Diabetes gestacional - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é o diabetes gestacional?

Diabetes gestacional é um tipo de diabetes durante a gravidez e desaparece após o parto. Este distúrbio é mais comum em mulheres obesas e aquelas com história familiar de diabetes.

Qual é a causa da diabetes gestacional?

A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que regula níveis de glicose (açúcar). Durante a gravidez, as necessidades de insulina aumentam, e se o pâncreas não é capaz de produzir o que é necessário pode desencadear diabetes na gravidez. Após o parto, a necessidades de insulina volta ao normal e a diabetes desaparece.

Uma mulher que desenvolve diabetes durante a gravidez corre maior risco de posteriormente desenvolver diabetes tipo 2, pois a produção de insulina diminui com a idade. Este risco pode ser reduzido de forma significativa através da adopção de formas de vida mais saudáveis, incluindo: alimentação saudável, exercícios regulares e manter um peso normal.

Quais são os sintomas de diabetes gestacional?

Na maioria dos casos, diabetes gestacional não tem sintomas; eles são detectados em exames de rotina durante a gravidez. Raramente vêem quaisquer sintomas de diabetes (ver diabetes).

Triagem para diabetes gestacional

Em uma mulher grávida deve sempre verificar sua glicemia (açúcar no sangue, veja Diabetes). Mulheres que planeiam engravidar devem medir glicose no sangue, nas seguintes circunstâncias:

  • Se você tiver uma história familiar de diabetes mellitus tipo 1 ou 2.
  • Se você já tiver dado à luz a uma criança de mais de 4,5 kg.
  • Se você está acima do peso antes da gravidez.
  • Se você tiver mais de 35 anos.
  • Se em qualquer análise detecta açúcar na urina.

Quando os testes de sangue mostram níveis de açúcar no sangue ligeiramente elevados, mas não definitivamente diagnosticados diabetes, você deve fazer uma curva glicêmica para ter certeza. Se a curva de glicose no sangue é normal, ele deve fazer uma nova determinação de glicose no sangue a 32 ª -33 ª semana de gravidez.

Portanto, diabetes gestacional pode ser diagnosticada ou por uma simples determinação de glicose no sangue como uma curva de glicose.

Qual é o tratamento de diabetes gestacional?

  • Diabetes gestacional sempre requer tratamento com dieta.
  • Às vezes também é necessário administrar insulina para controle da glicemia.

Geralmente, quando necessário,  injeções de insulina de ação rápida devem ser usados ??antes das refeições e de ação lenta à noite. É sempre importante a supervisão médica por um especialista.

Que tipos de medicamentos utilizamos no tratamento da diabetes gestacional?

Diabetes gestacional é tratada com insulina apenas um dos seguintes tipos:

  • Insulina rápida ou cristal de insulina
  • Lente de insulina
  • Uma mistura de ambos.

No diabetes gestacional nunca use hipoglicemiantes orais (tomados por via oral) em forma de comprimido.

O que pode fazer uma mulher grávida?

Manter uma dieta saudável, sem gorduras animais e alimentos ricos em carboidratos complexos ou de absorção lenta (massas, arroz, legumes ...) e também frutas e legumes frescos.

A grávida, muitas vezes deve medir seus níveis de glicose no sangue para monitorar a eficácia do tratamento. Deve consultar o seu especialista diabético para gerenciar sua doença e do obstetra para monitorar a progressão da criança durante a gravidez.

Após a gravidez deve continuar verificações anuais para detectar diabetes novamente. A probabilidade de desenvolver diabetes mais tarde pode ser reduzida por:

  • Controle cuidadoso de evitar a obesidade do peso
  • Fazer uma dieta saudável
  • Exercitar regularmente
  • Evitando o cigarro.

Prognóstico da diabetes gestacional.

Diabetes mal controlada durante a gravidez acarreta sérios riscos para o recém-nascido como:

  • Hipoglicemia (baixo açúcar no sangue após o nascimento)
  • Excesso de peso ao nascer com aumento dos riscos e complicações durante o parto
  • Aumento do risco de defeitos de nascimento e outras doenças.

