Catarata - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é a catarata?

A catarata é definida como a presença de opacidades no cristalino. A lente é uma estrutura do olho que funciona como uma lente, de modo que os raios de luz que  entram no foco do olho não vão diretamente para a  retina.

A catarata pode ocorrer em graus variados de opacidades leves que não alteram a visão até opacidade total do cristalino que reduz a visão para menos de 10%.

A freqüência de catarata aumenta com a idade, já que na maioria dos casos, a presença de uma lente de catarata reflete o envelhecimento, os chamados catarata senil. Em outras ocasiões, as cataratas podem já estar presentes no nascimento (catarata congênita) ou ocorrer em associação com determinadas doenças que afetam todo o corpo,por medicação, etc. Atualmente, as cataratas são a causa de cegueira reversível mais comum em países desenvolvidos.

Como a catarata se desenvolve?

A razão mais comum é a velhice. Conforme as pessoas envelhecem, o cristalino perde a sua transparência, o que significa redução da visão.

A catarata é mais comum:

  • Em pessoas com diabetes
  • Em pessoas que tomam corticosteróides (especialmente por longos períodos de tempo).
  • Em pessoas que sofreram grandes traumas no olho.
  • Em pessoas com inflamação ocular anterior.

Muito raramente as crianças nascem com catarata congênita. Todos os bebês são testados nos primeiros dias de vida para se certificar de que eles não têm catarata. A presença de um reflexo branco, iluminando  com uma lanterna deve suspeitar da presença de uma catarata, de modo que deve ser imediatamente explorado por um oftalmologista, que deverá, ao mesmo tempo, avaliar outras doenças do olho. Se a catarata congênita produzir uma redução significativa na visão em recém-nascidos, pode ser aproveitado um curto período de tempo para permitir o desenvolvimento adequado da visão em crianças.

Quais são os sintomas da catarata?

Basicamente elas produzem uma diminuição na quantidade de visão. Esta perda de visão costuma ser lenta e progressiva ao longo de meses ou mesmo anos.

  • O desenvolvimento de catarata, em princípio, faz com que o olho altere a sua graduação, tornando o paciente mais míope, por isso, enquanto a catarata evolui, você pode precisar de óculos para longe e mudar o grau da lente com mais freqüência do que o normal.
  • Outros sintomas comuns em pessoas com catarata são fotofobia (a luz incomoda mais do que o normal) e halos ao redor das luzes.
  • Catarata muito avançada pode causar inflamação e aumento da pressão intra-ocular no olho, causando até mesmo um ataque agudo de glaucoma com dor, vermelhidão e até mesmo náuseas e vômitos.
  • Catarata que afetam apenas um olho pode passar despercebida por muito tempo, já que o paciente ainda estava vivendo perfeitamente com o olho saudável.
  • As revisões anuais periódicas são essenciais para a saúde ocular adequada.

Que medidas podem ser tomadas para prevenir a catarata?

A catarata é normalmente parte do processo de envelhecimento, mas quem sofre de diabetes ou toma corticosteróides deve estar cientes dos riscos de desenvolver cataratas em uma idade adiantada.

Tem sido sugerido que a exposição excessiva à luz solar pode fazer uma pessoa mais suscetível a catarata, de modo que o uso de óculos de sol bom deve ser tida em conta quando expostos ao sol por períodos prolongados.

Como o médico faz o diagnóstico?

O aspecto mais importante das cataratas é a medida em que afeta a visão. O médico precisa de saber a medida em que o problema afeta sua vida e atividades diárias.

Ele irá realizar um exame oftalmológico completo que irá determinar o nível de visão, e examinar se o faseamento dos óculos está correto.  A pupila pode ser dilatada para explorar mais a lente e, ao mesmo tempo para examinar a retina e verificar se há quaisquer outras alterações que justificam a perda da visão.

Qualquer pessoa que sinta que sua visão está prejudicada ou que sofre de algum dos sintomas acima, deve consultar um oftalmologista para avaliar se a catarata deve ser operada.

Como é a catarata?

Não há gotas ou comprimidos para o tratamento da catarata. A única maneira de melhorar a visão é a remoção cirúrgica.

Quando pode operar a catarata?

Devido ao tipo de cirurgia  realizada nos últimos anos para tratar a catarata, oftalmologistas preferem esperar até que estas estejam muito avançados para a intervenção.

Com as atuais técnicas cirúrgicas é preferível intervir na catarata quando ela ainda não está muito desenvolvida, pois isso facilita o trabalho do oftalmologista, permitindo uma recuperação mais rápida no pós-operatório. Em geral, qualquer catarata que produz uma diminuição na visão de mais de 50% pode ser aproveitado.

Em qualquer caso, a indicação cirúrgica deve ser individualizada para as necessidades de cada paciente, e assim, as pessoas que têm a catarata não muito desenvolvida, mas que afeta a vida normal,pode ser operada mais cedo. Se você deseja continuar dirigindo e sua visão não é normal, então a intervenção cirúrgica será necessária para manter a licença.

O que faz a cirurgia de catarata?

A cirurgia é normalmente realizada com anestesia local (usando injeções em torno do olho ou gotas nela, permitindo a intervenção indolor, mas o paciente permanece acordado).

A anestesia geral pode ser pedida, mas não é comum e geralmente utilizada apenas em pacientes que não podem cooperar com o cirurgião durante a cirurgia.

