Deficiência cognitiva - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - deficiência cognitiva

Jose Hortencio dos Santos Neto

Jose Hortencio dos Santos Neto

Neurologista

Fortaleza

Luiza Silva

Luiza Silva

Generalista

Rolim de Moura

Francisco de Assis Carvalho do Vale

Francisco de Assis Carvalho do Vale

Neurologista

Ribeirão Preto

Carlos Enrique Uribe Valencia

Carlos Enrique Uribe Valencia

Neurologista

Brasília

Karen Grazielle Capuano Marques

Karen Grazielle Capuano Marques

Pediatra

Rio de Janeiro

Natalia Paschoal Divino

Natalia Paschoal Divino

Neurologista, Neurofisiologista

Porto Feliz

Perguntas sobre Deficiência cognitiva

Nossos especialistas responderam a 5 perguntas sobre Deficiência cognitiva

Não tem contraindicações de uso simultâneo. Oriento que seja tomado a noite, porem, deve ser discutido com o médico prescritor.
1 respostas


Olá ! Fundamental o acompanhamento com neuropsicólogo . Avaliação com endocrinologista.
1 respostas


Não há pesquisas que comprovem os benefícios da pimenta vermelha na cognição, porém, exercitar seu cérebro com novas aprendizagem, sim.
Por isso, vá em busca de descobertas de todo tipo,…
3 respostas

Especialistas falam sobre Deficiência cognitiva

Existem diversas alterações cognitivas, algumas são transtornos e exigem maior cuidado para o diagnóstico. Exemplos de transtornos do neurodesenvolvimento infantil: Deficiência intelectual,Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade com prevalência ou sem prevalência, dificuldade de aprendizagem em matemática ou demais disciplinas, dislexia, disgrafia, discalculia, espectro autista e muitos outros.

Quais profissionais tratam Deficiência cognitiva?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.