Lesões de ligamentos cruzados do joelho - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é uma lesão no ligamento cruzado?

ACL é chamada cada uma das duas cordas que conectam o osso fêmur da tíbia na profundidade da articulação do joelho. O ACL começa na parte de trás do fêmur e termina na frente da tíbia. A parte traseira tem um sentido transversal, ou seja, começa na frente do osso femoral, e termina na parte de trás da tíbia..

A função dessas seqüências é estabilizar o joelho, impedindo que a perna se mova para frente ou para trás, quando submetido a uma tensão.

Lesões dos ligamentos são chamados de entorses, e constituem uma ruptura. Pode ser de algumas de suas fibras (ruptura parcial) ou todos (ruptura completa). A gravidade da entorse é indicada pelo grau de mobilidade anormal do joelho.

Por que produzir lesão do ligamento cruzado?

A ACL é a mais freqüentemente quebrado, e geralmente ocorre em atletas que sofrem uma entorse, muitas vezes, movendo o corpo sobre a perna que está fixo no chão: o pouso de um salto, bloqueio numa pista de esqui, entrada de um adversário forte no futebol, etc.

A quebra posterior cruciate com menos frequência, e acidentes de trânsito mais frequentes, em que a frente do osso tibial é atingido. A tíbia é movida para trás e quebra a cruz que tenta impedir este movimento: por exemplo, choques ao pára-choque do carro, ou no painel de instrumentos, ou quedas de bicicleta.

Quais os sintomas ocorrem?

  • As rupturas são seguidas de dor. Você pode ter o sentimento abalado, mas depois desaparece.
  • É comum que um vazamento, quando as estruturas no interior da articulação. O vazamento anterior cruciate aparece nas primeiras três horas, e muitas vezes é significativo.
  • As rupturas do ligamento cruzado posterior podem causar um hematoma na dobra do joelho (poplítea fossa).
  • Se a ruptura for pequena, não costuma causar uma sensação de instabilidade, ou seja, que o joelho se move de forma anormal e não controla, a pé.
  • Em ruptura grave ACL,  melhora aparentemente e até pode desaparecer, mas quando o paciente retorna ao esporte vai senti-lo, definindo-o como se o joelho fosse para fora para a frente.
  • Em rupturas severas posterior o sentimento de instabilidade é muito mais raro.
  • A dor de uma ruptura desaparece dentro de dias ou semanas. Se não tratada adequadamente, a instabilidade vai causar dor residual, mas por fricção ou cartilagem meniscal.

O que o médico deve fazer quando  suspeita de entorse de ligamento cruzado?

Você deve executar uma varredura completa de ambos os joelhos, para comparar os resultados e descartar outras lesões associadas.

Se o  joelho incha muito, o líquido deve ser removido. Em 95% dos casos de AVC que contém sangue (chamado de hemartrose), é um ligamento cruciate anterior rasgado.

Lesão recém feita pode prejudicar demais  a exploração. Neste caso, você pode anestesiar localmente, fazer a exploração do joelho e  imobilizar o joelho com uma ou duas bandas de gesso (talas) por 10 dias ou assim, para diminuir a dor.

Testes para ACL

O teste é geralmente obtido pela manobra Lachmann: o médico dobra o joelho um pouco e puxa a tíbia para a frente. Se a tíbia se move para frente da perna, o teste é positivo. Com este teste, podemos avaliar o grau de instabilidade clínica ou laxismo, que é a quantidade de deslocamento que o médico detecta anormal.

No entanto, o teste mais específico é o deslocamento do pivô: o médico aperta o joelho, fazendo um movimento de pressão e rotação. Se o joelho desengata, o teste é positivo e indica um laxismo grave cruciate. O problema é a dificuldade em obtê-lo, pois  é dolorosa e o paciente tem os músculos tensos inconscientemente, para se proteger.

Testes Exploratórios para posterior cruciate

O paciente é dobrado com o  quadril e joelho dobrados em ângulo reto, o médico pressiona a perna para baixo. Se você percorrer a perna cicatriza, o teste é positivo. Permite a avaliação do grau de instabilidade clínica.

Que outras lesões devem ser descartadas?