Facoemulsificação

Atualmente a maioria das cataratas são removidas desta forma na Espanha. Faz-se uma pequena incisão no olho (aproximadamente 3 mm) através da qual você entra em um terminal de ultra-som usado para quebrar o núcleo da lente dentro do olho. Através da  mesma incisão uma lente dobrada é inserida e se desenrola dentro do olho. A incisão é feita de modo que no final da intervenção seja cicatrizada de forma espontânea e na maioria dos casos não é necessário dar pontos. O paciente  pode ir para casa poucas horas depois da  cirurgia.

Cirurgia extracapsular

A incisão feita no olho é maior do que na facoemulsificação. O núcleo do cristalino é removido intacto, sem o uso de ultra-som. Após a cirurgia a incisão deve ser fechada por vários pontos. A recuperação visual é mais lento com esta técnica do que com facoemulsificação. Cirurgia extracapsular é reservado para cataratas muito avançada.

O que acontece após a cirurgia?

Após a cirurgia deve ser dada gotas de antibiótico e anti-inflamatórios regularmente para três ou quatro semanas. O paciente será analisado por um oftalmologista várias vezes para monitorar o progresso e para tratar cedo todas as complicações que posssam acontecer.

Quais são os riscos da cirurgia?

Esta operação tem uma alta taxa de sucesso com uma elevada taxa de satisfação do paciente. Existem pequenos riscos de infecção (endoftalmite), hemorragia ou danos na retina que podem causar diminuição da visão ou até mesmo perda total do mesmo. Estima-se que estes graves problemas ocorrem em 1 em 2.000 pacientes.

No longo prazo, há o risco de que a cápsula que contém a lente intra-ocular no lugar possa se tornar nublada e causar uma redução gradual da visão. Esta pode ser tratada com laser YAG que torna limpo um buraco na cápsula atrás da lente. Este procedimento é realizado na clínica ou consultório. Gotas podem ser necessárias após a laser-inflamatória por uma semana.

Vai haver uma redução de atividades após a cirurgia?

Esta operação permite a recuperação rápida da visão e as atividades do paciente devem ser reduzidas ao mínimo. É geralmente recomendado a não nadar durante as primeiras seis semanas, já que há um risco aumentado de infecção. Além disso, é inconveniente levantar peso ou fazer exercício vigoroso no primeiro mês ou dois meses após a cirurgia.

Após a operação os pacientes podem experimentar dificuldades na leitura, pois a lente que é inserida dentro do olho é classificada para visão à distância. Após a cirurgia o paciente vai precisar de óculos de leitura. Atualmente LIOs estão sendo desenvolvidos que permitem a visão para longe e perto corretamente, tentando, na medida do possível, aproximar-se da função ocular normal.

Especialistas em catarata

Encontre um especialista em Catarata na sua cidade:
Fernanda Tavares dos Reis

Fernanda Tavares dos Reis

Oftalmologista

Pelotas

Catarina Ventura

Catarina Ventura

Oftalmologista

Recife

Marcus Vinicius Abbud Safady

Marcus Vinicius Abbud Safady

Oftalmologista

Rio de Janeiro

Tatiana Brito

Tatiana Brito

Oftalmologista

Goiânia

Gilberto Vianna Sanches Junior

Gilberto Vianna Sanches Junior

Oftalmologista

Belo Horizonte

Débora Pinheiro Silva Milhomens

Débora Pinheiro Silva Milhomens

Oftalmologista

Belo Horizonte

Perguntas sobre Catarata

Nossos especialistas responderam a 85 perguntas sobre Catarata

Dr. Rodrigo Faeda Dalto
Dr. Rodrigo Faeda Dalto
Oftalmologista
São Luís
Um olho operado é mais sensível do que um olho não operado. Principalmente nos primeiros meses.
Sobre essa pele branca: precisa passar por avaliação, difícil dizer assim.
Fique tranquila,…
1 respostas

Dr. Rodrigo Faeda Dalto
Dr. Rodrigo Faeda Dalto
Oftalmologista
São Luís
Com 5 dias de cirurgia ainda é esperado que haja flutuação da qualidade da visão.
Se piorar, procure seu médico para checar se está tudo bem.
1 respostas

Boa tarde. Miiodopsias, o nome destes pontos pretos móveis, podem ocorrer em qualquer pessoa, principalmente após cirurgia da catarata, e devem se sempre avaliados com mapeamento de retina, preferencialmente…
3 respostas

Especialistas falam sobre Catarata

Catarata consiste na opacidade total ou parcial do cristalino, lente natural do globo ocular, que é responsável pela focalização da visão para perto e para longe. É a diminuição progressiva da visão, podendo ser congênita ou adquirida (que é a forma mais frequente da doença). Os sintomas mais frequentes da catarata são: diminuição da acuidade visual, sensação de visão “nublada ou enevoada”, sensibilidade maior à luz, alteração da visão de cores e mudança frequente da refração.

Ana Elisa Coimbra

Oftalmologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O termo “catarata” é dado para qualquer tipo de perda de transparência do cristalino, lente situada atrás da íris, seja ela congênita ou adquirida, independente de causar ou não prejuízos à visão. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a catarata é responsável por 47,8% dos casos de cegueira no mundo, acometendo principalmente a população idosa. A cirurgia da catarata consiste da remoção do cristalino opaco e sua substituição por uma prótese transparente (lente intraocular) para possibilitar melhor passagem dos estímulos luminosos para o interior do olho, é feita com anestesia local e é denominada facectomia com implante de lente intraocular.

