Miomatose uterina - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em miomatose uterina

Encontre um especialista em Miomatose Uterina na sua cidade:
Daiane Mendonça Gottlieb

Daiane Mendonça Gottlieb

Ginecologista

Porto Alegre

Heraldo José Araujo Carneiro

Heraldo José Araujo Carneiro

Ginecologista

Fortaleza

Amanda Alves Corrêa

Amanda Alves Corrêa

Ginecologista

Niterói

Paulo Roberto Mussel Barrozo

Paulo Roberto Mussel Barrozo

Ginecologista

Cabo Frio

FERNANDA ERCI BAUER

FERNANDA ERCI BAUER

Ginecologista

Cotia

Zolder Marinho Silva

Zolder Marinho Silva

Ginecologista

Belo Horizonte

Perguntas sobre Miomatose uterina

Nossos especialistas responderam a 26 perguntas sobre Miomatose uterina

Olá. O mioma é um tumor benigno do útero, presente em 40 a 80% das mulheres, com risco de malignidade muito baixo. Apenas 20% das mulheres com miomas apresentam algum sintoma e necessitam de…
1 respostas

Mioma com mais de 5cm difícil responder com medicamentos... mas pode fazer um teste terapêutico com medicamento que seu ginecologista prescrever e fazer controle.... mas mioma não vai virar câncer...…
2 respostas

Olá. O mioma é um tumor benigno do útero, presente em 40 a 80% das mulheres, com risco de malignidade muito baixo. Apenas 20% das mulheres com miomas apresentam algum sintoma e necessitam de…
1 respostas

Especialistas falam sobre Miomatose Uterina

Mioma uterino é o tumor ginecológico benigno mais comum que afeta quase metade das mulheres ao longo da vida. Os principais sintomas são aumento do utero e sangramento menstrual intenso. A depender do tamanho, sintomas e localização, o mioma pode ser tratado clinicamente ou por cirurgia. Esta última fica reservada para os casos graves, que não melhoram com tratamento medicamentoso, miomas volumosos ou infertilidade. A cirurgia pode ser videolaparoscópica ou aberta, e pode incluir a retirada apenas do mioma (miomectomia) ou retirada do útero (histerectomia). Novos tratamentos como HIFU e embolização uterina tem surgido, mas devem ser avaliados caso a caso.

Marina De Paula Andres

Ginecologista

São Paulo


É uma doença benigna que ocorre em 20-30% das mulheres em idade reprodutiva, sendo mais comum em negras do que brancas. Pode ocasionar aumento do volume uterino e distorção de sua arquitetura, ocasionando dor abdominal, sangramento vaginal, abaulamento do abdome e infertilidade. O diagnóstico é feito por meio da associação de dados do exame ginecológico em associação com ultrassonografia transvaginal, ressonância de pelve e videohisteroscopia. Deve-se diferenciar de diagnósticos como Adenomiose, Endometriose e câncer de endometrio.O tratamento é cirurgico quando apresentar a sintomatologia descrita. Caso seja assintomatica, pode acompanhar em tamanhos pequenos com pouca distorção.

Eduardo Rodrigues Zarco Da Câmara

Cirurgião geral, Cirurgião oncológico

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Leiomiomas são tumores benignos. Cerca de 75% dos casos são assintomáticos, encontrados ocasionalmente durante exame abdominal ou ultra-sonografia. O sangramento uterino aumentado é a queixa mais comum. Com isso a miomectomia histeroscopica quando indicada, é um tratamento conservador que deve ser usado em pacientes com sangramento uterino anormal, nas inférteis e nas candidadas terapia de reposição hormonal. Os miomas dependendo do tamanho e localização também podem ser retirados por video laparoscopia.

Adriana De Mattos Viveiros Da Costa Amorim

Ginecologista

Rio de Janeiro


Miomas são tumores benignos que surgem no útero e levam ao aumento do volume uterino. Na maioria dos casos, podem ser assintomáticos e necessitam apenas de acompanhamento clínico. Quando geram sintomas, os mais comuns são aumento do fluxo menstrual e cólica. Atualmente, no Brasil, ainda não existe tratamento medicamentoso para desaparecimento doa miomas, mas podemos fazer um controle dos sintomas com algumas medicações. Em determinados casos, há indicação cirúrgica e a depender do desejo de gestar, idade e tamanho dos miomas pode-se indicar a retirada apenas dos nódulos ou mesmo a retirada do útero. É importante uma avaliação médica para definição de qual melhor tratamento em cada caso.

Fernanda Da Rocha Medeiros

Ginecologista

Salvador


Miomas uterinos são tumores benignos, que muitas vezes aparecem durante a idade fértil (atinge cerca de 50% das mulheres na faixa etária dos 30 aos 50 anos). Não existe uma causa estabelecida, mas há relação com hereditariedade, raça e fatores hormonais. Os sintomas podem variar a depender da localização dos miomas. As queixas mais comuns temos aumento de sangramento menstrual, com ou sem irregularidade, dor pélvica e/ou dor na relação sexual, infertilidade. É importante passar com o ginecologista para diagnóstico, através do exame físico e realização de exames como o US Transvaginal, e para definição de tratamento. Pois ele pode ser clínico ou cirúrgico, a depender do seu caso.

Os leiomiomas ou miomatose uterina, é uma patologia que acomete a mulher em sua vida reprodutiva, trazendo diversas queixas e desconforto a mulher, levando a perda de dias de trabalho e queda da qualidade de vida. As queixas mais comuns são aumento do fluxo menstrual, dor no período menstrual, aumento do volume abdominal, maior frequência miccional entre outras queixas comuns. O diagnóstico se faz com um ultrasson de rotina, e após o planejamento terapêutico e abordagem multidiciplinar é possível a realização da “Embolização de artérias uterinas”, técnica que permite a redução drástica dos sintomas, com abordagem minimamente invasiva.

William Fonseca

Cirurgião vascular

Guaratinguetá

Quais profissionais tratam Miomatose uterina?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.