  • Profunda dor também pode aparecer no menisco ou cartilagem vizinhos.
  • A sensação de instabilidade também pode ocorrer em lesões de ligamentos colaterais da cartilagem patelar, mas o paciente percebe um movimento diferente em seu joelho e senti-lo mais vezes.
  • O paciente deve saber que algumas ou todas essas lesões podem ocorrer simultaneamente.

Que testes são frequentemente pedidos?

Radiografias do joelho

Eles são úteis para descartar ligamento em vez de  iniciar a sua ancoragem no fraturas ósseas chamadas espinhas tibial.

Ressonância magnética nuclear

Geralmente detecta a ruptura dos ligamentos cruzados e sua gravidade, bem como lesões de outras estruturas do joelho.

Como você recebe o diagnóstico?

Normalmente, a exploração realizada pelo médico detecta que o que está quebrado, e o grau de instabilidade clínica que produz.

Em caso de dúvida ou suspeita de que existem estruturas mais danificadas no joelho, o médico irá solicitar uma ressonância magnética. É importante entender que, às vezes, a gravidade de uma ruptura não corresponde à instabilidade da exploração. A ressonância pode ver a integridade de algumas fibras, mas esaes não podem ser úteis para a função do joelho.

Se a dúvida persistir, você deve executar uma artroscopia do joelho para ver o dano real das estruturas e uso de anestesia, para melhor explorar a articulação. Se confirmada a grave instabilidade ACL, o joelho não tem derrame e fica com boa mobilidade, ele usa o tempo de cirurgia para reconstruir a cruz.

Como é tratada?

O tratamento inicial baseia-se em quatro medidas:

  • Compressas Locais Fria, observado o prazo de 72 horas. Ele usa o saco típico de cubos de gelo ou bloco frio (saco selado com um gel dentro que é resfriado na geladeira). Nunca em contato direto com a pele para evitar queimaduras. É usual  manter cerca de 20 minutos a cada hora, tomando cuidado para não exceder três horas no total por dia.
  • Descanse pelo menos 24 a 48 horas, para evitar o agravamento da lesão.
  • Bandagem de compressão elástica, não rígida, para não cortar a circulação sanguínea.
  • Elevação do membro durante vários dias. Se o paciente está deitado, coloque um travesseiro sob a perna de modo que o pé fique mais alto do que o coração. Se o paciente senta, coloque um apoio das pernas em uma cadeira.

O tratamento definitivo:

Para a ruptura grave é radicalmente diferente do anterior e seguinte:

O anterior

ser operado em pacientes mais jovens, mas os resultados são melhores se você esperar até que ela desapareça até o derramamento e a mobilidade do joelho é total e indolor. Existem duas técnicas básicas para reconstruir e cada um tem seus detratores e defensores, mas ambos são eficazes:

  • Utilização de parte do tendão patelar e âncoras ósseas.
  • Usando tendões chamados isquiotibiais, osso, sem pílulas.

A parte de trás:

devem ser tratados com uma série de fisioterapia para os músculos dos membros. Apenas em casos de instabilidade severa e também causar a dor, eles pensam de cirurgia, implantando o tendão patelar com âncoras de osso. O problema é que há sempre uma instabilidade residual após a cirurgia, além de ser uma técnica muito complexa.

A cirurgia é geralmente realizada com anestesia peridural , permitindo que o paciente esteja consciente.

O implante é colocadono  tendão na mesma direção e amarra o ligamento rompido. Devido à forma do ligamento cruzado posterior, que não pode ficar 100%, daí os resultados são muitas vezes pobres, da operação.

O que você faz após a cirurgia do ligamento cruzado anterior?

Durante o período de imobilização (fundido ou em faixas cinta articulada), o paciente fez tonificar os músculos do membro, para evitar a atrofia.

Ao usar a técnica do tendão patelar ajuda a apoiar o membro  antes de usar os isquiotibiais.

Após imobilização, um médico faz um programa de fisioterapia para ganhar mobilidade e força no joelho gradualmente, começando com bicicleta ergométrica, exercícios de alongamento para quadríceps e em poucos meses, começa a correr e saltar. Assim, após seis meses, você pode retornar ao esporte.