A opacificação do cristalino em função da idade é o que chamamos de catarata. Na cirurgia de catarata retiramos o cristalino e colocamos em seu lugar uma lente intra-ocular . Atualmente as lentes intra-ocular premium podem nos dar uma visão de longe e também de perto (corrige a Presbiopia), além de também corrigir o astigmatismo corneano. Também hoje começa a se usar laser na cirurgia de catarata.

Fernando Luis Mutton

Oftalmologista

Sorocaba


A catarata é considerada a maior causa de cegueira reversível em adulto. Há 30 anos atrás o procedimento baseava-se na remoção do cristalino e o uso de óculos de alto grau. Aguardava-se que a catarata ficasse madura. Hoje, com implantes e mudança das técnicas, opera-se precocemente,a partir dos primeiros sintomas, evitando-se complicações decorrentes da doença, como o glaucoma secundário. Faça sua avaliação semestral de controle.

Fernando Ponce Sant Anna

Oftalmologista

São Paulo


Catarata é a opacificação do cristalino,que é uma lente natural que temos em nossos olhos.Na cirurgia de catarata que é chamada de facectomia,o cristalino é substituído por uma lente intraocular artificial transparente.Dependendo da lente que é colocada ela já pode,além de eliminar a catarata,corrigir o grau do paciente.Hoje a técnica cirúrgica mais usada é chamada de facoemulsificação,rápida,feita com anestesia local e sedação leve e com pós operatório geralmente indolor.Cirurgia segura e com poucos riscos se realizada por um bom cirurgião e com bons equipamentos.

A cura da catarata só é possível por meio de cirurgia. Avanços técnicos tornam esse procedimento cada vez mais rápido (a operação dura entre 15 e 30 minutos) e seguro, com sucesso na maioria dos casos. A operação é realizada com anestesia local e consiste na substituição do cristalino por uma lente artificial, feita sob medida e de acordo com os dados colhidos no olho de cada paciente. O paciente vai para casa no mesmo dia. Nos dias seguintes, o paciente deve aplicar os colírios receitados pelo médico. Caso a catarata esteja presente também no outro olho, geralmente se opera esse segundo olho com uma semana.

A catarata é definida como qualquer opacificação do cristalino que atrapalhe a entrada de luz nos olhos, acarretando diminuição da visão. As alterações podem levar desde pequenas distorções visuais até a cegueira.Inúmeros fatores de risco podem provocar ou acelerar o aparecimento de catarata. A correção pode ser feita com a cirurgia tradicional utilizando ultrassom (facoemulsificação) ou com laser de femtossegundo, onde não são utilizados bisturis para a cirurgia. A presença da catarata pode ser uma ótima oportunidade para se livrar dos óculos. O implante de lentes especiais como as trifocais, permite a correção da visão para longe, meia distância e perto, eliminando a necessidade de óculos.

Marco Antonio De Castro Olyntho Jr.

Oftalmologista

São José do Rio Preto

Agendar uma visita

Catarata é a opacificação do cristalino, uma estrutura normalmente transparente que se parece com uma lente e que se localiza dentro do olho. A catarata aparece naturalmente nas pessoas com idade acima dos 55 anos, mas pode ocorrer em recém-nascidos, pessoas diabéticas, pessoas tratadas com certos medicamentos como a cortisona, traumas oculares e outras situações. A catarata senil faz parte do envelhecimento do cristalino. Apenas a proteção dos olhos contra raios solares através de lentes fotocromáticas (óculos escuro) podem postergar a catarata. Na cirurgia da catarata remove-se o cristalino opaco através da técnica de faco-emulsificação ( FACO ) e  implanta a lente intra-ocular.

Renato Garcia

Oftalmologista

São Paulo

Agendar uma visita

O que é? A visão depende da entrada de raios luminosos ao olho, que atravessam as diversas estruturas oculares até alcançarem a retina. Uma dessas estruturas a serem atravessadas é o cristalino, lente natural do olho humano. Com o envelhecimento, ocorre a perda de transparência do cristalino, e os raios luminosos não conseguem mais atingir a retina da mesma forma, o que dificulta cada vez mais a visão para longe. Causas da Catarata A idade é o principal fator de risco. Outros fatores e doenças podem ser também estar associados ao desenvolvimento de catarata, como diabetes, tabagismo e uso de certas medicações como os corticoesteróides. Sintomas turvação ou embaçamento visual, piora da visão.

Na Cirurgia de Catarata, utilizamos a técnica de Facoemulsificação, em que fazemos pequenas incisões e aspiramos o cristalino. Na sequência, introduzimos uma lente de acrílico, dobrável, que permitirá ao paciente uma diminuição do grau e eventual independência dos óculos, dependendo do tipo de lente escolhida. Realizada em poucos minutos, tem um pós-operatório tranquilo e confortável, sem a necessidade de afastamento das atividades diárias que não exigem esforço físico. Utilizando anestesia com colírios e sedação, o paciente sai enxergando sem a necessidade de uso de tampão.

Fernando Zeitounian

Oftalmologista

São Paulo


A cirurgia de catarata atualmente e realizada a laser com a introducao de uma lente dobravel com pequena incisao, sem ponto. A anestesia e feita com coliro e de forma geral e um procedimento rapido que nao requer internacao.

