faça exames específicos.

Guilherme Dias Rocha

Fonoaudiólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Labirintite?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.