Não existe um padrão fixo em termos de tempo de inatividade,  hora de apoiar a perna, ou o tipo de reabilitação do ciclo. Cada cirurgião ortopedista aplica-se o padrão considerado mais eficaz, de acordo com sua escola de cirurgia, a técnica utilizada, a outras lesões nos joelhos e no estado que é a âncora do ligamento reconstruído.

Como viver com uma ruptura de ligamentos cruciate sério?

ACL

  O paciente não será capaz de praticar esportes ou realizar força de trabalho, pois pode acabar com osteoartrite do joelho.

O esforço excessivo são escassos em um paciente de meia-idade  por isso ele não é considerado um candidato para a cirurgia. O médico irá limitar as suas atividades e realizar uma série de meses de terapia física, seguido de um treino de manutenção para os músculos da coxa proteger o seu joelho.

Posterior cruciate

A sentir instabilidade, mais a confiança do paciente no exercício, até que a dor da osteoartrite aparece devido ao desgaste da cartilagem da patela e do interior do joelho.

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - lesões de ligamentos cruzados do joelho

Lauro Nogueira Lopes

Lauro Nogueira Lopes

Ortopedista - traumatologista

Recife

Rodrigo Damaso Rauen

Rodrigo Damaso Rauen

Ortopedista - traumatologista

Rio Negro

Marcello Zaia Oliveira

Marcello Zaia Oliveira

Ortopedista - traumatologista

Curitiba

Dejair Xavier Cordeiro

Dejair Xavier Cordeiro

Ortopedista - traumatologista

Vitória

Agendar uma visita
Fabricio Severino

Fabricio Severino

Ortopedista - traumatologista

São Paulo

Paulo Augusto Bonini

Paulo Augusto Bonini

Ortopedista - traumatologista

Adamantina

Perguntas sobre Lesões de ligamentos cruzados do joelho

Nossos especialistas responderam a 866 perguntas sobre Lesões de ligamentos cruzados do joelho

Tem necessidade de subir de joelhos? Agende sua consulta para melhor tratamento.

Olá, tudo bem? Alguma instabilidade ainda pode ser normal após 4 meses de cirurgia, principalmente secundária à fraqueza muscular decorrente do procedimento e reabilitação, mas é importante avaliar…

Especialistas falam sobre Lesões de ligamentos cruzados do joelho

O ligamento cruzado anterior, ou LCA, é um dos quatro ligamentos principais que compõem o joelho. Ligamentos existem para estabilizar o fêmur (osso da coxa), que fica logo acima da tíbia (osso da canela). Os dois ligamentos centrais do joelho se cruzam (daí o nome “cruzados”). Descrição das lesões do LCA: o LCA é fundamental para manter a estabilidade do joelho. Lesões do LCA são muito comuns entre os atletas de todas as idades e níveis competitivos. Futebol, basquete, handball e vôlei são alguns exemplos comuns de esportes de risco que para um número maior de lesões do LCA. A decisão do tratamento (cirúrgico ou não) depende da idade do paciente, do exame clínico e de exames de imagem.

Marco Tulio Lopes Caldas

Ortopedista - traumatologista

Belo Horizonte


Quando um paciente sofre entorse do joelho na prática esportiva, sente um deslocamento, com dor e um estalo, e sensação clara de que o joelho saiu do lugar, em geral ocorreu rotura do ligamento cruzado anterior , daí passa a sentir uma insegurança , como se o joelho ficasse solto, às vezes até ao descer do carro. Em geral esta lesão pode ser corrigida com a reconstrução do ligamento cruzado anterior (lca), através de pequenos furos na cirurgia artroscópica e coloca-se um tendão no lugar do lca, fixado com pequenos implantes, recuperando novamente a estabilidade e segurança para praticar esportes, também com o ligamento corrigido, o joelho fica protegido de desgastes futuros .