Catarata é a opacificação da lente natural do olho. O sintoma principal é a diminuição da visão. Não há tratamento clínico para a catarata, só cirúrgico. O que atualmente diferencia as cirurgias de catarata são: 1. técnica a ser utilizada e 2. tipo da lente intraocular a ser implantada. A técnica com a qual será realizada a cirurgia pode ser manual (bisturi) ou a laser (técnica mais precisa e moderna). Faz parte da cirurgia de catarata a remoção da catarata e o implante de lente intraocular. Essa lente a ser implantada pode corrigir só o grau de longe, ou só o grau de longe e o astigmatismo e a mais moderna o grau de longe, perto e astigmatismo numa lente só (independência dos óculos).

Ana Paula Canto

Oftalmologista

Curitiba

Agendar uma visita

Entenda o que é catarata, seus principais sintomas e o método de tratamento mais seguro e eficaz para ter de volta uma visão perfeita, com mais independência e qualidade de vida.

Flavio Sartori Junior

Oftalmologista

Cosmópolis


É a opacificação do cristalino, a lente do nosso olho, que ajusta o foco. A causa mais comum é a senilidade, mas algumas doenças nos olhos ou sistêmicas, e traumas podem ser a causa. Seu tratamento é somente cirúrgico, mas é eficaz, seguro, indolor, geralmente com anestesia tópica. É a maior causa de cegueira reversível no mundo. Com larga experiência, desde 2005, com uma média de 350 cataratas/ano, Dr Daniel opera nos melhores centros cirúrgicos, com resultados constantes, aprimorando a visão de seus pacientes, usando as melhores próteses oculares, corrigindo junto com a catarata a miopia/hipermetropia/astigmatismo/presbiopia, diminuindo ou até eliminando a dependência de óculos.

A cirurgia da catarata é a substituição do cristalino por uma lente intraocular. É a cirurgia mais realizada no mundo (3 milhões são realizadas anualmente nos EUA). Avanços recentes na técnica e nas lentes a tornaram cada vez mais rápida e segura. É possível fazer essa cirurgia com anestesia de colírio, sem injeções próximas ao olho. Pode ser indicada de maneira mais precoce para pacientes que possuem graus mais elevados e desejam a correção conjunta da catarata e do grau. As lentes trifocais e de foco expandido aumentaram a independência dos óculos com grande qualidade visual para pacientes com catarata.

Glauco Henrique Reggiani Mello

Oftalmologista

Curitiba


Cirurgia de catarata com técnica minimamente invasiva, com implante de lente intraocular torica, asférica e multifocais.

Christian Wang

Oftalmologista

São Paulo


A Catarata é uma doença ocular caracterizada pela opacificação do cristalino, lente natural do olho responsável pela focalização da luz sobre a retina. Quando o cristalino se torna opaco, a luz não chega à retina de maneira adequada, o que prejudica a qualidade da visão. Com o passar do tempo, a catarata pode se agravar reduzindo muito a visão do paciente. Embora ainda seja assunto para discussão, estudos científicos apontam os seguintes fatores de risco para o desenvolvimento de catarata: envelhecimento, diabetes, tabagismo, uso de medicamentos com corticóides, exposição aos raios UVB, entre outros. Vale frisar que o tratamento da catarata é exclusivamente cirúrgico.

Dr. Tiago Prata

Oftalmologista

São Paulo

Agendar uma visita

A catarata é a opacificação do cristalino do olho que irá ocorrer em todas as pessoas com o avançar da idade. A cirurgia de catarata consiste na remoção do cristalino opacificação (lente natural do olho) por uma lente artificial que devolve a transparência dos meios ópticos. Essa remoção permite ao paciente a possibilidade de enxergar com novamente nitidez. Acima foi descrito a catarata senil que é a forma mais comum de catarata e se desenvolve com a idade. Existem outros tipos de catarata como a infantil, metabólica e traumática que ocorrem por outros motivos.

A catarata é uma lesão ocular que atinge e torna opaco o cristalino (lente situada atrás da íris cuja transparência permite que os raios de luz o atravessem e alcancem a retina para formar a imagem), o que compromete a visão. A evolução costuma ser lenta, e a doença pode afetar primeiro um dos olhos e só mais tarde o outro. O único tratamento para catarata é o cirúrgico. O cristalino pode ser retirado inteiro ou por uma técnica chamada facoemulsificação (um aparelho tritura e aspira o cristalino). Essa técnica oferece a vantagem de exigir corte menor e, em geral, sem suturas. A cirurgia da catarata exige cuidados pós-operatórios como qualquer outra intervenção cirúrgica.

Flávio Cesário

Oftalmologista, Otorrino

Macaé

Agendar uma visita

A catarata é o envelhecimento do Cristalino, uma lente transparente dentro do olho que fica opaca/turva com o passar da idade ou outros fatores como trauma, medicamentos e doenças como o diabetes. Apesar de não existir cirurgia sem risco, hoje a cirurgia de catarata é extremamente segura quando realizada por um cirurgião experiente ( ja realizei e participei de mais de 5 mil cirurgias de catarata), utilizando de técnicas modernas ( Estudei em grandes instituições dentro (USP - Universidade de São Paulo) e fora do pais (Universidade de Coimbra - Portugal) indo anualmente a congressos dentro e fora do pais, e utilizando o que há de mais moderno na cirurgia de catarata(Laser e Lentes Premium)

A catarata é definida como qualquer opacificação do cristalino que atrapalhe a entrada de luz nos olhos, acarretando diminuição da visão. As alterações podem levar desde pequenas distorções visuais até a cegueira. Inúmeros fatores de risco podem provocar ou acelerar o aparecimento de catarata, incluindo medicamentos (esteroides), substâncias tóxicas (nicotina), doenças metabólicas (diabetes mellitus, galactosemia, hipocalcemia, hipertiroidismo, doenças renais), trauma, radiações (UV, Raio X e outras), doença ocular (alta miopia, uveíte, pseudoexfoliação), cirurgia intraocular prévia (fístula antiglaucomatosa, vitrectomia posterior), infecção durante a gravidez (toxoplasmose, rubéola) e fator.