Para a mãe, como já mencionado, aumenta o risco subseqüente de diabetes mellitus tipo II, mas mesmo durante a gravidez também aumenta os riscos de hipertensão arterial e eclampsia (doença que faz com que o final da gravidez hipertensão grave e convulsões, e define sério risco para o feto e da mãe).

Um adequado controle médico de diabetes na gravidez reduz drasticamente os riscos associados.

Especialistas em diabetes gestacional

Encontre um especialista em Diabetes gestacional na sua cidade:
Suziane Angelita Da Conceição

Suziane Angelita Da Conceição

Endocrinologista

Sorocaba

Eduardo Guerra

Eduardo Guerra

Ginecologista

Xanxerê

Camila Nogara Nunes

Camila Nogara Nunes

Endocrinologista

Itajaí

Zuliana Spada

Zuliana Spada

Endocrinologista

Francisco Beltrão

Carina G. Correa Morellato

Carina G. Correa Morellato

Endocrinologista

Florianópolis

FERNANDA ERCI BAUER

FERNANDA ERCI BAUER

Ginecologista

Cotia

Perguntas sobre Diabetes gestacional

Nossos especialistas responderam a 25 perguntas sobre Diabetes gestacional

Dr. Archimedes Sá Freire Filho
Dr. Archimedes Sá Freire Filho
Ginecologista, Sexólogo
Rio de Janeiro
DEPENDE DE COMO SERA CONDUZIDO NA GRAVIDEZ.
3 respostas

Dr. Thiago M. Fritzen
Dr. Thiago M. Fritzen
Endocrinologista, Internista
Passo Fundo
A metformina é uma medicação que vem sendo usada há algum tempo nas gestantes, sem ter sido relacionada com risco maior para o bebê ou a mãe. O acompanhamento com endocrinologista é extremamente…
2 respostas

Dra. Simone Wajnsztajn
Dra. Simone Wajnsztajn
Endocrinologista
Rio de Janeiro
Olá!, o diagnostico de diabetes gestacional se dá diante da alteração em qualquer um desses valores: glicemia de jejum>92, 1h >180 ou com 2h >153mg/dL.
Procure seu obstetra,…
3 respostas

Especialistas falam sobre Diabetes gestacional

O acompanhamento de Pré natal de gestantes com Diabetes Gestacional é feito de forma individualizada de acordo com o tempo de gestação e a dificuldade do controle da doença. A maioria das gestantes com diabetes necessitam apenas orientação sobre alimentação correta e pratica de exercícios físicos. Algumas vão precisar de medicamentos como a insulina e acompanhamento semanal. É sempre importante em todos os casos ter atenção especial ao bem estar do bebê, verificando o peso fetal e quantidade liquido amniótico por meio da ultrassonografia regularmente.

O diabetes gestacional é detectado nos exames que a obstetra pede de rotina. A maioria das pacientes controlam o diabetes gestacional apenas com dieta, mas algumas precisam de terapia medicamentosa. Faço o acompanhamento dessas pacientes, que necessitam de um cuidado especial.

Daniela Fiorin Cubas

Médico clínico geral, Endocrinologista

Curitiba

Agendar uma visita

Diabetes Gestacional é aquele diagnosticado através de um exame de sobrecarga de 75 g de glicose (curva glicêmica) entre 24 e 28 semanas de gestação. São realizadas dosagens da glicose nos tempos zero, 1h e 2h. Caso o diagnóstico se confirme, a gestante deve procurar um endocrinologista para iniciar o tratamento. Inicialmente tentamos dieta para controlar a glicose e só passamos para o tratamento medicamentoso caso não haja controle com a dieta. E por que tratar? Para reduzir a possibilidade de preeclampsia, macrossomia (feto com mais de 4kg), hipoglicemia neonatal, entre outros desfechos possíveis.

Paula Bruna Araujo

Médico clínico geral, Endocrinologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O diabetes gestacional está associado ao risco de resultados perinatais adversos . É importante identificar e tratar as pacientes de risco de forma adequada . Fazer o diagnóstico correto e orientar as pacientes no tratamento correto é de fundamental importância para a saúde da gestante e do feto . São vários os tratamentos e a escolha do parto seguro deve ser baseado em cada caso .