Alexandre Terruggi Jr

Ortopedista - traumatologista

São Carlos

Agendar uma visita

A lesão do ligamento cruzado posterior é muito rara (graças a Deus). Mesmo assim, há tratamento para ela, e deve ser vista por um especialista. A lesão do cruzado anterior (LCA) é mais comum, e quase sempre, é tratada com a reconstrução cirúrgica. O LCA impede que o joelho faça movimentos de cisalhamento, movimento totalmente intolerado pela cartilagem, que sofre lesões profundas e rápidas, levando à artrose (desgaste irreversível) precoce. Podem haver lesões associadas, como meniscos e outros ligamentos. Procure um especialista rapidamente para minimizar o dano. Se precisar, tenho muita experiência para poder te ajudar de forma eficaz. Será uma honra.

George Alfred Delatorre

Ortopedista - traumatologista

Vila Velha

Agendar uma visita

São originadas de entorses no esporte, principalmente no futebol. Costumam dar inchaço, dor e frouxidão no joelho (instabilidade). O paciente passa a ter entorses sempre que pratica o esporte ou ao girar na perna apoiada em suas atividades de vida diária. Nos pacientes mais jovens e ativos o tratamento costuma ser cirúrgico, proporcionando geralmente o retorno ao esporte e atividades usuais. Nos com mais idade e menos ativos, a fisioterapia geralmente traz bons resultados. Fazemos a técnica anatômica e biológica, preservando o remanescente do ligamento antigo, minimizando a agressão e otimizando a capacidade de cicatrização e propriocepção do novo ligamento.

Alexandre Pagotto Pacheco

Ortopedista - traumatologista

Piracicaba


Temos dois ligamentos cruzados o anterior e o posterior, o mais comumente lesado é o anterior embora temos embasamento na literatura para tratamento conservador, na maioria dos pacientes ativos com atividades que envolvam mudança de direção ou choques, deveremos optar pelo tratamento cirúrgico, buscando restabelecer a biomecanica do joelho e evitar complicações a longo prazo.

Leonardo Monteiro

Ortopedista - traumatologista

Recife

Agendar uma visita

A lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) é muito comum no nosso meio devido a acidentes motociclisticos e esporte de contacto ( ex: futebol ). Esse tipo de lesão comumente leva os joelhos à instabilidade e, assim, o tratamento cirúrgico é frequentemente indicado no intuito de estabilizar o joelho, diminuir lesões em outras estruturas dessa articulação e propiciar retorno rápido à prática esportiva. Porém há estudos que mostram bons resultados funcionais com tratamento conservador em lesões isoladas do LCA.

Ulbiramar Correia

Ortopedista - traumatologista

Goiânia


Essas lesões são mais comuns em práticas esportivas, amadoras ou profissionais, mas também podem ocorrer em atividades comuns do dia a dia, causadas por tombos ou movimentos muito bruscos. Diante de uma lesão do ligamento cruzado, pode ocorrer um comprometimento só dele, mas também dos tendões, meniscos, cartilagens e ossos. Mesmo tão comum, há muitas dúvidas a respeito desse tipo de lesão, que pode dificultar a sua prevenção e tratamento. A cirurgia é inevitável para o indivíduo não-compensante, que sofre perda funcional com constante instabilidade do joelho, tendo limitações que o incapacitam a realizar atividades.

Ronald Bispo Barreto

Ortopedista - traumatologista

Aracaju


O ligamento cruzado anterior ( LCA ) é o principal ligamento do joelho. Quando o LCA está rompido o joelho fica frouxo e o paciente experimenta a sensação de falseio toda vez que força o joelho. No nosso meio a maioria dos pacientes rompe o LCA jogando futebol. O tratamento da lesão do LCA, com algumas poucas exceções, é cirúrgico. O ligamento precisa ser reconstruído para que o joelho fique estável, evitando assim lesões nos meniscos e artrose. O ideal é operar logo o joelho. Estudos mostraram que os melhores resultados das cirurgias do LCA são naqueles pacientes operados algumas semanas depois da lesão. A cirurgia pode ser feita por artroscopia ( cirurgia por vídeo ).