Caio Regatieri

Oftalmologista

São Paulo

Agendar uma visita

A catarata é a opacidade do cristalino, lente natural dos olhos, que causa a perda progressiva da visão. É a principal causa de cegueira. Muito comum no idoso. Os sintomas são de dificuldade para enxergar, diminuição da visão de cores e de profundidade. O único tratamento eficaz para a catarata é a cirurgia para substituição do cristalino por uma lente intraocular. A cirurgia de catarata com implante de lente é segura e permite uma rápida recuperação. Há também a possibilidade de correção de miopia, hipermetropia e astigmatismo durante a cirurgia de catarata. Em geral, a cirurgia tem duração de poucos minutos e é realizada sob anestesia local. O paciente retorna para casa no mesmo dia.

Fernando Martins De Oliveira

Oftalmologista

São Caetano do Sul

Agendar uma visita

A catarata é definida como opacificação do cristalino, lente natural do olho, que leva redução da visão. Na grande maioria dos casos, seu aparecimento é gradual, mais comum a partir dos 50 anos, sendo o principal sintoma o embaçamento progressivo da visão. Outras causas comuns de catarata são trauma ocular e uveíte (inflamação intraocular), além da catarata congênita (presente logo ao nascimento). Independente do tipo de catarata o tratamento é sempre cirurgico, eletivo (sem caráter de urgência), não existindo até o momento nenhuma medicação disponível no mercado que regrida a catarata ou melhore a visão desses pacientes.

Oferecemos a técnica moderna da cirurgia de catarata com anestesia tópica e sedação, pequena incisão de apenas 2 mm. e os mais modernos aparelhos para o planejamento e realização das cirurgias, assim temos resultados mais precisos e seguros. Possibilidade do tratamento da catarata juntamente com a miopia/hipermetropia/astigmatismo e presbiopia. Mesmo que tenha usado óculos ou lentes de contato na maior parte de sua vida, há a possibilidade de diminuir a dependência ou mesmo ficar independente de seu uso. Qualidade de visão é qualidade de vida. Cuide-se.

Michel Rubin

Oftalmologista

Curitiba


A Catarata é uma doença degenerativa que afeta normalmente as pessoas acima dos 60 anos. A melhor forma de prevenção é a implementação de hábitos de vida saudáveis, não fumar, evitar exposição solar e dieta balanceada. O tratamento é cirúrgico e tem evoluído muito nos últimos anos. Hoje fazemos a cirurgia através do laser de femtossegundo que é o que há de mais moderno no mundo. É necessário implantar no momento da cirurgia uma lente intraocular, para compensar a retirarda da catarata. Trabalhamos com as mais modernas lentes disponíveis no mercado mundial: Monofocais, Tóricas, Trifocais , Bifocais, Foco Extendido; para diminuir a dependência ou a necessidade de óculos no pós operatóri.

Rodrigo Paolini

Oftalmologista

Goiânia

Agendar uma visita

Catarata é uma opacidade parcial ou total do cristalino. O cristalino é uma lente biconvexa natural do olho localizado atrás da pupila. Ele colabora na convergência dos raios luminosos para formação da imagem na retina, portanto qualquer alteração na sua constituição afeta a visão nítida. A causa mais comum de catarata é a senil, ou seja, o envelhecimento natural do cristalino ao longo da vida. Existe também a catarata congênita, na qual o bebê já nasce com catarata (forma mais rara) e causas secundárias como o uso crônico de corticoide, doenças metabólicas, diabetes, uveítes (inflamação intra-ocular), trauma e exposição excessiva à radiação ultravioleta.

Catarata é o envelhecimento natural do cristalino, muito comum em pessoas com mais de 55 anos. Causa queda progressiva da visão, levando uma sensação de "névoa branca na vista". O tratamento da catarata é cirúrgico com um implante de uma lente intra-ocular (um procedimento com anestesia local, que dura cerca de 20 minutos). Faz-se necessário a escolha de uma lente de qualidade para melhores resultados. Logo após a cirurgia o paciente vai pra casa, com orientação de usar colírios e ficar em repouso, retornando no dia seguinte da cirurgia para avaliação. Em seguida, será avaliado de acordo com a necessidade

Catarata é uma doença ocular que é geralmente causada pelo envelhecimento, tornando o cristalino, elemento que é originalmente translúcido (transparente), turvo, devido ao processo natural de degeneração. Além de ser extremamente comum em indivíduos que já ultrapassaram os 60 anos, a catarata também é a principal causa de cegueira no planeta, uma vez que é responsável por cerca de 47,8% dos casos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). No entanto, é preciso ressaltar que essa doença possui tratamento cirúrgico com grandes chances de cura. Cirurgia esta, que consiste em "retirar" a catarata e colocar uma lente em seu lugar, as Lentes Intraoculares.

