Craniofaringioma - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em craniofaringioma

Encontre um especialista em Craniofaringioma na sua cidade:
Alexandre Ravaglia de Oliveira

Alexandre Ravaglia de Oliveira

Neurocirurgião

Brasília

Roberta Rehder

Roberta Rehder

Neurocirurgião

São Paulo

Dr. Helder Tedeschi

Dr. Helder Tedeschi

Neurocirurgião

São Paulo

Suely Moreira Maymone de Melo

Suely Moreira Maymone de Melo

Neurocirurgião

São Paulo

Raphael Sangenis

Raphael Sangenis

Neurocirurgião

Campinas

Samuel Dobrowolski

Samuel Dobrowolski

Neurocirurgião

Curitiba

Perguntas sobre Craniofaringioma

Nossos especialistas responderam a 53 perguntas sobre Craniofaringioma

Craniofaringiomas são lesões que em grande parte dos casos envolvem regiões do cérebro responsáveis por secreções hormonais e controle do ciclo sono-vigília (que compõem nosso relógio biológico).…
1 respostas

A radioterapia não deve ser utilizada como único tratamento para os craniofaringeomas. Seu uso nessa patologia se baseia no controle de crescimento de resíduos tumorais e a cirurgia é imperativa…
1 respostas

Dr. Rogério Figueiredo Barros
Dr. Rogério Figueiredo Barros
Neurocirurgião
Jequié
Depende de vários fatores, a saber: tamanho do tumor e invasao de estruturas adjacentes, o quanto foi ressecado, tipo histologico etc. A combinação da cirurgia, radioterapia e aplicação de medicações…
3 respostas

Especialistas falam sobre Craniofaringioma

Os tumores cerebrais estão entre os principais tumores que acometem as crianças. Entre eles, os craniofaringeomas, que envolvem estruturas localizadas na base do cérebro, podem ocasionar distúrbios hormonais, com alterações do crescimento, ou mesmo alterações da visão e até cegueira. O tratamento dessas lesões é feito com cirurgia, com o objetivo da maior ressecção possível com segurança.

Dr. Helder Tedeschi

Neurocirurgião

São Paulo

Quais profissionais tratam Craniofaringioma?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.