Adriano Karpstein

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Curitiba


O joelho humano apresenta os ligamentos cruzados anterior e posterior. As lesões destes ligamentos são comuns especialmente na prática esportiva, bem como em acidentes de maior energia, como os motociclísticos e automobilísticos. O ligamento cruzado anterior atua impedindo o deslocamento anterior da tíbia e secundariamente auxilia na estabilidade medial do joelho. Não possui potencial de regeneração, sendo que, uma vez lesado necessita de reconstrução cirúrgica. O ligamento cruzado posterior evita o deslocamento posterior da tíbia e auxilia na estabilidade lateral. A lesão deste ligamento pode gerar graus variados de instabilidade, cujo tratamento pode ser conservador ou cirúrgico.

Mario Pacheco Jr

Ortopedista - traumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

As lesões os ligamentos cruzados do joelho são muito comuns em esportes que envolvem rotação do joelho , mudança de direção e saltos. A lesão geralmente ocorre durante uma torção mais forte do joelho, seguido de estalo e inchaço. Saindo lesões que geralmente não cicatrizam direito e evoluem com uma instabilidade do joelho, que pode será sentida, tanto durante as atividades do dia a dia, nas lesões mais graves, quanto somente durante a pratica esportiva, nas lesões parciais ou quando o paciente tem uma musculatura bem desenvolvida. Porém dificilmente o tratamento não cirúrgico é suficiente pra devolver o paciente a prática esportiva integral, a não ser as atividade se de baixa demanda.

Eduardo Ramalho De Moraes

Ortopedista - traumatologista

São Paulo

Agendar uma visita

As lesões ligamentares do joelho são comuns em indivíduos que praticam esportes, sendo a lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) a mais frequente. A ruptura desse ligamento provoca uma frouxidão articular, principalmente nos movimentos rotacionais e causa, frequentemente, incapacidade para a prática esportiva e evolução para desgaste articular. O tratamento cirúrgico tem como objetivo reconstituir o ligamento lesado, por meio da sua substituição por uma estrutura que assemelha-se ao tecido ligamentar, permitindo o retorno a prática esportiva, evitando instabilidade do joelho nas atividades diárias e prevenindo novas lesões, protegendo assim o joelho de desgaste (artrose) precoce.

Leandro Rodrigues Brandi

Ortopedista - traumatologista

Sorocaba

Agendar uma visita

A lesão dos ligamentos cruzados gera instabilidade articular e limitação de atividades, porém com tratamento adequado o paciente pode voltar a sua pratica esportiva e melhorar muito sua qualidade de vida. A reconstrução dos ligamentos cruzados é uma das cirurgias mais realizadas por mim, com 10 anos de experiencia e resultados muito bons. Tenho experiencia com atletas profissionais de diversas modalidades, porém o futebol é a mais comum em nosso meio. Realizo a reconstrução com diversas técnicas e tipos de enxertos (tendão patelar, tendões flexores, enxerto homólogo), avaliando em cada caso qual a melhor opção e discutindo as diferentes alternativas com o paciente.

Leandro Queiroz Pinheiro

Ortopedista - traumatologista

Ribeirão Preto


Quando o ligamento cruzado anterior é lesionado, geralmente é possível ouvir um estalido e sentir o joelho deslocar-se. Outros sintomas típicos incluem: Dor e inchaço. Em até 24 horas depois da lesão, o joelho inchará. Se não forem tratados, o inchaço e a dor passam sozinhos. Mas, se tentar retomar as atividades físicas, o joelho estará provavelmente instável, o que pode causar novos danos na cartilagem de amortecimento (menisco) do joelho. Amplitude de movimento reduzida Sensibilidade a longo da linha da articulação Desconforto ao caminhar

Thiago Leal

Ortopedista - traumatologista

Barbalha


A lesão do ligamento cruzado em casos de rotura completa causa instabilidade nos joelhos - falseios, que causam limitação e consequencias graves no futuro com a artrose. Realizamos, atualmente , o tratamento da lesão do cruzado anterior através de técnicas modernas e equipamentos de última geração para que o retorno às suas atividades seja completa e o mais rápido póssivel. Para maiores informações assista ao nosso vídeo. Tem alguma dúvida? Pode enviar a sua pergunta aqui eu responderei.