Marcelo Limongi

Oftalmologista

Goiânia

Agendar uma visita

Novas tecnologias surgem a cada minuto no mundo, e no tratamento cirúrgico da catarata não é diferente, por isso ficamos o mais atualizado possível nas novas técnicas e implantes. A tal ponto de corrigir praticamente todo o grau, e praticamente eliminar a necessidade do uso de óculos no pós operatório. Além de possibilitar cirurgias extremamente rápidas e com índices de complicações próximos a zero.

Felipe Cortizas Ré Martins

Oftalmologista

São Caetano do Sul


Catarata é uma doença muito prevalente e uma das principais causas de baixa acuidade visual acima de 60 anos de idade. Atualmente com o avanço das técnicas cirúrgicas e das lentes intra-oculares premium, a cirurgia além de terapêutica ela é refrativa ou seja, conseguimos corrigir graus de óculos também (incluindo astigmatismo e presbiopia). A cirurgia é indolor e é feito sob sedação e a recuperação costuma ser rápida e utilizamos somente colírio no pós operatório.

Alexandre Misawa

Oftalmologista

São Paulo

Agendar uma visita

A catarata consiste no cristalino opacificado. O cristalino é uma lente natural e transparente do nosso olho. A opacificação pode acontecer como consequência a traumas, inflamações ou, mais comumente, idade avançada. O único tratamento disponível no momento é a substituição do cristalino por uma nova lente, procedimento chamado de facectomia com implante de lente intraocular. É uma cirurgia eficiente e com rápida recuperação.

Mariana Soares Da Conceição

Oftalmologista

Rio de Janeiro


Catarata é a opacificação do cristalino do olho que causa diminuição da capacidade visual. Pode afetar um ou ambos os olhos e é frequente desenvolver-se lentamente. Os sintomas podem incluir visão desfocada para longe e/ou perto, diminuição de sensibilidade às cores, halos à volta das luzes, dificuldade em observar luzes brilhantes e dificuldade em ver durante a noite. Tratamento cirurgico com realizacao da retirada do cristalino opacificado com implante de lente ontra-ocular, deve ser indicada quando há prejuizo das atividades diárias. O tipo de lente implantada deve ser individualizada para cada caso.

Rosane Corrêa

Oftalmologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Catarata é a opacidade de cristalino ( também chamada de lente natural do olho). Hoje a moderna cirurgia de catarata é realizada com o femtolaser. O laser permite maior precisão à cirurgia quando comparado à técnica manual. Os resultados pós operatórios são excelentes. O Instituto de Olhos Dr Rogério Horta conta com o laser LenSx e o sistema Verion de imagem guiada para realização da cirurgia de catarata. Os planos de saúde ainda não cobrem essa tecnologia.

Rogerio Horta

Oftalmologista

Rio de Janeiro


A catarata é uma doença que afeta o cristalino, a lente natural do olho, levando à sua opacidade e causando baixa visual. Pode acometer todas as idades sendo mais frequente > 60 anos. Quando o recém-nascido é diagnosticado com catarata (teste do olhinho por. ex - catarata congênita), essa deve ser operada o mais rápido possível com a finalidade de promover o desenvolvimento da visão. Já a catarata do adulto, pode ocorrer devido ao envelhecimento (degeneração da lente ocular), doenças como o diabetes, trauma e uso de medicamentos como corticóides. A principal indicação de cirurgia ocorre quando a qualidade de visão é afetada.

Catarata é a opacificação do cristalino, lente natural intraocular que tem como função ajudar a focalizar a imagem na retina. Existem várias condições que podem causar a catarata, mas a mais comum é mesmo o envelhecimento. O único tratamento é a cirurgia que, além de remover a catarata, permite o implante de uma lente artificial dentro do olho que tende a "zerar" o grau dos óculos. Hoje em dia a cirurgia é segura e novas tecnologias de lentes surgem anualmente para se adequar às pessoas mais exigentes com a visão.

Luiz Roisman

Oftalmologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Com o tempo, uma das lentes do olho humano perde eficiência e fica opaca, deixando a visão embaçada. Os principais fatores de risco para aparecimento da catarata, alem da idade, são: tabagismo, uso de corticóides, cirurgias oculares prévias e traumas oculares. O único tratamento existente hoje é a remoção cirúrgica da lente opacificada e sua substituição por um implante transparente intra-ocular, que pode ser monofocal ou multifocal, dependendo da vontade do paciente, de seu estilo de vida e de suas características anatômicas.

Fabio Adams

Oftalmologista

São Paulo


Doença bastante comum que acomete principalmente pacientes com idade pouco avançada, com historia de trauma ocular, uso de corticoide ou outros fatores. Fazemos o tratamento cirúrgico com a técnica de Facoemulsificação do cristalino com lente intraocular dobrável, geralmente sem pontos e com recuperação rápida da visão. Este é o padrão ouro para esta cirurgia.

Rafael Leal

Oftalmologista

Ribeira Do Pombal


Procuro uma abordagem que auxilia o paciente a planejar a melhor data para realizar a cirurgia de catarata: Pensando em questão social, familiar, gravidade da catarata, escolha do tipo de cirurgia mais indicado (Laser ou convencional) e a lente correta a ser adaptada ( Premium, Tórica, Asférica, dobrável). Tudo realizado com o intuito da participação do paciente consciente das escolhas, e da forma mais humana possível.