Katia Cilene Moreira

Ginecologista

Belo Horizonte


Diabetes de início no terceiro trimestre da gestação. Sua origem sofre influência genética e da alimentação. Necessita de acompanhamento especializado para o adequado controle dos níveis de açúcar no sangue, através da orientação alimentar e correta monitorização (muitas vezes sendo necessárias medir a glicemia em casa com glicosímetro). O não controle adequado pode causar complicações no parto através do crescimento excessivo do bebê.

Michelle Garcia Polesel

Médico clínico geral, Endocrinologista

Curitiba


Diabetes mellitus gestacional (DMG) é a intolerância aos carboidratos diagnosticada pela primeira vez durante a gestação, é o problema metabólico mais comum na gestação e tem prevalência entre 3% e 25% das gestações. Em alguns casos na verdade é o aparecimento do diabetes do tipo 2 na gestação. Tratamento Orientação alimentar com ganho de peso adequado e controle metabólico. Garantir um ganho de peso semanal entre 300-400g a partir do segundo trimestre. Alguns adoçantes têm seu uso liberado na gestação desde que usados com moderação, são eles: Aspartame, sacarina e sucralose. Exercícios físicos devem ser estimulados, porém devem-se seguir as orientações obstétricas.

Francisco Blotta

Médico clínico geral, Endocrinologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Na diabete gestacional, ocorre uma sensação genérica de estar fazendo mal ao bebê: personificação da mãe má, com vivências de incapacidade de não ter um corpo adequado para gestar. Corresponderia a confirmação de fantasias destrutivas - fazer mal ao bebê. É importante orientar a paciente sistematicamente a respeito da doença: ressaltar o papel do auto-cuidado da gestante ao longo da gravidez, no sentido do controle da doença: contribuir para que a gestante se torne participante ativa no controle da sua saúde e de seu bebê; compreender os sentidos ambivalentes da mãe em relação a essa gestação difícil para que ela possa lidar com a realidade diferente daquela desejada.

O cuidado nutricional no diabetes gestacional tem como principal objetivo manter a demanda de nutrientes para uma gravidez saudável e o controle glicêmico. Para tanto, deve garantir o ganho ponderal recomendado, manter o controle glicêmico, perfil lipídico e níveis pressóricos adequados. Deve ainda garantir macro e micronutrientes suficientes e prevenir o desenvolvimento de DM tipo 2 pós-parto.

Acompanho gestantes desde o inicio da gestão quando existe alguma alteração da glicemia, assim como a partir do diagnostico pela obstetra de diabetes gestacional. Faço o acompanhamento do controle glicemico, com orientações gerais e monitorização da glicemia, assim como a prescrição de medicamento quando necessário, com monitorização de alterações possiveis nos exames da gestante que possam estar prejudicando o desenvolvimento fetal.

Monique Lima E Silva

Endocrinologista

Rio de Janeiro


Diabetes Mellitus gestacional (DMG) é uma intolerância a carboidratos de gravidade variável, que se iniciou durante a gestação atual e não preenche os critérios diagnósticos de diabetes mellitus. É o problema metabólico mais comum na gestação e tem prevalência entre 3 e 25% das gestações, dependendo do grupo étnico, da população e do critério de diagnóstico utilizado. A incidência de DMG está aumentando em paralelo como o aumento do DM2 (Diabetes Mellitus tipo 2) e da obesidade feminina. Esses dados são da Sociedade Brasileira de Diabetes - SBD O acompanhamento nutricional no inicio e durante a gestação é essencial para a prevenção do diabetes gestacional.

Luci Souza

Nutricionista

São Paulo

Agendar uma visita

Orientação nutricional e medicamentosa, associada a avaliação ponderal e laboratorial, sempre visando o controle clínico da paciente e saúde fetal.

Isis Mesquita Faria

Médico clínico geral, Endocrinologista

Rio de Janeiro


O diabetes gestacional é uma condição que afeta mulheres grávidas principalmente a partir do segundo trimestre da gestação, sendo detectado através do teste oral de tolerância à glicose. O pré-natal é muito importante para detecção e acompanhamento deste problema, que pode causar complicações para a mãe e para o bebê. A gestante tem uma chance maior de desenvolver pré-eclâmpsia (pressão alta) e de ser submetida a uma cesariana ou parto instrumental. O bebê tem um risco maior de crescer além do adequado, de apresentar complicações ainda dentro do útero, no parto e após o nascimento. O controle adequado da glicemia (açúcar no sangue) da gestante é fundamental para minimizar essas complicações.

