Pterígio - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - pterígio

Encontre um especialista na sua cidade:
Alessandro Cláudio Cartocci

Alessandro Cláudio Cartocci

Oftalmologista

São Paulo

Thais Helena Moreira Passos

Thais Helena Moreira Passos

Oftalmologista

Campinas

Renata Candido Gonçalves Santiago

Renata Candido Gonçalves Santiago

Oftalmologista

São Paulo

Luiz Arthur Holland Baptista

Luiz Arthur Holland Baptista

Oftalmologista

São Paulo

Rodolfo Bonatti

Rodolfo Bonatti

Oftalmologista

São Paulo

PEDRO HENRIQUE LADEIA CRUZ

PEDRO HENRIQUE LADEIA CRUZ

Oftalmologista

Santa Luzia

Perguntas sobre Pterígio

Nossos especialistas responderam a 73 perguntas sobre Pterígio

Olá! Sim, você pode realizar as compressas geladas sobre as pálpebras fechadas. Muitas vezes, somente as compressas não melhoram o desconforto, e temos que associar colírios. É importante salientar…


O ideal em casos pós cirurgia é retornar com o mesmo médico que lhe acompanhou em seu tratamento.
A recidiva do pterígio (carne crescida) é sempre possível de acontecer, principalmente…


Há diversas formas de se operar pterígio, algumas com taxa de recorrência elevadas. A técnica mais utilizada atualmente é com transplante de conjuntiva (que é como uma pele do olho fininha e…

Especialistas falam sobre Pterígio

Pterígio é uma alteração da superfície ocular causada pela agressão de fatores externos como sol, poeira e vento ao longo dos anos. Essa agressão destroi as células limbicas corneanas permitindo que a conjuntiva cresça em cima da córnea. O tratamento cirúrgico consiste em remover o pterígio e realizar um trasplante limbo conjuntival com resultados muito satisfatórios.

Victor Marques De Alencar

Oftalmologista

Belo Horizonte


Conhecido como " pele" ou " carne" que cobre o olho. É o crescimento anormal da pele transparente geralmente em forma triangular. Mais comum em áreas de alta radiação ultravioleta, quentes, secas, com vento, ambientes poluídos e fumaça. Além de fatores hereditários. O tratamento depende do tamanho e dos sintomas que o pterígio causa. Podendo ser desde colírios até cirurgia. O ideal é sempre procurar seu oftalmologista para um tratamento personalizado

Lucia Asuncion Salazar Arce

Oftalmologista

Rio de Janeiro


O pterígio é uma degeneração da conjuntiva (a mucosa que recobre a parte branca do olho). Pode se apresentar de tamanho pequeno, mas quando cresce muito pode até mesmo distorcer o formato da córnea causando diminuição da visão principalmente quando ocluiu o eixo visual interferindo muito na visão. A cirurgia é realizada sob anestesia local e dura entre 15 a 30 minutos. Durante a cirurgia realiza-se o transplante conjuntival que diminui muito o risco do pterígio retornar. A técnica mais moderna é utilizar a cola biológica para não precisar de se utilizar pontos diminuindo o desconforto no pós-operatório. Os últimos estudos têm demonstrado que com uso da cola o risco de recidiva diminui.

Rodrigo Almeida

Oftalmologista

Belo Horizonte


Pterígio é por definição uma degeneração da conjuntiva que ocorre mais comumente em pessoas que têm exposição excessiva ao sol. O tratamento mais moderno é feito com auto-transplante de conjuntiva e cola Biologica. O procedimento cirúrgico é rápido e dura em torno de 15 a20 minutos. O paciente é orientado a usar colírio no pós-operatório . Deve evitar banho de mar ou piscina ,bem como esportes como velejar ou surf.

Arabella Chagas

Oftalmologista

Fortaleza


Doença bastante comum principalmente na Bahia devido a grande exposição solar que é um dos principais fatores de risco. Representa uma doença que caracteriza-se com ardor, queimação, vermelhidão associado a "pele" em olho. Alem de prejudicar a estética e dar bastante desconforto, quando o Pterígio fica grande ele abaixa a visão do paciente. Realizamos a cirurgia de exerese de pterígio e transplante de conjuntiva que representa a técnica padrão ouro para tratamento desta doença. Antigamente o retorno desta doença era grande apos a cirurgia porem com esta nova técnica cirúrgica o retorno da doença é muito pequeno possibilitando um tratamento excelente para os pacientes.

Rafael Leal

Oftalmologista

Ribeira Do Pombal


Cirurgia com anestesia local. O paciente faz o procedimento no centro cirurgico e já sai da clinica no mesmo período.

Rodrigo Franzoso Almeida De Andrade

Oftalmologista

Vargem Grande Do Sul


É um processo degenerativo da conjuntiva. O tratamento pode ser clínico ou cirúrgico. O cirúrgico é indicado tanto por razões estéticas ou por diminuição da acuidade visual. A técnica que tem demonstrado os melhores resultados atualmente, pela baixa incidência de recidivas, é a Exérese do Pterígio com Transplante Limbo-conjuntival usando cola biológica, em vez de dar pontos no local.O adesivo, chamado de cola biológica, proporciona melhor área de adesão, com melhor qualidade de cicatrização, mínima inflamação, conforto imediato ao paciente sem a necessidade de retirada de pontos no período pós-operatório, além do resultado estético muito agradável se comparados às suturas (pontos).

Renata Prado

Oftalmologista

Campinas


É um crescimento fibrovascular de tecido conjuntival degenerativo que invade a córnea e situa-se habitualmente ao longo do eixo horizontal da fenda palpebral. Fatores hereditários e a exposição crônica ao sol estão envolvidos na sua gênese. O quadro clínico é variável, desde ausência de sintomas até associação de vários deles: hiperemia, sensação de corpo estranho, lacrimejamento, coceira. Pode haver embaçamento pelo astigmatismo que causa ou, nos casos mais avançados, pelo comprometimento do eixo visual. O tratamento se faz com compressas frias e lubrificantes nos casos iniciais e, para os pterígios médios e grandes e/ou sintomáticos, pode ser feita a cirurgia.

Elisa Martins

Oftalmologista

Recife


Avaliação e indicação da remoção do pterígio - técnica de autotransplante conjuntival com uso de cola biológica. (Não necessita sutura com fio cirúrgico). Maior comodidade, mais rápida recuperação e menor taxa de recidiva.

Leonardo Diniz

Oftalmologista

Belo Horizonte


Degeneração da conjuntiva gerando um crescimento anormal invadindo a córnea. Numa linguagem mais popular é a (carne) que cresce e invade a parte central do olho, geralmente tornado-o vermelho.

Dr Thiago Lima

Oftalmologista

Fortaleza

Quais profissionais tratam Pterígio?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.