Leiomiomatose - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em leiomiomatose

Encontre um especialista em Leiomiomatose na sua cidade:
Camilla Teles Vidal de Paula

Camilla Teles Vidal de Paula

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ana Carolina Tagliatti Zani Mantovi

Ana Carolina Tagliatti Zani Mantovi

Ginecologista

Ribeirão Preto

Jean Louis Maillard

Jean Louis Maillard

Ginecologista

Florianópolis

Marcos Aurélio Martins Travessa

Marcos Aurélio Martins Travessa

Cirurgião geral, Ginecologista

Salvador

Rogerio Gomes

Rogerio Gomes

Ginecologista

São Paulo

Lígia Helena Ferreira Melo e Silva

Lígia Helena Ferreira Melo e Silva

Ginecologista, Radiologista

Perguntas sobre Leiomiomatose

Nossos especialistas responderam a 19 perguntas sobre Leiomiomatose

Olá. O mioma é um tumor benigno do músculo liso do útero, com risco de malignidade muito baixo e presente em 40 a 80% das mulheres.
O mecanismo primário da formação do mioma seriam mutações…
2 respostas

Olá. A leiomiomatose uterina não é uma doença infecto-contagiosa. É um tumor benigno do útero, com risco de malignidade muito baixo, muito frequente, presente em 40 a 80% das mulheres. Apenas…
1 respostas

Miomas sem sintomas não necessitam de cirurgia. Na menopausa eles não desaparecerão, porém não crescem e não causarão sangramento.
3 respostas

Especialistas falam sobre Leiomiomatose

O Leiomioma Uterino é um tumor benigno do útero de grande prevalência na população, acometendo de 40 a 80% das mulheres. A vertente maligna do mioma, leiomiossarcoma, é extremamente rara (0,1 a 0,3%) e agressiva. A maior parte das pacientes é assintomática. Aquelas que requerem tratamento apresentam dismenorreia, sangramento uterino anormal e infertilidade. O tratamento da leiomiomatose é clínico e baseado em uso de medicações, em sua grande maioria hormonais, para o controle dos sintomas. O tratamento cirúrgico pode ser necessário na falha do tratamento clínico, na presença de grandes massas pélvica e de dor pélvica.

Quais profissionais tratam Leiomiomatose?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.