Julia Freitas

Ginecologista

Rio de Janeiro


Diabetes gestacional é uma alteração gerada por aumento excessivo do hormonio lactogenio placentário, se não controlada adequadamente pode gerar conseqencias graves como macrossomia fetal, hipoglicemia e em casos extremos até óbito fetal. Com adeqaudo controle ao longo do pré natal é possível passar uma gestação tranquila e sem intercorrencias.

Marina Levy

Ginecologista

São Paulo


O diabetes melilitus gestacional é uma condição frequante geralmente diagnosticado no meio da gestacao, através da curva glicêmica que é solicitada pelo obstetra em torno de 24-28 sem de gestação. É frequente em mulheres que apresentem história familiar de diabetes mellitus, ganho de peso excessivo na gestação, em portadoras da síndrome dos ovários policísticos,etcO tratamento na maioria das vezes é baseado na dieta com menor teor de carboidrato, atividade física regular. Somente em 20% dos casos o TTO é feito com insulina. A importância do TTO é evitar as complicações para o bebê como a macrossomia ( bebê>4kg), hipoglicemia neonatal, imaturidade do pulmão do Recém-nascido, icterícia, etc...

É o aumento do nível de glicose no sangue durante a gravidez, principalmente no terceiro trimestre. Como a maioria das mulheres não apresenta sintomas, é recomendado que a partir da 24ª semana (início do 6º mês) de gravidez, seja realizado exame de glicemia em jejum e após estímulo da ingestão de glicose (o chamado teste oral de tolerância a glicose). Se exames alterados, é essencial que a paciente faça acompanhamento regular com Endocrinologista, para controlar adequadamente a glicemia e evitar riscos maternos e fetais, como crescimento fetal excessivo (macrossomia fetal), partos traumáticos e hipoglicemia neonatal.

Marcella Menezes Andrade

Médico clínico geral, Endocrinologista

Belo Horizonte


O diabetes gestacional é um problema que surge durante a gravidez devido aos hormônios produzidos pela placenta e, portanto, acaba no momento do parto. O rastreio é feito nas consultas de pré-natal e mulheres mais velhas, com sobrepeso ou obesidade, com história prévia de bebês pesando mais de 4 kg ou que ganharam muito peso na gestação atual estão sob maior risco. Ao longo da minha formação, atendi muitas gestantes na Maternidade Escola e com o tratamento adequado, complicações tanto para mãe quanto para o bebê são evitadas. Algumas pessoas controlam só com dieta, entretanto outras precisam de insulina. Caso precise, marque uma consulta que vou te acompanhar nesse momento tão especial.

Stéphanie Cozzolino

Médico clínico geral, Endocrinologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A diabete gestacional (DMG) é diagnosticada pela glicemia de jejum alterada (>= 92) ou teste de sobrecarga com 75g de glicose entre a 24a e 28a semana alterado (Oh >= 92; 1h >= 180 2h >= 153). Feito o diagnóstico o controle glicêmico dever ser feito atraves do dextro 4 medidas ao dia, a paciente deve seguir dieta de acordo com recomendação da nutricionista. Quando não controlado o DMG pode levar o bebe a crescer demais, impossibilitando o parto normal, tem mais riscos de desconforto respiratorio ao nascer e pode até ir a óbito dentro da barriga da mãe. Para a gestante também há riscos maiores de ser uma futura diabética. O controle glicêmico minimiza bastante esses riscos.

Yzabel Basílio

Ginecologista

São Paulo

Agendar uma visita

Uma das minhas grandes paixões na obstetrícia é sem dúvida, a diabetes!! Seja a gestante que já tem diabetes ou a que a desenvolve durante a gravidez, cuidar dessa patologia e ver finais felizes me trazem imensa satisfação. Tenho experiência em acompanhar fetos com complicações secundárias à diabetes na grávida e felizmente, tive desfechos satisfatórios. Se você tem ou desenvolveu esta patologia, não deixe de fazer seu pré natal com profissional capacitado.

Isabel Botelho

Ginecologista

São Paulo

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Diabetes gestacional?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.