Daniel Carvalho

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Curitiba


Pacientes sintomáticos com um estilo de vida mais sedentário, podem ser considerados bons candidatos para o tratamento não cirúrgico, devendo realizar um intenso programa de reabilitação. Para retorno à esportes de alta demanda física e que exijam movimentos de parada súbita e de mudança de direções repentinas a reconstrução do LCA é bem indicada. Tratamento cirúrgico é realizado por artroscopia, método no qual são feitas incisões minimamente invasivas no joelho do pcte, soro fisiológico é instalado sob pressão na articulação, e através de uma câmera na qual observamos o joelho por dentro do mesmo podendo desta forma identificar e tratar as lesões não visualizadas nos exames de imagem.

José Leonardo Rocha De Faria

Ortopedista - traumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O ligamento cruzado anterior é responsável por estabilizar o joelho evitando o deslocamento anterior excessivo da tíbia sob o fêmur o que compromete a função do joelho, gerando instabilidade. A lesão do ligamento cruzado anterior pode ocorrer de diversas maneiras. Geralmente ocorre devido a uma torção do joelho. Essas torções são muito comuns durante atividades esportivas que exigem mudanças de direção, como por exemplo futebol, basquetebol e handebol. O tratamento da lesão do ligamento cruzado anterior é geralmente cirúrgico. Porém, em alguns casos, pode-se optar pelo tratamento não cirúrgico sendo fundamental a avaliação do médico ortopedista.

Anderson De Aquino Santos

Ortopedista - traumatologista

São Paulo

Agendar uma visita

Quando o ligamento cruzado anterior é lesionado, geralmente é possível ouvir um estalido e sentir o joelho deslocar-se. Outros sintomas típicos incluem: 1) Dor e inchaço. Em até 24 horas depois da lesão, o joelho inchará. Se não forem tratados, o inchaço e a dor passam sozinhos. Mas, se tentar retomar as atividades físicas, o joelho estará provavelmente instável, o que pode causar novos danos na cartilagem de amortecimento (menisco) do joelho. 2) Amplitude de movimento reduzida. 3) Sensibilidade ao longo da linha da articulação. 4) Desconforto ao caminhar. O tratamento para a ruptura do LCA rompido variará conforme as necessidades de cada paciente.

Saulo Morais Rodrigues De Castro

Ortopedista - traumatologista

Brasília

Agendar uma visita

Os ligamentos cruzados são importantes estabilizadores do joelho e suas lesões podem gerar instabilidade e iniciar um processo degenerativo a médio prazo. Existem diversos tipos de lesões possíveis e o mais importante para definir tratamento é o exame fisico minucioso realizado no consultório.

Rafael Mançãno

Ortopedista - traumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O ligamento cruzado anterior (LCA), quando lesado parcial ou totalmente, tem potencial de cicatrização pobre. O tratamento não cirúrgico tem resultados insatisfatórios, o que indica a substituição do ligamento insuficiente por um enxerto que, após a cicatrização, proporciona função semelhante ao LCA em níveis pré-lesionais, fazendo com que o indivíduo volte a ter um joelho estável. O enxerto é fixado no joelho e cicatrizará passando por um período de revascularização e repopulação celular, que chamamos de “ligamentização”. Nesse período, o paciente estará em processo de reabilitação, para se ganhar massa muscular e arco de movimento.

Guilherme Barbosa Moreira

Ortopedista - traumatologista, Médico do esporte

Belo Horizonte


O Ligamento Cruzado Anterior (LCA) é uma estrutura anatômica, tipo um “cordão”, que fica dentro do joelho conectando o fêmur (osso da coxa) à tíbia (osso da perna) e que tem por função principal estabilizar o joelho, preservando as estruturas internas (meniscos e cartilagem). O LCA é lesionado na maioria das vezes durante práticas esportivas. Os mecanismos mais comuns de lesão do ligamento ocorrem com rotação do joelho com o pé fixo no chão ou por hiperextensão (quando estica de mais a perna). Após o trauma pode ocorrer intensa dor e inchaço com dificuldade para andar. Devendo o paciente ser examinado por um especialista para determinar as lesoes, bem como o tratamento.

Bruno Machado Pereira

Ortopedista - traumatologista

Santa Ines


A lesão do joelho, principalmente do ligamento cruzado, é muito comum em atletas. Esta lesão, se mal conduzida, pode levar o paciente ao sedentarismo. Para isto a medicina esportiva evoluiu muito nos últimos anos, sendo que atualmente nós reconstruímos e refazemos todas as lesões dentro do joelho, trazendo a melhor função possível de volta a esta articulação.