Você sabe o que é a catarata e por que ela acontece? A catarata é uma patologia ocular que acontece pela opacificação da lente natural dos olhos, os cristalino. Esse processo acontece naturalmente com o tempo mas pode ser precipitado por traumas oculares, cirurgias oculares, inflamações e infecções oculares, diabetes, uso de corticóides por longos períodos ou mesmo ser congênita ( quando o paciente já nasce com a catarata ). Os sintomas normalmente são gradativos e mais perceptíveis em estágios de intermediário a avançado da doença: visão embaçada ou esfumaçada, dificuldade para dirigir a noite, aumento progressivo do grau dos óculos, perda de nitidez das cores entre outros.

Jose Henrique Casemiro

Oftalmologista

Cascavel


O tipo mais comum de catarata é a decorrente do envelhecimento. Seu tratamento é cirúrgico, devendo ser indicado quando há prejuízo da visão. Na cirurgia é retirado o cristalino (lente do olho) opaco, que é substituído por uma lente transparente que ficará dentro do globo ocular permanentemente. Existem diferentes tipos de lentes e, a decisão de qual tipo escolher, deve ser individualmente pensada para cada caso, em uma conversa clara entre médico e paciente.

Juliana Pereira Vieira

Oftalmologista

Santo André


Consiste em qualquer opacidade da lente natural interna dos olhos chamada cristalino. Resulta em piora na qualidade visual principalmente pela perda da sensibilidade ao contraste. O tratamento é através da cirurgia de facoemulsificação com implante de lente onde se remove o cristalino através de uma micro-incisão e se faz um implante de uma lente em seu lugar. A cirurgia oferece a oportunidade do implante de lentes chamadas Premium com capacidade de correção do astigmatismo corneano a da visão para perto.

Afrânio Carvalho

Oftalmologista

Belo Horizonte

Agendar uma visita

É a opacificação do cristalino, lente do olho que fica atrás da íris, levando a perda progressiva da visão. A cirurgia para correção da catarata apresenta alta taxa de sucesso com importante melhora na qualidade visual e ainda possibilita a correção do grau e retirada dos óculos.

Guilherme Gubert Müller

Oftalmologista

Curitiba


Cirurgia de substituição da lente natural opacificada por uma artificial dobrável, com anestesia tópica (cólirio). Já sai da clinica no mesmo período do procedimento.

Rodrigo Franzoso Almeida De Andrade

Oftalmologista

Vargem Grande Do Sul


A catarata é uma opacidade da nossa lente intraocular natural, o cristalino, e uma das principais causas de cegueira reversível no mundo moderno. Na maioria dos casos este problema é decorrente da idade avançada, podendo ocorrer por diversos outros fatores como: traumas, infecções, alterações metabólicas, congênita e etc. A cirurgia de extração da catarata (facectomia), ainda hoje é uma das principais ferramentas para o tratamento desta importante causa de baixa acuidade visual. O avanço no desenho, material e tecnologia das lentes intraoculares possibilita, em muitos casos, a total recuperação da acuidade visual do paciente.

Nosso olho apresenta duas lentes fundamentais para a focalização da imagem em nossa retina. São elas: a Córnea e o Cristalino. A Catarata é o termo médico dado para o embaçamento da lente Cristalino. O principal sintoma é visão fraca, e que não melhora nem com uso de óculos. Catarata tem cura e o tratamento é realizado por meio de cirurgia. Consiste em aspirar a catarata com um aparelho semelhante a uma caneta, através de uma microincisão, e introduzir uma lente nova e transparente no lugar em que estava a catarata. Atualmente, além de tratar a catarata, é possível realizar a correção do grau na própria cirurgia, com implante de lentes especiais, e assim reduzir a dependência dos óculos.

Ruy Rafael Fernandes Miorim

Oftalmologista

Porto Alegre


• O que é catarata? É uma opacidade parcial ou total do cristalino, lente natural do olho localizado atrás da pupila. Ele colabora para a formação da imagem na retina, portanto qualquer alteração na sua constituição poderá comprometer a nitidez visual. • Quais são as causas? A causa mais comum é a senil, ou seja, o envelhecimento natural do cristalino ao longo da vida, mas existem outras etiologias. • Quais são os sintomas? A perda visual progressiva para perto e para longe, unilateral ou bilateral, afetando inclusive a qualidade visual (ex. visão de cores e etc). • Como faço o diagnóstico? Pelo oftalmologista em avaliação clínica. • Qual o tratamento? Somente através de cirurgia.

Marcelo Leão

Oftalmologista

São Luís


Catarata é a opacificação da lente natural do olho, o Cristalino. Com a idade o cristalino vai perdendo sua transparência, gerando queda importante da acuidade visual, sendo a única alternativa de tratamento a cirurgia para sua remoção.

Claudio Picosse

Oftalmologista

Uberlândia

Agendar uma visita

Processo natural de envelhecimento do cristalino. Há normalmente turvação visual e dificuldade com a claridade.

Gabriela Gouvêa Lopes

Oftalmologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Catarata é a perda da transparência natural do cristalino, que vai ficando progressivamente mais opaco. Pode acontecer naturalmente com a idade ou ser acelerado por fatores como: traumas, diabetes, doenças reumatológicas, uso de medicações com corticoides etc. O tratamento é a cirurgia, na qual o cristalino natural é substituído por um artificial transparente. Muitas vezes durante a cirurgia é possível corrigir o grau do paciente (miopia, hipermetropia, astigmatismo). Em geral não é necessário internamento para a cirurgia.

