Retardo do crescimento fetal - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - retardo do crescimento fetal

Encontre um especialista na sua cidade:
Julia Freitas

Julia Freitas

Ginecologista

Rio de Janeiro

Egberto Ezequiel de Moura

Egberto Ezequiel de Moura

Endocrinologista pediátrico, Pediatra

Natal

Ana Paula Bordallo

Ana Paula Bordallo

Pediatra

Rio de Janeiro

Thiago Artioli

Thiago Artioli

Endocrinologista pediátrico

São Paulo

Ana Luiza Pessoa

Ana Luiza Pessoa

Endocrinologista pediátrico

Recife

Mariana Araujo

Mariana Araujo

Endocrinologista pediátrico

Vitória

Especialistas falam sobre Retardo Do Crescimento Fetal

O termo mais adequado atualmente é crescimento intrauterino restrito, é uma situação em que o bebê cresce menos que o esperado para idade gestacional. A origem desta condição pode ser uma questão que envolve o bebê, a placenta ou a gestante. As consultas pré-natais são fundamentais para identificação do crescimento restrito, avaliação da causa e acompanhamento da saúde materna e fetal. O bebê é avaliado através da ultrassonografia obstétrica, que determina o peso fetal estimativo, a quantidade de líquido amniótico e o fluxo de sangue para o feto, auxiliando na avaliação do momento mais adequado para intervir, quando necessário, e obter o melhor resultado para mãe e bebê.

Julia Freitas

Ginecologista

Rio de Janeiro


O CIUR ( crescimento intrauterino retardado) tem como a principal causa conhecida a hipertensão arterial materna. A ultrassonografia obstétrica é um dos exames mais importantes no CIUR, pois além de permitir sua identificação , possibilita acompanhar a velocidade de crescimento daquele feto e avaliar a vitalidade. A ultrassonografia obstétrica com Doppler no 1 e 2 trimestres possibilita o rastreamento de risco para a gestante desenvolver pré-eclâmpsia (doença hipertensiva da gestação ) e CIUR nas formas mais graves.No 3 trimestre rastreia o CIUR e permite diagnosticar precocemente sinais de sofrimento fetal por hipoxia, auxiliando o obstetra a tomar a conduta mais adequada para cada caso.

Denise Costa Do Carmo Barros

Radiologista

São Gonçalo


O bebê durante seu desenvolvimento se alimenta principalmente de nutrientes que chegam até seu organismo através do sangue do cordão umbilical, proveniente da circulação sanguínea placentária. Diversas doenças do bebê e da placenta podem interferir no ritmo de crescimento e ganho de peso. Determinar a hora do parto e diferenciar um bebê que é constitucionalmente pequeno do bebê que não está crescendo por motivo de doença nem sempre é tão simples. Bebês com restrição de crescimento representam um grupo de fetos com maior risco potencial de morte súbita dentro do útero, maior risco de internação em UTI e maior risco de sequelas neurológicas, cardíacas e endocrinológicas ao longo da vida.

Quais profissionais tratam Retardo do crescimento fetal?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.