Bernardo Ferreira Da Luz

Ortopedista - traumatologista

Curitiba

Agendar uma visita

O ligamento cruzado anterior é um dos quatro ligamentos que estabilizam a articulação do joelho. Ele limita a anteriozação da tíbia. Durante uma súbita mudança de direção na corrida, queda, súbita torção ou choque, há um excesso de tensão muscular, sobrecarregando o ligamento, gerando a ruptura do mesmo. A maioria das lesões são cirúrgicas, sendo a reconstrução por artroscopia o tratamento de escolha.

Fabricio Severino

Ortopedista - traumatologista

São Paulo


O LCA é um ligamento que ajuda nas estabilidade do joelho. Sua lesão geralmente ocorre em traumas esportivos. Durante a lesão do LCA é comum ouvir um estalo (“POP”) e ter a sensação de que o joelho saiu do lugar. Logo após a lesão o joelho incha e o paciente fica com sensação de instabilidade. O tratamento conservador pode ser tentado em pacientes que não apresentam queixa de instabilidade para o nível de demanda funcional desejado. Para pacientes que desejam manter prática de atividades que exijam movimentos rotacionais, mudança de direção e aceleração/desaceleração brusca o tratamento recomendado habitualmente é a reconstrução cirúrgica do LCA.

Iberê Datti

Ortopedista - traumatologista

São Paulo


O LCA é o mais lesionado do joelho e acomete principalmente os indivíduos que praticam esportes de forma recreacional ou profissional. Os sintomas mais comuns são: dor e estalo no momento do trauma podendo ter inchaço ou não e posteriormente apresenta uma frouxidão(instabilidade) com regressão da dor. O diagnóstico da lesão do LCA é clínico, podendo ser complementado pela RNM. O tratamento vai depender de cada caso individualizado, relacionando-o a profissão, idade, pretensões futuras, entre outras. No entanto, a instabilidade do joelho levará ao desgaste rápido da articulação se não tratada corretamente causando danos irreversíveis.

Klinger Lucena Monteiro

Ortopedista - traumatologista

Juazeiro Do Norte


As lesões ligamentares dos cruzados anterior(mais comumente lesado) e do cruzado posterior(traumas de alta energia) são reconstruidos de forma artroscópica com pequenos cortes e minimamente invasiva. utilizamos a técnica anatômica que reproduz melhor os ligamentos originais e tem melhor resultado para o paciente reestabelecendo a função e retorno as suas atividades laborais e esportivas precocemente.

Luís Cláudio Chagas Silva

Ortopedista - traumatologista, Especialista em dor

Salvador

Agendar uma visita

Lesões multiligamentares do joelho estão frequentemente relacionadas com o desencaixe completo dos ossos do joelho (luxação da articulação). A luxação do joelho, por sua vez, está associada a lesões de nervos e vasos ao redor do joelho. Por isso, é importante fazer uma investigação diagnóstica específica para proceder o rápido tratamento das lesões quando houverem, já que nos casos mais graves podem levar até a amputação do membro quando diagnosticadas tardiamente. O tratamento depende dos ligamentos, dos outros tecidos lesionados e do grau de instabilidade. Porém, na maioria dos casos, a solução é cirúrgica com o reparo e/ou reconstrução dos ligamentos e outros tecidos atingidos.

Alexandre Ribeira Provenza

Ortopedista - traumatologista

Londrina


Os ligamentos cruzados tem a função de estabilizar os joelhos, tanto nas atividades do dia-a-dia, quanto nas esportivas. A instabilidade da articulação pode resultar em um desgaste precoce do joelho, bem como lesões associadas (meniscos, capsula, demais ligamentos). Sem dúvida o diagnostico e tratamento precoce e individualizado trazem os melhores resultados.