Aline Barros Torres De Oliveira

Oftalmologista

Recife


A catarata é definida como qualquer opacificação do cristalino (lente natural do olho) que atrapalhe a entrada de luz nos olhos, causando diminuição da visão. Os sintomas podem variar desde pequenas distorções visuais até a cegueira. Vários fatores de risco podem provocar ou acelerar o aparecimento de catarata, incluindo medicamentos, substâncias tóxicas, doenças metabólicas, trauma, radiações, doença ocular , cirurgia intraocular prévia infecção durante a gravidez (toxoplasmose, rubéola) e fatores nutricionais.

A catarata , uma das doenças mais comuns da atualidade, que geralmente acomete as pessoas de mais idade, nos dias atuais possui um tratamento cirúrgico , rápido ,indolor , com uma recuperação ótima da visão, e é bem segura.

Cláudio Guastelli

Oftalmologista

São Paulo

Agendar uma visita

A catarata é patologia dos olhos que consiste na opacidade parcial ou total do cristalino. É a maior causa de cegueira tratável em países em desenvolvimento. Pode ser congênita ou adquirida por vários fatores, como trauma, idade, Diabetes, Inflamações, medicamentos, etc... Em geral nota-se embaçamento visual progressivo. O tratamento da catarata, consiste na facoemulsificação do cristalino e posterior implante de uma lente intra-ocular, com incisões muito pequenas, entre 2 e 3 milímetros, o que dispensa a necessidade de sutura e possibilitando assim, que o paciente seja submetido à cirurgia de catarata com anestesia tópica (apenas colírios), o que permite uma mais rápida recuperação.

A catarata é uma doença caracterizada pelo comprometimento do cristalino do olho o que leva à perda progressiva da visão e pode acontecer ao longo da vida ou logo ao nascimento, sendo denominada catarata congênita. A principal causa dessa doença é o envelhecimento do cristalino, por isso que é muito frequente na população idosa, porém pode ser causada por fatores secundários, como diabetes, uso indiscriminado de colírios ou medicamentos com corticoides, pancadas, infecção ocular e tabagismo. A catarata tem cura, porém a cirurgia deve ser realizada assim que for feito o diagnóstico para evitar comprometimento total da visão.

O que é Catarata? A catarata é o nome dado para a opacificação do Cristalino. Geralmente, está relacionado ao processo de envelhecimento do olho e, por isso, é mais comum em pessoas acima de 60 anos. Quais são os tipos de catarata? A catarata pode acometer qualquer faixa etária. Existem diversos tipos de catarata: traumática, infantil, congênita, senil, relacionada ou uso de medicamentos e colírios, diabética etc. A catarata mais comum é a catarata senil que acomete indivíduos, em geral, acima dos 60 anos. Está relacionada ao envelhecimento,estilo de vida e fatores genéticos. Como sei que tenho catarata (Sintomas)? O sintoma mais comum é a diminuição da visão.

Catarata é uma doença muito frequente no consultório, mais comum em pacientes apos 60 anos. A queixa mais comum, embaçamento progressivo da visão, e piora na qualidade das cores (cores mais apagadas). De acordo com as queixas do paciente a indicação é cirúrgica ou apenas conservador.

Jhony De Polo

Oftalmologista

Curitiba

Agendar uma visita

A catarata nada mais é que o envelhecimento normal do cristalino do nosso olho, portanto Todos que chegarem após os 55 tem ou terão catarata. Você sabia que ela é a principal causa de cegueira Evitável no mundo? Segundo a OMS, 17% de pessoas saudáveis aos 55 anos apresentam indicação de cirurgia de catarata, 50% aos 65 anos 80% 70 anos. Segue abaixo 5 motivos pelos quais você deve procurar um especialista em catarata após os 55 anos, o quanto antes: 1-Facilidade em avaliar o momento certo da cirurgia; 2-Cirurgias em cataratas iniciais a moderadas, apresentam menos risco de complicação; 3-Recuperação rápida; 4-Menor tempo de cirurgia; 5-Possibilidade de correção de grau

Catarata é a opacificação de uma estrutura do olho chamada cristalino, que é uma lente intraocular natural localizada atrás da pupila. O cristalino é responsável por ajudar a focalizar na retina o que enxergamos a nossa volta. E para que isso ocorra, ele precisa ser transparente. Porém, devido diversas causas - como o envelhecimento (causa mais comum), diabetes, exposição solar prolongada, uso de medicações corticóides, tabagismo, alcoolismo - o cristalino pode se tornar opaco, se transformando em Catarata. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a Catarata é responsável por metade dos casos de cegueira do mundo. Por sorte, se trata de um tipo de cegueira passível de tratamento (cirurgia).

Dr. Hugo Araki

Oftalmologista

Maringá

Agendar uma visita

Consiste na opacificação da lente natural do olho, geralmente acontece por volta dos 60 anos, causando um diminuição progressiva da visão. A cirurgia para correção desta doença consiste na substituição desta lente natural por uma artificial, promovendo uma ótima qualidade de visão.

Dr Thiago Lima

Oftalmologista

Fortaleza

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Catarata?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.