Cálculos ureterais - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em cálculos ureterais

Encontre um especialista em Cálculos Ureterais na sua cidade:
Joao Paulo Medeiros Guimarães

Joao Paulo Medeiros Guimarães

Urologista, Cirurgião geral

Paranavaí

Luiz Carlos Hornburg Junior

Luiz Carlos Hornburg Junior

Urologista

Ribeirão Preto

Wanderley Crestoni Fernandes

Wanderley Crestoni Fernandes

Urologista

São José dos Campos

HENRIQUE KEFLER

HENRIQUE KEFLER

Urologista

Tangará Da Serra

William SIMÕES

William SIMÕES

Urologista, Cirurgião geral

Santa Cruz Do Rio Pardo

Perguntas sobre Cálculos ureterais

Nossos especialistas responderam a 34 perguntas sobre Cálculos ureterais

Toda alteração pós operatoria deve ser relatada ao seu medico. abraço
2 respostas

Dr. José Fernando Rodrigues Jr.
Dr. José Fernando Rodrigues Jr.
Urologista
Florianópolis
Além da manipulação cirúrgica, os próprios cateteres podem causar estes sintomas
1 respostas

Dr. Guilherme Salati Stangarlin
Dr. Guilherme Salati Stangarlin
Urologista
Campo Grande
Por se tratar de um cálculo grande, tem como opções a ureterorrenolitotripsia com laser ou a ureterolitotomia videolaparoscópica. Converse com o seu urologista sobre as vantagens e os riscos…
2 respostas

Especialistas falam sobre Cálculos Ureterais

Trata-se da situação em que pedras formadas nos rins descem através do trato urinário e se impactam em alguma parte do ureter, que é o cano que leva urina do rim a bexiga. Pode ser tentado tratamento expulsivo com medicamentos, mas os casos que não resolvem com remédio precisam ser operados para preservação dos rins. Esta cirurgia, denominada ureteroscopia ou, na denominação mais completa, ureterolitotripsia, tem como objetivo a fragmentação e retirada do cálculo do ureter ou pequenos cálculos, por método endoscópico. Não há necessidade de incisões ou cortes, pois o procedimento é realizado pelo orifício da uretra, permitindo então acessar as vias urinárias com menor agressividade.

Alain Machado Da Silva Dutra

Urologista

Santo André


Uma pedra do rim pode se deslocar para o ureter causando entupimento do canal e bloqueando a descida da urina o que causa um inchaço no rim provocando a cólica. O diagnóstico da pedra no ureter é feito através do ultrassom ou da tomografia. Quando a pedra é pequena e está próxima da bexiga, a dilatação do rim é pequena, não existe infecção associada e a dor está controlada, é possível esperar a eliminação da pedra. Caso isso não ocorra em até 4 semanas, uma operação para retirar o cálculo deve ser feita. A ureterolitotripsia está indicada também quando a dor não consegue ser controlada, a pedra tem poucas chances de sair sozinha ou quando o paciente desejar.

A litíase urinária é uma doença frequente, ocorrendo entre 120 a 140 casos para cada grupo de 100 mil pessoas por ano. Atinge mais frequentemente adultos na faixa dos 30 aos 40 anos. Os cálculos ureterais constituem parte importante dos casos de litíase urinária por serem responsáveis, na maioria das vezes, pela cólica ureteral. Este tipo de cólica provoca dor lombar de início abrupto, com irradiação para a região genital, de forte intensidade e acompanhada de náuseas, vômitos e sudorese. Cerca de 70% dos cálculos ureterais menores de 5 milímetros são eliminados espontaneamente, porém esta eliminação pode ser muito dolorosa causando intenso sofrimento ao paciente.

Os cálculos renais são formadas por cristais presentes na urina. A maioria (80%) tem o cálcio como componente principal. Muitas podem ser as causas de formação de cálculos na urina, dentre elas, história familiar, infecções de repetição, excesso de ácido úrico, hiperparatireoidismo, síndromes metabólicas e outras. Acomete cerca de 12% dos homens e 6% das mulheres. A clássica apresentação é uma dor de início súbito, de forte intensidade, tipo cólica, localizada na região lombar, que se irradia para o abdome anterior. A cirurgia é proposta quando o calculo obstrui o ureter causando dilatação renal com dor recorrente, infecção ou Insuficiência renal aguda

São cálculos formados nos rins e posteriormente migram para o ureter ondem podem ser eliminados para bexiga espontaneamente.Os Cálculos menores de 10mm frequentemente são eliminados espontaneamente, sobretudo os menores de 5mm. Em algumas situações pode ser necessária a extração endoscópica dos cálculos. Converse com seu urologista.

Quais profissionais tratam Cálculos ureterais?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.