Thiago Rocha Protta

Ortopedista - traumatologista

São Paulo

Agendar uma visita

No joelho, existem quatro ligamentos: os cruzados anterior (LCA) e posterior (LCP) e os colaterais medial (LCM) e lateral (LCL). A lesão do LCA, frequente nos esportes que exigem mudanças de direção e movimentos de rotação, é uma das lesões mais comuns do joelho. O LCA é o restritor primário do joelho, responsável por estabilização anterior da tíbia em ralação ao fémur. Decorrente dos resultados insatisfatórios após o tratamento conservador, a cirurgia para reconstrução permanece como tratamento de escolha para a maioria dos indivíduos jovens que desejam manter um estilo de vida ativo. Consulte seu médico e mantenha a saúde em dia.

Marcelo Abdulklech Santos

Ortopedista - traumatologista

Campinas


As lesões ligamentares do joelho estão entre as causas mais comuns entre praticantes de esportes como: futebol, handebol e basquete. O entorse do joelho acompanhado de um "estalo" e o seu inchaço imediato são fortes sinais de que pode ter ocorrido uma lesão ligamentar. O nível de atividade do paciente e o sintoma de falseio são fatores importantes na decisão do tipo de tratamento a ser realizado. O exame físico é importante para diagnosticar lesões associadas (menisco, cartilagem) e possíveis fatores de falha (alinhamento do membro inferior) no tratamento. O tratamento pode ser não cirúrgico (fortalecimento) e cirúrgico (reconstrução do ligamento cruzado anterior), dependendo de cada caso.

Rodrigo Pires Matsuo

Ortopedista - traumatologista

São José dos Campos

Agendar uma visita

O ligamento cruzado anterior (LCA) é o ligamento mais lesado do corpo humano. A maioria das lesões do LCA está relacionada à prática desportiva, principalmente aqueles esportes que exigem mudanças rápidas de direção associada ao contato corporal. À depender de avaliação clinica criteriosa, um tratamento cirúrgico com reconstrução do mesmo por video-artroscopia poderá ser instaurado.

Estevão Marques Santos

Médico clínico geral

Uberlândia


Os ligamentos cruzados (anterior e posterior) são estruturas importantes do joelho pois estabilizam a articulação em todo seu arco de movimento. Sua lesão pode estar ou não associada a lesão meniscal. O paciente pode se queixar de falseio no joelho, eventualmente associado a edema local, e deverá ser examinado por profissional para determinar qual estrutura esta lesada. Exames de imagem podem ser solicitados para confirmação e planejamento cirúrgico, se este for o caso. Não deixe de procurar o seu médico para tirar duvidas e avaliar risco e benefícios do procedimento.

Breno Chaves De Almeida Pigozzo

Ortopedista - traumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O ligamento cruzado anterior é uma estrutura anatômica, tipo um cordão, que fica dentro do joelho conectando o fêmur ( osso da coxa ) à tíbia ( osso da perna ) e que tem a função principal estabilizar o joelho no sentido da rotação. É necessário fazer cirurgia após ruptura do Ligamento Cruzado Anterior (LCA)? Depende muito de vários fatores. Por exemplo, se existe uma lesão ou desinserção (soltura) do menisco, o que se orienta é fazer uma artroscopia para resolver a lesão meniscal e refazer o ligamento cruzado anterior para estabilizar novamente o joelho.

Leonardo Portilho De Resende

Ortopedista - traumatologista

Uberlândia


O LCA (ligamento cruzado anterior) é o tecido que liga o fêmur à tíbia, na altura do joelho. A maioria das lesões do LCA ocorre durante a prática de determinados esportes, como basquete, futebol, esqui e tênis. Os sintomas incluem inchaço no joelho, instabilidade e dor. O tratamento pode incluir intervenção cirúrgica e fisioterapia.

Rounilo Furlani Costa

Ortopedista - traumatologista

Vitória


O joelho possuiu diversos tipos de ligamentos, entre os principais podendo contar com os cruzados e os colaterais. o ligamento cruzado é comumente o mais lesionado. é muito comum a sua lesão durante as atividades desportivas e recreativas. Os principais sintomas são a instabilidade e o edema expresssivo do joelho. Uma avaliação deve ser feita pelo especialista do joelho.

José Jorge

Ortopedista - traumatologista

Corumbá

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Lesões de ligamentos cruzados do joelho?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.